Wimbledon – Dia 7

A 4ª rodada (quase) completa no individual com grandes jogos e uma batalha histórica.

Masculino

9024691662699_6141768785090

Gilles Müller

Sem dúvida, o grande jogo do dia foi o entre Rafael Nadal e Gilles Müller. Aos 34 anos e em seu melhor ano da carreira, Müller abriu 2-0 no espanhol, que não perdia um set há 10 jogos. Nadal empatou e levou o jogo ao 5º set, que parecia interminável. Müller tinha a vantagem, mas nenhum dos dois conseguia a quebra. O luxemburguês jogava de maneira impecável e conseguia bolas quase impossíveis. Teve 4 match points, mas Nadal salvava. Até o 28º game do 5º set, quando Müller finalmente fechou e venceu o jogo de 4h47 com parciais de 63 64 36 46 15-13. Müller terá pela frente nas 4as o croata Marin Cilic, que derrotou o espanhol Roberto Bautista Agut por 62 62 62.

Andy Murray segue vivo ao vencer o francês Benoit Paire por 76(1) 64 64 e enfrenta o americano Sam Querrey, que também precisou de 5 sets para vencer o sul-africano Kevin Anderson por 57 76(5) 63 67(11) 63. Num belo duelo, Milos Raonic derrotou a sensação do ano Alexander Zverev também no 5º set por 46 75 46 75 61 e vai pegar Roger Federer, que chegou pela 50ª vez às 4as de Grand Slam ao passar pelo búlgaro Grigor Dimitrov por 64 62 64. Tomas Berdych derrotou Dominic Thiem por 63 67(1) 63 36 63 e aguarda o vencedor de Novak Djokovic e Adrian Mannarino, que nem entraram em quadra, já que o jogo do Nadal demorou demais.

Feminino

garbinemuguruzadaysevenchampionshipswimbledon8paw0iirtnvl

Garbiñe Muguruza

A espanhola Garbiñe Muguruza derrotou a número 1 do mundo Angelique Kerber por 46 64 64 e com isso a alemã perde a liderança do ranking. Muguruza enfrentará nas 4as a russa Svetlana Kuznetsova, que venceu a polonesa Agnieszka Radwanska por 62 64. Quem pode assumir a liderança do ranking é Simona Halep, que venceu por 76(3) 62 a bielorrussa Victoria Azarenka e terá pela frente a esperança britânica Johanna Konta (76(3) 46 64 na francesa Caroline Garcia). Se Halep vencer a próxima partida, será a líder, caso contrário será Karolina Pliskova.

A grande surpresa nas 4as é a eslovaca Magdalena Rybarikova, que eliminou a qualifier Petra Martic por 64 26 63 e terá pela frente a americana CoCo Vandeweghe (76(4) 64 na Caroline Wozniacki). Fechando os confrontos, a veteraníssima Venus Williams venceu a croata Ana Konjuh por 63 62 e enfrenta agora a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko, que passou pela 4ª do mundo Elina Svitolina com 63 76(6).

Duplas e Juvenis

Em mais uma batalha de 5 sets, Marcelo Melo e Lukasz Kubot venceram de virada o romeno Florian Mergea e o paquistanês Aisam-ul-Haq Qureshi por 67(3) 46 61 64 62. Eles aguardam a dupla vencedora do jogo entre Marcelo Demoliner/Marcus Daniell e os irmãos Ken e Neal Skupski. Os britânicos lideram por 2-1 (76(4) 57 76(7)) em jogo interrompido por falta de luz natural.

No feminino, Bia Haddad Maia e Ana Konjuh perderam nas 8as de 67(2) 63 64 para Chan Hao-ching e Monica Niculescu. Na chave juvenil masculina, duas derrotas: Thiago Seyboth Wild caiu por 64 64 pro italiano Francesco Forti e João Lucas Reis da Silva para o americano Vasil Kirkov por 26 75 75.

Wimbledon – Dias 5 e 6

3ª rodada de simples e a 2ª rodada de duplas em Londres

Masculino

Andy Murray sofreu com o italiano Fabio Fognini, mas acabou levando e se garantindo na 4ª rodada. O italiano chegou a ter 5-1 no 4º set, mas fez 6 ganes seguidos e venceu por 62 46 61 75. Ele enfrenta agora o francês Benoit Paire (62 76(3) 63 no polonês Jerzy Janowicz). Em jogo interrompido na sexta por falta de luz natural, o americano Sam Querrey venceu Jo-Wilfried Tsonga no sábado, quando jogaram apenas um game! Querrey venceu por 62 36 76(5) 16 75. O americano enfrenta agora o sul-africano Kevin Anderson, que repete sua campanha de Roland Garros e chega à 4ª rodada, após vencer o qualifier belga Ruben Bemelmans por 76(3) 64 76(3).

wire-925359-1499611237-29_634x356

Rafael Nadal

Rafael Nadal segue sem perder sets e passou pelo russo Karen Khachanov por 61 64 76(3). Nadal não perde um set desde 20 de maio! O espanhol pega agora Gilles Müller, de Luxemburgo, que em seu melhor ano da carreira venceu 76(4) 75 64 o britânica Aljaz Bedene. Roberto Bautista Agut eliminou o japonês Kei Nishikori por 64 76(3) 36 63 e enfrentará Marin Cilic (64 76(3) 64 no americano Steve Johnson. Milos Raonic (76(3) 64 75 no espanhol Albert Ramos Viñolas) fará um grande duelo contra o alemão Alexander Zverev (64 64 62 no austríaco Sebastian Ofner). Roger Federer passou pelo Mischa Zverev, irmão mais velho do Alexander, por 76(3) 64 64 e vai pegar o búlgaro Grigor Dimitrov (61 61 abandono do israelense Dudi Sela).

Dominic Thiem venceu o americano Jared Donaldson por 75 64 62 e pega Tomas Berdych (63 64 63 no veterano David Ferrer). Fechando a chave, Novak Djokovic passou pelo letão Ernests Gulbis com 64 61 76(2) e nas 8as enfrenta Adrian Mannarino, que surpreendeu o compatriota Gael Monfils por 76(3) 46 57 63 62.

Feminino

Assim como no masculino, apenas 3 não-cabeças de chave estão nas 8as. Destaque para o confronto de duas, a eslovaca Magdalena Rybarikova (62 61 na ucraniana Lesia Tsurenko) e a qualifier croata Petra Martic (76(6) 61 na cazaque Zarina Diyas). Já a número 1 do mundo Angelique Kerber sofreu, mas venceu a americana Shelby Rogers por 46 76(2) 64 e enfrenta a espanhola Garbiñe Muguruza (62 62 na romena Sorana Cirstea). Um belo confronto nas 8as entre a polonesa Agnieszka Radwanska (36 64 61 na suíça Timez Bacsinszky) e a russa Svetlana Kuznetsova (64 60 na eslovena Polona Hercog). Fechando a chave de cima, CoCo Vandeweghe venceu Alison Riske por 62 64 no duelo americano e pega Caroline Wozniacki, com dura virada sobre a estoniana Anett Kontaveit com 36 76(3) 62.

2124164-44440499-640-360

Jelena OStapenko

Na chave de baixo, Venus Williams (76(3) 64 na japonesa Naomi Osaka) pega a croata Ana Konjuh, que eliminou a 8ª cabeça de chave Dominika Cibulkova por 76(3) 36 64. Outro bom duelo será entre a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko (75 75 na italiana Camila Giorgi) e a ucraniana Elina Svitolina (61 75 na alemã Carina Witthöft). Única britânica ainda viva na chave, Johanna Konta (64 61 na grega Maria Sakkari) pega a francesa Caroline Garcia (64 63 na americana Madison Brengle). Cabeça 2 Simona Halpe (64 76(7) na chinesa Shuai Peng) pega Victoria Azarenka, que está abaixo do 600º lugar do ranking após voltar da gravidez e venceu por 36 61 64 a britânica Heather Watson.

Duplas e Juvenis

880x400_noticia_5961846856e46_08-07-2017_22-18-32

Marcelo Melo e Lukasz Kubot

Marcelo Melo e Lukasz Kubot sofreram muito e precisaram de mais de 3h30 para vencer o alemão Philipp Petzschner o austríaco Alexander Peya por 62 57 63 36 11-9. Marcelo Demoliner e o neozelandês Marcus Daniell também venceram os australianos Thanasi Kokkinakis e Jordan Thompson por 64 76(0) 64 também atingindo a 3ª rodada. A decepção veio com a derrota de Bruno Soares e Jamie Murray na sexta-feira para Sam Groth/Robert Lindstedt por duros 46 63 46 75 75.

Em mais uma bela apresentação, Bia Haddad Maia e Ana Konjuh venceram as espanholas Lara Arruabarrena e Arantxa Parra Santonja por 64 46 60 e estão nas 8as. É a 1ª vez desde Roland Garros-1999 que uma brasileira chega a 2ª semana de um Grand Slam! Nas duplas mistas, Bruno e Elena Vesnina (63 36 75 em Jack Sock/Madison Keys) e Marcelo Demoliner e Maria José Martinez Sanchez  (62 64 em Marcin Matkowski/Kveta Peschke) estão nas 8as também. Thaisa Pedretti estreou com vitória na chave juvenil com 60 63 na britânica anna Loughlan.

Wimbledon – Dia 3

Vitórias dos favoritos e derrotas dos brasileiros.

Feminino

Bia Haddad Maia fez um ótimo jogo contra a número 2 do mundo, a romena Simona Halep na Quadra 1, a 2ª maior do complexo. Bia começou bem abrindo logo 3-0, mas deixou Halep empatar. Depois quebrou novamente e chegou a sacar para fechar o 1º set em 5-3, mas a romena venceu 4 games seguidos. No 2º set, games muito disputados, mas com 4-3, Halep quebrou a brasileira de zero e venceu com 75 63. Bia mostrando que tem grande potencial e tudo para encarar as melhores do mundo! Foi uma pena pegar a Halep logo na 2ª rodada. A romena enfrentará a chinesa Shuai Peng (62 62 na espanhola Carla Suárez Navarro).

Também venceram e estão na 3ª rodada: Elina Svitolina (63 60 na italiana Francesca Schiavone), a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko (46 76(4) 63 na canadense Françoise Abanda), Dominika Cibulkova (64 64 na americana Jennifer Brady), Venus Williams (46 64 61 na chinesa Qiang Wang), Johanna Konta (76(4) 46 10-8 na croata Donna Vekic) e Victoria Azarenka (63 63 na russa Elena Vesnina).

Masculino

andy-murray-627444

Andy Murray

Andy Murray segue como favorito e derrotou o alemão/jamaicano Dustin Brown por 63 62 62 para alcançar a 3ª rodada. Terá pela frente o italiano Fabio Fognini (76(3) 64 62 no checo Jiri Vesely). Rafael Nadal foi outro que sobrou ao derrotar o americano Donald Young por 64 62 75. O espanhol pega agora o russo Karen Khachanov, que venceu de virada o brasileiro Thiago Monteiro por 36 76(5) 76(3) 75.

Seguem na disputa pelo título Kei Nishikori (64 67(7) 61 76(6) no ucraniano Sergiy Stakhovsky), Marin Cilic (76(2) 64 75 no alemão Florian Mayer), o britânico Aljaz Bedene (63 36 63 63 no bósnio Damir Dzumhur) e o luxemburguês Gilles Müller (75 67(7) 46 63 97 no checo Lukas Rosol).

Duplas

Marcelo Melo e Lukasz Kubot passearam pelos holandeses Wesley Koolhof e Matwé Middelkoop com 64 60 63 em apenas 1h20min. Já André Sá e o israelense Dudi Sela perderam de virada por 36 36 75 76(5) 63 para Nicholas Monroe/Artem Sitak. Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva também perderam na 1ª rodada, de 62 76(5) 62 para Fabrice Martin/Daniel Nestor.

 

Roland Garros – Final

Não há muito o que falar de Rafael Nadal em Roland Garros, apenas devemos tirar o chapéu.

rafael-nadal-french-open-celebration

Rafael Nadal (ESP)

O espanhol passeou mais uma vez na grande final e faturou seu 10º título. Foi a campanha mais fácil de sua carreira, com 7 vitórias, 116 games vencidos e apenas 35 perdidos! Pela 3ª vez ele ganhou o título sem perder sets e ficou apenas 12h04min em quadra, média de 1h43 por partida! Na decisão, não deixou o suíço Stan Wawinka ver a cor da bola e venceu com tranquilos 62 63 61, em apenas 2h05.

O espanhol vence seu 15º título de Grand Slam, ficando atrás apenas de Roger Federer, que tem 18, e quebra um jejum de 3 anos sem títulos de GS.

59406895f2823_140617m_rafaelnadal_1280x720

O suíço não conseguia chegar ao nível do espanhol e sua frustração só aumentava e os números não deixam dúvida. Foram 94 pontos para o Nadal contra 57 de Wawrinka. 27 a 19 winners e 12 a 29 erros não forçados. Em sua 4ª final de Grand Slam na carreira, foi a 1ª vez que Wawrinka perdeu. Foi o 4º título de Nadal no ano, que já qse garante no ATP Finals, abrindo quase 3.000 pontos sobre o Federer no ranking de 2017.

Na final de duplas femininas, a americana Bethanie Mattek-Sands e a checa Lucie Safarova venceram tranquilamente as australianas Ashleigh Barty e Casey Dellacqua por 62 61 para conquistar o 3º Grand Slam seguido (US Open-2016, AusOpen-2017 e agora) e o 5º na carreira das duas. Só falta Wimbledon para elas. Já as australianas seguem sem um título de GS em duplas femininas (Dellacqua tem um de mistas). Barty perdeu pela 4ª vez e Dellacqua pela 7ª!

Os circuitos seguem para 3 semanas de torneios de grama até Wimbledon, que começa em 3 de julho.

Roland Garros – Dia 13

Um grande jogo e mais um passeio de Nadal.

Masculino

wawrinka

Stan Wawrinka (SUI)

Nas semifinais masculinas, Stan Wawrinka saiu duas vezes atrás do placar para virar o jogo sobre Andy Murray, conquistar sua 4ª vitória sobre um número 1 do mundo e sua 4ª final de Grand Slam na carreira. O suíço, campeão do torneio em 2015, venceu a 1ª semifinal sobre o escocês por 67(6) 63 57 76(3) 61 em jogo de 4h34min.

Já no 2º jogo, mais um passeio de Rafael Nadal. O espanhol, que está muito perto do seu 10º (!!) título de Roland Garros  nem deixou o austríaco Dominic Thiem ver a cor da bola. Muito superior, o espanhol venceu por 63 64 60 e segue sem perder sets neste torneio! Em 6 partidas, Nadal venceu 98 games e perdeu apenas 29! Se Nadal vencer a final por 3-0, será seu 3º título em RG sem perder sets! Ele fez isso em 2008 e 2010.

Duplas

O americano Ryan Harrison e o neozelandês Michael Venus venceram 46 63 64 os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah para garantir a vaga na final de duplas masculinas, a 1ª final de Grand Slam dos dois.

No feminino, a final será entre as australianas Ashleigh Barty e Casey Dellacqua (75 46 63 em Lucie Hradecka/Katerina Siniakova) e as cabeças número 1 Bethanie Mattek-Sands/Lucie Safarova (64 62 em Martina Hingis/Yung-Jan Chen). Barty chega a sua 4ª final de GS de duplas femininas e Dellacqua a sua 7ª. Ambas nunca venceram um título! Já Mattek-Sands/Safarova buscam o 5º título de GS da parceria.

Roland Garros – Dia 11

A chuva deu trégua e a rodada de quartas de final terminou.

Masculino

French Open

Dominic Thiem (AUT)

Rafael Nadal nem suou para avançar às semifinais. Isso porque seu compatriota Pablo Carreño Busta abandonou o jogo enquanto Nadal vencia por 62 20. Sempre que o Nadal chegou na semi, ele ficou com o título. O espanhol ainda não perdeu um set em Paris e tem 80 games a favor e apenas 22 contra! Ele enfrentará o austríaco Dominic Thiem, que jogou muito e aproveitou um Novak Djokovic fora de jogo para derrotar o sérvio por 76(5) 63 60, com direito a um pneu no 3º set! O último pneu que o Djoko levou foi em 2016, em Roma, no 1º set contra Thomaz Bellucci, mas depois ele virou o jogo.

Stan Wawrinka passeou pelo croata Marin Cilic, vencendo por 63 63 61 em 1h30 e vai buscar vaga na final contra o número 1 do mundo Andy Murray, que virou o jogo pra cima de Kei Nishikori com 26 61 76(0) 61.

Feminino

French Open

Simona Halep (ROU)

A checa Karolina Pliskova eliminou a última esperança dos donos de casa, eliminando Caroline Garcia por 76(3) 64. Nada mal para quem tinha disputado 5 vezes Roland Garros e vencido apenas 2 partidas! Pliskova enfrentará a romena Simona Halep, que virou para cima da ucraniana Elina Svitolina por 36 76(6) 60. Teremos uma campeã inédita de Grand Slam.

Duplas e Juvenis

Rogério Dutra Silva e o italiano Paolo Lorenzi foram derrotados nas 4as pelo espanhol Fernando Verdasco e pelo sérvio Nenad Zimonjic por 76(5) 75, encerrando um torneio dos sonhos para o brasileiro. Com tantas quedas de favoritos na chave de duplas masculinas, temos nas semifinais apenas uma dupla cabeça de chave, os colombianos Juan Sebastian Cabal/Robert Farah, cabeças 16. Eles pegam Ryan Harrison/Michael Venus enquanto Verdasco/Zimonjic enfrentarão Santiago González/Donald Young.

Nas duplas femininas, as cabeças 1 Bethanie Mattek-Sands/Lucie Safarova enfrentam Chan Yung-jan/Martina Hingis e as australianas Ashleigh Barty/Casey Dellacqua pegam as checas Lucie Hradecka/Katerina Siniakova.

Nas mistas, a alemã Anna-Lena Groenefeld e o colombiano Robert Farah enfrentam na final nesta quinta a canadense Gabriela Dabrowski e o indiano Rohan Bopanna. Apenas Groenefeld já venceu título de Grand Slam, dois de duplas mistas.

Thiago Wild surpreendeu mais uma vez na chave juvenil ao derrotar o austríaco Jurij Rodionov por 36 76(8) 64 e atingir as 4as de final. Nas duplas femininas, Thais Pedretti e a colombiana María Camila Serrano venceram 64 61 a taiwanesa Liang En-shou e a chinesa Wang Xinyu e também estão nas 4as.

Roland Garros – Dias 8 e 9

Quarta rodada em Paris definiu as quartas de final.

Masculino

Sete dos oito favoritos estão nas 4as. Andy Murray eliminou a zebra Karen Khachanov por 63 64 64 e se garantiu pela 6ª vez seguida nas 4as de Roland Garros (pulando 2013, que ele não disputou). O britânico vai enfrentar  japonês Kei Nishikori, que começou levando um pneu do espanhol Fernando Verdasco, mas virou por 06 64 64 60. Stan Wawrinka eliminou o último francês na chave, com 75 76(7) 62 sobre Gael Monfils. Ele vai pegar o descansando Marin Cilic, que com 63 30 viu o sul-africano Kevin Anderson abandonar.

French Open

Dominic Thiem (AUT)

Na chave de baixo, Pablo Carreño Busta é a surpresa nas 4as. O espanhol eliminou o 5º cabeça de chave Milos Raonic por 46 76(2) 67(6) 64 86 e chega pela 1ª vez às 4as de um Grand Slam. Só que ele terá agora pela frente ninguém menos que Rafael Nadal, que passeou mais uma vez, agora com 61 62 62 sobre Roberto Bautista Agut. Fechando a última partida, Novak Djokovic chega pela 8ª vez seguida às 4as de Roland Garros com 76(5) 61 63 sobre o espanhol Albert Ramos Viñolas e vai pegar o austríaco Dominic Thiem (61 63 61 no argentino Horacio Zeballos).

Feminino

France Tennis French Open

Caroline Garcia (FRA)

Apenas 3 das top8 estão nas 4as. A checa Karolina Pliskova eliminou a zebra paraguaia Veronica Cepede Royg por 26 63 64 para atingir pela 3ª vez seguida as 4as de um Grand Slam. Ela enfrentará a francesa Caroline Garcia, que venceu o duelo da casa sobre Alizé Cornet por 62 64. Simona Halep (61 61 na espanhola Carla Suárez Navarro) pega a ucraniana Elina Svitolina (46 63 75 na qualifier croata Petra Martic).

Outra francesa chega às 4as. Kristina Mladenovic tirou a atual campeã Garbiñe Muguruza com 61 36 63 e, pela 1ª vez desde 1994 duas francesas chegam às 4as de Roland Garros. Ela vai pegar por uma vaga na semi a suíça Timea Bacsinszky (57 62 61 na Venus Williams). Na última partida, a letã Jelena Ostapenko (26 62 64 na australiana Samantha Stosur) é a grande surpresa da chave feminina e busca vaga na semi contra Caroline Wozniacki (61 46 62 na russa Svetlana Kuznetsova).

Duplas e Juvenis

Bruno Soares e Jamie Murray venceram no domingo na 3ª rodada o indiano Rohan Bopanna e o uruguaio Pablo Cuevas por 76(5) 62, mas nesta segunda, foram derrotados nas 4as. Eles vinham com o jogo na mão e sacaram para fechar o jogo em 54 no 2º set, mas levaram a virada de 36 76(3) 76(4) do mexicano Santiago Gonzalez e do americano Donald Young. Nas duplas mistas, Marcelo Demoliner e a espanhola María José Martinez Sanchez venceram com 64 36 [15-13] Abigail Spears/Juan Sebastian Cabal e estão nas 4as.

No juvenil, Thais Pedretti venceu na estreia 61 64 a ucraniana Katarina Zavatska, mas perdeu na rodada seguinte de 64 62 para a russa Sofya Lansere. Nas duplas, ela e a colombiana Maria Camila Serrano venceram polonesas por 64 57 [10-4]. No masculino, Thiago Wild venceu na estreia o francês Rayane Roumane por 16 63 64.