Resumo olímpico da semana

Tênis

TENNIS-DAVIS-DOM-BRA

João Pedro Sorgi

Com equipe desfalcada, o Brasil sofreu para vencer a República Dominicana no Zonal Americano por 3-2.  Começando com João Pedro Sorgi, o Brasil perdeu o 1º jogo por 62 46 76(3) para José Hernandez-Fernandez. Na 2ª partida Thiago Monteiro sofreu para vencer Roberto Cid Subervi, 468º do ranking da ATP, por 67(6) 75 62. Nas duplas, Marcelo Melo e Marcelo Demoliner passaram com 63 64 sobre Nick Hardt e José Olivares. Nos jogos reversos de simples, Thiago perdeu 64 76(4) para Hernandez-Fernandez e o confronto chegou a 2-2.

No jogo decisivo, Sorgi, que é hoje o 364º do mundo obteve a vitória mais importante da carreira com 67(8) 61 64 sobre Cid Subervi e o Brasil venceu, marcando encontro com a Colômbia em abril, fora de casa.

Atletismo

Thiago Braz disputou na cidade alemã de Karlsruhe a 1ª etapa do novo circuito indoor da IAAF, mas queimou as 3 tentativa em 5,45m, terminando sem marca válida. A vitória foi do alemão Raphael Holzdeppe, com 5,88m.

Em Torneio Indoor em São Caetano do Sul, Talles Silva foi o destaque ao bater o recorde brasileiro indoor do salto em altura com 2,26m. Darlan Romani fez 21,06m no arremesso de peso e confirmou o índice pro Mundial Indoor. Já Vitor Hugo dos Santos fez 6.67 nos 60m e ficou a 0.04 do índice.

Gilberto Silvestre Lopes e Jenifer do Nascimento Silva venceram a Copa Brasil de Cross-Country, em Bragança Paulista e foram convocados para o Campeonato Pan-Americano, que será na outra semana em El Salvador. Também foram convocados os vices Valério de Souza Fabiano e Maria Aparecida Ferraz e os campeões da prova Sub-20 Francisco Perrout Lima e Raquel de Carvalho Xavier.

Tiro

n1542_002

Felipe Wu (centro). Reprodução

Felipe Wu disputou 3 provas da pistola de ar 10m no torneio Intershoot, na Holanda, saindo com 2 medalhas. No 1º dia ficou com o ouro após 576 na quali e 242,2 na final contra 239,8 do japonês Matsuda Tomoyuki. No 2º dia, fez os mesmo 576 pontos na quali, mas na final acabou em 5º após alguns tiros ruins. No 3º dia de prova, foi o 2º melhor na quali com 586 e na decisão perdeu pro veterano português João Costa por 241,7 a 241,4.

Esgrima

Atual 5º do ranking mundial juvenil na espada, Alexandre Camargo perdeu na 4ª rodada da Copa do Mundo juvenil em Sabac, na Sérvia e terminou na 28ª posição. Depois de passar pela fase de poules, ele foi bye na 1ª rodada, venceu belga por 15-9, norueguês por 15-8 até perder por 15-14 para francês Arthur Philippe. Por equipes, o Brasil fez uma boa campanha. Venceu na estreia 45-43 a Ucrânia e perdeu nas 8as 45-36 pra Hungria. Nos combates classificatórios venceu 42-40 a Romênia e 45-33 a Espanha, perdendo na disputa do 9º lugar 45-33 pra Suíça. Um bom 10º lugar.

Ana Beatriz Bulcão disputou a Copa do Mundo adulta de florete feminino em Alger, na Argélia, perdeu na 1ª rodada preliminar de 15-7 para australiana e terminou em 101º lugar.

Outros Esportes:

Raphaela Galacho foi prata no US Open de taekwondo, em Las Vegas. Cabeça 1, ela venceu 3 americanas e pegou mais uma na decisão, que precisou abandonar por conta de uma lesão para a americana Madelynn Gorman-Shore. Os brasileiros ganharam mais duas medalhas na categoria Jr e 3 no parataekwondo.

img-20180204-wa0005

Garipov no pódio em Zagreb. Foto: CBW

Marat Garipov, cazaque naturalizado brasileiro, foi medalha de prata no Grand Prix de Zagreb de luta greco-romana. Ele venceu duas lutas e perdeu na decisão pro turco Dogus Ayaczi por 8-0.

Ane Marcelle Santos e Lugui Cruz venceram a seletiva de tiro com arco para as etapas de Antalya (TUR) e Salt Lake City (USA) da Copa do Mundo. Eles foram os únicos a atingirem os índices no round duplo-70m nas duas tentativas. Ane Marcelle fez 648 no domingo (índice era 629) e Lugui fez 651 também no domingo (índice 650).

Adilson da Silva não passou pelo corte do Maybank Championship, na Malásia, válido pelo Tour Europeu e Asiático de golfe.

– A seleção de Rugby XV do Brasil derrotou por 16-14 o Chile na abertura do Campeonato das Américas, jogando fora de casa. Com a vitória, o Brasil subiu para 25º lugar no ranking mundial masculino, sua melhor colocação da história.

Australian Open – Dia 12

Masculino

federer-roger-180124-1180

Roger Federer (SUI)

Apenas um jogo de simples estava programado para a sexta-feira: a semifinal masculina entre o mito Roger Federer e a zebra sul-coreana Chung Hyeon. O coreano já havia tirado do torneio o Alexander Zverev e Novak Djokovic, mas desta vez não foi páreo.

Federer começou arrasador e logo fechou em 61. Mas o coreano começou a sentir uma bolha no pé esquerdo e ainda no final do set pediu atendimento médico e, enquanto Federer vencia o 2º por 52 (30-30), o sul-coreano abandonou a partida para enorme frustração da torcida que foi até o Melbourne Park numa sexta-feira a tarde. Que desperdício de ingresso…

Será a 31ª final de GS do suíço, que busca o 20º título!

Duplas

A húngara Timea Babos e a francesa Kristina Mladenovic venceram na decisão de duplas as russas Ekaterina Makarova e Elena Vesnina por 64 63. Foi o 1º título de GS da húngara e o 4ª da francesa (2 duplas fem e 2 duplas mistas). Makrova e Vesnina venceram quase tudo na carreira jogando juntas: elas tem Roland Garros, Wimbledon e o US Open, além do ouro olímpico no Rio-2016 e só restava o título na Austrália para completarem o Golden Slam.

home_502341

Ekaterina Makarova e Bruno Soares

Nas duplas mistas, poderíamos ter uma final entre brasileiros, mas os dois acabaram perdendo na semifinal. Marcelo Demoliner e a espanhola Maria Jose Martinez Sanchez caíram por 75 57 [10-6] para Babos e o indiano Rohan Bopanna enquanto Bruno Soares e Makarova perderam por 61 64 para a canadense Garbiela Dabrowski e para o croata Mate Pavic.

Australian Open – Dia 11

Masculino

Na única semifinal do dia, o croata Marin Cilic soube controlar a ameaça inglesa Kyle Edmund e vencer por 3 sets a 0 e garantir uma vaga na final do 1º Grand Slam do ano, sua 3ª final em GS na carreira. Cilic precisou de apenas 2h18 para eliminar Edmund por 62 76(4) 62. Edmund encerra sua participação dos sonhos como o 1º inglês a chegar à semifinal do AusOpen desde 1977! Lembrando que o Andy Murray é escocês.

Feminino

5a696361cf3fb_4310370_ten_open_wozniacki_16_9_13369419_1822625_2018012515014093d16aa3_3be5_4ad9_ae9d_6abdd07d3666_sd_1280x720

Caroline Wozniacki (DEN)

Já na chave feminina tivemos na 5ª feira a disputa das duas semifinais. Cabeça 2 Caroline Wozniacki eliminou a zebra belga Elise Mertens por 63 76(2), impondo a primeira derrota da belga este ano, que vinha de uma sequência de 9 vitórias. Este foi o 1º AusOpen da Mertens!

A adversária da dinamarquesa na decisão será a romena Simona Halep, cabeça 1, que venceu Angelique Kerber por 63 46 97 em 2h20. A final entre Halep e Wozniacki vale, além do título, o topo do ranking da WTA. Para qualquer uma das duas será um título inédito, já que ambas não tem um GS ainda.

Duplas

Marcelo Demoliner e a espanhola Maria José Martinez Sanchez venceram os últimos australianos com chance de título nesse AusOpen na semifinal das duplas mistas. Eles passaram por Storm Sanders e Marc Polmans por 75 64. Bruno Soares e a russa Ekaterina Makarova também venceram e se garantiram na semifinal. Eles passaram pela checa Andrea Hlavackova e pelo francês Edouard Roger-Vasselin por 62 46 [13-11]. Quando Hlavackova e Roger-Vasselin tinham 9-8 no super tiebreak, a checa acertou um smash mas se embananou com seu parceiro e deixou a raquete cair e bater na rede antes da bolinha quicar pela 2ª vez, perdendo o ponto no matchpoint. Bom pro Bruno, que fez o ponto e virou o super tie-break.

Os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah surpreenderam os irmãos Bryan na semifinal de duplas por 76(1) 75 impendindo os americanos de chegarem pela 31ª vez a final de um GS. Seus adversários na decisão serão o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic..

 

Australian Open – Dia 5

Masculino

Rafael Nadal mais uma vez sobrou na 3ª rodada em Melbourne e venceu o bósnio Damir Dzumhur por 61 63 61 e chega pela 39ª vez às 8as de um Grand Slam e pela 11ª vez na Austrália. O número 1 do mundo terá pela frente o argentino Diego Schwartzmann, que eliminou por 67(1) 62 63 63 o ucraniano Alexander Dolgopolov. Pablo Carreño Busta passou com 76(4) 46 75 75 pelo luxemburguês Gilles Muller e vai disputar uma vaga nas 4as contra o croata Marin Cilic, que venceu o americano Ryan Harrison por 76(4) 63 76(4).

nintchdbpict000379164186-e1516386037939

Kyle Edmund (GBR)

Número 3, o búlgaro Grigor Dimitrov passou pelo russo Andrey Rublev por 63 46 64 64 e pega agora o australiano Nick Kyrgios, que eliminou Jo-Wilfried Tsonga por 76(5) 46 76(6) 76(5). Fechando a chave de cima, na área das surpresas, Kyle Edmund eliminou o georgiano Nikoloz Basilashvili por 76(0) 36 46 60 75 chegando pela 2ª vez na carreira na 4ª rodada de um Grand Slam. O italiano Andreas Seppi será seu adversário após derrotar Ivo Karlovic, que fez 52 aces, por 63 76(4) 67(3) 67(5) 97.

Feminino

gettyimages-907060104

Denisa Allertova (CZE)

Três qualifiers jogaram na 3ª rodada, mas apenas Denisa Allertova venceu. A checa fez 61 64 na polonesa Magda Linette e joga agora com a 4ª do mundo, a ucraniana Elina Svitolina, que tirou a compatriota qualifier de 15 anos Marta Kostyuk por 62 62. A croata Petra Martic tirou a zebra tailandesa Luksika Kumkhum por 63 36 75. Kumkhum perdeu o saque por uma dupla falta no 5-5 no 3º set. Martic encara a belga Elise Mertens, que vem de título no circuito na semana passada, e derrotou a francesa Alizé Cornet por 75 64.

Caroline Wozniacki venceu 64 63 a holandesa Kiki Bertens e segue rumo ao seu 1º título de Grand Slam. A dinamarquesa pega agora a eslovaca Magdalena Rybarikova (75 36 61 na ucraniana Kateryna Bondarenko). A estoniana Anett Kontaveit venceu a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko por 63 16 63 e enfrenta Carla Suárez Navarro, que venceu 36 61 63 Kaia Kanepi.

Duplas

Marcelo Demoliner e a espanhola Maria Jose Martinez Sanchez venceram 62 63 na estreia da chave de duplas mistas os americanos Nicole Melichar e Nicholas Monroe.

Australian Open – Dia 4

Muitos cabeças de chave caem e Bia dá adeus ao Grand Slam australiano.

Masculino

No complemento da segunda rodada, a grande surpresa veio na mão de um americano, que está salvando o seu país no torneio. Com o nome pouco usual de Tennys Sandgren, o americano eliminou o 9º do mundo Stan Wawrinka, que volta de uma longa lesão, de maneira bem tranquila, por 62 61 64 e vai enfrentar outra zebra na 3ª rodada, o alemão Maximilian Marterer (64 46 76(5) 36 63 no espanhol Fernando Verdasco). Cabeça 5, o austríaco Dominic Thiem quase foi pelo mesmo caminho do suíço. Chegou a perder dois sets pro americano vindo do qualifying Denis Kudla, mas virou para avançar com 67(6) 36 63 62 63.

hi-res-c3794241c1d64753b30657069947c21c_crop_north

Roger Federer (SUI)

Roger Federer passou pelo alemão Jan-Lennard Struff com 64 64 76(4) e chega pela 65ª vez a 3ª rodada de um Grand Slam. O suíço enfrentará o francês Richard Gasquet, que derrotou por 62 63 63 o qualifier italiano Lorenzo Sonego. Novak Djokovic também avançou ao derrotar pela 15ª vez em 15 confrontos o francês Gael Monfils por 46 63 61 63. Também avançaram Alexander Zverev (61 63 46 63 no alemão Peter Gojowczyk), Tomas Berdych (63 26 62 63 no espanhol Guillermo García López) e Juan Martin del Potro (64 76(4) 67(0) 64 no russo Karen Khachanov). Já o húngaro Martin Fucsovics eliminou o americano Sam Querrey por 64 76(6) 46 62.

Feminino

Beatriz Haddad Maia

Bia Haddad Maia (BRA)

Simona Halep passou tranquilamente pela canadense Eugenie Bouchard, com parciais de 62 62. Já a ex-número 1 do mundo Karolina Pliskova massacrou a brasileira Bia Haddad Maia, que jogou de maneira irreconhecível neste torneio e apanhou de 61 61 em apenas 44min. Pliskova pega agora sua compatriota checa Lucie Safarova (62 64 na romena Sorana Cirstea). Mas a grande zebra do dia veio com a lucky loser e desconhecida americana Bernarda Pera, que passou com 64 75 pela cabeça 9, a britânica Johanna Konta. Cabeça 3, a espanhola Garbiñe Muguruza também se despediu precocemente ao ser eliminada pela taiwanesa Su-wei Hsieh por 76(1) 64.

Maria Sharapova mostra a cada rodada que está de volta e eliminou a letã Anastasija Sevastova por 61 76(4) e vai pegar a alemã Angelique Kerber, campeã do torneio em 2016 e que venceu por 64 61 a croata Donna Vekic. Também seguem vivas a francesa Caroline Garcia (67(3) 62 86 na checa Marketa Vondrousova) e a polonesa Agnieszka Radwanska (26 75 63 na ucraniana Lesia Tsurenko).

Duplas

Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot venceram tranquilamente o italiano Paolo Lorenzi e o alemão Mischa Zverev por 62 62 em apenas 51min. Zverev mal andava na quadra. Já Marcelo Demoliner e o filipino Treat Huey perderam na estreia por 76(6) 64 para o polonês Marcin Matkowski e pro paquistanês Aisam-ul-Haq Qureshi, cabeças 15.

US Open – Dia 7

Fim do sonho de Sharapova e os americanos seguem brilhando.

Masculino

Men's Singles - R4

Pablo Carreño Busta (ESP). Foto: USTA/Darren Carroll

Na abertura da rodada do domingo, o espanhol Pablo Carreño Busta venceu a sensação canadense Denis Shapovalov em 3 tiebreaks 76(2) 76(4) 76(3) e chega pela 2ª vez no ano às 4as de um Grand Slam. Na busca por uma vaga em uma inédita semifinal para ele, o argentino Diego Schwartzman, que faz seu melhor Grand Slam na carreira. Em sua melhor posição da vida, o 33º lugar do ranking mundial, o argentino derrotou o francês Lucas Pouille por 76(3) 75 26 62.

Fazendo um ótimo ano, o sul-africano Kevin Anderson derrotou o italiano Paolo Lorenzi por 64 63 67(4) 64 e repete as 4as de final do US Open de 2015, quando perdeu pro Wawrinka. Ele vai enfrentar nas 4as o americano Sam Querrey, que arrasou o alemão Mischa Zverev com 62 62 61, e busca repetir a semifinal de Wimbledon deste ano. Ele é o 1º americano nas 4as do US Open desde 2011!

Feminino

O ótimo torneio de Maria Sharapova chegou ao fim ao ser derrotada pela letã Anastasija Sevastova por 57 64 62, que repete as 4as de final do ano passado. Ela vai enfrentar na próxima rodada a americana Sloane Stephens, que eliminou a alemã Julia Görges por 63 36 61.

Women's Singles - R4

Petra Kvitova (CZE). Foto: USTA/Pete Staples

Aos 37 anos, Venus Williams chega pela 12ª na carreiras às 4as do US Open e pela 39ª em um Grand Slam! A americana derrotou a espanhola Carla Suárez Navarro com por 63 36 61 (mesmo placar da Stephens) e vai enfrentar nas 4as a checa Petra Kvitova, bicampeã de Wimbledon. Ela venceu Garbiñe Muguruza por 76(3) 63 e diminui as chances da espanhola de ser a nova número 1 do mundo, que agora torce contra Elina Svitolina e Karolina Pliskova.

Duplas

Em duelo de brasileiros pela 2ª rodada das duplas, os atuais campeões Bruno Soares e Jamie Murray derrotaram Marcelo Demoliner e o neozelandês Marcus Daniell por 76(4) 63, se garantindo na 3ª rodada.

Nas mistas, Demoliner e Kveta Peschker chegaram a ter match point contra Murray e Martin Hingis, mas perderam na 2ª rodada por 60 46 [11-9]. Já Bruno e a húngara Timea Babos se classificaram para as 4as com 75 63 em Raluca Olaru/Nikola Mektic.

US Open – Dia 5

E seguem as zebras em Flushing Meadows.

Masculino

Men's Singles - R3

Mischa Zverev (GER). Foto: USTA/Andrew Ong

Nesta sexta foi a vez do 5º cabeça de chave (4º, pois o Murray não competiu), Marin Cilic, se despedir. O croata levou virada do argentino Diego Schwartzmann por 46 75 75 64 e o campeã de 2014 deu adeus ao torneio. Ele enfrenta agora o francês Lucas Pouille (26 63 64 64 no cazaque Mikhail Kukushkin). O queridinho da casa John Isner também perdeu pro Mischa Zverev, irmão mais velho do Alexander, por 64 63 76(5). O alemão pega outra americano, Sam Querrey, que venceu o qualifier da Moldova Radu Albot por 46 62 64 64.

No duelo italiano, Paolo Lorenzi venceu Thomas Fabbiano por 62 64 64 e enfrenta nas 8as o sul-africano Kevin Anderson, 64 63 62 no croata Borna Coric. O ótimo canadense Denis Shapovalov vencia o britânico Kyle Edmund em plena Arthur Ashe por 36 63 63 10 quando Edmund abandonou. Shapovalov vai buscar uma vaga nas 4as em seu 2º Grand Slam da carreira contra o espanhol Pablo Carreño Busta (63 64 63 no francês Nicolas Mahut). Um desses 8 vencedores estará na final. Para todos será uma final inédita.

Feminino

Women's Singles - R3

Maria Sharapova (RUS) . Foto: USTA/Andrew Ong

No duelo de convidadas que encerrou a Arthur Ashe, Maria Sharapova espantou a zebra americana Sofia Kenin por 75 62 e agora tem um recorde de 19-0 em partidas à noite na Arthur Ashe. A russa pega a letã Anastasija Sevastova (62 63 na croata Donna Vekic). Aos 37 anos e no dia que sua irmã deu a luz, Venus Williams venceu a grega Maria Sakkari por 63 64 e vai pegar nas 8as a espanhola Carla Suarez Navarro (61 36 63 na russa Ekaterina Makarova).

Garbiñe Muguruza passou fácil pela eslovaca Magdalena Rybarikova com 61 61 e enfrenta a forte checa Petra Kvitova (60 64 na francesa Caroline Garcia). Outra americana também chega às 8as. Sloane Stephens venceu a australiana Ashleigh Barty por 62 64 e pega a alemã Julia Görges (63 63 na sérvia Aleksandra Krunic).

Duplas

Marcelo Melo e Lukasz Kubot perderam cedo, caindo na 2ª rodada por 63 76(2) para os fortes franceses Julien Benneteau/Edouard Roger-Vasselin. Jogando pela 1ª rodada ainda, Marcelo Demoliner e o neozelandês Marcus Daniell venceram os espanhóis Pablo Carreño Busta/Fernando Verdasco por 63 67(3) 64 para avançar.

Nas mistas, Demoliner e a checa Kveta Peschke venceram 63 63 a checa Renata Voracova e o argentino Andres Molteni. No feminino, Bia Haddad Maia e a croata Ana Konjuh levaram a virada de Kristina Mladenovic/Anastasia Palyuchenkova 57 63 60 e perderam na estreia.