Mundial Sub20 de Atletismo – Parte 1

Após 3 dias de disputas na cidade finlandesa de Tampere, duas situações se destacam. A primeira é o sucesso asiático na competição e a outra é o fracasso norte-americano.

b7eabf51-2e32-4fde-9863-646399ef1887

Lalu Muhammad Zohri. Foto: IAAF

Talvez a grande surpresa tenha sido a vitória do indonésio Lalu Muhammad Zohri nos 100m masculino, com 10.18, deixando os americanos favoritos Anthony Schwartz (que tinha 10.09 esse ano) e Eric Harrison para trás, prata e bronze respectivamente, ambos com 10.22. Já o Japão quase levou 3 ouros em menos de uma hora, na quarta-feira. Nozomi Tanaka venceu os 3.000m feminino com 8:54.01, Yuki Hashioka levou o salto em distância masculino com 8,03m e Tomaka Kuwazoe ficou com a prata no dardo feminino com 55,66m, perdendo o ouro por apenas 29cm, para a ucraniana Alina Shukh, com 55,95m. A 4ª vitória asiática veio com a indiana Hima Das, que levou os 400m feminino com 51.46.

As equipes africanas também vem bem, com 5 ouros até o momento. O Quênia tem 3 ouros: George Manangoi nos 1.500m masculino com 3:41.71, Rhonex Kipruto nos 10.000m masculino com 27:21.08 e Beatrice Chebet nos 5.000m feminino com 15:30.77. A etíope Deribe Welteji venceu os 800m feminino com o ótimo tempo de 1:59.75 e o sul-africano Kyle Blignaut levou o arremesso de peso com 22,07m.

a94c888f-d4a1-414c-ae18-21c480cddba7

Briana Williams. Foto: IAAF

Até agora os americanos tem 5 medalhas, 2 pratas e 3 bronzes. Nos 100m feminino, a americana Twanisha Terry vinha de uma ótima semifinal com 11.03, recorde do campeonato, mas foi derrotada na decisão pela jamaicana Briana Williams, com 11.16, contra 11.19 de Terry. Nos 110m com barreiras, dobradinha jamaicana com Damion Thomas no ouro com 13.18. Os americanos também acumularam resultados muito ruins nos 400m com barreiras e em outras provas de velocidade, que ainda não tiveram a final. Vários favoritos ficaram de fora das decisões.

O australiano Ashley Moloney fez uma excelente prova no decatlo, somando 8190 pontos, recorde do campeonato, batendo suas marcas pessoais em 8 das 10 provas. A neozelandesa Madison-Lee Wesche faturou o arremesso de peso na última tentativa, com 17,09m, deixando chinesa e holandesa, que tinham ambas 17,05m, com a prata e o bronze. No salto com vara, a checa Amalie Svabikova sobrou numa bela prova com 4,51m e Alexandra Emilianov, da Moldova, confirmou o favoritismo para vencer o lançamento de disco com 57,89m.

Os brasileiros vem fazendo um mundial razoável, com boa parte avançando de fase. A melhor marca até agora foi de Lorraine Martins, que terminou em 6º na final dos 100m com 11.48, ficando a apenas 0.01 do seu PB. Valquiria Meurer foi 9ª na final do lançamento de disco com 49,03m e Fabielle Ferreira 10ª no lançamento de dardo com 50,05m. Foram ainda outras 6 semifinais: Alison dos Santos, Cheyenne da Silva e Marlene Santos nos 400m com barreiras, Bruno Silva, Tiffani Silva e Giovana dos Santos nos 400m. Alison, Bruno a Giovana fizeram parte do revezamento 4x400m misto do Brasil que foi ouro no Mundial Sub18 em 2017.

Anúncios

Resumo olímpico da semana

Vôlei de Praia

Captura de Tela 2017-06-07 às 00.11.27

Talita e Larissa

No Aberto de Moscou, as mulheres foram o destaque. Larissa e Talita ficaram com o título ao vencer na decisão as americanas Brooke Sweat/Summer Ross por 21-16, 21-14. As brasileiras perderam apenas um set na competição, na semifinal contra Ágatha/Duda, quando venceram por 23-21, 18-21, 15-10. Agatha/Duda acabaram com a medalha de bronze ao passarem pelas alemãs Schneider/Bieneck por 21-14, 21-8. Foi o 3º título seguido de uma dupla brasileira no circuito feminino e o 4º na temporada em 7 torneios. Foi o 61º título de Larissa no circuito, o 33º de Talita e o 15º da dupla.

Já no masculino, nenhum brasileiro chegou às semifinais. Apenas os campeões olímpicos Alison/Bruno Schmidt atingiram as 4as, onde perderam para os letões Smedins/Samoilovs de virada por 18-21, 22-20, 15-12. O título ficou com os americanos Lucena/Dalhausser. Foi o 35º título do circuito mundial de Dalhausser.

Vôlei

Na estreia de Renan Dal Zotto no comando da seleção brasileira masculina, 2 vitórias e uma derrota na 1ª rodada da Liga Mundial, em Pesaro, Itália.

Logo na 1ª partida, um grande duelo contra a campeã mundial Polônia, que venceu por 3-2 (25-20, 20-25, 19-25, 25-22, 15-8). Depois, o Brasil venceu o Irã por 3-1 (21-25, 25-19, 25-22, 25-22) e derrotou a Itália também por 3-1 (25-15, 17-25, 25-23, 25-22). O Brasil aparece em 3º na classificação geral da 1ª Divisão da Liga Mundial e a França lidera como a única a vencer os 3 jogos do fim de semana. A seleção agora parte para a Bulgária onde enfrentará além dos donos da casa, o Canadá e novamente a Polônia.

Atletismo

5390f429-b3b3-491b-82ed-0617c5c08b16

Lorraine Martins

O Brasil dominou o Sul-Americano Sub20m, disputado na Guiana. A equipe brasileira venceu 18 ouros, 11 pratas e 3 bronzes e venceu as classificações gerias por gênero e total, com 287 pontos. Lorraine Martins foi um dos destaques brasileiros ao vencer os 100m e os 200m, com bons tempos e fortes ventos contra. Nos 100m, ela fez sua melhor marca pessoal com 11.56 (-3,1m/s) e nos 200m 23.89 (-2,6m/s). Vale ressaltar que ela ainda é Sub18. Daniel do Nascimento, que disputou o Mundial de cross-country, venceu os 5.000m (14:53.71) e os 10.000m (31:01.64) com corridas táticas. Outra dobradinha foi de Saymon Hoffmann, que levou o arremesso de peso (16,57m) e o lançamento de disco (54,59m).

Na Holanda, Thiago André marcou 3:35.28, sua melhor marca pessoal nos 1.500m e conseguiu o índice para o Mundial de Londres.

Em La Coruña, na Espanha, Érica de Sena venceu a Marcha 20km com 1:29:16 e lidera com folga a classificação geral no circuito de marcha. Nos 20km masculino, Caio Bonfim ainda não chegou ao seu melhor e foi 6º com 1:21:04, sua melhor marca no ano.

Outros Esportes:

– Paola Reis foi campeã na categoria juvenil no Pan-Americano de Ciclismo BMX na Argentina. Na categoria elite, Priscilla Carnaval foi prata e Julia Alves foi bronze. Elas perderam para a argentina Gabriela Diaz. No masculino, Anderson Ezequiel ficou em 4º na elite. No domingo, pela Copa Latino-Americana, Priscilla ficou com o ouro.

– Adilson da Silva foi 15º no Aberto da Zâmbia de golfe, válido pelo Sunshine Tour e somou 1,2667 ponto no ranking mundial. Alexandre Rocha foi 39º Rex Hospital Open, válido pelo Web.com Tour.

– O Brasil ficou em 8º na Copa das Nações de hipismo saltos em St. Gallen, Suíça. Com Yuri Mansur, João Victor Castro, Karina Johannpeter e Eduardo Menezes, somando 41 pontos perdidos. A vitória ficou com a equipe da Itália, com apenas 9 pontos.

– O pivô brasileiro Rogério Moraes foi campeão da Champions League de handebol. O seu time Vardar, da Macedônia, venceu por 24-23 o Paris Saint-Germain e conquistar pela 1ª vez o título europeu.

– A IJF definiu as 16 equipes classificadas para o Mundial por equipes de judô e confirmou a presença do Brasil no masculino. A equipe feminina tinha sido campeã do Pan e já estava garantida.

– Danilo Pimentel foi 19º na Copa do Mundo de triatlo em Cagliari, na Itália. No formato sprint, ele completou em 56:22. Beatriz Neres foi a melhor no feminino com 1:05:29, em 24º lugar.

Resumo olímpico da semana

Atletismo

Foi um bom Brasileiro Sub20 em São Bernardo do Campo, com vários recordes do campeonato caindo e boas marcas. Foram ao todo 16 novas marcas.

9173

Lorraine Martins (383)

Entre as boas marcas do torneio, podemos destacar 13.71 de Denner da Silva nos 110m com barreiras, a dobradinha de Derick de Souza Silva nos 100m (10.35) e nos 200m (20.85), a também dobradinha de Lorraine Martins nos 100m (11.73) e nos 200m (23.65). As marcas dos lançamentos de martelo também subiram, com 68,21m no masculino (martelo de 6kg) e 59,24m no feminino. Único brasileiro no Mundial de Cross-Country e 2º melhor não-africano na competição, Daniel do Nascimento mostrou que está em outro patamar, vencendo os 5.00m com 14:34.02 e os 10.000m com 30:07.74, mais de 2min melhor que o 2º colocado.

O título geral ficou com o clube EMFCA, com 225 pontos, seguido da Orcampi Unimed com 209. O estado de São Paulo conquistou 21 ouros e 62 medalhas no total.

Esgrima

Em uma participação bem modesta, o Brasil encerrou o Mundial Cadete/Juvenil em Plovdiv, Bulgária, sem medalhas. Os melhores resultados vieram no último dia das disputas individuais.

Gabriela Cecchini, no florete feminino juvenil, e Alexandre Camargo, na espada masculina juvenil, chegaram às 8as de final de suas provas. Gabriela, que já foi medalhista de bronze em 2013 na categoria cadete, fez ótima campanha até cair nas 8as por 14-9 para japonesa e termianndo na 12ª posição. Alexandre também fez excelente campanha, caindo nas 8as para romano por 15-13.

Na categoria cadete, o melhor resultado foi de Leopoldo Gubert, 26º na espada, e de Renata Zettermann, 44ª na espada.

Golfe

img_4952

Equipe brasileira

Numa excelente recuperação na última passagem, Rohan Boettcher ficou com o bronze no Sul-Americano Juvenil, em Porto Alegre. Depois de começar com 4 acima do par e 3 acima, Rohan fez o par na 3ª passagem e uma abaixo na última, faturando o bronze com 294 tacadas, 6 acima. O campeão foi o peruano Julian Perico com 3 abaixo. Andrey Xavier ficou em 4º a uma tacada de empatar com Rohan. Por equipes, o Brasil empatou com o Equador na medalha de bronze, com 13 acima. A vitória foi do Peru, com 4 acima.

No feminino, Ana Beatriz Cordeiro foi a melhor brasileira em 11º lugar, com 21 acima do par. O ouro foi dividioentre a venezuelana Valentina Gilly e a argentina Ela Belen Anacona ambas no par. Por equipe, o Brasil foi 8º.

Tênis

880x400_noticia_58ea93bdab05b_09-04-2017_17-04-13

Com 5-0, o Brasil venceu o Equador pela 2ª rodada do Zonal Americano da Copa Davis e se classificou para disputar a repescagem mundial. Na abertura, Thomaz Bellucci vencia por 2-0, mas quase levou a virada após a partida ser interrompida pela chuva, mas venceu Emilio Goméx por 62 64 67(1) 46 64. Thiago Monteiro fez 2-0 ao vencer Roberto Quiroz por 67(6) 76(0) 63 76(7). Nas duplas, Marcelo Melo e Bruno Soares derrotaram com tranquilidade Gonzalo Escobar e Quiroz por 63 64 63, fechando a série. No domingo, Belluci ainda venceu 76(7) 64 Iván Endara e Thiago passou com 67(5) 64 63 por Escobar. Na repescagem mundial, o Brasil vai ao Japão.

Outros Esportes

Filipe Toledo foi o melhor brasileiro na 2ª etapa da Liga Mundial de Surfe, na Austrália. Ele venceu nas 4as Adriano de Souza e parou na semifinal na etapa vencida pelo havaiano John John Florence. No feminino, vitória da australiana Sally Fitzgibbons com a brasileira Silvana Lima em 13º.

José Roberto Reynoso, montando Azrael W, venceu prova em Palm Beach, do circuito Winter Equestrian Festival. 9 conjuntos zeraram e foram para o desempate, vencido pelo brasileiro, que faturou USD 10.500.

– Na 2ª etapa da Vans Park Series de skate, em Serra Negra, Pedro Barros venceu a prova masculina com 94,45 na final contra 87,31 do italiano Ivan Federico. Na etapa nacional, Luiz Francisco venceu no masculino e Dora Varella no feminino. De olho inclusive na Isa Pacheco, 3ª colocada no feminino aos 12 anos!

– Em BH, na 3ª etapa do brasileiro de tiro ao prato, boas marcas de Filipe Fuzaro na fossa doublê com 142 pratos em 150 e de Sérgio Barbosa na fossa com 119 em 125.

– Em seletiva em São Paulo, a CBTM definiu a equipe que vai para o Sul-Americano da Juventude de tênis de mesa: Lívia Lima, Beatriz Kimoto, Guilherme Teodoro e Rafael Torino.

– Na 9ª e última etapa do circuito brasileiro de vôlei de praia, em Vitória, Pedro Solberg/Guto venceram na decisão os campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt por 21-17 13-21 15-13. Na decisão feminina, Larissa e Talita derrotaram por 21-17 21-15 Ana Patrícia/Rebecca.

– CBW convocou equipe completa para o Pan de lutas com 24 nomes, incluindo a vice mundial Aline Silva.