Resumo olímpico da semana

Tênis

TENNIS-DAVIS-DOM-BRA

João Pedro Sorgi

Com equipe desfalcada, o Brasil sofreu para vencer a República Dominicana no Zonal Americano por 3-2.  Começando com João Pedro Sorgi, o Brasil perdeu o 1º jogo por 62 46 76(3) para José Hernandez-Fernandez. Na 2ª partida Thiago Monteiro sofreu para vencer Roberto Cid Subervi, 468º do ranking da ATP, por 67(6) 75 62. Nas duplas, Marcelo Melo e Marcelo Demoliner passaram com 63 64 sobre Nick Hardt e José Olivares. Nos jogos reversos de simples, Thiago perdeu 64 76(4) para Hernandez-Fernandez e o confronto chegou a 2-2.

No jogo decisivo, Sorgi, que é hoje o 364º do mundo obteve a vitória mais importante da carreira com 67(8) 61 64 sobre Cid Subervi e o Brasil venceu, marcando encontro com a Colômbia em abril, fora de casa.

Atletismo

Thiago Braz disputou na cidade alemã de Karlsruhe a 1ª etapa do novo circuito indoor da IAAF, mas queimou as 3 tentativa em 5,45m, terminando sem marca válida. A vitória foi do alemão Raphael Holzdeppe, com 5,88m.

Em Torneio Indoor em São Caetano do Sul, Talles Silva foi o destaque ao bater o recorde brasileiro indoor do salto em altura com 2,26m. Darlan Romani fez 21,06m no arremesso de peso e confirmou o índice pro Mundial Indoor. Já Vitor Hugo dos Santos fez 6.67 nos 60m e ficou a 0.04 do índice.

Gilberto Silvestre Lopes e Jenifer do Nascimento Silva venceram a Copa Brasil de Cross-Country, em Bragança Paulista e foram convocados para o Campeonato Pan-Americano, que será na outra semana em El Salvador. Também foram convocados os vices Valério de Souza Fabiano e Maria Aparecida Ferraz e os campeões da prova Sub-20 Francisco Perrout Lima e Raquel de Carvalho Xavier.

Tiro

n1542_002

Felipe Wu (centro). Reprodução

Felipe Wu disputou 3 provas da pistola de ar 10m no torneio Intershoot, na Holanda, saindo com 2 medalhas. No 1º dia ficou com o ouro após 576 na quali e 242,2 na final contra 239,8 do japonês Matsuda Tomoyuki. No 2º dia, fez os mesmo 576 pontos na quali, mas na final acabou em 5º após alguns tiros ruins. No 3º dia de prova, foi o 2º melhor na quali com 586 e na decisão perdeu pro veterano português João Costa por 241,7 a 241,4.

Esgrima

Atual 5º do ranking mundial juvenil na espada, Alexandre Camargo perdeu na 4ª rodada da Copa do Mundo juvenil em Sabac, na Sérvia e terminou na 28ª posição. Depois de passar pela fase de poules, ele foi bye na 1ª rodada, venceu belga por 15-9, norueguês por 15-8 até perder por 15-14 para francês Arthur Philippe. Por equipes, o Brasil fez uma boa campanha. Venceu na estreia 45-43 a Ucrânia e perdeu nas 8as 45-36 pra Hungria. Nos combates classificatórios venceu 42-40 a Romênia e 45-33 a Espanha, perdendo na disputa do 9º lugar 45-33 pra Suíça. Um bom 10º lugar.

Ana Beatriz Bulcão disputou a Copa do Mundo adulta de florete feminino em Alger, na Argélia, perdeu na 1ª rodada preliminar de 15-7 para australiana e terminou em 101º lugar.

Outros Esportes:

Raphaela Galacho foi prata no US Open de taekwondo, em Las Vegas. Cabeça 1, ela venceu 3 americanas e pegou mais uma na decisão, que precisou abandonar por conta de uma lesão para a americana Madelynn Gorman-Shore. Os brasileiros ganharam mais duas medalhas na categoria Jr e 3 no parataekwondo.

img-20180204-wa0005

Garipov no pódio em Zagreb. Foto: CBW

Marat Garipov, cazaque naturalizado brasileiro, foi medalha de prata no Grand Prix de Zagreb de luta greco-romana. Ele venceu duas lutas e perdeu na decisão pro turco Dogus Ayaczi por 8-0.

Ane Marcelle Santos e Lugui Cruz venceram a seletiva de tiro com arco para as etapas de Antalya (TUR) e Salt Lake City (USA) da Copa do Mundo. Eles foram os únicos a atingirem os índices no round duplo-70m nas duas tentativas. Ane Marcelle fez 648 no domingo (índice era 629) e Lugui fez 651 também no domingo (índice 650).

Adilson da Silva não passou pelo corte do Maybank Championship, na Malásia, válido pelo Tour Europeu e Asiático de golfe.

– A seleção de Rugby XV do Brasil derrotou por 16-14 o Chile na abertura do Campeonato das Américas, jogando fora de casa. Com a vitória, o Brasil subiu para 25º lugar no ranking mundial masculino, sua melhor colocação da história.

Geração 2016

Neste fim de semana, muitas vitórias brasileiras dos nossos juvenis, que muito provavelmente estarão no Rio de Janeiro em 2016.

Tênis: Copa Gerdau

Porto Alegre sediou na semana passada um dos torneio de tênis mais importantes do calendário juvenil, a Copa Gerdau. Com grau A pela Federação de Tênis (ITF), a Copa Gerdau está no principal grupo de torneios mundiais, junto com Casablanca Cup (México), Italian Open, Osaka Mayors Cup e o Orange Bowl (Miami). Esses torneios só estão abaixo dos 4 Grand Slams.

Como já falei em um post de janeiro, a Casablanca Cup foi vencida pelo brasileiro Bruno Sant’Anna e, neste domingo, quem levou a Copa Gerdau foi outro brasileiro. Thiago Monteiro (foto) venceu na final o boliviano Hugo Dellien, juvenil número 2 do mundo, por 2 sets a 1, parciais 6-4, 3-6, 6-4. Com a vitória, Thiago aparece na 11ª posição do ranking juvenil, seguido por João Pedro Sorgi (12º) e pelo prósprio Bruno Sant’Anna (14º). Com isso, 3 brasileiros aparecem entre os 15 melhores do mundo, no juvenil.

O torneio feminino foi vencido pela canadense Eugenie Bouchard, que ganhou a final  da eslovaca Viktoria Malova, por 7-4, 6-0.

Natação: Sul Americano Juvenil

Já em Lima, Peru, foi disputado o Sul-Americano Juvenil de Natação. E o Brasil dominou tranquilamente. Disputado tanto na Categoria A (13-14 anos) quanto na B (15-17 anos), o Brasil venceu 35 ouros, 21 pratas e 18 bronzes num total de 60 provas.

Os brasileiros venceram em todas as categorias (Fem A, Masc A, Geral A, Fem B, Masc B e Geral B) e o nadador Giuliano Rocco ganhou o Troféu El Señor de Sipan da Orden de Los Caballeros da Cosanat, por melhor índice técnico masculino da competição, pela prova de 400m livre, que venceu com o tempo de 3:59.66.

Alguns nomes para ficar de olho:

  • Natalia Lucas – no Juvenil A, venceu cinco provas: 100m borboleta, 50m livre, 100m livre, revezamento 4x100m livre e revezamento 4x100m medley. Na prova de 100m livre, ela quebrou o recorde do campeonato que durava desde 1999 e pertencia a Rebeca Gusmão;
  • Luiz Melo – venceu 6 medalhas no Juvenil A. 4 ouros (100 e 200 borboleta e os dois revezamentos) e 2 pratas (100 e 200 livre);
  • Alessandra Marchioro – Juvenil B, Alessandra já esteve na equipe brasileira que disputou os Jogos Olímpicos da Juventude em Singapura-2010, onde por muito pouco não venceu medalha nos 50m livre. No Sul Americano venceu os 50 livre, os dois revezamentos e foi bronze nos 100 livre;
  • Larissa Oliveira – Juvenil B, venceu os 100 e os 200 livre, o revezamento 4×100 livre e foi bronze nos 400 livre;
  • Giuliano Rocco – Juvenil B. Já mencionado acima, venceu 4 provas: 400 livre, 200 medley, 400 medley e o revezamento 4×100 livre.

Em agosto desse ano, também em Lima, será disputado Campeonato Mundial Juvenil de Natação. Aí dará para ver se esses meninos e meninas do Juvenil B estão bem mesmo. Por enquanto, Giuliano Rocco nos 400m medley, Alessandra Marchiro  e Carolina Bergamaschi, ambas nos 50m livre, têm índice para o Mundial. Mas essa lista vai com certeza crescer.