Mundial de Vôlei de Praia – Dias 3 e 4

Os brasileiros seguiram praticamente invictos e as primeiras duplas começam a se classificar.

Masculino

Captura de Tela 2017-07-31 às 23.32.53

Álvaro Filho

Entre os homens, as 4 duplas com 2 vitórias em 2 jogos. Álvaro/Saymon, duplas cabeça 1, venceu os austríacos Kunert/Dressler por 21-17 21-17 no Grupo A. No D, Evandro/André venceram os cubanos Quesada/Piña por 21-17 21-19. Os atuais campeões olímpicos e mundiais Alison/Bruno Schmidt passaram com 21-19 21-19 pelos letões Plavins/Regza. Pedro Solberg/Guto venceram austríacos Seidl/Winter por 21-19 21-14 no H.

No Grupo B, o brasileiro Jefferson e Cherif, que jogam pelo Qatar, venceram seus dois jogos, assim como os letões Smedins/Samoilovs. Duas vitórias também no C pros americanos Dalhausser/Lucena, pros italianos vice olímpicos Nicolai/Lupo no K e outras 13 duplas. A 1ª fase nos dois torneio termina nesta terça.

Feminino

Cabeças 1 Larissa/Talita venceram no domingo 21-15 21-9 as americanas Day/Branagh e já estão classificadas pra próxima rodada com 2 vitórias. Ainda tem um jogo. Ágatha/Duda venceram facilmente as quenianas Gaudencia/Too por 21-5 21-7 e também já avançaram com um jogo restante. Pelo Grupo H, que tem duas duplas brasileiras, Elize Maia/Taiana venceram moçambicanas Manhica/Muianga por 21-5 21-6 e passam em 1º no grupo com 3 vitórias. Já a atual campeã mundial Bárbara e Fernanda Berti perderam nesta segunda para as suíças Heidrich/Vergé-Dépré por 23-21 21-19. Com apenas 1 vitórias em 3 jogos, ficaram em 3º no grupo. Elas podem se classificar como as 4 melhores terceiras colocadas ou disputam um play-off. No Grupo I, Maria Elisa/Carol venceram 18-21 21-16 15-8 americanas Hughes/Claes e ficam em 1º lugar com 3 vitórias.

Pelo Grupo D, as alemãs campeãs olímpicas Ludwig/Walkenhorst venceram seus 3 jogos para avançar em 1º no grupo que contou com 3 duplas alemãs. Pelo F, as checas Hermannová/Sluková venceram o gruypo com 3 vitórias sem perder sets, assim como as canadenses Pavan/Humana-Paredes no Grupo G. Também venceram seus grupos e avançaram: as suíças Betschart/Hüberli no J, as americanas Ross/Fendrick no K e as checas Kolocová/Kvapilová no L.

 

Anúncios

Mundial de Vôlei de Praia – Dias 1 e 2

São 9 duplas brasileiras nas areias de Viena para o Mundial de vôlei de praia, em sua 11ª edição. São 4 duplas no masculino e 5 no feminino. A grande ausência é da tricampeã mundial e olímpica Kerri Walsh, que se lesionou na última etapa na Polônia.

Mundial não tem qualificatória e para se classificar apenas pelo ranking mundial ou pelos qualificatórios continentais. Por isso, há muitas duplas bem fracas e que não disputam o circuito.

Masculino

Captura de Tela 2017-07-29 às 18.31.39

Bruno Schmidt

As 4 duplas brasileiras venceram na estreia. A maior vitória veio com Evandro/André de virada sobre os holandeses Varenhorst/Van Garderen. Os holandeses venceram o 1º set e chegaram ao match point no 2º, quando tudo começou a dar certo pros brasileiros, que viraram com 20-22 23-21 15-7 para vencer a 1ª no Grupo D. Atuais campeões mundiais e olímpicos, Alison/Bruno Schmidt passearam na estreia contra a dupla moçambicana de Nguvo/Tovela por 21-13 21-13 pelo Grupo E.

Melhor dupla nesta temporada, Álvaro/Saymon passaram sem dificuldades por Williams/Phillip de Trinidad & Tobago com 21-11 21-11 no Grupo A. Pelo Grupo H, Pedro Solberg/Guto venceram os sul-africanos Naidoo/Williams por 21-13 21-15.

Nos outros jogos, Dalhausser/Lucena venceram Doherty/Hyden 17-21 21-18 16-14 no duelo entre americanos pelo Grupo C. No J, os holandeses Brouwer/Meeuwsen venceram 21-15 22-20 os uruguaios Vieyto/Cairus. No K, os italianos vice olímpicos Nicolai/Lupo jantaram Lombi/Kamara de Serra Leoa por 21-7 21-8 e no L, a maior esperança austríaca Doppler/Horst fez 21-19 21-15 nos iranianos Raoufi/Salemi.

Feminino

Captura de Tela 2017-07-29 às 18.30.00

Talita Antunes

Em 8 jogos já disputados pelas duplas brasileiras, 7 vitórias. A única derrota ocorreu num duelo brasileiro pelo Grupo H. Elize Maia/Taiana venceram por 10-21 21-16 17-15 a atual campeã mundial e vice olímpica Bárbara, que agora joga com Fernanda Berti. Na 2ª rodada, Bárbara/Fernanda venceram por incrivelmente fáceis 21-4 21-6 as moçambicanas Manhica/Muianga e Elize Maia/Taiana sofreram com 26-24 11-21 15-10 sobre as boas suíças Heidrich/Vergé-Dépré.

Favoritas ao título, Larissa/Talita também precisaram de um tiebreak na estreia, vencendo as austríacas Strauss/Holzer por 21-11 19-21 15-8 pelo Grupo A. No C, Ágatha/Duda passearam nas quenianas Gaudencia/Too com 21-7 21-8. No Grupo I, Maria Elisa/Carol nem jogaram contra dupla de Ruanda, vencendo por W.O. na sexta e neste sábado fizeram 21-14 21-5 nas canadenses Pischke/Broder.

O Grupo D tem três duplas alemãs, incluindo as campeãs olímpicas Ludwig/Walkenhorst, que venceram seus dois jogos já disputados: 21-10 21-12 em marroquinas Mahassine/Zeroual e 17-21 21-15 15-12 sobre compatriotas Glenzke/Grossner. As americanas Summer/Sweat venceram 21-15 21-14 as austríacas Rimser/Plesiutschnig no Grupo E. Canadenses Pavan/Humana-Paredes, que vem de uma ótima temporada, estrearam com 21-13 23-21 sobre holandesas Flier/van Iersel no G.

Resumo olímpico da semana

Canoagem

3050-grpaipa-23-4-2017-20-58-15

O Brasil dominou o Sul-Americano de canoagem velocidade em Paipa, na Colômbia, com 32 ouros, 14 pratas e 8 bronzes. Considerando-se apenas as 12 provas olímpicas, o Brasil levou 5 ouros, 3 pratas e 1 bronze, sendo que nas 6 provas masculinas ou foi ouro ou prata.

Isaquias Queiroz sobrou para levar os 200m, 500m e 1.000m do C1. Lembrando que agora apenas os 1.000m são olímpicos. No C2 1.000m, o medalhista olímpico Erlon Santos com Maico Ferreira ficou com o ouro, assim como Vagner Souta no K1 1.000m, a dupla Roberto Mahler/Celso Dias no K2 1.000m e o quarteto no K4 500m. Valdenice do Nascimento venceu o C1 200m feminino, que agora é olímpica. No C2 500m feminino, Angela Silva/Andrea Oliveira ficaram com a prata e Édson Isaíasa foi prata no K1 200m. O K4 500m feminino ficou com o bronze. Nas outras 3 provas femininas, resultados bem ruins. Ana Paula Vergutz foi 4ª no K 200m e no K1 500m e ao lado de Bruna Domingues no K2 500m ficou apenas na 6ª posição, a 13s da dupla campeã.

Ainda assim, o Brasil dominou o Sul-americano, que também contou com provas de paracanoagem, juvenis e sub23.

Natação

Em Cali, na Colômbia, o Brasil fez uma campanha histórica no Sul-Americano Juvenil de Natação. Somando as categorias juvenil A (até 15 anos) e B (16 a 18 anos), a equipe brasileira conquistou 107 medalhas, sendo 46 ouros, 37 pratas e 24 bronzes, mas que o dobro de medalha da Argentina, 2ª colocada. Foi o recorde de medalhas do Brasil na competição (15 a mais que 2015), mas conquistamos 8 ouros a menos que há dois anos.

O CRÉDITO DA FOTO É OBRIGATÓRIO: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Murilo Sartori

O Brasil venceu todas as 16 provas de revezamento. Um dos destaques brasileiros foi Murilo Sartori, no juvenil A. Ele venceu os 100m, 200m e 400m livre, 200m medley e esteve nos 5 revezamentos campeões: 4x100m livre, 4x200m livre, 4x100m medley, 4x100m livre misto e 4x100m medley misto. Resultados completos aqui.

Outros Esportes:

– A seleção feminina de rugby 7s ficou em 11º no torneio do Japão, 4ª etapa do circuito mundial feminino. Na 1ª fase, perdeu feio de 38-0 pra Austrália e 34-7 para Fiji, mas venceu 27-10 a Irlanda. Na disputa do 9º ao 12º, acabou perdendo de 24-5 para a Irlanda e, na decisão do 11º lugar, venceu o Japão por 12-10. O Brasil está em 11º após 4 etapas e precisa melhorar caso queira permanecer no circuito mundial.

Bárbara Seixas e Fernanda Berti venceram o título do Aberto de Xiamen de vôlei de praia, torneio de 3 estrelas do circuito mundial. Na decisão, venceram por 21-12 19-21 16-14 as chinesas Wang/Yue.

Nubia Soares fez 14,35m no salto triplo em prova em São Bernardo, 25cm melhor que o índice para o Mundial de Londres. Andressa de Morais venceu o disco com 61,88m, lançando novamente acima do índice pro Mundial.

– Na maratona de Londres, 3 brasileiras correram os 42.195m abaixo do índice pro Mundial de Londres: Adriana Aparecida com 2:35:44, em 6º lugar, Valdilene dos Santos Silva com 2:36:33, em 7º, e Andreia Aparecida Hessel, 11ª com 2:40:25. Em Viena, Paulo Roberto de Almeida Paula, 15º nos Jogos Olímpicos, foi 9º na maratona com 2:14:17, ratificando o índice pro Mundial.

Henrique Avancini venceu prova de maratona de mountain bike em Santana dos Montes, Minas Gerais, com 2:25:14. Em prova de BMX nos EUA vencida pelo americano campeão olímpico Connor Fields, Anderson de Souza Filho foi 6º colocado.

– Em competição em Indiana pelo web.com Tour de golfe, Alexandre Rocha ficou em 38º com 296 tacadas, 14 a mais que o campeão. Pelo PGA Latino-Americano na Argentina, Rodrigo Lee terminou em 14º.

– As duas duplas com brasileiros foram eliminadas nas 4as do Masters 1.000 de Monte Carlo de tênis. Bruno Soares e Andy Murray caíram para uma dupla convidada com dois desconhecidos e Marcelo Melo e Lukasz Kubot perderam para os espanhóis Feliciano e Marc López.

Daniel Xavier foi prata no GP Mexicano de tiro com arco. Apenas 12º no ranqueamento, Daniel venceu 4 combates até perder na final para o mexicano Luis Tapia por 6-2. Marcus Vinícius D’Almeida foi o melhor no ranqueamento com ótimos 671 pontos, mas perdeu nas 4as para argentino.

Matheus Diniz foi bronze na Copa Americana de Sprint Triatlo em Barbados com 58min12s.

Mundial de Vôlei de Praia – Dia 9

E o Brasil fez história neste sábado com um pódio completo no feminino!

Captura de Tela 2015-07-04 às 23.03.45

Agatha e Bárbara. Foto: FIVB

Num jogo extremamente disputado, com a liderança se alternado sempre e longos e emocionantes ralis, Ágatha e Bárbara venceram Taiana e Fernanda Berti por 21-18 22-20 e confirmaram o 5º título mundial brasileiro no feminino! Na disputa do bronze, Juliana e Maria Elisa venceram as alemãs Katrin Holtwick/Ilka Semmler por 23-25 21-18 15-9 para fechar pela 1ª vez na história do Mundial um pódio completo pro mesmo país.

Captura de Tela 2015-07-04 às 23.04.04

Foto: FIVB

Que o Brasil domina o esporte, não é dúvida para ninguém, mas difícil um domínio tão forte como as mulheres tem feito este ano! Em 8 torneios na temporada no feminino, foram 6 ouros, 3 pratas e 3 bronzes, sendo 6 vitórias seguidas, conforme abaixo. Em 10 Mundiais disputados, o Brasil tem no feminino 5 ouros, 5 pratas e 5 bronzes.

Captura de Tela 2015-07-04 às 23.01.51

A disputa pelas duas vagas olímpicas pro Rio-2016 deve ser muito disputada, mesmo. São 4 duplas muito fortes, que já venceram títulos este ano ou no ano passado. Difícil prever, mas eu acredito em Larissa/Talita e Barbara/Agatha.

Nas semifinais masculinas, Alison e Bruno Schmidt venceram tranquilamente os americanos Lucena/Brunner por 21-17 21-15 e chegaram à final. Já Evandro e Pedro Solberg fizeram um duro jogo contra os holandeses Nummerdor/Varenhorst, mas não foi o suficiente para ir contra uma torcida de 5.500 holandeses e perderam por 21-18 21-23 15-12. Se der Brasil, será o 6º título mundial brasileiro. Se der Holanda, será o 2º seguido.

Mundial de Vôlei de Praia – Dia 8

Foram apenas dois jogos, mas foram DOIS jogos! As semifinais femininas com 3 duplas brasileiras, definindo a final.

Captura de Tela 2015-07-04 às 01.25.54

Taiana e Fernanda Berti celebram a vaga na final. Foto: FIVB

Em Haia, no primeiro jogo, Taiana e Fernanda Berti enfrentaram as alemãs Katrin Holtwick e Ilka Semmler. Foi o 3º confronto entre as duas duplas, sendo que elas fizeram a final do torneio na mesma cidade ano passado, vencido pelas brasileiras. Nesta sexta, as brasileiras passearam e venceram com facilidade pelo placar de 21-12 21-15 não dando chances às alemãs, que não tinham perdido nenhum set até então no Mundial!

Com a vitória, a final brasileira foi formada, repetindo o que ocorreu no Mundial de 2001 no feminino e no de 2011 no masculino. Com o ouro garantido, o Brasil passa a frente com 5 ouros em Mundiais contra 4 dos EUA!

Bárbara atacando no bloqueio de Juliana. Foto: FIVB

Na outra semifinal, um grande jogo, muitíssimo disputado! Bárbara e Ágatha venceram Maria Elisa e Juliana por 24-22 21-19. O jogo foi muito disputado, com grandes ralis, mas com um ace no último ponto, vitória de Bárbara e Ágatha. Será a 2ª medalha de Bárbara Seixas em Mundiais, depois do bronze em 2013 ao lado de Lili. Juliana briga pelo bronze e pela sua 5ª medalha em Mundiais!

Mundial de Vôlei de Praia – Dia 7

Num dia de duas rodadas, com as oitavas e as quartas no masculino e no feminino, as duplas brasileiras deram show e são presença maciça nas semifinais, já garantindo três medalhas!

Masculino

Captura de Tela 2015-07-02 às 23.27.00

Alison atacando na semifinal sobre Gibb. Foto: FIVB

A única dupla a perder nas 8as foi a dos campeões olímpicos Emanuel e Ricardo, que perderam por 18-21 21-18 15-11 para os americanos Lucena/Brenner. Logo depois, Alison/Bruno venceram 21-15 21-17 os australianos Kapa/McHugh. Álvaro Filho/Vítor venceram os mexicanos Virgen/Ontiveros num jogo duro por 21-19 19-21 20-18. Com a vitória de Evandro/Pedro Solberg sobre os cubanos Gonzalez/Nivaldo por 21-19 19-21 15-11, um duelo brasileiro nas 4as foi marcado.

Captura de Tela 2015-07-02 às 23.28.03

Evandro e Pedro Solberg estão na semifinal. Foto: FIVB

Nas quartas, Alison e Bruno novamente venceram, passando pelos fortes americano Gibb/Patterson de maneira surpreendente por 21-12 21-17 e se garantiram na semifinal para enfrentar os americanos Lucena/Brenner, que eliminaram a dupla do Qatar, que contava com o brasileiro Jefferson Pereira.

No duelo brasileiro nas 4as, Evandro/Pedro Solberg venceram Álvaro Filho/Vítor por 21-14 14-21 15-8 e se garantiram na semi para pegar os donos da casa Nummerdor/Varenhorst.

Feminino

Captura de Tela 2015-07-02 às 23.28.42

Maria Elisa defendendo nas quartas. Foto: FIVB

O jogo do dia no feminino foi entre Juliana/Maria Elisa e Talita/Larissa. A 2ª dupla chegava com leve favoritismo pela ótima sequência de vitórias recentes. Foi um jogo extremamente disputado, mas quem venceu foi Juliana/Maria Elisa de virada por 19-21 21-18 15-13.

Captura de Tela 2015-07-02 às 23.29.02

Bárbara e Ágatha estão na semi

Taiana/Fernanda Berti jogaram para vencer as espanholas Liliana/Baquerizo por 21-17 21-19. Bárbara e Ágatha venceram tranquilamente as canadenses Humana-Paredes/Pischke por 21-15 21-14. Grande surpresa foi a vitória das chinesas Wang/Yue, que venceram Ross/Walsh por 21-19 17-21 15-13.

Nas quartas, Taiana/Fernanda Berti passaram pelas australianas Bawden/Clancy por 15-21 21-16 18-16 e vão enfrentar na semi as alemãs Holtwick/Semmler, as estrangeiras intrusas na semifinal.

Bárbara/Ágatha venceram as chinesas eliminadoras de americanas por 21-18 23-21 e vão pegar na final Juliana/Maria Elisa, que passaram com 25-23 21-18 pelas canadenses Bansley/Pavan, que fazem ótima temporada.

Nesta sexta-feira, apenas as semifinais femininas a tarde. Lembrando que no Mundial de 2009 também tivemos 3 duplas brasileiras na semifinal feminina, mas quem ficou com o ouro foram as americanas Ross/Kessy. O Brasil já tem 24 medalhas em 9 Mundiais já disputados e já garantiu pelo menos mais 3!

Mundial de Vôlei de Praia – Dia 6

Na primeira rodada da fase eliminatória, um dia absolutamente perfeito pro Brasil! As 8 duplas venceram seus jogos e estão nas oitavas de final!

Feminino

O dia começou em Haia com Taiana e Fernanda Berti vencendo as venezuelanas Pazo/Agudo por tranquilos 21-12 21-14. Depois em Apeldoorn, foi a vez de Bárbara e Ágatha vencerem as canadenses Broder/Valjas por 14-21 21-16 15-7.

Captura de Tela 2015-07-02 às 00.08.51

Talita e Larissa. Foto: FIVB

Mas o negócio vai pegar em Amsterdã. Juliana e Maria Elisa, única dupla das 4 femininas que havia perdido um jogo na primeira fase, venceu de virada as suíças Goricanec/Hüberli por 18-21 21-18 15-9. No jogo seguinte, a 4ª vitória veio com Larissa e Talita sobre as australianas Artacho/Laird por 21-18 21-17. Com isso, essas duplas se enfrentarão nas 8as nesta quinta-feira! Será o duelo das ex-parceiras Juliana e Larissa e só uma estará nas quartas-de-final.

Nos outros jogos, surpresa a derrota das americanas Day/Kessy para as chinesas Wang/Yue por 21-19 21-18.

Masculino

Captura de Tela 2015-07-02 às 00.10.38

Vitor Felipe e Álvaro Filho. Foto: FIVB

Evandro e Pedro Solberg fora os únicos brasileiros a subirem no pódio esse ano no circuito mundial. Depois de decepcionarem na 1ª fase somando 2 derrotas, obtiveram uma excelente vitória com 21-15 21-23 15-13 sobre a forte dupla polonesa de Fjalek/Prudel. Bela vitória em Roterdã. A segunda belíssima vitória brasileira no dia foi na mesma cidade com Álvaro Filho e Vítor. Eles também haviam perdido dois jogos na 1ª fase e pegaram os cabeças 1 e atuais campeões mundiais! Mas conseguiram segurar Brouwer e Meeuwsen e vencer por 21-19 25-23

Captura de Tela 2015-07-02 às 00.12.42

Alison no bloqueio

Alison e Bruno Schmidt não tiveram dificuldade para passar pelos franceses Krou/Rowlandson e avançar com 21-17 21-14, aproveitando um pedido médico da dupla francesa. Já os veteranos e campeões olímpicos Emanuel e Ricardo também venceram bem os poloneses Kadziola/Szalankiewicz por 21-13 23-21.

Grande vitória da dupla do Qatar que conta com o brasileiro naturalizado Jefferson Pereira. Ele e Cherif passaram com 21-18 21-14 pelos americanos Doherty/Mayer, que estavam invictos. Os italianos Nicolai/Lupo e os letões Samoilovs/Plavins também foram embora do Mundial.

Na próxima rodada, 3 duplas tem jogos relativamente tranquilos, enquanto Emanuel e Ricardo pegam fortes americanos Lucena/Brenner.