Australian Open – Dia 12

Masculino

federer-roger-180124-1180

Roger Federer (SUI)

Apenas um jogo de simples estava programado para a sexta-feira: a semifinal masculina entre o mito Roger Federer e a zebra sul-coreana Chung Hyeon. O coreano já havia tirado do torneio o Alexander Zverev e Novak Djokovic, mas desta vez não foi páreo.

Federer começou arrasador e logo fechou em 61. Mas o coreano começou a sentir uma bolha no pé esquerdo e ainda no final do set pediu atendimento médico e, enquanto Federer vencia o 2º por 52 (30-30), o sul-coreano abandonou a partida para enorme frustração da torcida que foi até o Melbourne Park numa sexta-feira a tarde. Que desperdício de ingresso…

Será a 31ª final de GS do suíço, que busca o 20º título!

Duplas

A húngara Timea Babos e a francesa Kristina Mladenovic venceram na decisão de duplas as russas Ekaterina Makarova e Elena Vesnina por 64 63. Foi o 1º título de GS da húngara e o 4ª da francesa (2 duplas fem e 2 duplas mistas). Makrova e Vesnina venceram quase tudo na carreira jogando juntas: elas tem Roland Garros, Wimbledon e o US Open, além do ouro olímpico no Rio-2016 e só restava o título na Austrália para completarem o Golden Slam.

home_502341

Ekaterina Makarova e Bruno Soares

Nas duplas mistas, poderíamos ter uma final entre brasileiros, mas os dois acabaram perdendo na semifinal. Marcelo Demoliner e a espanhola Maria Jose Martinez Sanchez caíram por 75 57 [10-6] para Babos e o indiano Rohan Bopanna enquanto Bruno Soares e Makarova perderam por 61 64 para a canadense Garbiela Dabrowski e para o croata Mate Pavic.

Australian Open – Dia 11

Masculino

Na única semifinal do dia, o croata Marin Cilic soube controlar a ameaça inglesa Kyle Edmund e vencer por 3 sets a 0 e garantir uma vaga na final do 1º Grand Slam do ano, sua 3ª final em GS na carreira. Cilic precisou de apenas 2h18 para eliminar Edmund por 62 76(4) 62. Edmund encerra sua participação dos sonhos como o 1º inglês a chegar à semifinal do AusOpen desde 1977! Lembrando que o Andy Murray é escocês.

Feminino

5a696361cf3fb_4310370_ten_open_wozniacki_16_9_13369419_1822625_2018012515014093d16aa3_3be5_4ad9_ae9d_6abdd07d3666_sd_1280x720

Caroline Wozniacki (DEN)

Já na chave feminina tivemos na 5ª feira a disputa das duas semifinais. Cabeça 2 Caroline Wozniacki eliminou a zebra belga Elise Mertens por 63 76(2), impondo a primeira derrota da belga este ano, que vinha de uma sequência de 9 vitórias. Este foi o 1º AusOpen da Mertens!

A adversária da dinamarquesa na decisão será a romena Simona Halep, cabeça 1, que venceu Angelique Kerber por 63 46 97 em 2h20. A final entre Halep e Wozniacki vale, além do título, o topo do ranking da WTA. Para qualquer uma das duas será um título inédito, já que ambas não tem um GS ainda.

Duplas

Marcelo Demoliner e a espanhola Maria José Martinez Sanchez venceram os últimos australianos com chance de título nesse AusOpen na semifinal das duplas mistas. Eles passaram por Storm Sanders e Marc Polmans por 75 64. Bruno Soares e a russa Ekaterina Makarova também venceram e se garantiram na semifinal. Eles passaram pela checa Andrea Hlavackova e pelo francês Edouard Roger-Vasselin por 62 46 [13-11]. Quando Hlavackova e Roger-Vasselin tinham 9-8 no super tiebreak, a checa acertou um smash mas se embananou com seu parceiro e deixou a raquete cair e bater na rede antes da bolinha quicar pela 2ª vez, perdendo o ponto no matchpoint. Bom pro Bruno, que fez o ponto e virou o super tie-break.

Os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah surpreenderam os irmãos Bryan na semifinal de duplas por 76(1) 75 impendindo os americanos de chegarem pela 31ª vez a final de um GS. Seus adversários na decisão serão o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic..

 

Australian Open – Dia 6

Três zebraças no masculino e uma partida histórica no feminino.

Masculino

O sul-coreano Chung Hyeon, campeão do ATP Finals da Nova Geração ano passado, foi o destaque do sábado em Melbourne. Ele derrotou o 4º do mundo, o alemão Alexander Zverev por 57 76(3) 26 63 60 com direito a um pneu no final e se tornou o 1º sul-coreano a chegar às 4 as de um Grand Slam desde Hyung-taik Lee no US Open de 2007. Agora ele terá pela frente Novak Djokovic, que passou bem pelo espanhol Albert Ramos Viñolas com 62 63 63. Cabeça 5 Dominic Thiem venceu sem grandes problemas o francês Adrien Mannarino por 64 62 75 e vai pegar outra grande zebra: o americano Tennys Sandgren (melhor nome). No duelo dos desconhecidos, Sandgren (96º do ranking) derrotou o alemão Maximilian Marterer (94º) por 57 63 75 76(5). É apenas o 3º Grand Slam do americano, que até então nunca tinha vencido uma partida.

907356822-0

Tennys Sandgren (USA)

Roger Federer segue sem perder sets no torneio ao passar pelo Richard Gasquet por 62 75 64 e pega a 3ª zebra da rodada, o húngaro Marton Fucsovics, que eliminou o argentino Nicolas Kicker (outro desconhecido) por 63 63 62. Campeão juvenil de Wimbledon em 2010, Fucsovics obteve seu melhor resultado da carreira adulta. Tomas Berdych passou fácil pelo argentino Juan Martin del Potro 63 63 62 e enfrenta por uma vaga nas 4as o italiano Fabio Fognini, que precisou de 5 sets para derrotar Julien Benneteau 36 62 62 46 63.

Feminino

simonahalep-cropped_rxexqurcqtc01b9568cqrkztk

Simona Halep (ROU)

O destaque do dia foi a interminável partida da número 1 Simona Halep, que precisou de 3h44 para derrotar a americana Lauren Davies por 46 64 15-13! O jogo igualou o recorde de Chanda Rubin e Arantxa Sanchez-Vicario no AusOpen de 1996 num jogo com também 48 games. A romena enfrenta a japonesa Naomi Osaka, que eliminou a última australiana da chave Ashleigh Barty por 64 62. Barbora Strycova eliminou a zebraça lucky loser americana Bernarda Pera por 62 62 e faz um duelo checo na 4ª rodada contra Karolina Pliskova, que fez 76(6) 75 na também checa Lucie Safarova.

No confronto mais esperado do dia no feminino, Angelique Kerber, campeã em 2016, eliminou Maria Sharapova por 61 63, não dando chances à russa. A alemã terá pela frente a taiwanesa Su-wei Hsieh, que volta depois de 10 anos às 4as de final de um Grand Slam depois de eliminar Agnieszka Radwanska por 62 75. A francesa Caroline Garcia venceu 63 57 62 a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich e fecha os confrontos da 4ª rodada contra a americana Madison Keys, que fez 63 64 na romena Ana Bogdan.

Duplas e juvenis

Em jogo de quase 3h, Bruno Soares e Jamie Murray perderam na 2ª rodada para os indianos Leander Paes (em seu 89º Grand Slam) e Purav Raja pot 76(3) 57 76(6). Já Marcelo Melo e Lukasz Kubot venceram 63 76(2) os australianos Max Purcell e Luke Saville. Com as derrotas de Jean-Julien Rojer/Horia Tecau e Pierre-Hugues Herbert/Nicolas Mahut, Marcelo e Kubot são a única dupla top-4 ainda no torneio.

Nas duplas femininas, Bia Haddad Maia e a romena Sorana Cirstea venceram de virada a polonesa Alicja Rosolska e a americana Abigail Spears por 46 63 63 e estão na 3ª rodada. Na chave juvenil, Matheus Pucinelli de Almeida venceu 75 76(7) o colombiano Nicolas Mejia e Igor Gimenez derrotou 76(3) 61 o holandês Lodewijk Weststrate, mas João Lucas Reis da Silva perdeu na 1ª rodada 63 67(9) 63 para o sérvio número 2 do mundo Marko Miladinovic.

Australian Open – Dia 3

Qualifiers avançando e início das duplas em Melbourne.

Masculino

australian-open-2018-rafa-nadal-leonardo-mayer-905831

Rafael Nadal (ESP)

Rafael Nadal venceu mais uma, agora sobre o argentino Leonardo Mayer por 63 64 76(4), e vai enfrentar na 3ª rodada o bósnio Damir Dzumhur, que eliminou por 75 36 64 61 o australiano John Millman. Grigor Dimitrov, por outro lado, sofreu nas mãos do qualifier americano Mackenzie McDonald. Número 186 do ranking, o desconhecido americano levou o 3º do mundo para o 5º set, mas o búlgaro acabou vencendo por 46 62 64 06 86 em 3h25. Dimitrov pega agora o russo Andrey Rublev (64 67(5) 64 62 no cipriota Marcos Baghdatis).

Jo-Wilfried Tsonga foi outro que precisou suar e vencer no 5º set. Seu adversário foi o talentoso canadense Denis Shapovalov. Mas o francês se sobressaiu com 36 63 16 76(4) 75 em 3h37. Tsonga enfrentará o chato australiano Nick Kyrgios (75 64 76(2) no sérvio Viktor Troicki). Na parte da chave sem cabeças, Ivo Karlovic também precisou de 5 sets para eliminar pot 76(3) 67(3) 75 46 12-10. Karlovic fez impressionantes 53 aces em 4h33 de partida.

Feminino

luksika-kumkhum

Luksika Kumkhum (THA)

Caroline Wozniacki precisou de 3 sets para eliminar a croata Jana Fett por 36 62 75 e agora pega a holandesa Kiki Bertens (76(3) 60 na americana Nicole Gibbs). O que chamou a atenção na chave feminina foi o fato de 3 qualifiers avançarem para a 3ª rodada. A tailandesa Luksika Kumkhum eliminou a suíça Belinda Bencic (que tinha vencido a Venus) por tranquilos 61 63. A checa Denisa Allertova passou com 64 76(5) pela chinesa Shuai Zhang e a ucraniana Marta Kostyuk eliminou a austrailana Olivia Rogowska por 63 75. Kostyuk faz um duelo ucraniano contra Elina Svitolina, que também precisou vencer de virada com 46 62 61 na checa Katerina Siniakova.

Também venceram a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko com 63 36 64 na chinesa Duan Yingying, as estonianas Anett Kontaveit (63 46 64 na alemã Mona Berthel) e Kaia Kanepi (64 63 na campeã olímpica Monica Puig), Alizé Cornet (64 63 na alemã Julia Görges) e Magdalena Rybarikova (64 06 62 na belga Kirsten Flipkens).

Duplas

Bruno Soares e Jamie Murray levaram um susto, mas venceram os americanos Francis Tiafoe e Donald Young de virada por 57 64 64. Na chave feminina, Bia Haddad Maia e a romena Sorana Cirstea venceram por 62 62 a russa Veronika Kudermetova e a bielorrussa Aryna Sabalenka.

Resumo olímpico da semana

Vôlei de Praia

Captura de Tela 2018-01-10 às 00.54.37

Foto: FIVB

Mal começou o ano e já teve uma etapa 4 estrelas do circuito mundial em Haia, na Holanda. Com 6 duplas (4 femininas e 2 masculinas), o Brasil levou apenas uma medalha. Maria Elisa e Carol chegaram na decisão após 5 vitórias e sem perder um único set, mas na final foram superadas pelas americanas Alix Klineman e April Ross por 21-12 21-15. Klineman jogava até o ano passado no Praia Clube e este foi o seu 1º torneio do circuito mundial da carreira! Ela se torna a 3ª mulher na história a vencer uma etapa em sua estreia internacional. Também foi a 3ª vez na história no feminino que uma dupla venceu vindo do country-quota, um pré-qualifying. E pela 1ª vez na história a final foi disputada entre duas duplas vindas do qualificatório!

Bárbara /Fernanda perderam nas 4as para as campeãs, Ágatha e Duda caíram nas 8as para dupla suíça e Elize Maia/Taiana perderam nas 16as para russas. No masculino, Pedro Solberg/George e Guto/Vítor caíram nas 8as. A vitória da etapa ficou com letões Martins Plavins/Edgars Tocs.

Tênis

Bruno Soares e o britânico Jamie Murray ficaram com o vice do torneio ATP250 de Doha, perdendo na decisão para o austríaco Oliver Marach e pro croata Mate Pavic por 62 76(6). Esta foi a 52ª final no circuito do Bruno na carreira e a 12ª da dupla Soares/Murray. O brasileiro esta com 26 títulos e 26 vices e a dupla tem 6 títulos e 6 vices. Desde que formaram a parceria em 2016, ela sempre chegaram a uma final nos torneios preparatórios pro Australian Open.

No ATP250 de Brisbane, na Austrália, Marcelo Demoliner e o neozelandês Michael Venus perderam nas 4as para os argentinos Leonardo Mayer e Horacio Zabellos. No ATP250 de Puna, na Índia, Thiago Monteiro passou pelo qualificatório, venceu na estreia e abandonou nas 8as para o sul-africano Kevin Anderson quando perdia de 76(4) 32 com dores no tornozelo esquerdo. E no WTA de Auckland, Bia Haddad Maia caiu na estreia por 62 46 62 para a polonesa Agnieszka Radwanska.

Rugby

bra_x_uru_7_punta_2_large

Foto: CBR

A seleção masculina de sevens disputou a 1ª etapa do campeonato sul-americano em Punta del Este e terminou na 6ª posição. A competição contou com 6 equipes convidadas (EUA, Canadá, África do Sul, Irlanda, França e Alemanha). Na 1ª fase, o Brasil perdeu de 26-20 pra França, depois venceu 17-12 o Uruguai e 29-5 a equipe americana. Mas nas 4as enfrentou novamente a França e perdeu por 28-12. Depois venceu 17-12 a Irlanda e perdeu 24-12 pra Alemanha na disputa do 5º lugar. O título ficou com a equipe sul-africana ao vencer por 21-5 o Chile.

A 2ª etapa será nesta semana em Viña del Mar e serve como qualificatório pra Copa do Mundo de Sevens. São apenas 2 vagas pra América do Sul restantes e, no momento o Brasil está na 3ª posição entre os não classificados.

Outros Esportes

Mariana Pistoia ficou em 35º lugar na etapa de Udine (ITA) da Copa do Mundo juvenil de florete feminino, perdendo na estreia da chave final para húngara por 15-11. Na espada masculina também em Udine, Gabriel Bonamigo foi o melhor brasileiro terminando em 25º. Ele venceu bielorrusso na 1ª rodada por 15-11 e perdeu na 2ª rodada de 15-5 para francês. Fabrizio Lazaroto também chegou na chave final, perdeu na estreia para italiano e acabou em 58º.

US Open – Dia 9

Americanas começam o domínio e Bruno Soares se despede duplamente.

Feminino

Women's Singles - QF

Sloan Stephens. Foto: USTA/Garrett Ellwood

O domínio das americanas nas 4as começou na terça-feira com Sloane Stephens vencendo por 63 36 76(4) a letã Anastasija Sevastova, que buscava sua 1ª semi de GS da carreira. Stephens, semifinalista no AusOpen em 2013, vai enfrentar a veteraníssima Venus Williams por uma vaga na final.

Em um jogo de mais de 2h30, Venus chega pela 9ª vez à semifinal do US Open na carreira, a 1ª desde 2010. Aos 37 anos, Venus faz sua melhor temporada em quase 10 anos, acumulando duas finais de Grand Slam e agora mais uma semifinal. Ela derrotou a checa Petra Kvitova pelo placar quase idêntico do outro jogo, 63 36 76(2).

Masculino

Men's Singles - QF

Kevin Anderson (RSA). Foto: USTA/Darren Carroll

A chave de baixo vai se concluindo com dois nomes inéditos em uma semifinal. O espanhol Pablo Carreño Busta atinge sua 1ª semi de GS ao derrotar o argentino Diego Schwartzman por 64 64 62. Pela inédita vaga na final, o espanhol terá pela frente o sul-africano Kevin Anderson, que num jogo praticamente de saques venceu o último americano na chave, Sam Querrey, por 76(5) 67(9) 63 76(7). Se Anderson vencer, será o 1º sul-africano na final do US Open desde Cliff Drysdale em 1965. O último título de GS de um sul-africano foi com Johan Kriek na Austrália em 1981 (ele também venceu em 1982, mas defendendo os EUA).

Duplas

Duplo adeus de Bruno Soares em Nova York. Pelas 4as das duplas, ele e Jamie Murray perderam facilmente para Jean-Julien Rojer e Horia Tecau por 62 61 na Grandstand. Pouco tempo depois, voltou na mesma quadra ao lado da húngara Timea Babos pelas 4as das mistas, quando também foram derrotados pelo mesmo Horia Tecau, agora jogando com Coco Vandeweghe, por 46 61 [10-8].

Nas duplas juvenis, Thiago Seyboth Wild e o argentino Sebastian Baez venceram 64 46 [12-10] o checo Tomac Machac e o russo Timofey Skatov e estão nas 4as.

US Open – Dia 8

No complemento da 4ª rodada, um jogo épico entre Del Potro e Thiem.

Masculino

Men's Singles - R4

Juan Martin Del Potro (ARG). Foto: USTA/Andrew Ong

O argentino Juan Martin Del Potro acordou nesta segunda-feira com 38ºC de febre e resfriado enquanto se preparava para enfrentar o austríaco Dominic Thiem, que faz excelente temporada. Thiem começou arrasador abrindo 61 62 sobre o argentino, que pensava em desistir. Mas quem conhece o Delpo sabe que ele não desiste e logo diminui vencendo o 3º set por 61. No 4º, Thiem chegou a ter 3 matchpoints no saque do argentino, que respondeu com 2 aces e venceu o 4º set 76(1) para empatar a partida. Com suas direitas espetaculares, Del Potro virou um jogo histórico e de maneira inacreditável para atingir as 4as de final com 16 26 61 76(1) 64. Por uma vaga na semifinal, o argentino vai enfrentar Roger Federer, que passeou pelo freguês alemão Philipp Kohlschreiber por 64 62 75. Será a reedição da final de 2009.

Rafael Nadal também não teve problemas para passar pelo ucraniano Alexander Dolgopolov com 62 64 61 e vai pegar nas 4as a surpresa russa Andrey Rublev. Campeão juvenil de Roland Garros em 2014, Rublev se tornou o 1º russo a chegar às 4as de um Grand Slam desde Mikhail Youzhny no US Open de 2013! Ele derrotou nesta segunda o belga David Goffin por 75 76(5) 63 e segue numa campanha brilhante.

Feminino

A número 1 do mundo Karolina Pliskova destruiu a americana Jennifer Brady por 61 60 e precisa chegar à final para se manter na liderança do ranking. ela terá no caminho a americana Coco Vandeweghe, que passou pela checa Lucie Safarova por 64 76(2).

Women's Singles - R4

Kaia Kanepi (EST). Foto: USTA/Andrew Ong

Maior surpresa do torneio, a estoniana Kaia Kanepi se tornou a 1ª qualifier a chegar às 4as do US Open desde 1981! Mas esta será a 6ª aparição da estoniana nas 4as de um Grand Slam. Ela derrotou a russa Daria Kasatkina por 64 64. Madison Keys venceu a ucraniana 4ª da mundo Elina Svitolina por 76(2) 16 64 para completar o show americano. São 4 americanas nas 4as de final, uma em cada jogo! A última vez que isso aconteceu foi no US Open de 2002, quando 5 americanas chegaram às 4as!

Duplas

Bruno Soares e Jamie Murray seguem em busca do bicampeonato de duplas e passaram com tranquilidade pelo australiano Jordan Thompson e pelo sueco Robert Lindstedt com 63 64, chegando nas 4as de final, onde farão um duro jogo contra Jean-Julien Rojer e Horia Tecau.