Mundial de Vôlei de Praia – Finais

Após um início arrasador do Brasil, muitas eliminações precoces e azar no sorteio do mata-mata, mas, o que parecia um mundial pra esquecer, se tornou vencedor!

Masculino

Captura de Tela 2017-08-07 às 17.44.48

Evandro e André. Foto: FIVB

Talvez a dupla que tinha menos chance do Brasil no início, surpreendeu a todos e se sagrou campeã mundial! No sábado, Evandro Oliveira e André Loyola venceram nas 4as os canadenses Ben Saxton/Chaim Schalk por 17-21 22-20 15-10. Voltaram no domingo para as semifinais derrotando os fortes holandeses Christiaan Valkenhorst e Maarten van Garderen por 21-15 21-13. Na outra semi, os donos da casa Clemens Doppler e Alexander Horst surpreenderam e avançaram pra final com 22-20 21-19 sobre os russos Viacheslav Krasilnikov e Nikita Liamin.

Algumas horas depois, voltaram à quadra pra grande final. Com 10.000 torcedores apoiando em massa os austríacos, Evandro e André souberam controlar a pressão, mas tiveram um jogo duríssimo. Quem ajudava a salvar a dupla brasileira era Evandro no saque. Eleito o melhor sacador nas ultimas duas temporadas, Evandro fez 6 aces na partida e o Brasil fechou com 23-21 22-20 para faturar o ouro! André se torna o campeão mundial de vôlei de praia mais novo da história, aos 22 anos. Foi o 7º título mundial de uma dupla brasileira no masculino, a 7ª formação diferente. Os russos Krasilnikov/Liamin venceram os holandeses Varenhorst/Van Garderen por 21-17 21-17 para levar o bronze.

Feminino

Captura de Tela 2017-08-07 às 17.45.46

Pódio feminino. Foto: FIVB

Após a derrota na semifinal na sexta, Larissa e Talita foram pro bronze contra as ótimas canadenses Sarah Pavan/Melissa Humana-Paredes, que fazem uma excelente temporada. E as brasileiras saíram com a vitória com 21-12 16-21 18-16. Larissa conquista a sua 5ª medalha em mundiais (1O-2P-2B) e Talita a sua 2ª (2B).

Na decisão, as alemãs campeãs olímpicas Laura Ludwig e Kira Walkenhorst sofreram para vencer as americanas April Ross/Lauren Fendrick por 19-21 21-13 15-9. Depois de perderem o 1º set, as alemãs arrasaram no 2º. No tiebreak, uma discussão com a árbitra principal tirou a concentração de Fendrick, que levou um amarelo inclusive. As alemãs mantiveram o forte ritmo para vencer o ouro inédito e se tornar a primeira dupla europeia campeã no feminino.

Brasil sai com um ouro e um bronze e agora soma 31 medalhas em 11 Mundiais! O próximo Mundial será em 2019.

Anúncios

Mundial de Vôlei de Praia – Dias 7 e 8

Brasil fica muito abaixo do esperado e já faz pior campanha em anos.

Masculino

Na primeira rodada do mata-mata, a dupla cabeça 1 do mundial, Álvaro e Saymon caíram por 21-17 21-18 para is holandeses Christiaan Varenhorst/Maarten van Garderen. Já os campeões olímpicos e mundiais Alison e Bruno Schmidt venceram por 21-15 21-7 os letões Edgars Tocs/Rihards Finsters. Também venceram Evandro/André por 21-13 21-18 os letões Martins Plavins/Haralds Regza e Pedro Solberg/Guto por 21-23 21-16 17-15 os austríacos Martin Ermacora/Moritz Pristauz.

Já nas 8as nesta sexta-feira, duas duras derrotas. Alison/Bruno caíram para os surpreendentes canadenses Ben Saxton/Chaim Schalk por 21-19 19-21 15-13 e Pedro Solberg/Guto perderam 21-19 17-21 15-13 para os espanhóis Herrera/Gavira. Já Evandro/André venceram por 24-22 21-19 os letões Smedins/Samoilovs.

Feminino

Captura de Tela 2017-08-05 às 08.07.44

Ludwig e Walkenhorst (GER)

Nas 8as, Maria Elisa/Carol venceram Elize Maia/Taiana 21-9 21-19. Larissa/Talita derrotaram as suíças Joana Heidrich/Anouk Vergé-Dépré por 21-19 21-16. Nas 4as, mais um confronto brasileiro e Larissa/Talita vencera Maria Elisa/Carol por 21-17 21-17. Também na sexta já rolou a semifinal e as brasileiras enfrentaram as alemãs campeãs olímpicas Laura Ludwig/Kira Walkenhorst e perderam por 21-19 21-16.

As alemãs fazem final neste sábado contra as americanas April Ross/Lauren Fendrick, que derrotaram na semifinal de virada as canadenses Sarah Pavan/Melissa Humana-Paredes por 19-21 21-16 15-11. Ross já foi campeã mundial em 2009, jogando com Jennifer Kessy.

Mundial de Vôlei de Praia – Dia 5

Feminino define os confrontos de mata-mata e masculino encerra alguns grupos.

Feminino

Captura de Tela 2017-08-02 às 00.58.20

Meppelink e Van Iersel (NED)

No último jogo da primeira fase, Ágatha/Duda perderam de 21-19 21-15 para as holandesas Meppelink/Van Gestel. Com este resultado, o Grupo C ficou todo embolado, com 3 duplas com 2 vitórias e 1 derrota, mas pior para as brasileiras, que ficaram em 3º lugar nos critérios de desempate. Pelo Grupo A, Larissa/Talita venceram as alemãs Bieneck/Schneider por 21-16 21-18 para encerrar a 1ª fase com 3 vitórias.

Larissa/Talita no Grupo A, Elize Maia/Taiana no H e Maria Elisa/Carol no I obtiveram 3 vitórias para vencerem seus grupos. Bárbara/Fernanda Berti no H e Ágatha/Duda no C ficaram com 2V e 1D em 3º nos seus grupos, mas conseguiram avançar diretamente pra chave final entre as 4 melhores duplas terceiras colocadas, sem precisar disputar a repescagem. Larissa/Talita, Maria Elisa/Carol e Elize Maia/Taiana estão na mesma chave e só uma dessas duplas pode chegar a semifinal. Do outro lado da chave, Ágatha/Duda e Bárbara/Fernanda Berti só se enfrentariam nas semifinais. Lembrando que Ágatha e Bárbara são as atuais campeãs mundiais, mas estão jogando separadas.

Masculino

No Grupo D, Evandro/André perderam para os mexicanos Virgen/Ontiveros por 21-19 16-21 15-10, mas ainda assim venceram o seu grupo. Eles foram os únicos brasileiros a jogar nesta terça na chave masculina pelo Brasil. Jogando pelo Qatar, Jefferson Pereira e o qatari Cherif Younousse venceram mais um jogo sobre os fortes letões Smedins e Samoilovs e ficaram com o título do Grupo B com 3 vitórias.

Também venceram seus grupos: os russos Krasilnikov/Liaminno F, os poloneses Losiak/Kantor no G, os espanhóis Herrera/Gavira no I, os holandeses Brouwer/Meeuwsen no J, os italianos vice olímpicos Nicolai/Lupo no K e os canadenses Saxton/Schalk no L.

Mundial de Vôlei de Praia – Dias 3 e 4

Os brasileiros seguiram praticamente invictos e as primeiras duplas começam a se classificar.

Masculino

Captura de Tela 2017-07-31 às 23.32.53

Álvaro Filho

Entre os homens, as 4 duplas com 2 vitórias em 2 jogos. Álvaro/Saymon, duplas cabeça 1, venceu os austríacos Kunert/Dressler por 21-17 21-17 no Grupo A. No D, Evandro/André venceram os cubanos Quesada/Piña por 21-17 21-19. Os atuais campeões olímpicos e mundiais Alison/Bruno Schmidt passaram com 21-19 21-19 pelos letões Plavins/Regza. Pedro Solberg/Guto venceram austríacos Seidl/Winter por 21-19 21-14 no H.

No Grupo B, o brasileiro Jefferson e Cherif, que jogam pelo Qatar, venceram seus dois jogos, assim como os letões Smedins/Samoilovs. Duas vitórias também no C pros americanos Dalhausser/Lucena, pros italianos vice olímpicos Nicolai/Lupo no K e outras 13 duplas. A 1ª fase nos dois torneio termina nesta terça.

Feminino

Cabeças 1 Larissa/Talita venceram no domingo 21-15 21-9 as americanas Day/Branagh e já estão classificadas pra próxima rodada com 2 vitórias. Ainda tem um jogo. Ágatha/Duda venceram facilmente as quenianas Gaudencia/Too por 21-5 21-7 e também já avançaram com um jogo restante. Pelo Grupo H, que tem duas duplas brasileiras, Elize Maia/Taiana venceram moçambicanas Manhica/Muianga por 21-5 21-6 e passam em 1º no grupo com 3 vitórias. Já a atual campeã mundial Bárbara e Fernanda Berti perderam nesta segunda para as suíças Heidrich/Vergé-Dépré por 23-21 21-19. Com apenas 1 vitórias em 3 jogos, ficaram em 3º no grupo. Elas podem se classificar como as 4 melhores terceiras colocadas ou disputam um play-off. No Grupo I, Maria Elisa/Carol venceram 18-21 21-16 15-8 americanas Hughes/Claes e ficam em 1º lugar com 3 vitórias.

Pelo Grupo D, as alemãs campeãs olímpicas Ludwig/Walkenhorst venceram seus 3 jogos para avançar em 1º no grupo que contou com 3 duplas alemãs. Pelo F, as checas Hermannová/Sluková venceram o gruypo com 3 vitórias sem perder sets, assim como as canadenses Pavan/Humana-Paredes no Grupo G. Também venceram seus grupos e avançaram: as suíças Betschart/Hüberli no J, as americanas Ross/Fendrick no K e as checas Kolocová/Kvapilová no L.

 

Mundial de Vôlei de Praia – Dias 1 e 2

São 9 duplas brasileiras nas areias de Viena para o Mundial de vôlei de praia, em sua 11ª edição. São 4 duplas no masculino e 5 no feminino. A grande ausência é da tricampeã mundial e olímpica Kerri Walsh, que se lesionou na última etapa na Polônia.

Mundial não tem qualificatória e para se classificar apenas pelo ranking mundial ou pelos qualificatórios continentais. Por isso, há muitas duplas bem fracas e que não disputam o circuito.

Masculino

Captura de Tela 2017-07-29 às 18.31.39

Bruno Schmidt

As 4 duplas brasileiras venceram na estreia. A maior vitória veio com Evandro/André de virada sobre os holandeses Varenhorst/Van Garderen. Os holandeses venceram o 1º set e chegaram ao match point no 2º, quando tudo começou a dar certo pros brasileiros, que viraram com 20-22 23-21 15-7 para vencer a 1ª no Grupo D. Atuais campeões mundiais e olímpicos, Alison/Bruno Schmidt passearam na estreia contra a dupla moçambicana de Nguvo/Tovela por 21-13 21-13 pelo Grupo E.

Melhor dupla nesta temporada, Álvaro/Saymon passaram sem dificuldades por Williams/Phillip de Trinidad & Tobago com 21-11 21-11 no Grupo A. Pelo Grupo H, Pedro Solberg/Guto venceram os sul-africanos Naidoo/Williams por 21-13 21-15.

Nos outros jogos, Dalhausser/Lucena venceram Doherty/Hyden 17-21 21-18 16-14 no duelo entre americanos pelo Grupo C. No J, os holandeses Brouwer/Meeuwsen venceram 21-15 22-20 os uruguaios Vieyto/Cairus. No K, os italianos vice olímpicos Nicolai/Lupo jantaram Lombi/Kamara de Serra Leoa por 21-7 21-8 e no L, a maior esperança austríaca Doppler/Horst fez 21-19 21-15 nos iranianos Raoufi/Salemi.

Feminino

Captura de Tela 2017-07-29 às 18.30.00

Talita Antunes

Em 8 jogos já disputados pelas duplas brasileiras, 7 vitórias. A única derrota ocorreu num duelo brasileiro pelo Grupo H. Elize Maia/Taiana venceram por 10-21 21-16 17-15 a atual campeã mundial e vice olímpica Bárbara, que agora joga com Fernanda Berti. Na 2ª rodada, Bárbara/Fernanda venceram por incrivelmente fáceis 21-4 21-6 as moçambicanas Manhica/Muianga e Elize Maia/Taiana sofreram com 26-24 11-21 15-10 sobre as boas suíças Heidrich/Vergé-Dépré.

Favoritas ao título, Larissa/Talita também precisaram de um tiebreak na estreia, vencendo as austríacas Strauss/Holzer por 21-11 19-21 15-8 pelo Grupo A. No C, Ágatha/Duda passearam nas quenianas Gaudencia/Too com 21-7 21-8. No Grupo I, Maria Elisa/Carol nem jogaram contra dupla de Ruanda, vencendo por W.O. na sexta e neste sábado fizeram 21-14 21-5 nas canadenses Pischke/Broder.

O Grupo D tem três duplas alemãs, incluindo as campeãs olímpicas Ludwig/Walkenhorst, que venceram seus dois jogos já disputados: 21-10 21-12 em marroquinas Mahassine/Zeroual e 17-21 21-15 15-12 sobre compatriotas Glenzke/Grossner. As americanas Summer/Sweat venceram 21-15 21-14 as austríacas Rimser/Plesiutschnig no Grupo E. Canadenses Pavan/Humana-Paredes, que vem de uma ótima temporada, estrearam com 21-13 23-21 sobre holandesas Flier/van Iersel no G.

Resumo olímpico da semana

Vôlei de Praia

larissa-e-talita

Larissa e Talita

Larissa e Talita venceram o 3º título da temporada no circuito mundial, agora na cidade polonesa de Olsztyn. Tiveram uma certa dificuldade nas 8as contra as alemãs Borger/Kozuch, vencendo com 15-12 no 3º set. Na semifinal, duelo brasileiro contra Ágatha/Duda e vitória nos detalhes com 21-19 24-22. Na decisão, venceram as canadenses Pavan/Humana-Paredes de virada por duros 20-22, 21-18, 16-14. Ágatha/Duda ficaram com o bronze, com WO das americanas Walsh/Branagh.

No masculino, uma das piores etapas do ano pras duplas brasileiras. 3 das 5 duplas nem passaram da fase de grupos. Pedro Solberg/Guto caíram no playoff e Alison/Bruno Shcmidt ficaram nas 8as perdendo para russos por 21-17 21-18. Agora o foco é o Mundial, que começa nesta sexta-feira.

Atletismo

9399

Pedro Henrique Rodrigues

No Pan Sub20, a equipe brasileira conquistou 9 medalhas na fortíssima competição no Peru, sendo 1 ouro, 3 pratas e 5 bronzes. O único ouro veio no lançamento de dardo, com Pedro Henrique Rodrigues, com 74.58m. Nos 100m masculino, Paulo André de Oliveira foi prata com 10.46 e Felipe Bardi bronze com 10.47. Fabiele Alves com 51.15m no dardo e Gabriel dos Santos com 7,73m no salto em distância foram prata. Outros bronzes: Alencar Pereira (67,14m no martelo), Derick Silva (20.77 nos 200m), Italo Matheus de Araújo (1:49.87 nos 800m) e Jordan Santos (7.036 no decatlo).

O principal destaque do campeonato foi o revezamento 4x400m masculino dos EUA, que venceu com 3:00.33, batendo o recorde mundial Sub20 da prova. Os americanos venceram 24 ouros e 54 medalhas no total.

Outros Esportes

Rogério Dutra Silva chegou nas 4as do ATP250 de Umag, vencendo nas 8as o francês Gael Monfils, 13º do mundo, por 76(5) 46 63, mas perdeu nas 4as para o italiano Alessandro Giannessi por 67(3) 62 75. Ele chegou a sacar em 54 30-0, mas levou a virada. No ATP250 de Bastad, na Suécia, Thomaz Bellucci e André Sá chegaram na semifinal de duplas.

Ygor Coelho perdeu nas 8as do Aberto dos EUA de badminton em Anaheim. Ele venceu duas partidas até perder para o indiano Sameer Verma por 18-21 21-14 21-18.

– No brasileiro de Mountain Bike no ES, vitórias de Luiz Cocuzzi no masculino e de Raiza Goulão no feminino.

Alexandre Rocha não passou no corte de torneio no Nebraska, válido pelo web.com Tour.

– Na Copa do Mundo de triatlo em Tiszaujvaros, na Hungria, no formato sprint com semifinais e finais, Manoel Messias foi 3º na sua semi, mas não terminou a final.

3 títulos mundiais de base de olho no futuro

Na semana passada, 3 vitórias brasileiras bem interessantes nas categorias de base.

ae6e9b328b45f2d70136f8f40b03472e

A espetacular Duda e Ana Patrícia faturaram o bicampeonato mundial Sub21 de vôlei de praia, em Nanjing, na China. Elas venceram os 7 jogos que disputaram, perdendo apenas um set nas 8as de final para dupla suíça. Na decisão, venceram as russas Makroguzova e Kholomina por 21-15 21-13. Duda fatura o seu 5º título mundial de categorias de base. Ela tem agora dois Sub21 e três Sub19, além de uma prata no Sub23. No masculino, o ouro brasileiro veio com Adrielson e Renato, que venceram os 7 jogos sem perder um único set! Na decisão, mais uma vitória sobre uma dupla russa, com 22-20 21-17 sobre Kramarenko/Ivanov. No Mundial do ano passado, o Brasil também venceu os dois ouros.

9385

Equipe ouro no revezamento. Foto: CBAt

Já em Nairobi, no Quênia, a equipe brasileira conquistou ótimos resultados na última edição do Mundial Sub18 de Atletismo. Foram duas medalhas, 4 quartos lugares e mais 6 Top-8. Vale ressaltar que o Mundial foi marcado pelo ausência de Estados Unidos e Grã-Bretanha, preocupados com a segurança no Quênia. O grande resultado brasileiro veio na prova que fechou o Mundial, a mais nova prova olímpica, o revezamento 4x400m misto. Nas eliminatórias, a equipe formada por Brun Benedito da Silva, Giovana Rosália dos Santos, Jéssica Moreira e Alison dos Santos fez o 3º tempo geral com 3:25.64, atrás de Quênia e Jamaica. Mas na decisão, surpreendeu com 3:21.71 e a medalha de ouro! Jamaica foi prata com 3:22.23 e África do Sul bronze com 3:24.45.

Giovana também levou o bronze na prova dos 400m com melhor marca pessoal de 53.57. Lorraine Martins bateu na trave duas vezes, com o 4º lugar nos 100m com 11.80 e o 4º nos 200m com 23.89. Arielton dos Santos também ficou em 4º nos 100m masculino com 10.73 e Vitor Motim completou o grupo dos que ficaram perto do pódio com o 4º lugar no lançamento de disco com 58,27, a 7cm da medalha. No Mundial de 2015, foram 7 Top-8 e em 2013 foram 6.

Desde o fim dos Jogos do Rio, os brasileiros conquistaram em mundiais de base as seguintes medalhas:

Ouro – Wesley Dantas – Surfe Júnior (set/16)

Ouro – Duda / Ana Patrícia – Vôlei de Praia Sub21 (jul/17)

Ouro – Adrielson / Renato  – Vôlei de Praia Sub21 (jul/17)

Ouro – Revezamento 4x400m misto – Atletismo Sub18 (jul/17)

Prata – Manoel Messias – Triatlo Sub23 (set/16)

Bronze – Lucas Ferreira – Remo single skiff Júnior (ago/16)

Bronze – Luana Madeira – Levantamento de Peso 48kg Júnior (jun/17)

Bronze – Giovana Rosa – Atletismo 400m Sub18 (jul/17)