Boletim Rumo a Tóquio-2020 #3

Em setembro tivemos 4 Mundiais que colocaram mais 8 países na lista de classificados para os Jogos.

Tiro

52nd ISSF World Championship All Events 2018 - Changwon, KOR - Final Skeet Men

Vincent Hancock (USA) na prova de Skeet no Mundial em Changwon. Foto: ISSF

O grande Mundial de tiro, em Changwon, na Coreia do Sul, alocou 4 vagas por prova individual e mais 2 por prova em equipe. Lembrando que pro tiro um atleta só pode garantir uma única quota pro seu país e cada país só pode ter no máximo 2 atletas por prova individual. Uma vez classificado, o atleta pode até disputar outras provas. Países classificados:

Pistola de ar 10m masculino: Coreia do Sul (2 vagas), Rússia e Ucrânia
Pistola de fogo rápido 25m masculino: China (2), França e Rússia
Rifle de ar 10m masculino: China, Croácia (2) e Rússia
Rifle 50m 3 posições masculino: China, Estados Unidos, Noruega e Polônia
Fossa masculina: Austrália, Eslováquia, Espanha e Kuwait
Skeet masculino: Estados Unidos, França, Itália e Noruega
Pistola de ar 10m feminino: China, Coreia do Sul, Grécia e Sérvia
Pistola 25m feminino: Alemanha, Rússia, Taiwan e Ucrânia
Rifle de ar 10m feminino: Coreia do Sul (2) e Índia (2)
Rifle 50m 3 posições feminino: Alemanha, Croácia, Grã-Bretanha e Rússia
Fossa feminina: Austrália, China, Eslováquia e Itália
Skeet feminino: Eslováquia, Estados Unidos (2) e Rússia
Pistola de ar 10m por equipe mista: China e Rússia
Rifle de ar 10m por equipe mista: China e Rússia
Fossa por equipe mista: Eslováquia e Rússia

A Rússia levou o maior número de vagas, com 12. China obteve 10, Coreia do Sul e Eslováquia 5 cada e Estados Unidos 4.

Ginástica Rítmica

RG WCh Sofia/BUL 2018:

O Mundial de Ginástica Rítmica em Sófia, na Bulgária, classificou os 3 grupos medalhistas na prova geral para os Jogos. A Rússia venceu a competição com 46,300 contra 44,825 da equipe da Itália e 42,050 da Bulgária. Apesar disso, a Rússia não levou nenhum dos ouros na finais por aparelho. Mas para a classificação olímpica o que valia era o geral.

Grupo feminino: Rússia, Itália e Bulgária.

Hipismo

charlotte-dujardin-mount-st-john-freestyle-photo-by-annan-hepner

Charlotte Dujardin (GBR) no adestramento nos Jogos Equestres

Nos Jogos Equestres, que só ocorrem a cada 4 anos, tivemos 6 vagas para cada uma dos 3 eventos por equipe. E uma extra no adestramento. A equipe americana venceu em casa o saltos por equipe numa disputa emocionante no desempate sobre a Suécia, a Grã-Bretanha levou no Concurso Completo e a Alemanha confirmou o favoritismo para dominar o adestramento. Cada evento vai ter qualificatórios regionais, mas ficou definido que a vaga no adestramento do Grupo G (que compreende o Sudeste Asiático e a Oceania) sairia para o melhor classificado nos Jogos Equestres. A Austrália foi a única equipe inscrito e só precisava que 3 conjuntos se apresentassem. Diferentes das edições anteriores, cada país só pode levar 3 conjuntos por prova e não mais 4. A Alemanha foi o único país que garantiu vaga nas 3 provas pelos Jogos Equestres. A Austrália também já está nos 3, mas a vaga do adestramento veio pela quota regional.

Saltos por Equipes: Alemanha, Austrália, Estados Unidos, Holanda, Suécia e Suíça
CCE por Equipes: Alemanha, Austrália, França, Grã-Bretanha, Irlanda e Nova Zelândia
Adestramento por Equipes: Alemanha, Austrália, Espanha, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Holanda e Suécia

Basquete

usa-basketball-team-768x432

Estados Unidos vence Copa do Mundo feminina. Foto: Xinhuanet.com

A equipe dos Estados Unidos venceu a Copa do Mundo feminina pela 3ª vez seguida e 10ª na história e, assim, já está classificada para os Jogos. As 10 vagas restantes sairão de 4 torneios pré-olímpicos mundiais, acabando com a representação continental no basquete feminino. Para buscar vaga olímpica, o Brasil precisa ficar entre os 8 primeiros na Copa América e depois entre os 2 primeiros de um dos 2 pré-qualificatórios americanos. Essas 4 equipes se classificam para os pré-olímpicos mundiais.

Quotas

45 países já se classificaram para Tóquio-2020. Bulgária, Eslováquia, Índia, Irlanda, Kuwait, Sérvia, Taiwan e Ucrânia entraram para essa lista.

Países com mais vagas:

Japão = 387
Estados Unidos – 41
Brasil – 23
Grã-Bretanha – 22
Austrália – 18
Rússia – 18
China – 17
Itália – 16
Alemanha – 15
França – 15
Nova Zelândia – 13
Holanda – 12
Espanha – 10
Suécia – 10
Dinamarca – 8

Em outubro teremos o início da Série Mundial de Rugby 7s feminino e o Mundial de Ginástica Artística, em Doha.

Anúncios

Mundial de Tiro – Final

Pra encerrar o grande Mundial de tiro da ISSF, nada melhor que a prova de skeet masculina e com um show de Vincent Hancock.

52nd ISSF World Championship All Events 2018 - Changwon, KOR - Final Skeet Men

Vincent Hancock (USA). Foto: ISSF

O americano bicampeão olímpico em Pequim-2008 e Londres-2012 foi espetacular. Na quali acertou os 125 pratos possíveis enquanto o checo Jakub Tomecek foi o 2º com 124. Na final, Hancock errou o 8º prato. E só. Com 59 em 60 possíveis, igualou o recorde mundial e levou o ouro, seu 4º em mundiais, repetindo os feitos de 2005, 2009 e 2015. E ele tem apenas 29 anos. O norueguês Erik Watndal foi prata com 55 pratos, sendo que 3 dos 5 erros foram na parte final, quando só estava ele e Hancock na prova.

52nd ISSF World Championship All Events 2018 - Changwon, KOR - Final Skeet Men

Pódio do skeet masculino. Foto: ISSF

No rifle de 3 posições 300m masculino, vitória do finlandês Aleksi Leppa com 1172 pontos. Foi o 2º ouro no Mundial de Leppa, repetindo o feito do rifle standard 300m. Na pistola standard 25m masculina, ouro pro ucraniano Pavlo Korostylov com 581 pontos. José Carlos Batista foi 10º com 568, Julio Almeida 17º com 564 e Emerson Duarte 39º com 552. Por equipes, o Brasil, em sua última participação no Mundial, terminou em 8º.

Pódios do dia:

Skeet masculino
Ouro – Vincent Hancock (USA) – 59 EWR
Prata – Erik Watndal (NOR) – 55
Bronze – Riccardo Filippelli (ITA) – 46

Skeet por Equipe masculino
Ouro – França – 365
Prata – Itália – 363
Bronze – Rússia – 361

Rifle 3 posições 300m masculino
Ouro – Aleksi Leppa (FIN) – 1172
Prata – Istvan Peni (HUN) – 1169
Bronze – Gilles Vincent Dufaux (SUI) – 1167

Rifle 3 posições 300m por Equipe masculino
Ouro – Áustria – 3469
Prata – Suíça – 3461
Bronze – França – 3459

Pistola standard 25m masculino
Ouro – Pavlo Korostylov (UKR) – 581
Prata – Gurpreet Singh (IND) – 579-22x
Bronze – Kim Junhong (KOR) – 579-19x

Pistola standard 25m por Equipe masculino
Ouro – França – 1716
Prata – Coreia do Sul – 1709
Bronze – Ucrânia – 1704

Pistola standard 25m Júnior masculino
Ouro – Vijayveer Sidhu (IND) – 572
Prata – Lee Gunhyeok (KOR) – 570
Bronze – Zhu Haojie (CHN) – 565

Pistola standard 25m Júnior por Equipe masculino
Ouro – Índia – 1695
Prata – Coreia do Sul – 1693
Bronze – República Checa – 1674

Skeet Júnior feminino
Ouro – Che Yufei (CHN) – 53 WRJ
Prata – Song Chengyi (CHN) – 51
Bronze – Austen Jewell Smith (USA) – 43

Skeet Júnior por Equipe feminino
Ouro – China – 349 WRJ
Prata – Estados Unidos – 345
Bronze – Rússia – 334

Assim, após 102 finais oficiais (e mais 17 não-oficiais), termina o Mundial de Tiro de Changwon! A China foi a grande vencedora com 43 medalhas e 20 ouros, 15 pratas e 8 bronzes. A Coreia do Sul, em casa, fez bonito com 36 medalhas: 11-14-11. A grande surpresa foi a Índia, com 11-9-7, sendo 10 ouros em provas juvenis. Ou seja, tem uma geração espetacular vindo aí! Rússia com 9-9-19, Alemanha 7-7-3, Itália 7-3-6 e Suécia 4-2-4 vem em seguida. Ao todo, 26 países ganharam pelo menos um ouro (incluindo o Brasil!) e 36 medalharam.

O próximo Mundial com todos os eventos será em 2022.

Mundial de Tiro – Dia 12

No penúltimo dia do Mundial veio a 1ª medalha brasileira, e foi logo um ouro!

52nd ISSF World Championship All Events 2018 - Changwon, KOR - 25m Center Fire Pistol Men

Pódio da pistola fogo central 25m. Foto: ISSF

Júlio Almeida brilhou na prova não-olímpica da pistola de fogo central 25m. Ele já tinha ido muito bem no dia anterior com 295 pontos na fase de precisão e, na fase de velocidade, foi ainda melhor, com 296 para somara 591 e ficar com o ouro. O alemão Christian Reitz ficou com a prata com 588 e o ucraniano Pavlo Korostylov foi bronze com 586. José Carlos Batista foi 20º com 577 e Philipe Severo 42º com 563.

Júlio tem história na prova, sendo prata no Mundial de 2010 no individual, ouro em 2010 por equipes e bronze em 2014 por equipes. Mas desta vez, por equipes o Brasil não medalhou, ficando em 5º, a 4 pontos do bronze.

No 1º dia do skeet masculino, apenas 2 foram perfeitos, com 75 pratos. Um deles foi o bicampeão olímpico americano Vincent Hancock e o outro foi o britânico Ben Llewellin. Outro 9 logo atrás com 74 pratos.

Pódios do dia:

Pistola de fogo central 25m masculino
Ouro – Júlio Almeida (BRA) – 591
Prata – Christian Reitz (GER) – 588
Bronze – Pavlo Korostylov (UKR) – 586

Pistola de fogo central 25m por Equipe masculino
Ouro – Coreia do Sul – 1743
Prata – França – 1737
Bronze – China – 1735

Pistola 25m Júnior masculino
Ouro – Udhayveer Sidhu (IND) – 587
Prata – Henry Turner Leverett (USA) – 584
Bronze – Lee Jaekyoon (KOR) – 582

Pistola 25m Júnior por Equipe masculino
Ouro – Índia – 1736
Prata – China – 1730
Bronze – Coreia do Sul – 1721

Mundial de Tiro – Dia 11

Sem provas olímpicas, a quarta-feira contou com a estreia da prova de Target Sprint, apesar dela ainda não fazer parte oficialmente do Mundial.

Nas outras provas, o finlandês Aleksi Leppa, que nunca medalhou em competições internacionais em nenhuma prova, olímpica ou não, venceu o rifle standard 300m com 580 pontos, seguido do sueco Karl Olsson e do norueguês Odd Arne Brekne, fazendo um pódio nórdico. Os 3 nunca conseguiram resultados expressivos no rifle 50m, mas tem resultados bem razoáveis no não usual 300m.

52nd ISSF World Championship All Events 2018 - Changwon, KOR - 300m Rifle 3 Positions Women

Pódio do rifle 3 posições 300m feminino. Foto: ISSF

No rifle 300m 3 posições feminino, dobradinha alemã com Lisa Müller e Jolyn Beer, ambas com 1161 pontos, recorde mundial. Mas Müller acertos 37 alvos no 10 central e Beer “só” 33. Nas 5 provas de rifle no feminino (de ar 10m, deitado 50m, 3 posições 50m, deitado 300m e 3 posições 300m), a Alemanha venceu 4 por equipe e foi bronze na de ar 10m.

Na não-olímpica pistola de fogo central 25m, o brasileiro Júlio Almeida terminou o 1º dia de prova em 1º lugar! Com 295 pontos, ele tem 2 de vantagem sobre o chinês Jin Yongde. Júlio foi prata no Mundial de 2010 nessa prova. Por equipes, o Brasil foi bronze em 2014 e ouro em 2010.

Pódios do dia:

Rifle Standard 300m masculino
Ouro – Aleksi Leppa (FIN) – 580
Prata – Karl Olsson (SWE) – 576-21x
Bronze – Odd Arne Brekne (NOR) – 576-13x

Rifle Standard 300m por Equipe masculine
Ouro – Noruega – 1722
Prata – Coreia do Sul – 1711
Bronze – Suíça – 1708

Rifle 3 posições 300m feminino
Ouro – Lisa Müller (GER) – 1161-37x WR
Prata – Jolyn Beer (GER) – 1161-31x WR
Bronze – Elin Ahlin (SWE)

Rifle 3 posições 300m por Equipe feminino
Ouro – Alemanha – 3469 WR
Prata – Áustria – 3436
Bronze – Suíça – 3429

Mundial de Tiro – Dia 10

52nd ISSF World Championship All Events 2018 - Changwon, KOR - Final Skeet Women

Kim Rhode, Caitlin Connor e Amber English. Foto: ISSF

O 10º dia de disputas em Changwon teve como grande destaque o domínio americano no skeet feminino. Cada país pode inscrever 3 atiradores por prova (em JO o máximo é 2) e até então apenas a Coreia do Sul tinha colocado 3 atiradores numa mesma final, na pistola de ar 10m masculina, onde levaram ouro, bronze e um 6º lugar. Desta vez, as 3 americanas não só dominaram a final do skeet (lembrando que são apenas 6 finalistas no tiro ao prato) como fechou o pódio.

O ouro ficou com a mais nova, Caitlin Connor. Prata no Mundial de tiro ao prato em 2015, ela tinha outras 6 pratas em Copas do Mundo e faturou seu 1º ouro justo no Mundial, com 57 pratos contra 56 da veteraníssima Kim Rhode. Aos 39, Rhode é a única atleta da história em qualquer esporte a medalha em 6 Olimpíadas seguidas, mas curiosamente só tinha 3 medalhas em Mundiais, que são disputados anualmente no tiro ao prato. Fechando o pódio, Amber English. A melhor na quali, entretanto, havia sido a eslovaca Danka Bartekova com 121 pratos e 4ª na decisão.

Por equipes, claro, ouro para as americanas com 355 pratos em 375 possíveis.
Na final juvenil do skeet masculino, vitória do italiano Elia Sdruccioli com 55 pratos contra 54 do americano Nic Moschetti.

Pódios do dia:

Skeet feminino
Ouro – Caitlin Connor (USA) – 57
Prata – Kim Rhode (USA) – 56
Bronze – Amber English (USA) – 46

Skeet por Equipe feminino
Ouro – Estados Unidos – 355 WR
Prata – Itália – 347
Bronze – Chipre – 345

Alvo Móvel Misto 10m masculino
Ouro – Tomi-Pekka Heikkila (FIN) – 388
Prata – Lukasz Czapla (POL) – 386
Bronze – Mikhail Azarenko (RUS) – 385

Alvo Móvel Misto 10m por Equipe masculino
Ouro – Suécia – 1147
Prata – Rússia – 1137
Bronze – China – 1135

Alvo Móvel Misto 10m feminino
Ouro – Su Li (CHN) – 391 WR
Prata – Li Xue Yan (CHN) – 382
Bronze – Irina Izmalkova (RUS) – 375

Alvo Móvel Misto 10m por Equipe feminino
Ouro – China – 1125
Prata – Ucrânia – 1101
Bronze – Rússia – 1097

Skeet Júnior masculino
Ouro – Elia Sdruccioli (ITA) – 55
Prata – Nic Moschetti (USA) – 54
Bronze – Gurnihal Singh Garcha (IND) – 46

Skeet Júnior por Equipe masculine
Ouro – República Checa – 356
Prata – Índia – 355
Bronze – Itália – 354

Alvo Móvel Misto 10m Júnior masculino
Ouro – Egor Spekhov (RUS) – 378
Prata – Danylo Danilenko (UKR) – 375
Bronze – Andrey Khudyakov (KAZ) – 374

Rifle 3 posições 50m Júnior feminino
Ouro – Xu Hong (CHN) – 456,6
Prata – Jade Bordet (FRA) – 455,5
Bronze – Maria Ivanova (RUS) – 443,2

Rifle 3 posições 50m Júnior por Equipe feminino
Ouro – China – 3474
Prata – Estados Unidos – 3461
Bronze – Rússia – 3458

Mundial de Tiro – Dia 9

ISSF 2018 World Championship all events in Changwon - KOR. Trap Event - TR125

Pódio da pistola de fogo rápido 25m. Foto: ISSF

Domínio chinês na pistola de fogo rápido 25m masculino. Lin Junmin, que venceu duas etapas da Copa do Mundo este ano, marcou 32 pontos na final contra 31 de seu compatriota Zhang Jian, 5º em Londres-2012. O bronze ficou com o francês Jean Quiquampoix, prata no Rio-2016. Apesar disso, o melhor na quali foi o alemão Oliver Geis, que acabou em 5º. Emerson Duarte, que brigava por vaga na final após o 1º dia, foi mal na última série do 2º dia e terminou em 20º com 578 pontos. Júlio Almeida terminou em 57º, José Carlos Batista em 60º e o Brasil ficou em 15º por equipe.

Na prova não olímpica do rifle deitado 300m masculino, vitória do veteraníssimo esloveno Rajmond Debevec. Ouro em Sydney-2000 no rifle 3 posições 50m, o esloveno tem 8 participações olímpicas, ficando de fora do Rio-2016 por muito pouco. Aos 55 anos, tem boas chances de se classificar para Tóquio-2020, podendo se igualar ao atirador letão Afanasijs Kuzmins e ao velejador austríaco Hubert Raudaschl, ambos com 9 participações olímpicas. Ele tem 67 medalhas em Copas do Mundo.

Pódios do dia:

Pistola de fogo rápido 25m masculino
Ouro – Lin Junmin (CHN) – 32
Prata – Zhang Jian (CHN) – 31
Bronze – Jean Quiquampoix (FRA) – 24

Pistola de fogo rápido 25m por Equipe masculino
Ouro – China – 1756 WR
Prata – Alemanha – 1751
Bronze – Coreia do Sul – 1745

Rifle 300m deitado masculino
Ouro – Rajmond Debevec (SLO) – 582 (31x)
Prata – Daniel Romanczyk (POL) – 592 (22x)
Bronze – Josip Kuna (CRO) – 590

Rifle 300m deitado feminino
Ouro – Bae Sohee (KOR) – 592
Prata – Eva Rösken (GER) – 588
Bronze – Silvia Guignard Schnyder (SUI) – 586

Rifle 300m deitado por Equipe feminino
Ouro – Alemanha – 1748
Prata – Coreia do Sul – 1737 (67x)
Bronze – Suíça – 1737 (60x)

Pistola de fogo rápido 25m Júnior masculino
Ouro – Zhu Haojie (CHN) – 35 WRJ
Prata – Lee Jaekyoon (KOR) – 29
Bronze – Cheng Zhipeng (CHN) – 24

Pistola de fogo rápido 25m Júnior por Equipe masculino
Ouro – China – 1747 WRJ
Prata – Coreia do Sul – 1719
Bronze – Polônia – 1706

Rifle de 3 posições 50m Júnior masculino
Ouro – Amir Mohammad Nekounam (IRI) – 455,5
Prata – Zalan Pekler (HUN) – 455,0
Bronze – Cao Bo (CHN) – 442,9

Rifle de 3 posições 50m Júnior por Equipe masculino
Ouro – China – 3467
Prata – Rússia – 3455
Bronze – Hungria – 3452

Mundial de Tiro – Dia 8

Domingo sem provas olímpicas, mas com as disputas de alvo móvel 10m, prova que foi olímpica até 2004.

52nd ISSF World Championship All Events 2018 - Changwon, KOR - Medal Matches 10m Running Target Men

Final do alvo móvel 10m masculino. Foto: ISSF

Na prova masculina, o sueco Jesper Nyberg venceu por 6-3 o russo Maxim Stepanov. No feminino, ouro para a russa Olga Stepanova com 7-5 sobre a chinesa Li Xue Yan, que bateu o recorde mundial na qualificação com 575.

No primeiro dia de disputas da pistola de fogo rápido 25m, Emerson Duarte ficou em 8º com 292 na 1ª etapa. No rifle deitado 300m, Cássio Rippel ficou em 18º no seu grupo eliminatório com 569, 41º no geral, e não avançou pra competição que vale medalha.

Pódios do dia:

Alvo Móvel 10m masculino
Ouro – Jesper Nyberg (SWE)
Prata – Maxim Stepanov (RUS)
Bronze – Vladislav Prianishnikov (RUS)

Alvo Móvel 10m por Equipe masculino
Ouro – Rússia – 1734
Prata – Coreia do Norte – 1722
Bronze – Suécia – 1718

Rifle deitado 300m por Equipe masculino
Ouro – França – 1761
Prata – Suíça – 1757
Bronze – Noruega – 1755

Alvo Móvel 10m feminino
Ouro – Olga Stepanova (RUS)
Prata – Li Xue Yan (CHN)
Bronze – Galina Avramenko (RUS)

Alvo Móvel 10m por Equipe feminino
Ouro – China – 1673 WR
Prata – Coreia do Norte – 1672
Bronze – Rússia – 1668

Alvo Móvel 10m Júnior masculino
Ouro – Kris Grossheim (GER)
Prata – Danylo Danilenko (UKR)
Bronze – Maksym Babushok (UKR)

Rifle 50m deitado Júnior masculino
Ouro – Benjamin Karlsen (NOR) – 619,7
Prata – Zalan Pekler (HUN) – 619,1
Bronze – Willian Shaner (USA) – 618,2

Rifle 50m deitado Júnior por Equipe masculino
Ouro – Noruega – 1852,5
Prata – Áustria – 1846,1
Bronze – Rússia – 1845,6

Rifle 50m deitado Júnior feminino
Ouro – Zhang Qiaoying (CHN) – 622,2
Prata – Rebecca Koeck (AUT) – 619,5
Bronze – Aleksandra Szutko (POL) – 619,3

Rifle 50m deitado Júnior por Equipe feminino
Ouro – Áustria – 1855,0
Prata – China – 1847,0
Bronze – Estados Unidos – 1846,3