Wimbledon – Finais

Finais espetaculares e algumas nem tanto coroaram velhos nomes, alguns nem tão novos assim e um brasileiro no topo.

Masculino

AP7_16_2017_000296A

Roger Federer (SUI)

O que dizer de Roger Federer? O suíço já estava no panteão do maiores tenistas de todos os tempos, mas ele vai lá e acaba com todo mundo aos 35 anos, vence seu 19º título de Grand Slam e sem perder um único set no torneio todo! Federer não deu chances para o croata Marin Cilic, que buscava seu 2º título de GS da carreira (venceu o US Open-2014). O croata sentiu muito a pressão, não jogava bem e, quando chamou atendimento médico no 2º set caiu no pranto, Foi um choro de nervoso, de raiva e de ansiedade. Até conseguiu se controlar, mas Federer não baixou a guarda e, com 63 61 64 em apenas 1h41 faturou o 8º caneco na grama sagrada inglesa e o 93º título da carreira!

Com esposa e seus 4 filhos na plateia, Roger Federer é agora mais conhecido como GOAT (Greatest of All Time – Melhor de todos os tempos) e não há nada que diminua seu mérito. Foi seu 5º título na temporada (Australian Open, Wimbledon, Masters 1.000 de Indian Wells, Masters 1.000 de Miami e ATP500 de Halle) em 7 torneios e ele chega a um retrospecto espetacular de 31 vitórias e apenas 2 derrotas. E sem jogar um único jogo no saibro. Que venha o US Open.

Feminino

garbine-muguruza-of-spain-poses-with-the-venus-rosewater-dish-after-winning-the-ladies-singles-final-1500281388

Garbiñe Muguruza (ESP)

Venus Williams buscava seu 6º título no Grand Slam inglês enquanto a espanhola Garbiñe Muguruza sonhava com seu 2º título em Slams após vencer Roland Garros-2016. A partida começou bem disputada até o 5-5, quando Muguruza finalmente quebrou o saque da americana e fechou o 1º set em 75. Aí, muito embalada enquanto Venus caía muito de produção, a espanhola mandou um belo pneu e fechou a partida em 75 60 em apenas 1h17, se tornando apenas a 2ª espanhola a vencer o título, repetindo a vitória da sua atual técnica Conchita Martínez, que venceu em 1994. Com o título, Muguruza sobe 10 posições no ranking mundial e é a 5ª da WTA.

Duplas masculinas

2017-07-15t201610z_1995126243_rc16d1916160_rtrmadp_3_tennis-wimbledon

Lukasz Kubot (POL) e Marcelo Melo (BRA)

Após a final feminina, Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot enfrentaram o croata Mate Pavic e o austríaco Oliver Marach numa batalha épica de 4h39! Com pouquíssimas quebras, os sets iam cada hora para um lado, até chegarmos no 5º. Numa partida nervosíssima e com um Pavic jogando demais, parecia que seria difícil a vitória do brasileiro. Sem tiebreak, o 5º set se estendia sem quebras. A tensão crescia no saque de Kubot, que muitas vezes cedia break points com duplas faltas, mas tiravam 2-3 aces da cartola para buscar o deuce. Do outro lado, Pavic dava show de habilidade, saque e sorte, sendo ajudado em alguns momento pela rede. Marach tinha mais dificuldades de confirmar, mas ainda assim o fazia. Ele levou algo em torno de 7-8 boladas no corpo durante a tensa partida.

Ameaçando escurecer, o 5º set foi interrompido por dez minutos em 11-11 para que o teto da quadra central fosse fechado e as luzes acesas. Marcelo sacou no retorno fazendo 12-11. E na vez de Pavic sacar, o croata sentiu a parada e foi quebrado de zero para a vitória da dupla polaca-brasileira, que fechou e 57 75 76(2) 36 13-11. Marcelo se tornou o 1º homem brasileiro a vencer um título em Wimbledon e quebrou o jejum de 51 anos desde a última vitória de Maria Esther Bueno, nas duplas em 1966.

A vitória de Marcelo o colocou de volta à liderança do ranking de duplas, pelas 27ª semana na carreira, já classificou a dupla para o ATP Finals e coroa Marcelo na liusta de heróis brasileiros no esporte. Em 6 jogos, Marcelo e Kubot venceram quatro no 5º set. Vitória histórica pro esporte brasileiro. No ano, Marcelo e Kubot tem 5 títulos em 6 finais, 33 vitórias e 9 derrotas e encerra a temporada de grama invicta com 3 títulos e 14 vitórias!

Duplas femininas

1055583283

Ekaterina Makarova e Elena Vesnina (RUS)

Depois da batalha nas duplas masculinas, as russas campeãs olímpicas no Rio-2016 Ekaterina Makarova e Elena Vesnina enfrentou a taiwanesa Chan Hao-ching e a romena Monica Niculescu pelo caneco. E foi um passeio absurdo. Em apenas 54min, as russas jantaram as adversárias para vencer por um raríssimo 60 60. A última vez que isso ocorreu numa final de Wimbledon foi em 1953! Numa final de GS de duplas femininas foi no Australian Open-1971. Um passeio inesperado para as russas, que agora só precisam do Australian Open para completar o Grand Slam.

Duplas mistas

murray-hingis

Jamie Murray (GBR) e Martina Hingis (SUI)

Depois da final masculina, um duelo entre britânicos marcou a decisão das mistas. O finlandês Henri Kontinen e a britânica Heather Watson defendiam o título, mas encararam os cabeças Jamie Murray e Martina Hingis, numa dupla dos sonhos. Murray e Hingis venceram por 64 64. O britânico chegou ao seu 4º título de Grand Slam (2 de duplas com o Bruno Soares e 2 nas mistas) enquanto a suíça faturou o seu 23º (5 de simples, 12 de duplas femininas e 6 de mistas)!

Agora é esperar pelo circuito americano que culminará no US Open no final de agosto.

Wimbledon – Dia 11

Final masculina definida e brasileiros perdem nas mistas.

Masculino

tennis-gbr-wimbledon_0956b26a-68aa-11e7-95fb-ec6334583ea6

Marin Cilic (CRO)

Tentando finalmente recolocar um americano numa final de Grand Slam (o que não acontece desde Wimbledon-2009 com Andy Roddick), Sam Querrey venceu o 1º set do croata Marin Cilic. Mas Cilic não desanimou e seguiu sacando bem (25 aces) e aproveitando os erros do americano para virar a partida e vencer por 67(6) 64 76(3) 75. Cilic, que venceu o US Open de 2014, volta a uma final de Grand Slam.

federer-roger-07142017

Roger Federer (SUI)

E ele vai enfrentar o maior tenista da história. Roger Federer segue em alto nível. O suíço ainda não perdeu sets na grama sagrada e derrotou seu freguês checo (histórico de 18-6 antes da partida) Tomas Berdych. Federer venceu por 76(4) 76(4) 64 e se classificou para sua 11ª final de Wimbledon e 29ª em um Grand Slam! Federer com todo o favoritismo para conquistar o 8º título do Grand Slam inglês.

Duplas

Poderia ser uma final brasileira, mas os dois perderam. Na Quadra Central, Marcelo Demoliner e a espanhola María José Martínez Sánchez caíram pros favoritos Jamie Murray e Martina Hingis, cabeças 1, por 62 75. Na Quadra 1, os cabeças 2 Bruno Soares e a russa Elena Vesnina perderam de 64 67(6) 63 para o finlandês Henri Kontinen e a britânica Heather Watson, que defendem o título.

Nas duplas femininas, a final será entre as russas campeãs olímpicas Ekaterina Makarova e Elena Vesnina (75 62 em Anna-Lena Grönefeld e Kveta Peschke) e a taiwanesa Chan Hao-ching e a romena Monica Niculescu (76(4) 46 97 em Makoto Ninomiya/Renata Voracova). Chan e Niculescu eliminaram a dupla da Bia Haddad Maia.

Wimbledon – Dia 10

Final feminina definida e brasileiros seguem vivos nas duplas!

Feminino

garbine-muguruza-also-reached-the-wimbledon-final-in-2015-828212

Garbiñe Muguruza (ESP)

A espanhola Garbiñe Muguruza não tomou conhecimento da surpresa eslovaca Magdalena Rybarikova. A espanhola sobrou e venceu com 61 61 em apenas 1h05, com 22 winners contra apenas 8 da eslovaca. Muguruza chega pela 2ª vez na final de Wimbledon, repetindo o feito de 2015, quando perdeu para Serena Williams. Em 2016, ela venceu o torneio de Roland Garros.

2017-07-13t152203z_1012130112_rc18814adcd0_rtrmadp_3_tennis-wimbledon

Venus Williams (USA)

A sua adversária será a veteraníssima Venus Williams! Aos 37 anos, a americana se torna a mais velha a chegar na decisão do Grand Slam inglês desde Martina Navratilova em 1994. Venus derrotou a esperança da casa, a britânica Johanna Konta, em 1h13 com parciais de 64 62. A americana chega pela 9ª a final de Wimbledon e pela 16ª vez a final de um Grand Slam.

Duplas

Em mais uma batalha de 5 sets, Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot venceram os cabeças de chave 1, o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers. A vitória e a vaga na final vieram após 3h32 com 63 67(4) 62 46 97 e Marcelo chega pela 3ª vez a uma final de Grand Slam (venceu em Roland Garros-2015) e Kubot pela 2ª vez (venceu o Australian Open-2014). A partida da semifinal valeu ainda a liderança do ranking de duplas, que Marcelo toma de Kontinen. Eles enfrentarão pelo título no sábado o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic, que precisaram de 4h53 para derrotar as surpresas croatas Nikola Mektic e Franko Skugor por 46 75 76(4) 36 17-15!

Nas duplas mistas, duas vitórias brasileiras e vagas nas semifinais. Bruno Soares e a russa Elena Vesnina derrotaram por 75 64 Andre Begemann e Nicole Melichar enquanto Marcelo Demoliner e a espanhola Maria José Martinez Sanchez passaram com 63 26 63 por Mate Pavic e Lyudmyla Kichenok. Bruno busca a vaga em sua 5ª final de Grand Slam nas mistas!

Wimbledon – Dia 9

Duas surpresas nas quartas masculinas e brasileiros avançando nas duplas.

Masculino

Wimbledon

Sam Querrey (USA)

Na Quadra Central, Andy Murray começou bem contra o americano Sam Querrey, mas não conseguiu controlar o jogo e sentiu muito no 4º set, até ser derrotado no 5º por 36 64 67(4) 61 61. Querrey se torna o 1º americano a chegar na semi de um Grand Slam desde Andy Roddick em Wimbledon-2009!! Por uma vaga na final, Querrey vai enfrentar o croata Marin Cilic, que eliminou o luxemburguês Gilles Müller. O jogo também foi pro 5º set e Müller deve ter sentido ainda mais depois do longuíssimo jogo contra Nadal dois dias antes. Cilic venceu por 36 76(6) 75 57 61.

roger-federer

Roger Federer (SUI)

Roger Federer venceu bem o canadense Milos Raonic com 54 52 76(4) para chegar pela 12ª vez à semifinal de Wimbledon e pela 42ª na semi de um Slam! Federer será o único do chamado Big Four (Federer, Nadal, Djokovic e Murray) nas semis, já que Novak Djokovic sentiu lesão na sua partida. O checo Tomas Berdych vencia por 76(2) 20 quando o sérvio abandonou.

Duplas

Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot venceram mais uma e se garantiram na semifinal do torneio de duplas. Eles derrotaram por 76(11) 64 64 os irmãos Ken e Neal Skupski e agora enfrentarão o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers por uma vaga na final. Melo e Kontinen disputam a liderança do ranking. Quem vencer esse jogo vai pro topo.

Nas duplas mistas, serão duas duplas nas quartas. Marcelo Demoliner e a espanhola Maria José Martínez Sánchez venceram 64 36 75 John Peers e Sabine Lisicki. Já Bruno Soares e Elena Vesnina venceram Michael Venus e Barbora Krejcikova de virada por 67(4) 64 62.

Wimbledon – Dia 8

Definição das semifinalistas no feminino e a vitória de um Djokovic mordido com a organização, num dia atrapalhado pela chuva.

Feminino

telemmglpict000134414928-large_trans_nvbqzqnjv4bqyhahrqzzvumjan8hn8r1s0rpu0s_qgzfe5g2d5lgw7u

Johanna Konta (GBR)

Aos 37 anos, Venus Williams se tornou a mais velha jogadora desde 1994 a chegar a uma semifinal de Wimbledon. A americana, que jogou sua 100ª partida na grama sagrada venceu a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko por 63 75, atingindo as 4as em Londres pela 10ª vez. E ela terá pela frente a britânica Johanna Konta, a 1ª a atingir a semi de Wimbledon desde Virginia Wade em 1978! Para isso, Konta venceu a romena Simona Halep de virada por 67(2) 76(5) 64. Com a derrota, Halep deixou escapar a chance de atingir o 1º lugar do ranking feminino mais uma vez. Quem será a nova número 1 na segunda-feira é a checa Karolina Pliskova.

magdalena-rybarikova-cropped_1v0gwx003hnfw1p85mdxb34tp0

Magdalena Rybarikova (SVK)

A espanhola Garbiñe Muguruza chega novamente à semi em Wimbledon após vencer a veterana russa Svetlana Kuznetsova por 63 64. Sua adversária por uma vaga na final é a grande surpresa do torneio, a eslovaca Magdalena Rybarikova. 87ª do ranking, ela está com o ranking protegido por conta de uma lesão e ainda assim atingiu a semifinal ao vencer a americana Coco Vandeweghe por 63 63. No caminho, Rybarikova eliminou a nova número 1 do mundo Karolina Pliskova. Ela jamais havia passado da 4ª rodada de um Grand Slam.

Masculino

No jogo adiado da segunda-feira por conta da longa duração da partida entre Nadal e Gilles Müller, Novak Djokovic e o francês Adrian Mannarino abriram a quadra central. Irritado com a organização, que o deixou com um dia a menos de descaso. Seu jogo estava marcado para a Quadra 1, enquanto a Quadra Central estava vazia, mas a decisão de adiar sua partida demorou demais. Ainda assim, entrou focado e venceu tranquilamente o francês por 62 76(5) 64 e vai enfrentar o checo Tomas Berdych.

Duplas e Juvenis

Em jogo interrompido por falta de luz natural, Marcelo Demoliner e o neozelandês Marcus Danill perderam nas 4as para os irmãos Ken e Neal Skupski. Convidados pela organização, eles só precisaram vencer um set nesta terça e fechar a partida por 76(4) 57 76(7) 64. Os Skupskis irão enfrentar nas 4as Marcelo Melo e Lukasz Kubot.

No torneio juvenil, Thaisa Pedretti perdeu na 2ª rodada de 76(5) 64 para a americana Ellie Douglas. Ela ainda não estreou nas duplas.

Wimbledon – Dia 7

A 4ª rodada (quase) completa no individual com grandes jogos e uma batalha histórica.

Masculino

9024691662699_6141768785090

Gilles Müller

Sem dúvida, o grande jogo do dia foi o entre Rafael Nadal e Gilles Müller. Aos 34 anos e em seu melhor ano da carreira, Müller abriu 2-0 no espanhol, que não perdia um set há 10 jogos. Nadal empatou e levou o jogo ao 5º set, que parecia interminável. Müller tinha a vantagem, mas nenhum dos dois conseguia a quebra. O luxemburguês jogava de maneira impecável e conseguia bolas quase impossíveis. Teve 4 match points, mas Nadal salvava. Até o 28º game do 5º set, quando Müller finalmente fechou e venceu o jogo de 4h47 com parciais de 63 64 36 46 15-13. Müller terá pela frente nas 4as o croata Marin Cilic, que derrotou o espanhol Roberto Bautista Agut por 62 62 62.

Andy Murray segue vivo ao vencer o francês Benoit Paire por 76(1) 64 64 e enfrenta o americano Sam Querrey, que também precisou de 5 sets para vencer o sul-africano Kevin Anderson por 57 76(5) 63 67(11) 63. Num belo duelo, Milos Raonic derrotou a sensação do ano Alexander Zverev também no 5º set por 46 75 46 75 61 e vai pegar Roger Federer, que chegou pela 50ª vez às 4as de Grand Slam ao passar pelo búlgaro Grigor Dimitrov por 64 62 64. Tomas Berdych derrotou Dominic Thiem por 63 67(1) 63 36 63 e aguarda o vencedor de Novak Djokovic e Adrian Mannarino, que nem entraram em quadra, já que o jogo do Nadal demorou demais.

Feminino

garbinemuguruzadaysevenchampionshipswimbledon8paw0iirtnvl

Garbiñe Muguruza

A espanhola Garbiñe Muguruza derrotou a número 1 do mundo Angelique Kerber por 46 64 64 e com isso a alemã perde a liderança do ranking. Muguruza enfrentará nas 4as a russa Svetlana Kuznetsova, que venceu a polonesa Agnieszka Radwanska por 62 64. Quem pode assumir a liderança do ranking é Simona Halep, que venceu por 76(3) 62 a bielorrussa Victoria Azarenka e terá pela frente a esperança britânica Johanna Konta (76(3) 46 64 na francesa Caroline Garcia). Se Halep vencer a próxima partida, será a líder, caso contrário será Karolina Pliskova.

A grande surpresa nas 4as é a eslovaca Magdalena Rybarikova, que eliminou a qualifier Petra Martic por 64 26 63 e terá pela frente a americana CoCo Vandeweghe (76(4) 64 na Caroline Wozniacki). Fechando os confrontos, a veteraníssima Venus Williams venceu a croata Ana Konjuh por 63 62 e enfrenta agora a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko, que passou pela 4ª do mundo Elina Svitolina com 63 76(6).

Duplas e Juvenis

Em mais uma batalha de 5 sets, Marcelo Melo e Lukasz Kubot venceram de virada o romeno Florian Mergea e o paquistanês Aisam-ul-Haq Qureshi por 67(3) 46 61 64 62. Eles aguardam a dupla vencedora do jogo entre Marcelo Demoliner/Marcus Daniell e os irmãos Ken e Neal Skupski. Os britânicos lideram por 2-1 (76(4) 57 76(7)) em jogo interrompido por falta de luz natural.

No feminino, Bia Haddad Maia e Ana Konjuh perderam nas 8as de 67(2) 63 64 para Chan Hao-ching e Monica Niculescu. Na chave juvenil masculina, duas derrotas: Thiago Seyboth Wild caiu por 64 64 pro italiano Francesco Forti e João Lucas Reis da Silva para o americano Vasil Kirkov por 26 75 75.

Wimbledon – Dias 5 e 6

3ª rodada de simples e a 2ª rodada de duplas em Londres

Masculino

Andy Murray sofreu com o italiano Fabio Fognini, mas acabou levando e se garantindo na 4ª rodada. O italiano chegou a ter 5-1 no 4º set, mas fez 6 ganes seguidos e venceu por 62 46 61 75. Ele enfrenta agora o francês Benoit Paire (62 76(3) 63 no polonês Jerzy Janowicz). Em jogo interrompido na sexta por falta de luz natural, o americano Sam Querrey venceu Jo-Wilfried Tsonga no sábado, quando jogaram apenas um game! Querrey venceu por 62 36 76(5) 16 75. O americano enfrenta agora o sul-africano Kevin Anderson, que repete sua campanha de Roland Garros e chega à 4ª rodada, após vencer o qualifier belga Ruben Bemelmans por 76(3) 64 76(3).

wire-925359-1499611237-29_634x356

Rafael Nadal

Rafael Nadal segue sem perder sets e passou pelo russo Karen Khachanov por 61 64 76(3). Nadal não perde um set desde 20 de maio! O espanhol pega agora Gilles Müller, de Luxemburgo, que em seu melhor ano da carreira venceu 76(4) 75 64 o britânica Aljaz Bedene. Roberto Bautista Agut eliminou o japonês Kei Nishikori por 64 76(3) 36 63 e enfrentará Marin Cilic (64 76(3) 64 no americano Steve Johnson. Milos Raonic (76(3) 64 75 no espanhol Albert Ramos Viñolas) fará um grande duelo contra o alemão Alexander Zverev (64 64 62 no austríaco Sebastian Ofner). Roger Federer passou pelo Mischa Zverev, irmão mais velho do Alexander, por 76(3) 64 64 e vai pegar o búlgaro Grigor Dimitrov (61 61 abandono do israelense Dudi Sela).

Dominic Thiem venceu o americano Jared Donaldson por 75 64 62 e pega Tomas Berdych (63 64 63 no veterano David Ferrer). Fechando a chave, Novak Djokovic passou pelo letão Ernests Gulbis com 64 61 76(2) e nas 8as enfrenta Adrian Mannarino, que surpreendeu o compatriota Gael Monfils por 76(3) 46 57 63 62.

Feminino

Assim como no masculino, apenas 3 não-cabeças de chave estão nas 8as. Destaque para o confronto de duas, a eslovaca Magdalena Rybarikova (62 61 na ucraniana Lesia Tsurenko) e a qualifier croata Petra Martic (76(6) 61 na cazaque Zarina Diyas). Já a número 1 do mundo Angelique Kerber sofreu, mas venceu a americana Shelby Rogers por 46 76(2) 64 e enfrenta a espanhola Garbiñe Muguruza (62 62 na romena Sorana Cirstea). Um belo confronto nas 8as entre a polonesa Agnieszka Radwanska (36 64 61 na suíça Timez Bacsinszky) e a russa Svetlana Kuznetsova (64 60 na eslovena Polona Hercog). Fechando a chave de cima, CoCo Vandeweghe venceu Alison Riske por 62 64 no duelo americano e pega Caroline Wozniacki, com dura virada sobre a estoniana Anett Kontaveit com 36 76(3) 62.

2124164-44440499-640-360

Jelena OStapenko

Na chave de baixo, Venus Williams (76(3) 64 na japonesa Naomi Osaka) pega a croata Ana Konjuh, que eliminou a 8ª cabeça de chave Dominika Cibulkova por 76(3) 36 64. Outro bom duelo será entre a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko (75 75 na italiana Camila Giorgi) e a ucraniana Elina Svitolina (61 75 na alemã Carina Witthöft). Única britânica ainda viva na chave, Johanna Konta (64 61 na grega Maria Sakkari) pega a francesa Caroline Garcia (64 63 na americana Madison Brengle). Cabeça 2 Simona Halpe (64 76(7) na chinesa Shuai Peng) pega Victoria Azarenka, que está abaixo do 600º lugar do ranking após voltar da gravidez e venceu por 36 61 64 a britânica Heather Watson.

Duplas e Juvenis

880x400_noticia_5961846856e46_08-07-2017_22-18-32

Marcelo Melo e Lukasz Kubot

Marcelo Melo e Lukasz Kubot sofreram muito e precisaram de mais de 3h30 para vencer o alemão Philipp Petzschner o austríaco Alexander Peya por 62 57 63 36 11-9. Marcelo Demoliner e o neozelandês Marcus Daniell também venceram os australianos Thanasi Kokkinakis e Jordan Thompson por 64 76(0) 64 também atingindo a 3ª rodada. A decepção veio com a derrota de Bruno Soares e Jamie Murray na sexta-feira para Sam Groth/Robert Lindstedt por duros 46 63 46 75 75.

Em mais uma bela apresentação, Bia Haddad Maia e Ana Konjuh venceram as espanholas Lara Arruabarrena e Arantxa Parra Santonja por 64 46 60 e estão nas 8as. É a 1ª vez desde Roland Garros-1999 que uma brasileira chega a 2ª semana de um Grand Slam! Nas duplas mistas, Bruno e Elena Vesnina (63 36 75 em Jack Sock/Madison Keys) e Marcelo Demoliner e Maria José Martinez Sanchez  (62 64 em Marcin Matkowski/Kveta Peschke) estão nas 8as também. Thaisa Pedretti estreou com vitória na chave juvenil com 60 63 na britânica anna Loughlan.