Hugo Calderano brilha no Finals

Os melhores jogadores do ano de tênis de mesa estão na cidade sul-coreana de Incheon para o Finals da modalidade. No individual, são apenas 16 homens e 16 mulheres, numa enxurrada de chineses. São 5 no masculino e 8 no feminino.

Hugo_Calderano

Hugo Calderano após a vitória sobre Fan Zhendong. Foto: ITTF

Entre os homens, Hugo Calderano e os alemães Timo Boll e Patrick Franziska são os únicos a quebrar a hegemonia asiática.

Nas 8as, o brasileiro atual 6º do mundo pelo ranking, venceu num belo duelo o japonês Yuya Oshima por 4-3 (11-5, 4-11, 11-8, 8-11, 9-11, 11-4, 11-7) e se garantiu nas 4as de final neste sábado, para pegar ninguém menos que o número 1 do mundo, o chinês Fan Zhendong, ouro nos Jogos Asiáticos esse ano e vencedor de 3 etapas fortíssimas do circuito mundial.

Jogando de maneira impecável, o brasileiro surpreendeu Fan e venceu por 4-2 (11-6, 12-10, 4-11, 11-5, 9-11, 11-9) para chegar às semifinais do Finals de maneira inédita. Nos 4 confrontos anteriores entre os 2 (2 esse ano, uma naquela final em Doha, em março), o brasileiros jamais havia vencido 2 sets. Na semifinal também neste sábado, Calderano pegou a maior revelação do esporte da atualidade, o japonês Tomokazu Harimoto, e acabou eliminado por 4-0 (11-7, 11-8, 11-8, 11-5). Harimoto tem apenas 15 anos e é bem marrento para um japonês. Foi o 4º jogo entre os 2 e o japonês tem 3 vitórias.

Apesar da derrota, Calderano novamente entra pra história do tênis de mesa brasileiro e mundial, com mais um feito espetacular na temporada.

Anúncios

Melhor resultado da história no tênis de mesa!

Não deu pro Hugo Calderano vencer o chinês Fan Zhendong na final do ITTF Platinum de Doha.

Captura de Tela 2018-03-12 às 00.06.10

O brasileiro abriu 7-2 no 1º set, mas logo o chinês buscou encostando em 9-8, forçando Calderano a pedir tempo. O chinês logo virou e fechou em 13-11. No 2º, novamente o brasileiro começou forçando para abrir 7-4, mas mais um vez Fan buscou e empatou em 9-9 e fechou em 12-10.

Mais confiante, o chinês superou o nervosismo do início e o brasileiro não conseguia mais ameaçar o adversário, que fechou a partida em 4-0 (13-11, 12-10, 11-7, 11-7), levou o título e ainda garantiu a liderança do ranking, onde passará o alemão Timo Boll.

Apesar da derrota, foi o melhor resultado da história do tênis de mesa brasileiro, com um prata num dos principais torneio do ano. Não gosto de comparar esportes, mas mas seria algo como um vice em um Grand Slam no tênis. Mais do que nunca, Calderano se firmou entre os principais nomes do esporte no mundo e tem tudo para ser uma das maiores ameaças aos chineses!

Vale lembrar que na etapa anterior do World Tour, em Budapeste (que não foi nível Platinum), Calderano chegou na semifinal, perdendo pro próprio Fan Zhendong. A próxima será de 23 a 25 de março, nível Platinum, em Bremen, na Alemanha.

O show de Hugo Calderano!

calderano_10_03_18

Já falei várias vezes dele aqui, mas nunca é demais. Hugo Calderano segue mostrando que é um dos maiores nomes do tênis de mesa mundial e continua numa ascensão espetacular.

Nesta semana, ele está disputando o Aberto do Qatar de tênis de mesa, um dos torneios de alto nível do circuito mundial, com USD 235,000 de premiação e do nível Platinum. São apenas 6 torneios neste nível no ano, que atraem todos os maiores jogadores do mundo, incluindo um excessivo número de chineses.

Atual 15º do ranking mundial, Calderano entrou como cabeça 13 e venceu na estreia o sul-coreano Lim Jong-hoon por 4-1. Mas o brasileiro começou a chamar a atenção na sexta-feira, quando derrotou por 4-1 o número 1 do mundo e dono de 3 medalhas olímpicas e 7 mundiais, o alemão Timo Boll com parciais de 11-9 11-9 11-8 7-11 12-10.

Mas o show veio neste sábado. Nas 4as, Calderano venceu por formidáveis 4-0 (11-5 11-6 11-6 11-7) o talentoso japonês Tomokazu Harimoto, de apenas 15 anos e a grande sensação do tênis de mesa mundial nos últimos anos. Neste sábado a tarde, ele pegou na semifinal o 4º do mundo, o chinês Lin Gaoyuan e dominou por completo o jogo. O brasileiro abriu logo 1-0, mas no 2º set teve mais dificuldade. O placar chegou a 8-8, mas o brasileiro fez 3 pontos seguidos para abrir 2-0. No 3º, o brasileiro sacava demais e o chinês tinha muitos problemas para devolver o saque do brasileiro, que fez 3-0. No 4º, abriu logo 4-1 e o chinês pediu tempo, sem saber como enfrentar o brasileiro. Jogando demais, Hugo Calderano fechou em 4-0 com 11-9 11-8 11-3 11-6, se tornando o 1º brasileiro a chegar na final de um torneio deste nível.

Neste domingo, às 10:30, Calderano enfrenta o chinês Fan Zhendong pelo título inédito. Que semana!

Quase uma medalha inédita no tênis de mesa!

Foi uma excelente campanha da equipe brasileira na Copa do Mundo por Equipes de Tênis de Mesa em Londres.

Competindo como campeões da América Latina, o Brasil enviou equipes masculina e feminina para a competição. E os homens fizeram muito bonito, ficando muito perto de uma medalha na competição.

hugo_calderano_22fev2018_ittf

Hugo Calderano. Foto: ITTF

Na 1ª fase masculina, a equipe brasileira virou o confronto pra cima de Hong Kong. Gustavo Tsuboi e Eric Jouti começaram perdendo nas duplas por 3-0, mas Hugo Calderano venceu Wong Chun Ting por 3-1 e empatou. Tsuboi venceu Ho Kwan Kit, abrindo 2-0 pro Brasil, mas Eric Jouti perdeu por 3-1 e Hong Kong empatou. No jogo decisivo, Calderano passou com 3-0 (11-7 11-7 11-5) por Lam Siu hang para selar a vitória brasileira no confronto. Depois, o país pegou a equipe dos Estados Unidos e venceu por 3-0, onde os 3 jogos foram 3-0. Com isso, passou em 1º no Grupo D.

Nas 4as de final, o Brasil pegou no sorteio a boa equipe da Inglaterra, com Sam Walker, Paul Drinkhall e Liam Pitchford, mesma formação do Mundial de 2016, quando a Inglaterra surpreendeu com a medalha de bronze. Jouti/Tsuboi abriram 2-0 nas duplas sobre Walker/Drinkhall, mas levaram a virada. Calderano tomou um 3-0 (11-4 11-6 11-6) de Pitchford e os ingleses ampliaram. Tsuboi fez a equipe respirar ao vencer Drinkhall por 3-2, sendo que ele perdia por 2-0. No 4º joga, Jouri venceu o 1º set, mas foi derrotado por Pitchford por 3-1 e a Inglaterra eliminava o Brasil. Bela campanha brasileira em Londres, que ficou muito perto de uma medalha. O ouro, claro, ficou com a equipe da China, que contou com Xu Xin, Ma Long e Fan Zhendong, que derrotou na decisão o Japão por 3-0.

No feminino, as brasileiras pegaram logo a China na estreia e perderam de 3-0. A única a vencer um set foi Bruna Takahashi, contra Chen Xingtong. Depois levou mais um 3-0 da equipe americana e novamente Bruna foi a única a vencer pelo menos um set. O título ficou com a China que, contando com Liu Shiwen, Ding Ning e Zhu Yiling, derrotou por 3-0 o Japão.

Chaves do Mundial

Tivemos nesta terça-feira o sorteio dos grupos pro Mundial por Equipes, que ocorre no fim de abril na Suécia. Tanto a equipe masculina como a feminina estão na Divisão Principal, entre as 24 melhores equipes do mundo.

Os homens estão no Grupo B contra a eterna campeã China, a ótima equipe de Portugal, Rússia, República Checa e Coreia do Norte. Apesar de não ser um grupo fácil, o Brasil briga pela 3ª colocação do grupo com Rússia e tem boas chances de avançar para a próxima fase. Os campeões de cada grupo já está nas 4as de final e as equipes em 2º e 3º disputam o playoff.

No feminino, o brasil está no Grupo D e enfrenta Hong Kong, Coreia do Sul, Alemanha, Tailândia e Luxemburgo. Com poucas de chances de passar, vai brigar pelo 5º lugar do grupo em busca do top20.

Parte da equipe volta pro Brasil e se segue em março para Havana para o Latino-Americano da modalidade.

Belo início de temporada de Hugo Calderano

hugocalderanoabertodahungria20012018credito_ittfmc3a9diaa

Hugo Calderano em Budapeste. Foto: ITTF

Hugo Calderano segue fazendo história no tênis de mesa nacional, agora em Budapeste.

No Aberto da Hungria que terminou no último domingo, o brasileiro entrou como cabeça de chave número 4 e não decepcionou, ficando com a medalha de bronze.

Na estreia venceu o taiwanês Sun Chia-hung por 4-1 e nas 8as derrotou outro atleta de Taiwan, Liao Cheng-ting, por 4-3. Nas 4as eliminou o alemão Patrick Franziska por 4-2 e só parou na semifinal para o fortíssimo chinês Fan Zhendong, 2º do mundo, por 4-1, parciais de 11-8 9-11 11-7 11-8 11-5.

Foi mais uma bela campanha de Calderano no circuito que chega a sua 3ª medalha em torneios do World Tour. A primeira medalha dele fio a prata no Aberto da Áustria de 2016 e, em 2017, foi bronze no Aberto da República Checa. Ele possui outras medalhas, mas em torneios de nível challenger, além de outros pódios em duplas.

Atual 17º do mundo, Hugo Calderano se coloca entre os melhores do mundo e como um dos principais nomes para brigar por medalha com os chineses. Ano começou bem para ele.

A próxima etapa do World Tour será apenas em março, em Doha.

Australian Open – Dias 7 e 8

Zebras gigantescas atacaram na 4ª rodada em Melbourne e quartas de final definidas.

Masculino

Rafael Nadal perdeu seu 1º set no torneio para o argentino Diego Schwartzmann, mas venceu por 63 67(4) 63 63 chegando pela 10ª vez às quartas de final na Austrália e 33ª em Grand Slams. Nadal enfrenta agora o croata Marin Cilic, cabeça 6 que eliminou o espanhol Pablo Carreño Busta por 67(2) 63 76(0) 76(3). Número 3, o búlgaro Grigor Dimitrov venceu o último australiano da chave, o polêmico Nick Kyrgios (36 aces no jogo), por 76(3) 76(4) 46 76(4), e vai pegar nas quartas a surpresa do domingo, o britânico Kyle Edmund. Sem nenhuma final na carreira, Edmund eliminou o italiano Andreas Seppi por 67(4) 75 62 63 e chegou pela 1ª vez às 4as de um Grand Slam.

hyeon-chung

Chung Hyeon (KOR)

Já na segunda-feira, duas surpresas enormes. O desconhecido americano Tennys Sandgren, apenas 97º do mundo, tirou o 5º do ranking, o austríaco Dominic Thiem em quase 4h de jogo por 62 46 76(4) 67(7) 63 para chegar às 4as em apenas seu 3º Grand Slam da carreira. Sandgren tem 26 anos e não é um nome tão novo assim. Vale lembrar que ele venceu o Wawrinka na 2ª rodada, eliminando dois top-10 no torneio. Seu adversário por uma vaga na semifinal será o surpreendente sul-coreano Chung Hyeon. Depois de despachar o Zverev, o coreano venceu o hexacampeão do torneio Novak Djokovic, que volta de lesão, por 76(4) 75 76(3). Fechando os confrontos, teremos Roger Federer, que eliminou a outra surpresa da chave, o húngaro Marton Fucsovics, por 64 76(3) 62 e segue sem perder sets. O suíço joga contra Tomas Berdych, que venceu 61 64 64 o italiano Fabio Fognini. No histórico, Federer tem 19-6 contra o checo.

Feminino

1516603795037

Angelique Kerber (GER)

Depois da maratona na 3ª rodada, a número 1 do mundo Simona Halep passou fácil pela japonesa Naomi Osaka por 63 62 e enfrenta nas 4as Karolina Pliskova, que venceu no duelo checo Barbora Strycova por 67(5) 63 62. Nem Halep nem Pliskova tem ainda um título de Grand Slam. A alemã Angelique Kerber eliminou a zebra Su-wei Hsieh, de Taiwan, por 46 75 62 e segue rumo ao bicampeonato do torneio. Ela enfrenta agora a americana Madison Keys, que venceu por 63 62 a francesa Caroline Garcia.

Na chave de baixo, a belga Elise Mertens segue em sua ótima temporada e derrotou por 76(5) 75 a croata Petra Martic. Mertens está invicta em 2018, com 8 vitórias seguidas (seriam 9, mas uma das partidas no WTA de Hobart ela venceu por WO). Sua adversária nas 4as será a ucraniana Elina Svitolina, que passou por 63 60 na qualifier checa Denisa Allertova. Cabeça 2, Caroline Wozniacki passou bem por 63 60 pela eslovaca Magdalena Rybarikova e pega a espanhola Carla Suárez Navarro, que fez 46 64 86 sobre a estoniana Anett Kontaveit. Das 8 quadrifinalistas, apenas Kerber tem título de Grand Slam na carreira!

Duplas e juvenis

Marcelo Melo e Lukasz Kubot conseguiram uma excelente virada nesta segunda-feira sobre os indianos Rajeev Ram (joga pelos EUA) e Divij Sharan pela 3ª rodada da chave de duplas. Eles mal conseguiam um ponto no saque dos indianos no 1º set, mas conseguiram virar e vencer por 36 76(4) 64 para chegar às 4as de final. Surpresa nas 4as é o australiano Lleyton Hewitt. Jogando ao lado do Sam Groth como convidado, a dupla eliminou na 2ª rodada Rojer/Tecau, cabeças 3, e avançou com abandono de espanhóis ainda no 1º set da 3ª rodada.

No domingo, Bia Haddad Maia e a romena Sorana Cirstea perderam de virada para as checas cabeças 4 Lucie Safarova e Barbora Strycova por 26 60 64. Nas mistas, Bruno Soares e a russa Ekaterina Makarova venceram na 1ª rodada 63 57 [10-2] a chinesa Xu Yifan e o neozelandês Marcus Daniell e na 2ª rodada 67(4) 63 [11-9] sobre os australianos Samantha Stosur e Sam Groth e estão nas 4as. Bruno segue rumo ao seu 4º título de duplas mistas.

Na chave juvenil, Thiago Seyboth Wild venceu na 1ª rodada 75 75 o australiano Dane Sweeney. Pela 2ª rodada, Igor Gimenez venceu 61 57 63 o qualifier uzbeque Sergey Fomin, mas Matheus Pucinelli de Almeida perdeu na 2ª rodada 46 64 64 para o australiano Rinky Hijikata. Nas duplas, Thiago e o argentino Sebastian Baez são cabeças de chave 1 e venceram 75 30 abandono Jack Draper e Titouan Droguet. Já Matheus e João Lucas Reis da Silva perderam na 1ª rodada 76(3) 76(4) para Filip Jianu/Thiago Tirante e Igor e o americano Sangeet Sridhar caíram na estreia 36 63 [10-5] para os checos Tomas Machac/Ondrej Styler.

Resumo olímpico da semana

Tênis

gettyimages-852814420

Bia Haddad Maia segue em seu melhor ano da carreira com uma excelente campanha no WTA de Seul. A paulista chegou a sua 1ª final de um torneio WTA, perdendo para a campeã de Roland Garros e 10ª do mundo, a letã Jelena Ostapenko.

Bia passou pela ucraniana Katarina Zavatska por 46 63 61, depois venceu a romena Irina-Camelia Begu por 63 46 62, a espanhola Sara Sorribes Tormo por 64 64 e na semifinal eliminou a holandesa Richel Hogenkamp por 61 76(7). Na decisão, perdeu por 67(5) 61 64 para Ostapenko para ficar com o vice. Com a excelente campanha, Bia chegou ao 58º lugar do ranking mundial!

Tênis de Mesa

hugo_calderano_aberto_da_c3a1ustria_09_2017

Hugo Calderano. Foto: CBTM

Em mais uma ótima campanha, Hugo Calderano chegou nas 4as de final do Aberto da Áustria de tênis de mesa, em Linz. 26º do mundo, Calderano entrou direto na forte chave principal.

Ele venceu na estreia por 4-2 o japonês Masataka Morizono, venceu por 4-2 o forte alemãs Bastian Steger, dono de duas medalhas olímpicas por equipe, mas perdeu nas 4as para o francês Simon Gauzy por 4-0. Nas duplas, Calderano e Gustavo Tsuboi perderam na estreia por 3-0 para os chineses Fang Bo e Zhou Yu.

Outros Esportes

– Às vésperas dos Mundiais Juvenil e Adulto, Marcus Vinícius de Almeida bateu o recorde brasileiro no duplo 70m com 682 pontos em 720 possíveis em prova estadual em Maricá. Ele melhorou em 11 pontos a marca anterior dele mesmo.

Patrícia Freitas terminou o Mundial de RSX em 22º lugar na raia olímpica de Enoshima, onde serão disputados os Jogos de 2020. O domínio foi total chinês, com pódio completo no feminino e ouro e bronze no masculino.

Beatriz Ferreira foi o destaque do campeonato brasileiro de boxe feminino, ficando com o título dos 60kg e eleita a melhor atleta do torneio. Ela é o principal nome do boxe neste ciclo olímpico.

Ygor Coelho não conseguiu passar pelo quali do forte Aberto do Japão. Ele perdeu na 1ª rodada por 21-10 21-14 para o sul-coreano Lee Dong Keun.

Adilson da Silva terminou em 50º na Diamond Cup de golfe, válida pelo circuito asiático, com 287 tacadas, 15 acima do campeão.

Natália Gaudio venceu as provas de arco e maças no Brasileiro de ginástica rítmica, enquanto Bárbara Domingos levou as provas de bola e fita.