Resumo olímpico de inverno

Esqui Alpino

Kjetil Jansrud (NOR)

Os homens foram para o Lake Louise, no Canadá, para 2 provas de velocidade. No 1º downhill da temporada, o suíço Beat Feuz venceu com 1:43.76 contra 1:43.85 do austríaco Matthias Mayer. O norueguês Aksel Lund Svindal completou o pódio com 1:44.08. No Super-G no domingo, foi a vez do norueguês Kjetil Jansrud vencer com 1:30.76, 0.28 melhor que o austríaco Max Franz. Foi a 20ª vitória e o 42º pódio de Jansrud em Copas do Mundo. Ele também assumiu a liderança na classificação geral.

Já as mulheres competiram novamente em provas técnicas, em Killington, EUA. A alemã Viktoria Rebensburg venceu no sábado novamente o slalom gigante (2ª vitória em 2 etapas) com 1:57.63, colocando 0.67 na americana Mikaela Shiffrin. Já no domingo, Shiffrin deu mais um show no slalom. Tricampeã mundial e atual campeã olímpica, a americana fez 1:40.91 contra 1:42.55 da eslovaca Petra Vlhova. Com apenas 22 anos, Shiffrin chegou a sua espetacular 32ª vitória em Copas do Mundo!

Classificação Masculina (após 3 de 37 eventos): 1) Kjetil Jansrud (NOR) 145; 2) Beat Feuz (SUI) 122; 3) Aksel Lund Svindal (NOR) 105

Classificação Feminina (após 4 de 39 eventos): 1) Mikaella Shiffrin (USA) 305; 2) Petra Vlhová (SVK) 221; 3) Viktoria Rebensburg (GER) 200

Esqui Nórdico

A cidade finlandesa de Ruka recebeu a abertura da Copa do Mundo com o tradicional evento triplo, com um sprint, uma prova de saída em intervalos e uma perseguição. O norueguês Johannes Klaebo venceu o sprint e os 15km, ambos no estilo clássico. Na perseguição, vitória do francês Maurice Manificat, mas Klaebo ficou com o título do mini-torneio. No feminino, a sueca Stina Nilsson venceu no sprint. Nos 10km, o mito Marit Bjoergen venceu pela 139ª na carreira na copa do Mundo. Wow! Já na perseguição, vitória de Ragnhild Haga, da Noruega. Mas o título geral ficou com a sueca Charlotte Kalla.

Classificação Masculina (após 3 de 28 eventos): 1) Johannes Klaebo (NOR) 300; 2) Martin Johnsrud Sundby (NOR) 230; 3) Alexander Bolshunov (RUS) 192

Classificação Feminina (após 3 de 28 eventos): 1) Charlotte Kalla (SWE) 311; 2) Marit Bjoergen (NOR) 247; 3) Ragnhild Haga (NOR) 204

A Copa do Mundo de combinado nórdico também rolou em Ruka, com 3 etapas e 3 vencedores diferentes. Na abertura, na prova de HS142/5km na sexta-feira, 1ª vitória da carreira do norueguês Espen Andersen de apenas 24 anos. No sábado, agora com 10km no cross-country, vitória do japonês Akito Watabe e no domingo, também com 10km, título pro alemão Johannes Rydzek, sua 19ª vitória no circuito.

Classificação Masculina (após 3 de 23 eventos): 1) Akito Watabe (JPN) 184; 2) Espen Andersen (NOR) 176; 3) Johannes Rydzek (GER) 172

Fechando o fim de semana animado em Ruka, o esloveno Jernej Damjan venceu a prova de saltos com 301,4 pontos, contra 298,6 do norueguês Johann Ander Forfang. Péssima prova do austríaco Stefan Kraft, apenas 13º. Na prova por equipe, vitória da forte equipe da Noruega com 1184,2 contra 1116,9 da Alemanha e 1108,2 do Japão.

Classificação Masculina (após 2 de 23 eventos): 1) Junshiro Kobayashi (JPN) 126; 2) Jernej Damjan (SLO) 100; 3) Daniel-André Tande (NOR) 95

Patinação Artística

Lake Placid recebeu a última etapa do GP da ISU antes da grande final. No masculino, os americanos fizeram dobradinha em casa com Nathan Chen com 275,88 e Adam Rippon com 266,45. O russo Sergei Voronov completou o pódio com 257,49. Já no feminino, a dobradinha foi japonesa com Satoko Miyahara com 214,03 e Kaori Sakamoto com 210,59. Aliona Savchenko e Bruno Massot, que representam a Alemanha, venceram nos pares com 223,13 e na dança artística vitória dos irmãos Maia e Alex Shibutani com 194,25.

Satoko Miyahara (JPN)

Com isso, tivemos as definições dos patinadores e duplas classificados para a Grande Final na semana que vem em Nagoya. Nathan Chen foi o único a vencer duas etapas e terá a companhia do seu compatriota Rippon, dos russos Mikhail Kolyada e Sergei Voronov, do japonês Shoma Uno e do chinês Jin BOyang. O espanhol Javier Fernandez venceu a etapa francesa, mas o 6º lugar na chinesa o tirou da Grande Final. No feminino, teremos 3 russas (Evgenia Medvedeva, Alina Zagitova e Maria Sotskova), a veterana italiana Carolina Kostner, a canadense Kaetlyn Osmond e a japonesa Wakaba Higuchi.

Trenós

Em Whistler, Canadá, na 3ª etapa da Copa do Mundo de bobsled, Chris Spring venceu em casa o trenó de duplas com 1:44.17 com Justin Kripps fazendo a dobradinha canadense a apenas 0.02 e o letão Oskars Melbardis em 3º a 0.09. No trenó para 4, vitória do russo Alexander Kasjanov com 1:41.89, dias antes de ser desclassificados dos Jogos de Sochi-2014, quando ficou em 4º lugar tanto no trenó de 2 como no de 4. O britânico Lamin Deen ficou em 2º em seu 1º pódio da carreira em Copas do Mundo. Primeiro pódio de um trenó britânico desde dezembro/2013! No feminino, vitória da canadense Kaillie Humphries com 1:46.67, com boa vantagem em casa sobre a americana Jamie Greubel com 1:47.15.

Classificação Duplas Masculinas (após 3 de 8 eventos): 1) Justin Kripps (CAN) 612; 2) Chris Spring (CAN) 577; 3) Nico Walther (GER) 545

Classificação Quartetos Masculinos (após 3 de 8 eventos): 1) Johannes Lochner  (GER) 601; 2) Nico Walther (GER) 577; 3) Justin Kripps (CAN) 562

Classificação Duplas Femininas (após 3 de 8 eventos): 1) Kaillie Humphries (CAN) 660; 2) Jamie Greubel Poser (USA) 627; 3) Elana Meyers Taylor (USA) 610

No skeleton, o sul-coreano Yun Sung-bin venceu em Whistler a 2ª etapa com 1:44.34 contra 1:45.09 do russo Nikita Tregubov enquanto Martins Dukurs ficou apenas em 6º. No feminino, 3ª vencedora diferente este ano em 3 etapas. Agora foi a vez da alemã Jacqueline Lölling com 1:48.38 a frente da canadense Jane Channell com 1:48.61.

Classificação Masculina (após 3 de 8 eventos): 1) Yun Sung-bin (KOR) 660; 2) Martins Dukurs (LAT) 611; 3) Tomass Dukurs (LAT) 568

Classificação Feminina (após 3 de 8 eventos): 1) Jacqueline Lölling (GER) 585; 2) Tina Hermann (GER) 554; 3) Elisabeth Vathje (CAN) 546

No luge, na pista alemã de Winterberg, o italiano Kevin Fischnaller foi a surpresa da 2ª etapa ao vencer no masculino com 1:45.528 contra 1:45.595 do alemão Felix Loch. Kevin é primo de Dominik Fischnaller, bronze no último mundial. Na prova de sprint, vitória de Felix Loch. No feminino, mais uma vitória de Natalie Geisenberger, sua 40ª na carreira! A alemã fez 1:53.484 contra 1:53.832 da compatriota Tatjana Hüfner. No sprint, dobradinha americana com Emily Sweeney e Summer Britcher. Nas duplas, Toni Eggert e Sasche Benecken venceram com 1:27.340 contra 1:27.577 de Tobias Wendl e Tobias Arlt. No sprint, eles inverteram a posição.

Classificação Masculina (após 3 de 14 eventos): 1) Felix Loch (GER) 255; 2) Semen Pavlichenko (RUS) 240; 3) Wolfgang Kindl (AUT) 182

Classificação Feminina (após 3 de 14 eventos): 1) Natalie Geisenberger (GER) 270; 2) Tatjana Hüfner (GER) 215; 3) Emily Sweeney (USA) 170

Classificação Duplas (após 3 de 14 eventos): 1) Toni Eggert/Sasche Benecken (GER) 285; 2) Tobias Arlt/Tobias Wendl (GER) 255; 3) Ludwig Rieder/Patrick Rastner (ITA) 181

Curling

Niklas Edin (SWE)

Está difícil acabar com o domínio europeu do sueco Niklas Edin no campeonato continental. A equipe sueca empatou na 1ª fase com a Suíça de Peter de Cruz, com 8 vitórias e 1 derrota. A única derrota do sueco foi pra inexpressiva equipe holandesa de Jaap van Dorp. Nas semifinais, venceram o time norueguês de Thomas Ulsrud por 8-3 enquanto De Cruz perdeu 9-8 para a Escócia de Kyle Smith. Na decisão, Edin venceu por 10-5 (4 pedras no 10º end) Smith para faturar seu 6º título europeu, o 4º seguido!

Entre as mulheres, o título ficou com a escocesa Eve Muirhead. Na 1ª fase, show da Suécia de Anna Hasselborg com 9 vitórias contra 7 de Muirhead. Nas semifinais, Muirhead venceu 7-5 a Suíça e Hasselborg 7-3 a Itália. Na decisão, em uma partida bem truncada, a equipe escocesa conseguiu pontuar nos 3 ends finais esair do empate de 3-3 para a vitória em 6-3 eo 2º título continental.

Anúncios

Resumo olímpico de inverno

Patinação Artística

Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron (FRA)A 3ª etapa do Grand Prix foi disputada em Pequim e viu duas marcas históricas.

Na dança, os franceses Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron, atuais bicampeões mundiais e favoritos ao ouro olímpico, venceram a prova com 81,10 na dança curta, 119,33 (recorde mundial) na livre e somatória de 200,43, também recorde mundial em competições da ISU, ficando a frente dos americanos Madison Chock/Evan Bates com 184,50. Os franceses bateram a marca dos canadenses Tessa Virtue e Scott Moir de 199,86 batida uma semana antes no Canadá. Os donos da casa venceram a disputa de pares com os atuais campeões mundiais Sui Wenjing e Han Cong, que somaram 231,07, melhor marca do mundo na temporada.

O russo Mikhail Kolyada venceu no masculino com 279,38 a frente do chinês Jin Boyang com 264,48 e do americano Max Aaron com 259,69. O russo é o 1º a se garantir na Final do GP em dezembro. No feminino, vitória da russa Alina Zagitova, de apenas 15 anos, com 213,88, pouco a frente da japonesa Wakaba Higuchi com 212,52 e da russa Elena Radionova com 206,82.

A próxima etapa é neste fim de semana em Osaka, Japão.

Bobsled

Começou a temporada brasileira de bobsled na Copa Norte-Americana e o Brasil começou bem na pista canadense de Whistler. No bobsled de 4, o trenó dirigido por Édson Bindilatti venceu a 2ª etapa nesta terça-feira com 1 centésimo de vantagem sobre o trenó americano de Hunter Church com 1:43.38. Na prova de segunda-feira, o Brasil ficou em 4º a 0.91 de Church. Com estes resultados, a vaga olímpica está cada vez mais perto.

Já no trenó de duplas, o Brasil só disputou a 1ª etapa no sábado. Édson Bindilatti e Édson Martins ficarame m 7º e Cristiano Paes e Fábio Gonçalves Silva ficaram em 12º. No feminino, Heather Paes e Marino Tuono ficaram em 6º na 1ª prova e em 5º na 2ª. Os trenós de dois ainda buscam vaga olímpica.

Resumo olímpico de inverno

Apesar de já termos competições de esportes de inverno há algumas semanas, foi neste último fim de semana que começaram as Copas do Mundo da FIS no hemisfério norte. Então vamos ao resumo de olho nos Jogos de PyeongChang-2018!

Esqui Alpino

107784_g08_w01

Viktoria Rebensburg (GER). Foto: FIS

Tradicionalmente, a temporada começa na cidade austríaca de Sölden com um slalom gigante. Na abertura no sábado, a alemã Viktoria Rebensburg ficou com a vitória. Na 1ª descida, fez o 3º tempo com 55.90, atrás da italiana Manuela Mölgg com 55.57 a da americana Mikaela Shiffrin co m 55.69, mas na 2ª aproveitou a descida pior das duas e venceu com 1:55.20. A francesa Tessa Worley, campeã mundial da prova este ano, foi 2ª com 1:55.34 e Mölgg terminou em 3º com 1:55.73. Shiffrin foi a 5ª.

No domingo, os fortes ventos de 120km/h forçaram o cancelamento da etapa masculina, que não foi remarcada. A tempestade inclusive obrigou a evacuação da área de competição pela tarde.

A Copa do Mundo retorna em 12 de novembro em Levi (FIN).

Classificação Feminina (após 1 etapa de 39): 1) Viktoria Rebensburg (GER) 100; 2) Tessa Worley (FRA) 80; 3) Manuela Mölgg (ITA) 60

Patinação Artística

Na 2ª etapa do Grand Prix, no Canadá, a festa foi dos donos da casa, com 3 ouros. Prata no último Mundial, Kaetyln Osmond venceu no feminino com 212,91 pontos, sendo 76,06 no programa curto e 136,85 no livre, bem a frente da russa Maria Sotskova com 192,52. Nos pares, Meagan Duhamel/Eric Radford venceram os principais adversários ao ouro olímpicos, os alemães Aliona Savchenko/Bruno Massot, com 222,22 contra 215,66.

ISU Grand Prix of Figure Skating Skate Canada International

Shoma Uno (JPN). Foto: ISU

A 3ª vitória canadense veio na dança artística com os favoritos ao ouro em PyeongChang Tessa Virtue e Scott Moir. Ouro em Vancouver-2010 e prata em Sochi-2014, eles venceram com 199,86 contra 190,01 dos compatriotas Kaitlyn Waever/Andrew Poje. A festa só não foi completa por Shoma Uno levou no masculino. O japonês somou 301,10, deixando muito pra trás o americano Jason Brown com 261,14. Há alguns anos o principal nome da prova, o canadense tricampeão mundial Patrcik Chan foi 4º com 245,70.

Curling

O 2º Grand Slam do ano de curling, o Masters of Curling, só deu Canadá.

Campeã em Sochi-2014, Jennifer Jones liderou sua equipe para vencer por 6-5 na decisão a equipe da compatriota Kerri Einarson, em campanha invicta com 7 vitórias. No masculino, tivemos a reedição da final do último Mundial. Campeão olímpico em Turim-2006, Brad Gushue venceu mais uma vez o sueco Niklas Edin por 8-4 em 7 innings. Gushue também terminou de maneira invicta o torneio.

Todas as equipes de olho na fortíssima seletiva canadense que será apenas em dezembro, em Ottawa.

Resumo olímpico da semana

Tênis

gettyimages-852814420

Bia Haddad Maia segue em seu melhor ano da carreira com uma excelente campanha no WTA de Seul. A paulista chegou a sua 1ª final de um torneio WTA, perdendo para a campeã de Roland Garros e 10ª do mundo, a letã Jelena Ostapenko.

Bia passou pela ucraniana Katarina Zavatska por 46 63 61, depois venceu a romena Irina-Camelia Begu por 63 46 62, a espanhola Sara Sorribes Tormo por 64 64 e na semifinal eliminou a holandesa Richel Hogenkamp por 61 76(7). Na decisão, perdeu por 67(5) 61 64 para Ostapenko para ficar com o vice. Com a excelente campanha, Bia chegou ao 58º lugar do ranking mundial!

Tênis de Mesa

hugo_calderano_aberto_da_c3a1ustria_09_2017

Hugo Calderano. Foto: CBTM

Em mais uma ótima campanha, Hugo Calderano chegou nas 4as de final do Aberto da Áustria de tênis de mesa, em Linz. 26º do mundo, Calderano entrou direto na forte chave principal.

Ele venceu na estreia por 4-2 o japonês Masataka Morizono, venceu por 4-2 o forte alemãs Bastian Steger, dono de duas medalhas olímpicas por equipe, mas perdeu nas 4as para o francês Simon Gauzy por 4-0. Nas duplas, Calderano e Gustavo Tsuboi perderam na estreia por 3-0 para os chineses Fang Bo e Zhou Yu.

Outros Esportes

– Às vésperas dos Mundiais Juvenil e Adulto, Marcus Vinícius de Almeida bateu o recorde brasileiro no duplo 70m com 682 pontos em 720 possíveis em prova estadual em Maricá. Ele melhorou em 11 pontos a marca anterior dele mesmo.

Patrícia Freitas terminou o Mundial de RSX em 22º lugar na raia olímpica de Enoshima, onde serão disputados os Jogos de 2020. O domínio foi total chinês, com pódio completo no feminino e ouro e bronze no masculino.

Beatriz Ferreira foi o destaque do campeonato brasileiro de boxe feminino, ficando com o título dos 60kg e eleita a melhor atleta do torneio. Ela é o principal nome do boxe neste ciclo olímpico.

Ygor Coelho não conseguiu passar pelo quali do forte Aberto do Japão. Ele perdeu na 1ª rodada por 21-10 21-14 para o sul-coreano Lee Dong Keun.

Adilson da Silva terminou em 50º na Diamond Cup de golfe, válida pelo circuito asiático, com 287 tacadas, 15 acima do campeão.

Natália Gaudio venceu as provas de arco e maças no Brasileiro de ginástica rítmica, enquanto Bárbara Domingos levou as provas de bola e fita.

Resumo olímpico da semana

Vôlei

Captura de Tela 2017-09-13 às 00.48.37

Foto: FIVB

O Brasil ficou com a prata na Copa dos Campeões de Vôlei feminino no Japão, após 3 vitórias em 5 jogos. Começou vencendo por 3-1 a Rússia, depois perdeu de 3-2 para a China e para o Japão, antes de vencer 3-0 a coreia do Sul e fechar a campanha com 3-0 sobre as americanas. A China ficou com o ouro de maneira invicta e os Estados Unidos foram bronze também com 3 vitórias.

A seleção feminina encerra, assim, o ano com um excelente retrospecto, de 3 ouros (Grand Prix, torneio de Montreux e Sul-Americano) e uma prata em 4 competições, mas mostrou muita inconstância, embora esteja em renovação.

Canoagem Slalom

Ana Sátila não medalhou por pouco na etapa final da Copa do Mundo em La Seu D’Urgell, na Espanha. Na última competição antes do Mundial no fim do mês na França, Ana chegou às finais das duas provas que disputou. No K1, depois de fazer o melhor tempo na semifinal, acabou ficando em 4º lugar na decisão com 99.93, a 1.78 do bronze. A vitória foi da alemã Ricarda Funk com 96.82. No C1, que agora é olímpica, Ana Sátila terminou em 7º com 115.69, ficando a 2.68 do pódio. O ouro ficou com a espanhola Nuria Vilarrubla com 108.37.

Pedro da Silva, finalista olímpico, parou na semifinal do K1 em 25º.

Hipismo

A equipe brasileira formada por Pedro Muylaert/Prince Royal Z MFS, Yuri Mansur/Babylotte, Pedro Veniss/Quabri de Isle e Eduardo Menezes/Quintol foi prata na Copa das Nações no CSIO5* de Spruce Meadows, no Canadá. Somando 8 pontos, o Brasil empatou com os Estados Unidos, que contou com a bicampeã olímpica Beezie Madden. No desempate, Madden e Muylaert zeraram, mas a americana fez o percurso em 39.21 contra 39.75 do brasileiro.

Este torneio não valeu pro circuito da Copa das Nações. Apesar disso, o Brasil já está classificado pra etapa final, que será no fim do mês em Barcelona e contará com os mesmos 4 cavaleiros acima e também com Marlon Zanotelli.

Outros Esportes

img-20170910-wa0011

Equipe de karatê na Alemanha. Foto: CBK

– Os atletas brasileiros conquistaram 2 pratas na etapa final da Karate1 Premier League na Alemanha. Campeão no ano passado, Douglas Brose perdeu na final dos 60kg por 6-2 para o russo Evgeny Plakhutin. Nos 67kg, Vinicius Filgueira também perdeu na decisão 5-3 para o japonês Hiroto Gomyo.

Adilson da Silva fica em 37º no Omega European Masters de golfe, válido pelos fortes Tours Europeu e Asiático, na Suíça. Ele somou 276 tacadas, 10 acima do campeão, o inglês Matthew Fitzpatrick e ganhou 1,2029 potnos no ranking mundial. No Tour Latinoamericano, no México, nenhum brasileiro passou pelo corte.

Shayanne da Silva foi a única brasileira no Mundial Cadete de lutas, em Atenas. Nos 49kg, ela perdeu na estreia de 10-0 por superioridade para a ucraniana Tetiana Profatitilova, que foi bronze na categoria.

Resumo olímpico da semana

Vôlei de Praia

larissa-e-talita

Larissa e Talita

Larissa e Talita venceram o 3º título da temporada no circuito mundial, agora na cidade polonesa de Olsztyn. Tiveram uma certa dificuldade nas 8as contra as alemãs Borger/Kozuch, vencendo com 15-12 no 3º set. Na semifinal, duelo brasileiro contra Ágatha/Duda e vitória nos detalhes com 21-19 24-22. Na decisão, venceram as canadenses Pavan/Humana-Paredes de virada por duros 20-22, 21-18, 16-14. Ágatha/Duda ficaram com o bronze, com WO das americanas Walsh/Branagh.

No masculino, uma das piores etapas do ano pras duplas brasileiras. 3 das 5 duplas nem passaram da fase de grupos. Pedro Solberg/Guto caíram no playoff e Alison/Bruno Shcmidt ficaram nas 8as perdendo para russos por 21-17 21-18. Agora o foco é o Mundial, que começa nesta sexta-feira.

Atletismo

9399

Pedro Henrique Rodrigues

No Pan Sub20, a equipe brasileira conquistou 9 medalhas na fortíssima competição no Peru, sendo 1 ouro, 3 pratas e 5 bronzes. O único ouro veio no lançamento de dardo, com Pedro Henrique Rodrigues, com 74.58m. Nos 100m masculino, Paulo André de Oliveira foi prata com 10.46 e Felipe Bardi bronze com 10.47. Fabiele Alves com 51.15m no dardo e Gabriel dos Santos com 7,73m no salto em distância foram prata. Outros bronzes: Alencar Pereira (67,14m no martelo), Derick Silva (20.77 nos 200m), Italo Matheus de Araújo (1:49.87 nos 800m) e Jordan Santos (7.036 no decatlo).

O principal destaque do campeonato foi o revezamento 4x400m masculino dos EUA, que venceu com 3:00.33, batendo o recorde mundial Sub20 da prova. Os americanos venceram 24 ouros e 54 medalhas no total.

Outros Esportes

Rogério Dutra Silva chegou nas 4as do ATP250 de Umag, vencendo nas 8as o francês Gael Monfils, 13º do mundo, por 76(5) 46 63, mas perdeu nas 4as para o italiano Alessandro Giannessi por 67(3) 62 75. Ele chegou a sacar em 54 30-0, mas levou a virada. No ATP250 de Bastad, na Suécia, Thomaz Bellucci e André Sá chegaram na semifinal de duplas.

Ygor Coelho perdeu nas 8as do Aberto dos EUA de badminton em Anaheim. Ele venceu duas partidas até perder para o indiano Sameer Verma por 18-21 21-14 21-18.

– No brasileiro de Mountain Bike no ES, vitórias de Luiz Cocuzzi no masculino e de Raiza Goulão no feminino.

Alexandre Rocha não passou no corte de torneio no Nebraska, válido pelo web.com Tour.

– Na Copa do Mundo de triatlo em Tiszaujvaros, na Hungria, no formato sprint com semifinais e finais, Manoel Messias foi 3º na sua semi, mas não terminou a final.

Resumo olímpico da semana

Atletismo

fabianamoraesiberoamericanathleticschampionships3mfkovlkgcxl

Fabiana Moraes

Marca excepcional de Fabiana Moraes nos 100m com barreiras. A atleta do Pinheiros venceu a prova em meeting na cidade espanhola de Ávila com 12.84 (+0,8m/s), seu recorde pessoal. Além da marca pessoal, ela fez a 2ª melhor marca da história para uma atleta sul-americana, perdendo apenas para o recorde continental de Maurren Maggi, de 12.71 desde 2001! Fabiana também atingiu o índice pro Mundial de Londres.

Na etapa marroquina de Rabat da Diamond League, o finalista olímpico Altobeli da Silva foi oitavo nos 3.000m com obstáculos com bons 8:23.67, melhorando seu recorde pessoal em pouco mais de 2s. Outros 3 brasileiros competiram. Darlan Romani foi 6º no arremesso de peso com 21,08m, Núbia Soares fez apenas 13,69m no salto triplo e Thiago Bráz mais uma vez decepcionou, ficando sem marca no salto com vara. Queimou as três em 5,40m.

Em São Bernardo, Lucas da Silva Carvalho ratificou o índice pro Mundial nos 400m com 45.37, melhorando o tempo que tinha de 45.45. No lançamento de martelo, Allan Wolski melhorou seu recorde pessoal para bons 75,22m, 3ª melhor marca da história na América do Sul, mas ainda abaixo do índice pro Mundial, que é de 76m.

Skate

Captura de Tela 2017-07-18 às 23.38.24

Letícia Bufoni

No X-Games em Minneapolis, Kelvin Hoefler deu show na prova de street, que será olímpica em Tóquio. Ele fez uma prova quase perfeita na 2ª passagem tirando espetaculares 92,33 para levar o ouro a frente dos americanos Alec Majerus (88,66) e Nyjah Huston (88,00). Após a sua excelente passagem, Kelvin rasgou no meio a camiseta para comemorar.

Na prova feminina, Leticia Bufoni ficou com o bronze com 82,00, atrás da japonesa de 15 anos Aori Nishimura (87,66) e da americana Samarria Brevard (84,66).

Outros Esportes:

Ygor Coelho chegou às 4as do GP do Canadá de badminton em Calgary. Ele venceu 3 partidas até perder de 21-9 21-9 para o sul-coreano Lee Hyun-il, cabeça 1 do torneio.

Gideoni Monteiro ficou em 5º em prova de Omnium na Itália com 104 pontos. A vitória foi do italiano campeão olímpico Elia Viviani.

Alexandre Rocha foi 29º em competição de golfe em Utah, válida pelo web.com Tour. Ele somou 269 tacadas, 6 a mais que o campeão, mas não pontuou pro ranking mundial.

– Em sua primeira prova desde setembro, Pamella Oliveira foi 23ª na etapa de Hamburgo da Série Mundial de triatlo, no formato sprint, com 1:01:23 em prova vencida por Flora Duffy, de Bermudas, com 59:00. Vittoria Lopes foi 33ª e Beatriz Neres 42ª. No masculino, Danilo Pimentel foi 45º e Manoel Messia não terminou.