Mundial Masculino de Handebol – Dia 6

Brasil consegue sua segunda vitória e faz história.

Grupo A

af8i6023_1440x600

Bombom comemora vitória sobre a Rússia

Num excelente atuação, o Brasil venceu sua segunda partida no Mundial na terça-feira com 25-23 sobre a poderosa Rússia. O 1º tempo foi excelente pro Brasil, que mandou no jogo e fez 15-10, com ótimas atuações de José Toledo e do goleiro Bombom. Precisando da vitória, a Rússia veio com tudo no 2º tempo e foi encostando aos poucos no Brasil, até empatar em 19-19 no meio do 2º tempo. Felipe Borges marcou dois para 21-19, a Rússia diminuiu faltando 10min. Com boas defesas de Bombom e um ataque eficiente, o Brasil marcou 3 e segurou o placar até vencer por 25-23, vencendo pela 1ª vez na história dois europeus em um mesmo Mundial.

A Coreia bem que tentou, mas no final acabou cedendo e perdeu pra Sérvia. Os coreanos levaram o 1º tempo com 16-14 e seguiram na frente por mais 20min até 25-24. Só que a Sérvia marcou 4 seguidos e assumiu a liderança da partida e levar a vitória com 31-29, com 7 gols (100% de aproveitamento) de Vukasin Vorkapic.

No jogo entre as equipes invictas, Alemanha e França empataram em 25-25. Os donos da casa fecharam o 1º tempo na frente com 12-10, com 3 gols de Uwe Gensheimer, que sumiu no 2º tempo. Quem apareceu na 2ª metade muito bem foi o craque francês Kentin Mahe, marcando 7 vezes (9 na partida), mas a Alemanha seguia muito bem e as equipe alternavam gols. No finzinho, a Alemanha tinha 25-23 faltando pouco mais de 3min pro fim. A França marcou e encostou, só que o gol de empate não vinha. Faltando segundos pro fim, Fabian Bohm levou uma suspensão de 2min e, no último segundo do jogo, Timothey N’Guessan marcou com um arremesso de 109km/h de 9m e empatou a partida.

Grupo C

A Tunísia venceu o duelo árabe contra a Arábia Saudita por 24-20, com 7 gols de Mosbah Sanai. Sem ser muito ameaçada, a Tunísia teve a vitória parcial no 1º tempo com 12-8 e fechou com 24-20, conquistando sua 2ª vitória no Mundial.

Em mais uma atuação bem ruim, o Chile foi destruído pela Noruega, na maior goleada deste Mundial até então. Os chilenos fizeram 4-3, mas em seguida os noruegueses marcaram 6 seguidos e já tinham 9-4 e aumentavam a diferença aos poucos, até fecharem o 1º tempo com 21-12. A domínio seguiu no 2º tempo e os gols noruegueses vinham em levas de 2 ou 3. Faltando 10min, a vantagem era de 15 gols e a Noruega encerrou marcando mais 6 seguidos para fechar com 41-20, com 8 gols de Alexander Blonz. 10 jogadores marcaram 3 gols ou mais. Mas o artilheiro do jogo foi o chileno Esteban Salinas, com 9.

A Dinamarca venceu sua 4ª partida em casa ao derrotar a Áustria, que começou bem, abrindo 8-5. Mas num apagão levou 6 gols seguidos e perdeu o 1º tempo por 11-8. O 2º tempo começou equilibrado até o 15-12, quando novamente a Dinamarca veio com tudo marcando 5 vezes e aos poucos abrindo cada vez mais a vantagem até fechar por 28-17, destaque para as excelentes performances dos goleiros, que salvaram 50% das bolas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s