Mundial de Ginástica Artística – Dia 1

Doha, no Qatar, recebe o Mundial de Ginástica Artística, o 1º que vale vagas para Tóquio-2020. As 3 equipes medalhistas no masculino e as 3 no feminino já se garantirão nos Jogos Olímpicos. Além disso, as 24 melhores equipes (incluindo as 3 com vaga) garantem equipe completa no Mundial de 2019, que dará as 9 vagas restantes.

ART-WCh Doha/QAT 2018:

Oleg Vernyayev (UKR). Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, tivemos as 5 primeiras subdivisões do masculino e o que chamou atenção foi o altíssimo número de erros e o show russo.

Os russos dominaram o dia e terminaram em 1º lugar disparado na classificação por equipes com 258,402 pontos. Bem longe em 2º veio a Holanda com 245,663, Suíça em 3º com 245,186, Ucrânia em 4º com 243,651 e Espanha em 5º com 241,261.

No individual geral, 3 russos terminaram na frente: Nikita Nagornyy com 87,098, Artur Dalaloyan com 84,572 e David Belyavskiy com 83,332. Em 4º aparece o espanhol Nestor Abad com 81,507 e em 5º a grande surpresa do dia, o filipino Carlos Edriel Yulo, com 81,230. Atual vice-campeão olímpico, o ucraniano Oleg Vernyayev caiu no cavalo com alças e na barra fixa e terminou o dia em 7º com 80,522.

Embed from Getty Images

Os russos Artur Dalaloyan (14,833) e Nikita Nargonyy (14,800) lideram no solo, com o filipino em 3º com 14,766. Com uma penalidade de 0,300, o espanhol Rayderley Zapata está em 9º com 14,100 e já fora de uma final. No cavalo com alças, o cazaque Nariman Kurbanov foi o melhor com 14,466, seguido do francês Cyril Tommasone com 14,241 e de Nagornyy com 14,000.

Nas argolas, o líder do dia foi o ucraniano Igor Radivilov com 14,733, seguido do azeri Nikita Siminov e de Nagornyy, empatados com 14,633. No salto, o norte-coreano campeão olímpico Ri Se Gwang terminou na frente com 14,966 de média, com os russos Dalaloyan (14,766) e Nagornyy (14,683) na sequência.

Nas paralelas, Vernyayev deu um show e sobrou com 15,458, bem a frente do resto. Na sequência, temos 3 russos: Dalaloyan (15,041), Belyavskiy (15,033) e Nagornyy (15,033). E na barra fixa foi a vez do holandês Epke Zonderland, campeão olímpico em Londres-2012, ficar na frente com 14,400, seguido do croata Tin Srbic com 14,300 e de Dalaloyan com 14,166.

Nagornyy realmente deu um show e, no momento, pegaria finais de 5 aparelhos. Só ficaria de fora das paralelas porque é o 3º russo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s