Campeonatos Europeus – Dia 2

Nesta sexta-feira os Europeus começaram de verdade com 12 finais.

As primeiras medalhas foram pra Rússia no nado artístico, algo longe de ser uma surpresa. No dueto técnico feminino, Svetlana Kolesnichenko e Varvara Subootina venceram com 95,1035 pontos, com Ucrânia na prata e a Itália surpreendendo no bronze, deixando a tradicional Espanha em 4º. No dueto misto técnico, mais um ouro russo com 89,5853, seguido de Itália e Espanha.

38297996-10156476002102383-8673458314199171072-n

Rússia com o ouro do 4x100m livre

Na natação, aproveitando a ausência de Katinka Hosszu da prova, a francesa Fantine Lesaffre venceu os 400m medley com 4:34.17 e o ucraniano Mykhaylo Romanchuk levou os 400m livre com 3:45.18. No revezamento 4x100m livre, a Rússia confirmou o favoritismo no masculino vencendo com 3:12.23, com a Itália próxima com 3:12.90 e Polônia no bronze 3:14.20. A França nem pegou final… No feminino, a França surpreendeu com 3:34.65 deixando a fortíssima Holanda com a prata 3:34.77 e a Dinamarca com o bronze 3:37.03.

Nas outras provas, Sarah Sjöström foi o destaque. A sueca nadou duas semifinais e passou pra decisão dos 100m borboleta com o melhor tempo 56.66, mais de 1s frente do resto. Nos 50m livre, Sjöström fez o melhor tempo nas eliminatórias 24.14. Venceu sua semifinal com 23.92, ms o melhor tempo ficou com a dinamarquesa Pernille Blume 23.85, recorde do campeonato e nacional.

Os britânicos dominaram totalmente os 100m peito. Adam Peaty voou já na eliminatória com 57.89, recorde do campeonato, seguido dos compatriotas James Wilby 59.12 e Ross Murdoch 59.14. Mas como há o limite de 2 por país, Murdoch com esse ótimo tempo não foi pra semifinal, onde novamente Peaty fez o melhor tempo 58.04. Nos 50m costas masculino, o melhor tempo na semi foi do romeno Robert Glinta 24.12. Em segundo ficou o russo Kliment Kolesnikov com 24.25, novo recorde mundial juvenil.

gettyimages-1010297854

Kirsten Wild (NED) vencendo a Scratch. Foto: Getty Images

No ciclismo de pista, a Holanda levou 2 ouros com vitória no sprint por equipes masculino (42.888 na final contra 43.693 da França) e com Kirsten Wild na scratch feminina. A Itália levou a perseguição por equipes masculina com 3:55.401 na final contra 3:59.705 da Suíça, a Rússia venceu o sprint por equipes feminino com as atuais bicampeãs mundiais Daria Shmeleva e Anastasia Voynova e a Grã-Bretanha levou a perseguição por equipes com seu timaço feminino, fazendo 4:16.896 na final contra 4:25.384 da Itália. Fechando, vitória do ucraniano Roman Gladysh na scratch masculina.

No remo, dia de muitas repescagens preparando para as finais deste sábado e domingo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s