Jogos Olímpicos de PyeongChang-2018 – Dia 8

Num dia espetacular, a vitória mais inesperada em muito tempo no esqui alpino, o show eslovaco no biatlo, o recorde de Marit Bjoergen e 3 novos bicampeões olímpicos.

Esqui Alpino

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.27.12

Acho que ninguém poderia prever o que aconteceu na espetacular final do Super-G feminino, muito menos uma snowboarder checa. A americana favorita Lindsey Vonn foi a 1ª a descer e vinha muito bem, mas na penúltima curva saiu do caminho e perdeu preciosos décimos, marcando 1:21.49. Logo depois veio a italiana Johanna Schnarf, que acertou tudo e assumiu a liderança com 1:21.27. Daí em diante as coisas foram definidas nos mínimos detalhes. A suíça Lara Gut fez 1:21.23 desbancando a italiana por 0.04. Mas Tina Weirather, de Liechtenstein, tirou a liderança de Gut por apenas 1 centésimo, com 1:21.22! Seria a 1ª medalha olímpica do pequeno país desde Calgary-1988 e o 1º ouro desde que sua mãe Hanni Wenzel venceu o slalom e o slalom gigante em Lake Placid-1980.

 

2dd0a

Veith, Ledecka e Weirather. Foto: Reuters

Tudo se encaminhava para o título de Weirather quando apareceu a campeã de Sochi-2014, a austríaca Anna Veith (ex-Anna Fenninger, agora casada). Veith não conseguia grandes resultados desde o casamento e a contusão que a tirou por toda uma temporada, mas ela assumiu a ponta com 1:21.12, 0.10 melhor que Weirather. A prova seguia e iam vindo as atletas pior ranqueadas no circuito e as chance do pódio mudar iam sumindo. Até a 26ª a descer, a checa Ester Ledecka. Ela foi campeã mundial no slalom gigante paralelo do snowboard, mas se aventura também no esqui alpino, apesar de jamais ter tido um pódio em Copas do Mundo. Ledecka foi espetacular e terminou com 1:21.11, tirando o ouro de Veith por 0.01! A checa não acreditava na cronometragem e sua ficha não caía, precisando ser avisada que sim, ela era a nova campeã olímpica, para desespero de Veith. Talvez a medalha olímpica mais inesperada desde a vitória do australiano na patinação de velocidade em 2002. Foi o 1º ouro da República Checa no esqui alpino.

Cross Country

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.27.23

Com uma brilhante equipe de Ingvild Oestberg, Astrid Jacobsen, Regnhild Haga e Marti Bjoergen, a Noruega ficou com o ouro recuperando da péssima prova de revezamento de 2014. As coisas começaram a se definir na última perna. Noruega, Suécia e Atletas Olímpicas da Rússia fizeram a última troca juntas. Mas Bjoergen e a sueca Stina Nilsson começaram a forçar, deixando a russa Anna Nechaevskaya pra trás e ficaram lado a lado.

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.41.46

Suécia, Noruega e Rússia. Foto: FIS

Faltando 1,5km, Bjoergen, 13 anos mais velha que Nilsson, forçou muito pra cima da campeã do sprint e começou a abrir distância com menos de 1km pro fim e cruzou com 51:24.3 para levar o ouro, seu 7º ouro olímpico e 14ª medalha no geral! Nilsson fechou pra Suécia com 51:26.3 e as russas ficaram com o bronze com 52:07.6. Finlândia fechou com Krista Parmakoski em 4º a 1:02.6 e a boa equipe norte-americana foi 5ª, 1:20.5 da Noruega. Com o ouro, Bjoergen se igualou ao mito Ole Einar Bjoerndalen com 14 medalhas olímpicas de inverno. E ela tem tudo para ultrapassá-lo.

Biatlo

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.27.17

Na prova de saída em massa 12,5km feminino, apenas 30 atletas brigando pelo título, incluindo todas as medalhistas dos Jogos e as líderes da Copa do Mundo. A prova começou com 17 zerando, mas a alemã bicampeã dos Jogos Laura Dahlmeier não era uma delas, já que errou um tiro e foi ficando pra trás. Alheia à situação da alemã, a eslovaca Anatasiya Kuzmina seguia muito forte com seu excelente cross-country. Kuzmina seguiu zerando na 2ª e na 3ª, enquanto sua principais concorrentes erravam pelo menos um tiro e foram ficando. Entre elas a bielorrussa Darya Domracheva e a sueca Hanna Öberg.

Pyeongchang Olympics Biathlon

Domracheva, Kuzmina e Eckhoff. Foto: AP

Na última sessão, Kuzmina vinha perfeita e com uma larga vantagem de mais de 40s, o que lhe dava o luxo de errar um tiro. Ela acertou os 4 primeiros e, na hora do 5º demorou muito. Mas muito mesmo. Ficou quase 20s acalmando o nervosismo, at;e que atirou… e errou. Nisso, Domracheva chegou na linha de tiro, mas mesmo cumprindo os 150m de penalidade, Kuzmina tinha uma ótima vantagem e seguiu com folga rumo ao título, completando a prova em 35:23.0 para faturar seu 3º ouro olímpico e sua 3ª medalha em PyeongChang. Domracheva zerou na última e ficou com a prata com 35:41.8 enquanto a norueguesa Tiril Eckhoff, que ficou quietinha a prova tosa apareceu pra pegar o bronze com 35:50.7 e dois erros, deixando a italiana Lisa Vittozzi em 4º e a sueca campeã do individual Hanna Öberg em 5º. A italiana Dorothea vinha numa prova linda, mas errou um na última e terminou em 6º. Dahlmeier errou 2 tiros na prova e se poupou de olho nos revezamentos, terminando em 16º.

Patinação de Velocidade em Pista Curta

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.27.51

As eliminatórias dos 1.500m feminino contaram com a eliminação precoce da sul-coreana Shim Suk-hee. Na semifinal 1, a sul-coreana Kim Alang venceu seguida da canadense Kim Boutin, enquanto a também canadense Marianne St-Gelais foi penalizada e segue mal nos Jogos. Na 2ª, vitória da holandesa Jorien Ter Mors, que venceu esta distância nos Jogos na patinação em pista longa, seguida da italiana Arianna Fontana. Na última semi, Choi Minjeong venceu pra delírio do público com a húngara Petra Jaszapati em 2º. A chinesa Li Jinyu avançou por vantagem após ser derrubada pela britânica Elise Christie, que também segue zerada no Jogos.

Short Track Speed Skating - Winter Olympics Day 8

Li, Choi e Boutin. Foto: ISU

Na decisão, show da sul-coreana Choi Minjeong. Depois da desclassificação na final dos 500m, ela veio determinada a vencer, assumindo a liderança com 3 voltas pro fim e abrindo boa vantagem para vencer o 3º ouro sul-coreano nos Jogos com 2:24.948. Li Jinyu pegou a prata com 2:25.703 e a canadense Kim Boutin pegou seu 2º bronze com 2:25.834.

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.27.58

A 1ª bateria de 4as contou com 3 sul-coreanos para duas vagas nas semis. Seo Yira venceu com 1:24.053 seguido de Lim Hyojun. Na 3ª bateria, o holandês Sjinkie Knegt foi penalizado novamente nos Jogos e fez o americano John-Henry Krueger avançam. Na 1ª semi, Lim venceu e pegou a vaga pra final ao lado do húngaro Liu Sandor Shaolin. Na 2ª, Krueger venceu deixando o sul-coreano Seo Yira em 2º. O canadense Charles Hamelin foi penalizado e avançou seu compatriota Samuel Girard pra decisão.

owg-men-1000m-podium-gettyimages-919262496

Krueger, Girard e Seo. Foto: ISU

Na decisão, os 5 finalistas vinham juntos nas primeiras voltas, com Girard e Krueger levemente a frente. Quando os outros foram pro ataque, o húngaro acabou derrubando os dois sul-coreanos e também caiu. Lá na frente, o canadense e o americano foram pra chegada e Samuel Girard ficou com o ouro com 1:24.650 com Krueger prata 1:24.864. Os coreanos se levantaram e Seo Yira foi bronze com 1:31.619. Krueger levou a única medalha americana nos últimos dois dias.

Patinação Artística

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.27.34

O programa longo masculino foi espetacular. Depois de ter ido péssimo no programa curto no dia anterior, o americano Nathan Chen fez uma prova incrível com 6 saltos quádruplos, o 1º na história em uma competição oficial, e tirou altíssimos 215,08 no programa longo, a 3ª maior pontuação da história. Mas como tinha ido mal no dia anterior, somou 297,35 no total e teve que aguardar muito, já que ele foi o 9º de 24 a se apresentar. A coisa começou a ser definida no último grupo de 6 patinadores. O chinês Jin Boyang fez 194,45 e somou 297,77 assumindo a liderança.

Figure Skating - Winter Olympics Day 8

Uno, Hanyu e Fernandez. Foto: ISU

Aí veio o campeão de Sochi e bicampeão mundial Yuzuru Hanyu. O japonês teve uma forma impecável e tirou 206,17, graças a uma nota média de componentes 9,66. Ele somou 317,85 para assumir a liderança, restando apenas dois atletas. O espanhol pentacampeão europeu Javier Fernandez também tem altíssimas notas nos componentes e fez uma apresentação sem erros para tirar 197,66, somando 305,24, 2º lugar no momento. Para fechar, o japonês Shoma Uno, que ao som de Turandot, de Puccini tirou 202,73, mesmo caindo num Quádruplo Loop na abertura da sua apresentação. Com 306,90 no total, Uno pegou a prata na dobradinha japonesa e deixando o bronze com o espanhol.

Saltos em Esqui

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.28.14

O polonês Kamil Stoch foi o melhor na 1ª rodada da final do Large Hill masculino com 143,8 pontos (135,0m), seguido do austríaco Michael Hayböck com 140,4 pontos (140,0m), o salto mais longo da rodada. Campeão do Normal Hill, o alemão Andreas Wellinger ficou em 3º com 138,8 e o norueguês do bigodão Robert Johansson em 4º com 138,3.

119327_g08_w01

Wellinger, Stoch e Johansson. Foto: FIS

O norueguês Daniel-Andre Tande não tinha ido bem no 1º salto com um 15º lugar, mas no 2º voou para 138,5m assumindo a liderança com 273,1 pontos. Apenas 11 atletas depois que alguém o passou, o medalhista de bronze no Normal Hill, o também norueguês Robert Johansson saltou menos, com 134,5m, mas por conta da boa vantagem no 1º salto somou 275,3. Andreas Wellinger foi muito longe com 142,0m e roubou a liderança com 282,3. Hayböck, entretanto, ficou com apenas 131m e com 267,7 pegava o 5º lugar no momento. Aí veio Kamil Stoch, buscando o bicampeonato. Com 136,5m e 141,9 pontos, Stoch foi o mais regular da prova para somar 285,7 pontos e faturar seu 3º ouro olímpico.

Skeleton

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.28.08

A austríaca Janina Flock assumiu a liderança geral após a 3ª descida com 2:35.80, apenas 0.02 melhor que a campeã de 2014, a britânica Lizzy Yarnold. A alemã Jacqueline Lölling vinha em 3º a 0.10 e a também britânica Laura Deas em 4º a 0.19. Diferente das otras provas de trenó, o skeleton feminino estava muito imprevisível e até as alemãs Anna Fernstädt e Tina Hermann, 5ª e 6ª, brigavam por medalha.

js143841587

Lölling, Yarnold e Deas. Foto: Getty Images

Na última descida, Fernastädt piorou seu tempo em relação a Hermann, que virou líder. Deas desceu e assumiu a liderança por 0.08, que depois foi pra Lölling por 0.17. A britânica Yarnold não teve uma grande largada, mas fez uma descida final impecável numa ótima linha fazendo 51.46, a melhor descida de toda a competição e foi pro topo por 0.45! Só restava Flock, que não foi nada bem, marcou o 10º tempo da 4ª descida e ficou fora do pódio por 0.02!

Esqui Freestyle

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.27.40

No esqui slopestyle feminino, a sueca Emma Dahlstrom foi a melhor na qualificação com 91,40, seguida de duas norueguesas, Tiril Christiansen com 89,00 e Johanne Killi com 87,80. Na final, nenhuma pegou medalha. A suíça Mathilde Gremaud abriu com 88,00 na 1ª descida da final, ficando na frente por um bom tempo. Sua compatriota Sarah Höfflin vinha logo atrás com 83,80 e a canadense Yuki Tsubota em 3º com 74,40.

Captura de Tela 2018-02-17 às 23.43.28

Gremaud, Höfflin e Atkin. Foto: FIS

Na 2ª passagem, a britânica Isabel Atkin com 79,40 e a norueguesa Killi com 76,80 jogaram a canadense para 5º. Na descida final, a americana Maggie Voisin entrou no pódio em 3º com 81,20. Depois veio Höfflin para marcar ótimos 91,20 e assumir a liderança da prova. Gremaud caiu novamente e não melhorou, ficando em 2º, enquanto Atkin roubou o bronze da americana com 84,60.

Os homens participaram da qualificação do aerials. Na 1ª parte, o americano campeão mundial Jonathon Lillis fez a melhor marca com ótimos 127,44, num salto quase perfeito, média 9,60! Os chineses Qi Guangpu com 126,70 e Jia Zongyang com 126,55 vieram logo atrás e os 6 primeiros já se classificaram pra final. Na 2ª quali, que deu mais 6 vagas, foi a vez do russo Ilia Burov ficar na frente com 126,55 numa prova fortíssima, com mais 7 fazendo mais de 120 pontos. Foi tão forte que o campeão de Sochi, o bielorrusso Anton Kushnir ficou em 7º e está fora da decisão.

Curling

Finalmente Rachel Homan e companhia venceram! Depois de 3 derrotas, a grande equipe canadense arrasou o EUA na sessão noturna com 11-3 em apenas 7 ends e dão uma respirada, embora a situação canadense ainda seja bem delicada. A Suécia de Anna Hasselborg venceu 8-7 a Suíça e é a única equipe ainda sem perder no torneio feminino. A equipe chinesa venceu duas e também respira, com 7-6 no Japão e 10-7 na Dinamarca. Outros resultados do dia foram: EUA 7-6 Rússia, Grã-Bretanha 7-6 Dinamarca, Japão 10-5 Rússia e Coreia 7-4 nas britânicas. A classificação após 6 sessões está assim:

Captura de Tela 2018-02-17 às 21.47.29

Na rodada masculina, tivemos o duelo dos invictos numa prévia da final. A Suécia de Niklas Edin venceu bem o Canadá de Kevin Koe num jogo muito estudado por 5-2 e chega a 5 vitórias. As outras partidas foram Coreia do Sul 11-5 Grã-Bretanha, Japão 6-5 Itália e Suíça 7-5 Noruega. Após 6 sessões, esta é a classificação:

Captura de Tela 2018-02-17 às 21.49.27

Hóquei no Gelo

A República Checa surpreendeu o Canadá na 2ª rodada do Grupo A. Após empate em 2-2, o jogo foi pra prorrogação e pros shootouts, vencidos pelos checos, que chegaram à 2ª vitória. No outro jogo do grupo, a Suíça arrasou a Coreia do Sul por 8-0, com destaque para os 3 gols de Pius Suter.

Já o Grupo B foi encerrado. A equipe russa venceu os americanos por 4-0, 2 de Nikolai Prokhorkin e 2 de Ilya Kovalchuk, e ficou com o título do grupo, se garantindo nas 4as. Na outra partida, a Eslovênia vencia por 2-0 e deixou a Eslováquia empatar. A partida foi pros shootouts e os eslovenos venceram, conquistando o 2º lugar no grupo.

Nas 4as femininas, as russas passaram com 6-2 pela Suíça de virada e vão enfrentar na semifinal o Canadá. A Finlândia arrasou a Suécia por 7-2 na outra partida e se garantiu na semi para enfrentar as americanas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s