Prévia Pyeongchang-2018: Snowboard

Slalom Paralelo Gigante Masculino

Pódio em Sochi-2014: Ouro – Vic Wild (RUS); Prata – Nevin Galmarini (SUI); Bronze – Zan Kosir (SLO)

Último Mundial (2017): Ouro – Andreas Prommegger (AUT); Prata – Benjamin Karl (AUT); Bronze – Nevin Galmarini (SUI)

92992_g08_w01

Benjamin Karl (AUT)

O austríaco Andreas Prommegger dominou o último Mundial, vencendo a prova de slalom gigante paralelo e de slalom paralelo, derrotando nas duas finais seu compatriota Benjamin Karl, dono de duas medalhas olímpicas e 4 títulos mundiais. Cada um venceu uma prova nesta temporada, ambas de slalom gigante (lembrando que o slalom paralelo foi disputado em Sochi, mas saiu do programa olímpico pra entrada do Big Air) e cada um tem 16 vitórias na carreira em Copas do Mundo. Esta temporada está bem distribuída: em 9 etapas da Copa do Mundo, tivemos 8 vencedores. Apenas o suíço Nevin Galmarini venceu duas e lidera a classificação geral. Galmarini foi bronze no último Mundial e prata em Sochi.

O veterano italiano Roland Fischnaller foi campeão mundial no slalom paralelo em 2015, vai para sua 5ª Olimpíada em busca da 1 medalha. Outros nomes fortes da prova são o canadense Jasey-Jay Anderson, campeão olímpico em Vancouver-2010, o búlgaro Radoslav Yankov, o esloveno Rok Marguc e os russos Vic Wild e Andrey Sobolev.

Meu Pódio: Ouro – Benjamin Karl (AUT); Prata – Roland Fischnaller (ITA); Bronze – Andreas Prommegger (AUT)

Snowboard Cross Masculino

Pódio em Sochi-2014: Ouro – Pierre Vaultier (FRA); Prata – Nikolay Olyunin (RUS); Bronze – Alex Deibold (USA)

Último Mundial (2017): Ouro – Pierre Vaultier (FRA); Prata – Lucas Eguibar (ESP); Bronze – Alex Pullin (AUS)

Atual campeão olímpico e mundial, o francês Pierre Vaultier tem 22 vitórias em Copas do Mundo e 34 pódios, sendo 2 vitórias e 5 pódios nas últimas 5 etapas antes dos Jogos. Ele vem em grande fase, mas tudo pode acontecer no snowboard cross e quedas são muito comuns. O australiano Alex Pullin tem 9 vitórias (2 nesta temporada) e 20 pódio na carreira, além de 2 títulos mundiais (2011 e 2013), mas segue em busca de sua 1ª medalha olímpica.

Os americanos costumam surpreender e têm como principal aposta para pódio Nick Baumgartner, bronze em 2 mundiais e campeão mundial em 2017 da disputa em duplas nesta prova, que não é olímpica. Os italianos tem boa tradição e contam com a força de Omar Visintin, que venceu duas etapas seguidas nesta temporada. Fique de olho também no austríaco Alessandro Hämmerle e no espanhol Lucas Eguibar.

Meu Pódio: Ouro – Alex Pullin (AUS); Prata – Alessandro Hämmerle (AUT); Bronze – Pierre Vaultier (FRA)

Halfpipe Masculino

Pódio em Sochi-2014: Ouro – Iouri Podladtchikov (SUI); Prata – Ayumu Hirano (JPN); Bronze – Taku Hiraoka (JPN)

Último Mundial (2017): Ouro – Scott James (AUS); Prata – Iouri Podladtchikov (SUI); Bronze – Patrick Burgener (SUI)

Shaun White of the U.S. competes during the men's snowboard halfpipe qualification round at the 2014 Sochi Winter Olympic Games in Rosa Khutor

Shaun White (USA)

Apesar de quase não disputar o circuito da FIS, o americano Shaun White é o nome do halfpipe. Ouro em Turim-2006 e em Vancouver-2010, ele ficou em 4º em Sochi e é novamente um dos favoritos. São “apenas” 8 títulos dos Winter X-Games no superpipe, a principal prova da modalidade. O americano Ben Ferguson tem 2 pódios em X-Games e briga por pódio também. O japonês Ayumu Hirano é um dos que pode tirar a vitória de White. Prata em Sochi, Hirano é o atual campeã dos X-Games. O suíço Iouri Podladtchikov levou o ouro em Sochi, foi campeão mundial em 2013 e conta com 14 pódios em Copas do Mundo. De olho também no australiano bicampeão mundial Scott James, no chinês Zhang Yiwei e nos finlandeses Markus Malin e Peetu Piiroinen.

Meu Pódio: Ouro – Shaun White (USA); Prata – Ayumu Hirano (JPN); Bronze – Scott James (AUS)

Slopestyle Masculino

Pódio em Sochi-2014: Ouro – Sage Kotsenburg (USA); Prata – Staale Sandbech (NOR); Bronze – Mark McMorris (CAN)

Último Mundial (2017): Ouro – Seppe Smits (BEL); Prata – Nicolas Huber (SUI); Bronze – Chris Corning (USA)

Canadá e Noruega tem dominado esta prova no X-Games. O norueguês Marcus Kleveland é o atual bicampeão da prova na competição e Staale Sandbech é o atual vice olímpico. O canadense Mark McMorris é o principal nome do país, tetracampeão dos X-Games de Aspen e prata no Mundial de 2013. Entre os americanos, os principais nomes são Ryan Stassel, campeão mundial em 2015, Chris Corning, bronze no último Mundial e Kyle Mack, bronze no Mundial de 2015. O belga Seppe Smits é bicampeão mundial (2011 e 2017) e outro forte nome da prova, assim como o finlandês Roope Tonteri.

Meu Pódio: Ouro – Mark McMorris (CAN); Prata – Marcus Kleveland (NOR); Bronze – Seppe Smits (BEL)

Big Air Masculino

Pódio em Sochi-2014: prova não disputada

Último Mundial (2017): Ouro – Staale Sandbech (NOR); Prata – Chris Corning (USA); Bronze – Marcus Kleveland (NOR)

O canadense Max Parrot é um dos favoritos ao ouro na estreia olímpica do Big Air. Tetracampeão do Winter X-Games, ele tem 5 vitórias na Copas do Mundo. Seu compatriota Mark McMorris venceu 2 vezes o X-Games em Aspen e venceu 3 provas no circuito da Copa do Mundo nas 2 últimas temporadas. Em Mundiais, o domínio é todo finlandês com 6 ouros em 8 mundiais: Roope Tonteri venceu o Mundial em 2013 e em 2015. Os noruegueses também tem uma boa tradição com Staale Sandbech, ouro no Mundial do ano passado, e Marcus Kleveland, bronze no Mundial.

Meu Pódio: Ouro – Max Parrot (CAN); Prata – Roope Tonteri (FIN); Bronze – Mark McMorris (CAN)

Slalom Paralelo Gigante Feminino

Pódio em Sochi-2014: Ouro – Patrizia Kummer (SUI); Prata – Tomoka Takeuchi (JPN); Bronze – Alena Zavarzina (RUS)

Último Mundial (2017): Ouro – Ester Ledecka (CZE); Prata – Patrizia Kummer (AUT); Bronze – Ekaterina Tudegesheva (RUS)

Campeã mundial em 2017, a checa Ester Ledecka vem numa excelente temporada, vencendo 5 das 9 etapas da Copa do Mundo e agora soma 14 vitórias na carreira e 20 pódios. Curiosidade sobre a Ledecka é que ela também vai disputar nos Jogos o esqui alpino. Campeã em Sochi no slalom, a austríaca Julia Dujmovits é uma das principais adversárias da checa, assim como a excelente equipe da Suíça liderada por Patrizia Kummer, a atual campeã olímpica da prova e com 14 vitórias em Copas do Mundo na carreira, mas nenhuma nesta temporada. De olho também na alemã Ramona Hofmeister, que faz uma ótima temporada com 2 vitórias e 5 pódios, na austríaca Ina Meschik, nas russas Alena Zavarzina, Yekaterina Tudegesheva e Natalia Soboleva e na japonesa Tomoka Takeuchi, prata em Sochi.

Meu Pódio: Ouro – Ester Ledecka (CZE); Prata – Julia Dujmovits (AUT); Bronze – Ramona Hofmeister (GER)

Snowboard Cross Feminino

Pódio em Sochi-2014: Ouro – Eva Samkova (CZE); Prata – Dominique Maltais (CAN); Bronze – Chloé Trespeuch (FRA)

Último Mundial (2017): Ouro – Lindsey Jacobellis (USA); Prata – Chloé Trespeuch (FRA); Bronze – Michela Moioli (ITA)

lb_moioli110217

Michela Moioli (ITA)

A italiana Michela Moioli faz uma grande temporada, tendo vencido 4 etapas e subido 7 vezes ao pódio em 9 provas. Bronze nos últimos 2 Mundiais, ela faturou as duas provas disputadas na última etapa na Alemanha no último fim de semana. Mas a grande equipe hoje é a francesa formada por Chloé Trespeuch, Charlotte Bankes, Nelly Moenne Loccoz e Julia Pereira de Sousa. A checa Eva Samkova faz uma temporada bem discreta, mas é a atual campeã olímpica e tem 8 vitórias na carreira.

Mas quem mais quer o ouro deve ser a americana Lindsey Jacobellis. Aos 32 anos, ela é pentacampeã mundial, venceu 10 vezes os Winter X-Games, mas só conquistou a medalha de prata em Turim-2006. E foi de uma maneira inacreditável. Ela liderava a final com folga e, na chegada, no último salto, fez uma graça com a prancha e caiu, vendo a suíça Tanja Frieden ultrapassá-la e levar o ouro. É a atleta mais mordida com certeza. A brasileira Isabel Clark disputará a sua 4ª Olimpíada e tem como melhor resultado o 9º lugar em 2006. Vem de lesão e não está na sua melhor fase. A torcida é para que avance para a fase das baterias.

Meu Pódio: Ouro – Michela Moioli (ITA); Prata – Lindsey Jacobellis (USA); Bronze – Chloé Trespeuch (FRA)

Halfpipe Feminino

Pódio em Sochi-2014: Ouro – Kaitlyn Farrington (USA); Prata – Torah Bright (AUS); Bronze – Kelly Clark (USA)

Último Mundial (2017): Ouro – Cai Xuetong (CHN); Prata – Haruna Matsumoto (JPN); Bronze – Clémence Grimal (FRA)

Grande chance de pódio todo americano nesta prova, pois as 4 atletas do país são fortíssimas e favoritas. A veterana Kelly Clark busca sua 4ª medalha em sua 5ª Olimpíada. Campeã em Salt Lake City-2002, tem 22 pódios em Copas do Mundo, sendo 13 ouros, e 5 títulos nos Winter X-Games. Chloe Kim venceu 3 vezes os X-Games e foi ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude em 2016. Arielle Gold, campeã mundial em 2013, e Maddie Mastro completam a equipe americana. As chinesas Cai Xuetong e Liu Jiayu tem grandes chances de acabar com a festa americana. Cai é a atual bicampeã mundial e Liu foi campeã mundial em 2009. Também de olho na espanhola Queralt Castellet, nas francesas Clemence Grimal e Sophie Rodriguez e na australiana Holly Crawford. A australiana Torah Bright, campeã em Vancouver-2010, será a grande ausência da prova.

Meu Pódio: Ouro – Chloe Kim (USA); Prata – Kelly Clark (USA); Bronze – Cai Xuetong (CHN)

Slopestyle Feminino

Pódio em Sochi-2014: Ouro – Jamie Anderson (USA); Prata – Enni Rukajärvi (FIN); Bronze – Jenny Jones (GBR)

Último Mundial (2017): Ouro – Laurie Blouin (CAN); Prata – Zoi Sadowski-Synnott (NZL); Bronze – Miyabi Onitsuka (JPN)

A americana Jamie Anderson defende o título olímpico e tem 5 vitórias nos X-Games na prova, incluindo este ano em janeiro. A sua compatriota Julia Marino venceu os X-Games em 2017 e teve 2 pódios na Copa do Mundo na temporada passada. A finlandesa Enni Rukajärvi venceu duas provas na temporada passada, foi campeã mundial em 2011 e prata em Sochi. A neozelandesa Zoi Sadowski-Synnott foi prata no último Mundial e já fez pódio nessa temporada na Copa do Mundo. Outros nomes bons são as japonesas Miyabi Onitsuka e Reira Iwabuchi e a austríaca Anna Gasser.

Meu Pódio: Ouro – Jamie Anderson (USA); Prata – Zoi Sadowski-Synnott (NZL); Bronze – Julia Marino (USA)

Big Air Feminino

Pódio em Sochi-2014: prova não disputada

Último Mundial (2017): Ouro – Anna Gasser (AUT); Prata – Enni Rukajärvi (FIN); Bronze – Silje Norendal (NOR)

anna-gasser

Anna Gasser (AUT)

A austríaca Anna Gasser é a grande favorita pra estreia do Big Air em Olimpíadas. Campeã mundial em 2017, ela venceu os Winter X-Games em janeiro e tem 7 vitórias em Copas do Mundo e 10 pódios. As japonesas Reira Iwabuchi e Miyabi Onitsuka também aparecem em pódios do circuito mundial. De olho também na finlandesa Enni Rukajärvi, atual vice mundial, nas americanas Jamie Anderson e Julia Marino, na norueguesa Silje Norendal, bronze no último Mundial, na checa Klaudia Medlova e nas suíças Sina Candrian e Carla Somaini.

Meu Pódio: Ouro – Anna Gasser (SUI); Prata – Miyabi Onitsuka (JPN); Bronze – Jamie Anderson (USA)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s