Mundial de Judô – Dia 2

Primeira medalha brasileira e mais show japonês.

52kg feminino

52_podium_mara8465-1504033849-1504033849

O domínio japonês seguiu nessa categoria. Pela 1ª vez desde 2011 uma tivemos uma final feminina com duas atletas do mesmo país. Ai Shishime e Natsumi Tsunoda chegaram à final para garantir o 3º ouro japonês no Mundial. Com 2min24s de luta, Shishime conseguiu um uchi-mata para ficar com o ouro. Na sua primeira luta, a campeã derrotou a brasileira Sarah Menezes por ippon e na semifinal passou pela bicampeã mundial e atual campeã olímpica, a kosovar Majlinda Kelmendi. Do outro lado, Tsunoma venceu nas quartas Érika Miranda numa duríssima luta que foi pro golden score.

Sarah venceu sua primeira luta contra alemã antes de perder pra campeã. Já Érika fez excelente campanha. Começou levando um susto da australiana Tinka Easton, depois fez ippon na polonesa Agata Perenc até perder para Tsunoda. Na repescagem, pegou a outra kosovar da chave, Distria Krasniqi. Muito focada, Érika dominou a luta pra vencer por waza-ari. Na disputa do bronze, pegou a campeã olímpica Kelmendi, quem ela só havia vencido uma vez em 5 confrontos. A kosovar vinha de uma luta anterior na semifinal de quase 10min. O início foi bem estudado e, só com 3:10 de luta que a brasileira conseguiu um waza-ari para lhe dar a vitória e a medalha de bronze. Foi o 4º Mundial seguido em que Erika consegue uma medalha. O outro bronze foi pra russa Natalia Kuziutina.

66kg masculino

66act-1504033886-1504033886

Numa enorme chave com 72 judocas, o japonês Hifumi Abe faturou o 4º ouro japonês em Budapeste, vencendo 5 de suas 6 lutas por ippon. A única que não  teve o golpe decisivo foi nas 8as contra o português João Crisóstomo, onde o japonês fez 3 waza-aris. Nas 4as, derrotou o forte ucraniano Georgii Zantaraia e na semifinal o georgiano Vazha Margvelashvili. Na decisão, fez um lindo sode-tsurikomi-goshi sobre o russo Mikhail Pulyaev, que perde sua 3ª final seguida de mundial! Abe é o mais jovem campeão da história de um Grand Slam, quando venceu o de Toquio em 2014 aos 17 anos. Hoje com 20, não disputou os Jogos do Rio, pois optaram por levar Masashi Ebinuma.

O georgiano ficou com um dos bronzes enquanto o outro foi pro líder do ranking mundial da categoria, o israelense Tal Flicker, que derrotou Zantaraia na disputa da medalha. Charles Chibana começou bem vencendo o cazaque Azamat Mukanov, mas caiu na 2ª luta para o francês Killian Le Blouch.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s