Mundial de Esportes Aquáticos – Dia 16

Dia brilhantes pros Estados Unidos, mas principalmente para um cara: Caeleb Dressel.

50m borboleta feminino

Embed from Getty Images

Na primeira final, a sueca Sarah Sjöström mostrou que é a velocista a ser batida neste mundial (apesar de ter perdido os 100m livre). Ela venceu o seu 2º ouro com tranquilidade ao fazer 24.60, novo recorde do campeonato, na final. A holandesa Ranomi Kromowidjojo pegou a prata com 25.38 e uma enorme surpresa foi o bronze fa egípcia Farida Osman com 25.39! Foi a 2ª medalha da história do Egito em Mundiais de Esportes Aquáticos. A 1ª foi em 2007, na maratona aquática de 25km masculina com Mohamed Zanaty.

50m livre masculino

Captura de Tela 2017-07-30 às 11.58.35

Caeleb Dressel começou a colocar seu nome na história neste momento. Com uma saída incrível, o americano já sai da água com meio corpo na frente e aí é só forçar para vencer. Ele completou com espetaculares 21.15, a apenas 0.24 do WR de César Cielo de 2009! Bruno Fratus também fez grande prova pra bater seu recorde pessoal e marcar 21.27, a melhor marca de um brasileiro sem os trajes tecnológicos! 2ª medalha de Fratus nos 50m livre! O britânico Benjamin Proud ficou com o bronze com 21.43. César Cielo se classificou na semifinal em 8º e terminou em 8º com 21.83.

200m costas feminino

Embed from Getty Images

E finalmente saiu o 1º ouro australiano! Com uma piscina final excepcional, Emily Seebohm se tornou bicampeã mundial da prova ao vencer com 2:05.68, recorde da Oceania! Ela tirou a liderança de Katinka Hosszu que ficou com a prata com 2:05.85 para faturar a 3ª medalha em Budapeste. A americana Kathleen Baker completou o pódio com 2:06.48. Recorde mundial juvenil pra australiana Kaylee McKeown em 4º com 2:06.76.

100m borboleta masculino

Embed from Getty Images

35 minutos depois do ouro nos 50m livre, Caeleb Dressel voltou pra piscina para novamente dar um show e vencer mais um ouro em Budapeste! O americano voou pra fazer 49.86, ficando a apenas 0.04 do recorde mundial de Michael Phelps de 2009!! Para festa da torcida, o húngaro Kristof Milak ficou com a prata com recorde mundial juvenil 50.62 e um empate no bronze entre o campeão olímpico de Singapura Joseph Schooling e o britânico James Guy com 50.83.

800m livre feminino

Embed from Getty Images

Katie Ledecky nadou pra vencer mais um ouro e se tornar tricampeã da prova com 8:12.68. A americana não fez grande prova, com 4:03 na 1ª metade e 4:09 na 2ª, mas venceu com tranquilidade. A gente ficou mal acostumado com a Ledecky, não? A chinesa Li Binjie foi prata com 8:15.46, recorde asiático, e a americana Leah Smith levou o bronze com 8:17.22.

Revezamento 4x100m livre misto

Embed from Getty Images

Pra completar o dia histórico de Dressel, a equipe americana venceu mais um revezamento. Ele abriu para 47.22, apenas 0.05 pior que a marca que lhe deu ouro na prova individual. Nathan Adrian, Mallory Comerford e Simone Manuel mantiveram a liderança pra fechar com 3:19.60, numa equipe americana dos sonhos e bater o recorde mundial da prova em quase 4s! A Holanda, que fechou com Ranomi Kromowidjojo pegou a prata com 3:21.81 e o Canadá, fechando com Penny Oleksiak, foi bronze com 3:23.55.

Eliminatórias e Semifinais

Em um dia bem ruim para os brasileiros, Guilherme Guido foi o único que passou das eliminatórias. Nos 50m costas, o finalista dos 100m parou na semifinal com o 12º tempo de 24.91. O francês Camille Lacourt foi o melhor com 24.30. Nos 50m livre feminino, mais um show de Sarah Sjöström, que bateu o recorde mundial na semifinal com 23.67! Finalista olímpica da prova, Etiene Medeiros nadou bem mal nas eliminatórias, ficando em 21º lugar com 25.26.

Nos 50m peito feminino, Lilly King segue rumo a mais um ouro ao abter o recorde das Américas com 29.60, seguida de Yuliya Efimova com 29.73. Nas eliminatórias dos 1.500m livre masculino, o ucraniano Mykhailo Romanchuk fez o melhor tempo com 14:44.11. Guilherme Costa nadou bem mal para 15:08.09 e ficou em 19º. Sun Yang desistiu da prova.

High Diving feminino

Embed from Getty Images

A australiana Rhiannan Iffland venceu a prova feminina de saltos a 20m com 320,70. Mas o melhor salto do dia foi o último da mexicana Adriana Jiménez, que tirou 110,0, mas na soma dos 4 saltos ficou com 308,90. O bronze foi pra bielorrussa Yana Nestsiarava com 202,95. A brasileira Jacqueline Valente fez um ótimo último salto (94,60), mas terminou em 8º com 253,40 entre 10 atletas.

Pólo Aquático masculino

Embed from Getty Images

Vice no último Mundial e no Rio-2016, a Croácia chegou com tudo pra final masculino contra a dona da casa Hungria. Logo no 1º quarto, a Croácia já deu o tom e abriu 4-0 pro desespero da torcida. A Croácia diminui no 2º quarto para 4-2, mas a Hungria foi controlando até vencer por 8-6 para conquistar o 2º título da história (o outro foi em 2007). A Sérvia venceu a Grécia por 11-8 e ficou com o bronze. O MVP do torneio foi o húngaro Márton Vámos, com 16 gols no torneios, vice-artilheiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s