Mundial de Esqui Alpino – Dia 3

Após muitos adiamentos por conta da forte neblina na largada, o downhill masculino que seria no sábado foi adiado para este domingo, no mesmo dia da prova feminina.

97682_g08_w01

Ilka Stuhec (SLO)

As mulheres abriram o domingo para a belíssima prova de pouco mais de 2.600m. Sem Lara Gut, que abandonou a temporada após a lesão no aquecimento do slalom da combinada na sexta-feira, o favoritismo recaiu sobre a líder da Copa do Mundo e grande novidade da temporada, a eslovena Ilka Stuhec, e a veterana e eterna favorita em downhill Lindsey Vonn.

A prova começou com cada uma que descia melhorando a marca da anterior. 4ª a descer, a americana Laurenne Ross fez 1:33.57, para ser superada pela 5ª, a italiana Sofia Goggia, com 1:33.37. Goggia estava mordida por não terminar o slalom da combinada, após vir do melhor tempo no downhill. Mas a austríaca Stephanie Venier melhorou a marca da italiana em 0.12 para se tornar nova líder.

Stuhec foi a seguinte e numa excelente descida marcou 1:32.85, se tornando a nova líder. A italiana Elena Franchini, a seguinte, foi a 1ª a piorar o tempo, mas a sua sucessora era ninguém menos que Lindsey Vonn. A americana é maior recordista de vitórias em Copas do Mundo e venceu uma prova na temporada. Fez bela descida, mas com 1:33.30 ficou em 3º! Aí foi só esperar as restante para confirmar o pódio com Stuhec, Venier e Vonn. 8ª medalha em Mundiais da americana e Stuhec confirma a força da Eslovênia na prova, repetindo o feito da aposentada Tina Maze em 2015. Interessante que todas as 38 atletas terminaram a prova.

97706_g08_w01

Beat Feuz (SUI)

Mais tarde, na prova masculina, sucesso dos donos da casa! Após os primeiros descerem, tínhamos uma dobradinha italiana com Peter Fill e Dominik Paris, que depois foram superados pelo esloveno Bostjan Kline. Mas Kjetil Jansrud baixou o tempo em 0.13, marcando 1:39.30. O seguinte foi o campeão de 2015, o suíço Patrick Küng. Nas duas primeiras parciais intermediárias, ele vinha no exato mesmo tempo do Jansrud e, quando cruzou a linha de chegada, os dois estavam empatados em 1:39.30!

Mas 3 atletas depois, veio o brilho de Beat Feuz. O suíço, bronze no último mundial, baixou para 1:38.91, assumindo a liderança! O 17º a descer foi o campeão do Super-G, o canadense Erik Guay, que marcou 1:39.03, pegando a prata. Logo após, foi a vez do austríaco Max Franz marcar 1:39.28, tirando o bronze da dupla Jansrud/Küng. Quando o campeão de Sochi Matthias Mayer não melhorou a marca de Feuz e já caminhávamos para fora dos 20 primeiros a descer, o pódio estava confirmado!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s