Mundial de Handebol Masculino – Quartas de final

Com a realização das quartas de final nesta terça, temos definidas as semifinais do Mundial de Handebol masculino na França.

Noruega x Hungria

0_co_photos_norvege_hongrie_norhun_vmichel_50201

Seis minutos de jogo e a Noruega já tinha 6-1 com uma defesa muito forte. Espen Lie Hansen e Sander Sagosen faziam um ótimo 1º tempo e com 20min a Noruega já tinha 12-6 sobre a Hungria. O pedido de tempo húngaro de nada adiantou e a Noruega foi pro vestiário com uma bela vantagem de 17-10. Na volta, a equipe nórdica mantinha o ritmo forte e o goleiro Torbjorn Bergerud fechava o gol, tanto que foi eleito o melhor da partida. Na metade do tempo, a vantagem era de 10 gols com 26-16 e, faltando 10min, o placar estava em 29-20. Aí a Hungria começou a encaixar o jogo. Com 8min pro fim Richard Bodo arremessou a 113km/h a 10m do gol para diminuir para 29-22 seguido de um show de Gabor Csaszar. O número 7 da Hungria marcou mais 5 vezes nos últimos 5 minutos, mas a diferença aberta pela Norugea era muito grande que nem seus 11 gols (9 só no 2º tempo) foram suficiente e a Noruega avançou com 31-28, chegando pela 1ª vez na história na semifinal de um Mundial!

França x Suécia

0_co_photos_france_suede_a65i9542

Novamente jogando no estádio de Lille, a França recebeu a Suécia numa partida duríssima vista por pouco mais de 28.000 espectadores. O jogo começou nervoso e os gols alternavam até 4-4, quando a França marcou 2 seguidos e tinha uma pequena vantagem até o 13-11, quando a Suécia aproveitou erros do ataques francês para virar para 14-13 e encerrar o 1º tempo na frente com 16-15, sendo 5 de Lukas Nilsson. Vincent Gerard entrou no gol francês substituindo Thierry Omeyer, que não fazia um bom jogo e a coisa melhorou pros donos da casa, que empataram em 17-17. Kentin Mahe fazia uma partida espetacular e, com 4 gols seus, a França estava na frente com 22-19 na marca de 10min do 2º. Mas a Suécia contava com Jerry Tollbring, que marcou 3 vezes em 3min ajudando sua equipe a empatar em 23-23. Um erro de Nikola Karabatic e a Suécia aumentava para 26-25. Logo o técnico Didier Dinart colocou seus veteranos reservas na equipe e virou a partida para 29-26 com 6min pro fim. Aí foi só manter a vantagem e vencer por 33-30, colocando os donos da casa na semifinal pela 8ª vez nos últimos 9 mundiais!

Eslovênia x Qatar

Logo no início a Eslovênia abriu 3-1 e, com duas suspensões de 2min pro lado qatari, abriu para 4 a diferença com 7-3 com dois de Matej Gaber. Logo os europeus aumentaram para 10-5, mas o Qatar conseguiu uma breve recuperação para 10-8. Mas com um inspiradíssimo Gasper Marguc marcando 6 só no 1º tempo (em 6 tentativas), a Eslovênia já tinha vantagem de 14-10 com 22min de jogo e terminou o 1º tempo com vantagem de 18-15 e 8 contra-ataques rápidos bem-sucedidos. Na volta, a Eslovênia seguiu impressionando e chegou a metade do 2º tempo com vantagem de 9 gols, com 29-20. Parecia fácil, mas o Qatar apertou. Mesmo com o grande goleiro Danijel Saric num dia não muito inspirado, com apenas 16% de defesas, os 15min finais do Qatar foram excepcionais. A reação mesmo só começou nos 5min finais. Com 8 gols atrás, a equipe qatari marcou 6 vezes seguidas, mas não havia mais tempo e a vitória ficou do lado esloveno com 32-30, colocando a equipe pela 2ª vez na história nas semifinais de um mundial (foram 4º em 2013).

Espanha x Croácia

0_co_photos_espagne_croatie_spa_cro_pmontigny_0026

O primeiro tempo foi uma disputa entre o espanhol Angel Fernandez e o croata Marko Mamic. Enquanto Fernandez marcou 6 no 1º tempo, Mamic fez 8 e a Croácia saiu na frente com 17-15. Foram 4 chutes na trave pra Espanha e os goleiros dos dois lados praticamente não defenderam nada. Na volta, os croatas, que tinham na torcida a esquiadora Janica Kostelic, abriram 5 gols de vantagem com 21-16, com 2 de Zeljko Musa, e o técnico Jordi Ribera pediu tempo e trocou de goleiro. Cinco minutos depois, foi a vez de Alex Dujshebaev brilhar e marcar 4 vezes em 4 minutos e a Espanha encostou em 25-24, levando à Croácia a pedir tempo. Sem Mamic em quadra, as coisas estavam se complicando e a Espanha finalmente empatou em 28-28 faltando 5min. Mas dois ataques seguidos da Croácia os colocaram na frente com 30-28. Valero Rivera fez um e o último minuto foi tenso. Rodrigo Corrales defendeu o chute de Luka Cindric, mas no contra-atauqe, Victor Tomas errou e veio o apito final. Vitória croata por 30-29.

Assim, as semifinais serão: França x Eslovênia e Croácia x Noruega. A 1ª na quinta e a 2ª na sexta. No sábado temos a disputa de bronze e no domingo a grande final.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s