Mundial Masculino de Handebol – Dia 7

Mais 7 jogos nesta terça-feira que começam a definir o desenho das 8as de final.

Grupo A

BRA x NOR. Foto: IHF

BRA x NOR. Foto: IHF

Vindo de duas vitórias, a seleção brasileira tinha mais um duro duelo contra a Noruega. Embora o histórico da equipe nórdica seja melhor no feminino, a equipe masculina é muito forte e dominou a partida contra a equipe brasileira. O primeiro tempo foi bem disputado, com as equipes alternando a liderança até os últimos 10min do 1º tempo. A Noruega liderava por 13-12, mas aí surgiu a figura de Sander Sagosen que fez 4 gols que só não foram seguidos pois Chiuffa diminuiu pro Brasil no ínterim. Fim do 1º tempo: 18-13 pra Noruega. Com 3 tentos seguidos no início do 2º tempo, o Brasil começava a ficar pra trás. Enquanto o Brasil sofria para fazer um, a Noruega fazia em pares e a distância só aumentava. Resultado final: 39-26 com 7 gols de Sagosen. Pelo lado brasileiro, Chiuffa e Alexandro Pozzer com 6 cada.

Na partida das equipes já eliminadas, a Polônia encontrou muitas dificuldades com o Japão. A partida seguiu parelha até os 7-7, mas 4 gols seguidos dos asiáticos os colocaram na frente no intervalo, com 11-9. O Japão seguiu na frente nos primeiros 10min, dependendo muito de Hiroki Shida, que fez 9 gols na partida. A Polônia trocava a equipe a cada 5min enquanto o Japão cansava. Ninguém abria o placar, mas no final, vitória do lado europeu por 26-25.

Em um ginásio para 10.500 pessoas lotado, a França não decepcionou e venceu a 4ª seguida, agora passando o carro na Rússia. Adrien Dipanda brilhou no início pro lado francês, marcando 6 gols só na primeira metade do 1º tempo, colocando os donos da casa na frente com 9-6. Os gols se alternavam, até que no fim do 1º tempo, a França conseguiu abrir e fechar o tempo com 16-11. O técnico Didier Dinart fez alterações pra 2ª metade, e Kentin Mahe deu show, fazendo 6 gols no 2º tempo, assim como Nedim Remili, com 5. Superior, a França fechou em 35-24 para manter a invencibilidade.

Classificação do Grupo: 1) FRA (8; +41); 2) NOR (6; +16); 3) RUS (4; -1); 4) BRA (4; -21); 5) POL (2; -9); 6) JPN (0; -26)

Grupo B

Vindo de 3 vitórias, a Eslovênia parou na Tunísia, ficando no empate. Com um primeiro tempo bem disputado, a equipe europeia saiu na frente com 15-13. No 2º tempo, a Eslovênia tirou o pé do acelerador, mas pagou o preço. Aproveitando a queda de rendimento do adversário, a Tunísia fez 10-5 nos primeiros 15min do 2º tempo e abriu 23-20, sendo 4 de Mosbah Sanai, que faria 8 no jogo. Restando apenas 5min, os africanos tinham 28-23 e com tudo para faturar os 2 pontos. Mas bobeadas no momento decisivo fizeram a Eslovênia encostar em 28-27. Faltando 19s pro fim, Amen Toumi recebeu punição de 2min. Blaz Jonc fez a infiltração e marcou o gol de empate, mantendo os eslovenos na liderança do grupo.

Com 3 derrotas na bagagem e sabendo do empate no jogo anterior, a Islândia precisa apenas vencer seus 2 jogos restantes para classificar. Deu o 1º passo com uma tranquila vitória sobre Angola, o saco de pancadas deste mundial. Muito superior, os islandeses abriram 7-3 nos primeiros 10min e seguiram aumentando a vantagem, já que os gols vinham sempre em grupo. Terminaram com 16-8 o 1º tempo, sendo 8 gols de Gudjon Sigurdsson. Sofrendo novamente problemas com seus goleiros e com contusões de outros jogadores, Angola não tinha muito pra onde correr. Mas o auge da equipe foi no início do 2º tempo, quando, mesmo com 2 a menos, conseguiu fazer 2 gols seguidos! Mas a Islândia era muito superior e fechou a partida com 33-19, sendo 8 de Sigurdsson e 7 de Arnor Gunnarsson.

Classificação do Grupo: 1) SLO (7; +25); 2) ESP (6; +31); 3) MKD (4; +6); 4) ISL (3; +7); 5) TUN (2; -9); 6) ANG (0; -60)

Grupo C

GER x KSA. Foto: IHF

GER x KSA. Foto: IHF

A Alemanha seguiu tranquila em busca de sua 3ª vitória, ao passar pela Arábia Saudita. Com ótima atuação de Patrick Grötzki no início com 3 gols, os germânicos já estavam com 7-4 nos primeiros 10min de jogo e seguiu muito embalado até encerrar o 1º tempo com 21-13, placar bem alto para um único tempo. O massacre segui no 2º tempo com uma Alemanha focada mesmo contra um adversário muito inferior, fechando a partida em 38-24. O último gol alemão do jogo, por Niclas Pieczkowski, foi o 3.999º gol alemão da história em Mundiais!

Classificação do Grupo: 1) GER (6; +39); 2) CRO (6; +14); 3) HUN (2; -2); 4) BLR (2; -7); 5) CHI (2; -22); 6) KSA (0; -22)

Grupo D

Qatar e Argentina fizeram o único jogo do dia em Paris. E o jogo começou muito devagar. Mas devagar mesmo. Com 10min de jogo, o placar era de 2-0 para o Qatar, que ampliou para 4-0. Com 20min, apenas 5-1 e o tempo acabou com baixíssimos 9-2. Os árabes só não abriram mais por conta do goleiro argentino Matias Schulz, que tinha um ótimo aproveitamento de 55% nos primeiros 20min. No 2º tempo, o Qatar seguiu massacrando, abrindo 17-8, mas uma excelente sequencia de 6 gols seguidos colocaram a Argentina bem próxima, com 17-14, restando menos de 5min. E o jogo prosseguiu de forma bem rápida, com mais 7 gols, bem diferente daquele primeira tempo. Com um Danijel Saric inspirado no gol qatari, os asiáticos venceram por 21-17, no placar mais baixo deste mundial.

Classificação do Grupo: 1) DEN (6; +20); 2) SWE (4; +33); 3) QAT (4; +12); 4) EGY (4; -3); 5) BRN (0; -29); 6) ARG (0; -33)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s