Resumo do fim de semana de inverno

Esqui Alpino

Alexis Pinturault (FRA)

Marcel Hirscher está ficando de vice nesta temporada, por enquanto. O austríaco perdeu o slalom gigante no sábado em Val d’Isere para o francês Alexis Pinturault por 0.33 com o norueguês Henrik Kristoffersen em 3º, a distantes 1.50 do campeão. No slalom do domingo, foi a vez de Kristoffersen vencer, batendo Hirscher por 0.75, enquanto o russo Alexander Khoroshilov ficou em 3º para seu 1º pódio da temporada.

As mulheres foram para Sestriere, onde ocorreram as provas de alpino dos Jogos de Turim-2006. Mikaela Shiffrin segue líder, mas Lara Gut começa a encostar. No sábado, a francesa Tessa Worley venceu o slalom gigante com 2:17.37, 0.15 melhor que a italiana Sofia Goggia, com Gut em 3º e Shiffrin em 6º. Mas no slalom do domingo, a americana deu um show para vencer o 3º slalom em 3 disputados na temporada. Com 1:37.80, ela ficou a 1.09 da segunda colocada, a eslovaca Veronika Zuzulova e a 1.21 da 3ª, a suíça Wendy Holdener. Foi a 11ª vitória seguida de Shiffrin em provas de slalom!

Classificação Masculina (após 7 eventos): 1) Marcel Hirscher (AUT) 440; 2) Alexis Pinturault (FRA) 284; 3) Henrik Kristoffersen (NOR) 224

Classificação Feminina (após 9 eventos): 1) Mikaella Shiffrin (USA) 498; 2) Lara Gut (SUI) 393; 3) Sofia Goggia (ITA) 347

Patinação Artística

Pódio feminino

Marselha recebeu a Final do Grand Prix de patinação, com os 6 melhores em cada categoria. No masculino, a vitória ficou com o campeão olímpico, o japonês Yuzuru Hanyu. Com 293,90, o japonês ficou com a vitória graças ao excelente programa curto de 106,53, embora tenho feito apenas a 3ª pontuação no longo. Por muito pouco, o americano Nathan Chen foi prata com 282,85, apenas 0,34 melhor que o japonês Shoma Uno. A decepção ficou com o 4º lugar do espanhol bicampeão mundial Javier Fernandez, com apenas 268,77. No feminino, vitória de Evgenia Medvedeva. A russa foi a melhor no curto e no longo e somou 227,66, contra 218,33 da japonesa Satoko Miyahar e 216,47 da russa Anna Pogorilaya.

Nos pares, os russos Evgenia Tarasova e Vladimir Morozov (não confundir com o nadador) ficaram com o ouro com 213,85, deixando os chinesas Yu Xiaoyu e Zhang Hao com a prata com 206,71 e os canadenses Meagan Duhamel/Eric Radford com o bronze com 205,99. Na dança artística, vitória dos campeões olímpicos de Vancouver-2010 e prata em Sochi-2014, os canadenses Tessa Virtue/Scott Moir, de volta após um período sabático. Eles somaram 197,22 contra 192,81 dos franceses Gabriella Papadakis e Guillaume Cizeron. Os irmãos americanos Maia e Alex Shibuti ficaram em 3º com 189,60.

Na Santa Claus Cup, em Budapeste, a brasileira Isadora Williams ficou com a medalha de prata no feminino ao somar 137,79 pontos, sendo 53,18 no programa curto e 84,61 no longo. Nas 3 classificações ela ficou atrás da húngara Ivett Toth, que somou 155,26. Com a marca, Isadora fez o índice pro Mundial de 2017.

Esqui Nórdico

Martin Sundby (NOR)

Martin Sundby venceu mais uma etapa n cross-country, ao cruzar na frente nos 30km estilo livre em Davos, Suíça. Com 1:07:31.6, o norueguês ficou 13.7 a frente do compatriota Anders Gloeersen e 25.7 a frente do finlandês Matti Heikkinen. No Sprint do domingo, vitória do russo Sergey Ustiugov, que deixou a armada norueguesa para trás.

Com 2 ótimas participações, vencendo os 15km livre no sábado e ficando em 2º no Sprint do domingo, Ingvild Flugstad Oestberg assumiu a liderança da Copa do Mundo. A vencedora do Sprint foi Maiken Caspersen Falla. As norueguesas seguem dominando, mesmo sem Therese Johaug, afastada por doping, e Marit Bjoergen, que não vem participando de todas as etapas.

Classificação Masculina (após 8 eventos): 1) Martin Sundby (NOR) 450; 2) Emil Iversen (NOR) 326; 3 Calle Halfvarsson (SWE) 316

Classificação Feminina (após 8 eventos): 1) Ingvild Oestberg (NOR) 549; 2) Heidi Weng (NOR) 539; 3) Krista Parmakoski (FIN) 453

Até então desconhecido, o esloveno Domen Prevc faz um início de temporada excepcional. Com apenas 17 anos, o irmão mais novo do Peter Prevc venceu mais uma etapa da Copa do Mundo de saltos, agora em Lillehammer. Na primeira prova, Domen venceu com 301,2 contra 290,8 do norueguês Daniel André Tande e 286,5 do austríaco Stefan Kraft. Já na final do domingo, a vitória ficou com o bicampeão olímpico de Sochi, o polonês Kamil Stoch. Ele fez 289,9 contra 289,3 do seu compatriota Maciej Kot. Prevc foi o 6º.

As mulheres competiram em Nizhny Tagil, na Rússia. Na pista HS100, a norueguesa Maren Lundby conquistou a 1ª vitória da carreira ao vencer no sábado com 229,6 enquanto a sempre favorita japonesa Sara Takanashi ficou em 3º lugar com 218,3, graças a um segundo salto bem ruim de apenas 86m. No 1º Takanashi havia feito 102m. No domingo, a japonesa se recuperou e venceu com 250,7, seguida de duas austríacas: Daniela Iraschko-Stolz (244,1) e Jacqueline Seifriedsberger (237,0).

Classificação Masculina (após 5 eventos): 1) Domen Prevc (SLO) 360; 2) Daniel-André Tande (NOR) 308; 3) Maciej Kot (POL) 247

Classificação Feminina (após 4 eventos): 1) Sara Takanashi (JPN) 360; 2) Daniela Iraschko-Stolz (AUT) 250; 3) Yuki Ito (JPN) 242

Biatlo

Laura Dahlmeier (GER)

A 2ª etapa em Pokljuka, Eslovênia, se resume a 2 nomes: Martin Fourcade e Laura Dahlmeier. O francês deu show no masculino, vencendo o sprint com 14s de vantagem sobre o Joahnnes Boe, a perseguição com 6s de vantagem sobre o Emil Hegle Svendsen e ajudou a equipe francesa a vencer no revezamento, com 16s sobre a Rússia.

No feminino, Laura Dahlmeier levou o sprint por apenas 4s. No dia seguinte, errou dois tiros na perseguição, ainda na 2ª passagem, mas se recuperou para vencer por 17s a finlandesa Kaisa Makarainen. No domingo, Dahlmeier fechou para a equipe alemã, deixando a equipe francesa com Marie Dorin Habert para trás para fechar com 100%.

Classificação Masculina (após 5 eventos): 1) Martin Fourcade (FRA) 288; 2) Joahnnes Boe (NOR) 193; 3) Anton Shipulin (RUS) 173

Classificação Feminina (após 5 eventos): 1) Laura Dahlmeier (GER) 277; 2) Kaisa Makarainen (FIN) 208; 3) Justine Braisaz (FRA) 189

Esqui Freestyle

A cidade francesa de Val Thorens abriu a Copa do Mundo de Ski Cross. O campeão olímpico Jean-Frederic Chapuis venceu a primeira prova em casa enquanto o suíço Alex Fiva levou a segunda. Entre as mulheres, a canadense Marielle Thompson venceu a 1ª enquanto a 2ª ficou com a medalhista de bronze em Sochi, a sueca Anna Holmlund.

Em Ruka, Finlândia, na abertura da temporada de moguls, sem novidade no masculino com o canadense multivencedor Mikael Kingsbury. Ele venceu a prova com 84,26. Lembrando que desde a temporada passada o moguls agora é base 100. No feminino, primeira vitória na carreira da australiana Britteny Cox, com baixos 73,81.

Classificação Geral Masculina (após 6 eventos): 1) Henrik Harlaut (SWE) 45,80; 2) Luca Schuler (SUI) 33,20; 3) Alex Fiva (SUI) e Kai Mahler (SUI) 28,00

Classificação Geral Feminina (após 6 eventos): 1) Emma Dahlström (SWE) 48,00; 2) Lisa Zimmermann (GER) 32,00; 3) Anna Holmlund (SWE) e Silvia Bertagna (ITA) 30,00

Short Track

Dajing Wu (CHN)

Na 3ª etapa em Xangai, a repetição das outras etapas no feminino. A Coreia do Sul venceu as provas de 1.000m, 1.500m e revezamento 3.000m. Choi Min-jeong levou os 1.000m e Shim Suk-hee os 1.500m. Já nos 500m, segue sem vitória coreana. A britânica Elise Christie venceu mais uma prova. No masculino, também segue parecido, com a Coreia do Sul passando quase desapercebida. Lee Jung-su venceu os 1.5000m, mas nos 500m deu o chinês Wu Dajing e nos 1.000m o húngaro Liu Shaoang. A China faturou também o revezamento.

Patinação de Velocidade

A quarta etapa foi disputada em Heerenveen, na tradicional pista holandesa. Ruslan Murashov venceu os 500m com 34.50, mas a surpresa foi o 6º lugar do Pavel Kulizhnikov com 34.93. O holandês Kjed Nuis faturou duas provas, os 1.000m com 1:08.21 e os 1.500m com 1:45.11. Jorrit Bergsma venceu os 10.000m com 12:52.20, numa prova que não contou com Sven Kramer. Na perseguição por equipes, a Noruega surpreendeu com 3:42.43, 0.61 melhor que a Holanda.

A japonesa Nao Kodaira venceu a 4ª vez em 5 provas dos 500m, agora com 37.69. A americana Heather Bergsma faturou sua 3ª prova dos 1.000m com 1:14.60, mas acabou perdendo os 1.500m, que foi vencida pela Ireen Wust com 1:55.34, 0.65 melhor que a Bergsma. Martina Sablikova segue imbatível nas provas longas. A checa sobrou pra vencer os 5.000m com 6:57.64. Na perseguição, a Holanda teve problemas e ficou em último, em prova vencida pelo Japão com 2:59.51.

Luge

Pódio masculino individual

O americano Tucker West venceu a 2ª etapa seguida na Copa do Mundo, agora em Whistler. Com apenas uma descida contabilizada, ele fez 50.109 contra 50.153 do alemão Wolfgang Kindl. No feminino, algo raro, pois não houve uma alemã no topo do pódio. Em casa, a canadense Alex Gough fez 38.796 contra 38.848 da super alemã Natalie Geisenberger e 38.850 de Tatjana Hübner.

Nas duplas, Toni Eggert e Sascha Benecken seguem imbatíveis! Venceram pela 4ª vez na temporada, com apenas 0.028 a menos que os campeões olímpicos Tobias Wendl e Tobias Arlt.

Classificação Masculina (após 4 eventos): 1) Felix Loch (GER) 260; 2) Johannes Ludwig (GER) 255; 3) Wolfgang Kindl (AUT) 251

Classificação Feminina (após 4 eventos): 1) Natalie Geisenberger (GER) e Tatjana Hüfner (GER) 310; 3) Dajana Eitberger (GER) 264

Classificação Duplas (após 4 eventos): 1) Toni Eggert/Sascha Benecken (GER) 400; 2) Tobias Wendl/Tobias Arlt (GER) 282; 3) Robin Geueke/David Gamm (GER) 275

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s