Jogos Paralímpicos Rio-2016 – Dia 10

No último dia da natação, a coroação de Daniel Dias, mais medalhas inéditas e um tetracampeonato.

Natação

Embed from Getty Images

Em sua última prova individual, Daniel Dias deu mais um show e sobrou demais para vencer os 100m livre S5. O brasileiro completou a distância em 1:10.11, longe do seu recorde mundial de 1:08.36, mas muito a frente do americano Roy Perkins, com 1:14.55. Em sua última entrada na piscina, Clodoaldo Silva ficou em 8º com 1:20.80 e se aposenta das piscinas.

Na prova seguinte, nos 100m livre S5 feminino, Joana Maria Silva levou sua 3ª medalha no Rio ao ficar em 3º com 1:23.21, bem atrás da chinesa Zhang Li, campeã com 1:18.85.

cmendes_0001011027

Encerrando as provas na piscina, o revezamento 4x100m medley 34 pontos masculino. Daniel Dias abriu para o Brasil no nado costas, mas por ser S5, bateu bem a trás dos outros, a quase 10s do penúltimo. Depois entrou Ruan de Souza pro nado peito, deixando o Brasil mais pra trás ainda. Mas aí foi a vez dos nossos S10 fecharem. André Brasil foi pro borboleta recuperando bem e por fim Phelipe Rodrigues fechou com ótimos 51.47, para fechar com o bronze em 4:17.51. A China levou o ouro com 4:06.44 e a Ucrânia a prata com 4:07.89.

Daniel Dias nadou 9 provas no Rio e levou 9 medalhas, sendo 4 ouros, 3 pratas e 2 bronzes. Na carreira, ele chega a 24 medalhas paralímpicas, sendo 14 ouros, 7 pratas e 3 bronzes.

O bielorrusso Ihar Boki se torna o maior campeão dos Jogos ao vencer sua 6ª medalha de ouro, agora nos 100m costas S13 com o novo recorde mundial de 56.68. Um dos principais nomes dos Jogos de Pequim e Londres, a americana Jessica Long levou sua 1ª medalha de ouro no Rio apenas no último dia da natação, ao vencer os 200m medley SM8 com 2:40.23.

Outros campeões do dia:

– 50m livre S4 masc: Gi Seong Jo (KOR) com 39.30
– 50m livre S12 masc: Maksym Veraksa (UKR) com 23.67
– 100m livre S6 masc: Lorenzo Escalona (CUB) com 1:04.70 (PR)
– 200m medley SM8 masc: Oliver Hynd (GBR) com 2:20.01 (WR)
– 200m medley SM14 masc: Marc Evers (NED) com 2:10.29 (PR)
– 50m livre S4 fem: Rachael Watson (AUS) com 40.13 (PR)
– 50m livre S12 fem: Hannah Russell (GBR) com 27.53
– 100m livre S6 fem: Yelyzaveta Mereshko (UKR) com 1:11.40 (WR)
– 200m costas S13 fem: Anna Stetsenko (UKR) com 1:08.30 (PR)
– 200m medley SM14 fem: Bethany Firth (GBR) com 2:19.55 (PR)

Futebol de 5

Embed from Getty Images

A seleção brasileira venceu a final o Irã por 1-0 e conquistou o tetracampeonato paralímpico da modalidade! Com gol de Ricardinho aos 12 minutos de jogo, o Brasil abriu 1-0 e segurou a partida. O domínio brasileiro foi absoluto no jogo, com 11 chutes a gol contra apenas 2 iranianos. O Brasil mantém a invencibilidade de 9 anos e jamais perdeu em Jogos Paralímpicos! Foram 4 edições da modalidade nos Jogos e 4 ouros brasileiros.

Na disputa do bronze, a Argentina ficou no 0-0 com a China no tempo normal e a partida foi pra disputa de pênaltis. O 1º chinês errou, enquanto o 1º argentino fez. Com mais dois erros chineses e um dos hermanos, a Argentina ficou com o bronze.

Atletismo

Foram mais 3 pratas brasileiras no Engenhão, todas na parte da tarde. Porta-bandeira e ouro no dardo, Shirlene Coelho foi prata no lançamento de disco F37/38 com 33,91m, bem atrás da chinesa Mi Na, ouro com 37,60m e novo WR.

petrucio

Numa arrancada espetacular, Petrúcio dos Santos, o homem mais rápido da Paralimpíada, foi prata nos 400m T45/46/47 com 48.87 e por pouco não passou o cubano Ernesto Blanco, ouro com 48.79.

A última medalha nas pistas veio com Felipe Gomes, nos 400m T11 com 50.38, bem pouco atrás do espanhol Gerard Puigdevall, campeão com 50.22.

Embed from Getty Images

O alemão Markus Rehm dominou a final do salto em distância T43/44! Dono da espetacular marca de 8,40m, que lhe daria ouro nas últimas 3 Olimpíadas, Rehm venceu com 8,21m, muito superior ao resto. A prata foi pro holandês Ronald Hertog com 7,29m.

Outros campeões do dia:

– 100m T54 masc: Leo Pekka Tahti (FIN) com 13.90
– 200m T12 masc: Leinier Pineda (CUB) com 22.23
– 400m T38 masc: Dyan Neille Buis (RSA) com 49.46 (PR)
– 400m T51 masc: Peter Genyn (BEL) com 1:20.82 (PR)
– 800m T36 masc: James Turner (AUS) com 2:02.39 (WR)
– Revezamento 4x400m T53/54 masc: China com 3:04.58
– Salto em distância T42 masc: Heinrich Popow (GER) com 6,70m (PR)
– Arremesso de peso F57 masc: Wu Guoshan (CHN) com 14,42m
– 100m T42 fem: Martina Caironi (ITA) com 14.97
– 100m T44 fem: Marlou van Rhijn (NED) com 13.02 (PR)
– 100m T52 fem: Michelle Stilwell (CAN) com 19.42 (PR)
– 200m T35 fem: Zhou Xia (CHN) com 28.22 (WR)
– 400m T12 fem: Omara Durand (CUB) com 51.77 (WR)
– 400m T13 fem: Nantenin Keita (FRA) com 55.78
– 800m T53 fem: Zhou Hongzhuan (CHN) com 1:47.45 (WR)
– 800m T54 fem: Tatyana McFadden (USA) com 1:44.73 (PR)
– 1.500m T11 fem: Zheng Jin (CHN) com 4:38.92 (WR)
– Arremesso de peso F32 fem: Maroua Brahmi (TUN) com 5,76m
– Arremesso de peso F36 fem: Birgit Kober (GER) com 11,41m (PR)
– Lançamento de disco F55 fem: Dong Feixia (CHN) com 25,03m
– Lançamento de dardo F13 fem: Nozimakhon Kayumova (UZB) com 44,58m (WR)

Tênis de Mesa

Jogando demais, o brasil foi bronze na disputa por equipes das classes 6-10 feminina. Bruna Alexandre e Danielle Rauen venceram por 3-2 as australiana Melissa Tapper e Andrea McDonnell na 1ª partida em grande jogo. Na 2ª partida, Bruna dominou Tapper fechando em 3-0 (11-7 11-9 11-8) e dando o bronze pro Brasil. O ouro foi para a Polônia, que contou a Natalia Partyka, vencendo em 2-1 a China de virada, após perder a partida de duplas.

pc3b3dio_equipe_classe1-2_rio2016_me

O 2º bronze do dia veio na disputa masculina por equipe das classes 1-2. Guilherme Costa e Iranildo Espíndola venceram por 3-2 em 45min de jogo a 1ª partida de dupla sobre a Eslováquia. Guilherme perdeu de 3-1 para Jan Riapos, mas na partida decisiva, Iranildo suou para vencer Martin Ludrovsky por 3-2 em 49min e com isso conquistarem o bronze, a 4ª medalha do tênis de mesa brasileiro no Rio, um recorde. Na final, a França fez 2-1 na Coreia do Sul.

A China venceu as duas outras finais do dia, com títulos nas classes 4-5 feminina, derrotando a Sérvia por 2-0, e nas classes 9-10 masculina, com 2-1 sobre a Espanha na final.

Vôlei Sentado

A equipe feminina repetiu o resultado da 1ª fase e venceu a Ucrânia por 3-0 com parciais de 25-12, 25-22, 25-20 e faturou a inédita medalha de bronze, a 1ª do país nesta modalidade em Paralimpíadas.

Na final, os EUA quebraram o domínio chinês, arrasando as asiática spor 3-0 (25-12 25-12 25-18) e faturando o ouro pela 1ª vez, quebrando a sequência de 3 ouros chineses. As últimas 3 finais foram entre China e EUA.

Ciclismo de Estrada

Lauro Chaman conquistou a medalha de prata na prova de estrada C4-5 masculina, vencendo no sprint final italiano e eslovaco, após 2:13:46 de prova. O ouro foi pro holandês Daniel Gebru, com 2:13:08 após 84km. A nota triste ficou por conta do acidente envolvendo o iraniano Bahman Golbarnezhad, que acabou falecendo após a prova.

Sarah Storey venceu seu 3º ouro no Rio e 14º na carreira. Ela comlpetou os 72km da prova de estrada C4-5 feminina em 2:15:42, 3min e meio a frente da 2ª colocada, a ponolesa Anna Harkowska. Nas provas B, para deficientes visuais, ouro para o holandês Vincent Ter Schure e para a polonesa Iwona Podkoscielna.

Embed from Getty Images

Basquete em CR – Após um jejum de 6 Paralimpíadas sem chegar à final, os EUA foram ouro no basquete masculino, com 68-52 sobre a Espanha na final. Na disputa do bronze, vitória da Grã-Bretanha com 82-76 sobre a Turquia. Ótimo resultado do Brasil com a 5ª posição, ao vencer por duríssimos 70-69 a Austrália e garantir a inédita colocação.

Tiro com Arco – Pódio todo britânico na categoria W1 feminina, onde Jessica Stretton derrotou na final por 137-124 sua compatriota Jo Frith. Nas duplas mistas W1, Frith e John Walker deram mais um ouro para os britânicos ao vencer a dupla da Coreia do Sul por 139-129.

Embed from Getty Images

Vela – A Austrália reinou quase absoluta na Baía de Guanabara. Na classe SKUD18, para duplas, levou o ouro após vencer 8 das 11 regatas! Na classe Sonar, para trios, sobrou para levar o ouro com 26 pontos, contra 44 da equipe americana. Já na classe 2.4mR, individual, o francês Damien Seguin foi ouro com 30 pontos contra 36 do australiano Matthew Bugg, que liderava, mas teve um péssimo sábado.

Rugby em CR – EUA venceu 60-55 o Canadá na semifinal e marcou encontrou na final contra a Austrália, que passou com 63-57 pelo Japão. O Brasil perdeu de 59-54 para a França e terminou na 8ª posição.

Medalhas brasileiras por dia:

1º dia:   2 – 1 – 1
2º dia:   1 – 5 – 1
3º dia:   2 – 3 – 3
4º dia:   1 – 2 – 2
5º dia:   3 – 6 – 2
6º dia:   1 – 4 – 3
7º dia:   0 – 3 – 2
8º dia:   0 – 1 – 4
9º dia:   2 – 0 – 5
10º dia: 2 – 4 – 5
Total:    14 – 29 – 28

Medalhas brasileiras por esportes:

Atletismo:             8 – 14 – 10
Natação:                 4 – 7 – 8
Bocha:                     1 – 1 – 0
Futebol de 5:         1 – 0 – 0
Judô:                        0 – 4 – 0
Tênis de Mesa:     0 – 1 – 3
Ciclismo:                0 – 1 – 1
Halterofilismo:    0 – 1 – 0
Hipismo:                0 – 0 – 2
Canoagem:            0 – 0 – 1
Futebol de 7:         0 – 0 – 1
Goalball:                 0 – 0 – 1
Vôlei Sentado:      0 – 0 – 1
Total:                       14 – 29 – 28

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s