E já tem medalha no novo ciclo!

No último dia dos Jogos do Rio começava o Mundial de Remo de provas não-olímpicas, sub23 e juvenil, em Roterdã. Foram 8 dias com 432 regatas que coroaram 42 campeões mundiais.

125796_12-lg-hd

Lucas Ferreira em primeiro plano na final deste domingo. Foto: World Rowing

O Brasil enviou alguns barcos para as competições e já veio a primeira medalha de uma prova olímpica neste novo ciclo! No single skiff juvenil, Lucas Ferreira fez uma excelente campanha. Foi 3º na sua bateria eliminatórias, depois venceu a sua quarta de final e a semifinal. Na final neste domingo, o lituano Armandas Kelmelis, campeão europeu juvenil e 19º no Rio-2016, dominou a prova, mas o brasileiro e o alemão Anton Finger vieram logo atrás, alternando-se entre o 2º e o 3º lugar. No final, o alemão foi melhor para ficar com a prata e Lucas conquistou um inédito bronze para o remo brasileiro!

Outro bom resultado foi no single skiff peso leve sub-23, onde Uncas Batista ficou em 2º na Final B, terminando na 8ª posição geral. A dupla que esteve no Rio-2016 no double skiff leve, Xavier Maggi e Willian Giaretton, disputou o Dois Sem Leve no Mundial de provas não-olímpicas e terminou em 9º lugar, com a 3ª posição na Final B, entre 16 duplas.

Poucos remadores que estiveram nos Jogos disputaram o Mundial. Entre os destaques está a vitória do irlandês Paul O’Donovan no single skiff leve por 4s. Ele foi prata nas Olimpíadas no double skiff leve.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s