Rio-2016 – Dia 4

Eu no Rio-2016

No segundo dia de preliminares do tiro com arco, os 4 brasileiros que faltavam estrear competiram. O dia dos brasileiros começou com Daniel Xavier contra o candidato a medalha e campeão olímpico por equipes, o coreano Lee Seungyun, que venceu por 6-2. Depois, foi a vez de Bernardo Oliveira vencer o australiano Alec Potts num duelo apertadíssimo por 6-4. Em seguida, foi a vez de Sarah Nikitin enfrentar a norte-coreana Kang Un Ju. A brasileira aturou muito mal e perdeu de 6-0. Depois, Bernardo voltou e perdeu para o jovem chileno de 16 anos Ricardo Soto por 7-1.


À tarde, o confronto mais esperado do dia, entre Marcus Vinícius D’Almeida e o americano Jake Kaminski. Marcus começou bem mal, com um 5, mas foi melhorando, mas o americano respondia com vários 10s e venceu por 6-2. Sendo assim, apenas Ane Marcelle dos Santos segue na competição. Foi o primeiro dia que levei flechas de volta aos arqueiros e varias pessoas me viram nas transmissões.

À noite, fui ao Maracanãzinho ver Brasil e Canadá no vôlei masculino. Aliás, o ginásio está incrível. A iluminação do início das partidas com projeções na quadra e as trocas de luz no teto estão sensacionais. Um jogo onde o Brasil não jogou tão bem e viu um Canadá que cresce a cada ano, tanto que venceu o primeiro set por 26-24. Mas o Maracanãzinho lotado ajudou o Brasil a virar e vencer por 3-1, parciais de 24-26, 25-18, 25-22, 25-17.

Pelo Rio

No basquete, o Brasil obteve uma incrível vitória sobre a toda poderosa Espanha nos últimos segundos! Perdíamos por um ponto, mas uma cesta faltando 5s para o final de Marquinhos deu a vitória de 66-65 para o Brasil. Já no feminino, a seleção vencia a Bielorrúsia por quase toda a partida, mas no último quarto cedeu e perdeu a 3ª seguida por 65-63.

No handebol masculino, o Brasil perdeu de 31-28 para a Eslovênia. No futebol feminino, um 0-0 com a África do Sul em Manaus, mas o suficiente para garantir o 1º lugar do grupo e a vaga nas 4as para enfrentar a Austrália. No hóquei sobre grama masculino, o Brasil fez o seu 1º gol em Olimpíadas, com Stephane Smith contra a Grã-Bretanha logo no começo da partida, mas levou a virada e perdeu por 9-1. Na estreia do pólo aquático feminino, derrota de 9-3 para a Itália e no rugby 7s masculino, duas derrotas, de 40-12 para os favoritos ao ouro Fiji e de 26-0 para os Estados Unidos.

Pedro Solberg/Evandro seguem em péssima campanha e perderam a 2ª nos Jogos, agora de 2-1 para os canadenses Schalk/Saxton. Já Larissa/Talita venceram 2-10 (21-16 21-13) as americanas Fendrick/Sweat.

Em uma das maiores decepções dos Jogos pro Brasil, Marcelo Melo e Bruno Soares foram derrotados por 64 57 62 para os romenos Florin Mergea/Horia Tecau nas 4as. Em compensação, em simples, Thomaz Bellucci venceu o uruguaio Pablo Cuevas por 62 46 63 e está nas 8as! Rafael Nadal e Andy Murray venceram, mas Serena Williams foi surpreendida pela ucraniana Elena Svitolina por 64 63 e foi eliminada.

Como esperado, os Estados Unidos brilharam na final por equipes da ginástica feminina e venceram com 184,897, muito a frente da Rússia com 176,688 e da China com 176,003. Com apresentações ruins no solo e na trave, o Brasil terminou na 8ª posição na final.

Na natação, os Estados Unidos sobraram com 3 ouros em 4 provas. Michael Phelps foi o nome da noite com um ouro nos 200m borboleta com 1:53.36 e o seu 21º título olímpico, agora no revezamento 4x200m livre, onde os americanos venceram com 7:00.66. Katie Ledecky levou seu 2º ouro ao vencer os 200m livre com 1:53.73 contra 1:54.08 da sueca Sarah Sjoestroem. Nos 200m medley, a Dama de Ferro Katinka Hosszu quase perdeu, mas levou o seu 3º ouro no Rio com 2:06.58. Na semifinal dos 100m livre, Marcelo Chierighini conseguiu a 8ª vaga pra final com 48.23.

Mariana Silva chegou à disputa de bronze do judô nos 63kg, mas perdeu por yuko para a holandesa Anicka van Emden. A favorita eslovena Tina Trstenjak foi ouro e nos 80kg masculino, vitória do russo Khasan Khalmurzaev.

Dois ouros chineses no levantamento de peso. Deng Wei sobrou nos 63kg feminino e levou com 262kg no total, novo recorde mundial, 14kg a mais que a norte-coreana Choe Hyo Sim. No 69kg masculino, vitória de Shi Zhiyong com 352kg, um a mais que o turco Daniyar Ismayilov. Interessante o bronze para Izzat Artykov, do Quirguistão, apenas a 4ª medalha da história do país.

Mais um ouro chinês nos saltos ornamentais, agora na plataforma sincronizada feminina com as excepcionais Chen Ruolin e Liu Huixia. Prata pra Malásia e bronze para o Canadá.

O sul-coreano Park Sangyoung venceu na final da espada masculina da esgrima com 15-14 sobre o húngaro Geza Imre.

No hipismo CCE, o favorito alemão Michael Jung foi ouro no individual, mas na prova por equipes, ouro para a França com a Alemanha na prata, graças ao ruim desempenho de Sandra Auffarth. O Brasil terminou na boa 7ª posição por equipes e Carlos PArro foi o mlehor no individual na 18ª posição.

No tiro, a grega Anna Korakaki foi ouro na pistola 25m feminina, sua 2ª medalha no Rio. Na final, venceu a alemã Monika Karshc por 8-6.

Na canoagem slalom, na 1ª final em Deodoro, o francês Denis Chanut venceu o ouro com 94.17, contra 95.02 do eslovaco Matej Benus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s