Rio-2016 – Dia 3

Eu no Rio-2016

Esta segunda-feira foi o 1º dia de combates individuais no Sambódromo, com primeira e segunda rodadas no masculino e no feminino. Assim como em outros dias, fiquei levando os atletas do campo de treino para o campo de combates. E tivemos muita coisa interessante neste dia!


A primeira brasileira a entrar foi Marina Canetta, que perdeu de 7-1 para a chinesa Qi Yuhong. Mas duas surpresas enormes ocorreram no final da sessão da manhã. Prata em Londres, a mexicana Aida Roman perdeu logo na estreia para Alexandra Mirca, da Moldávia, por 6-4! 20 minutos depois, pela 2ª rodada no masculino, o sul-coreano Kim Woojin, ouro por equipes no sábado e recordista mundial da rodada de ranqueamento na sexta-feira, foi surpreendido pelo indonésio Riau Ega Agatha por 6-2! Kim fez um 7 em um dos sets!

Voluntários na experimentação com os arqueiros americanos Mackenzie Brown e Jake Kaminski


À tarde, o destaque foi para Ane Marcelle dos Santos! Na primeira rodada, chegou a abrir 5-3 na japonesa Saori Nagamine e começou mal no 5º set, com um 7 e um 5. A japonesa abriu com um 8 e parecia que iria empatar, mas mandou um 1 (!!) e com um 10 no final, Ane venceu na estreia. Logo depois, voltou para enfrentar a australiana Alice Ingley. Num combate onde o vento atrapalhou demais, nenhum 10 e Ane se deu bem, vencendo por 6-0 e se garantindo nas 8as de final, na quinta-feira. Outros favoritos como o holandês Sjef van den Berg e a sul-coreana Ki Bo Bae venceram os dois combates do dia.

Não fui a nenhum evento no dia, pois a natação no dia anterior foi bem pesada.

Pelo Rio

O destaque, claro, foi Rafaela Silva! Vinda da Cidade de Deus e descoberta em um projeto social, sofreu muito após a eliminação na segunda rodada de Londres por desclassificação. Xingada nas redes sociais, se redimiu no ano seguinte também no Rio, ao ser campeã mundial, o primeiro ouro de uma brasileira. Agora, foi a rainha do waza-ari para faturar o 1º ouro brasileiro no Rio-2016!

Ela começou a campanha com dois waza-aris sobre a alemã Miryam Roper, a mesma que venceu na estreia de Londres. Depois, vitória sobre sul-coreana por waza-ari e nas 4as pegou a húngara Hedivg Karakas, a mesmo de quem havia perdido 4 anos antes. Numa luta mais tensa, Rafael também fez um waza-ari e chegou à semifinal, onde enfrentou a romena Corina Caprioru. A luta ficou empata em 0-0 e foi pro golden score, que demorou longuíssimo 3min e, também com um wazari, Rafael venceu e chegou à final. Na decisão contra a mongol Dorjsürengiin Sumiyaa, a número 1 do mundo, Rafaela fez um waza-ari que demorou pra ser confirmado e depois foi só manter a vantagem e levar o ouro! Vitória espetacular dessa grade judoca e exemplo de brasileira.

A equipe feminina de handebol se vingou da derrota no último mundial e destruiu a Romênia ao vencer a 2ª partida no Rio por 26-13! No pólo aquático masculino, o Brasil goleou o Japão por 16-8 e já tem duas vitórias em dois jogos! Já no basquete feminino, mais um derrota, agora pro Japão 82-66.

Enorme decepção na canoagem slalom. Candidata a medalha, Ana Satila até fez uma 1ª descida ok, mas na 2ª perdeu uma porta e terminou em 17º, fora até mesmo da semifinal. No C2, Charles Correa/Anderson Oliviera ficaram em 7º e estão na semi.

O Brasil fez boa apresentação na final por equipes da ginástica masculina, mas terminou em 6º. Zanetti fez 15,566 nas atolas e Diego 15,133 no solo, mas o fraco desempenho nas barras paralelas e uma queda do Sasaki no solo deixaram a medalha longe.

Marcelo Melo e Bruno Soares venceram nas duplas 64 64 a Sérvia e com isso, Novak Djokovic se despede do Rio-2016 sem medalha e com apenas 1 vitória. Algo inacreditável para ele.

Num jogo espetacular, Hugo Calderano perdeu de 4-2 para o japonês Jun Mizutani nas 8as de final. Campanha absolutamente sensacional dele!

A natação segue decepcionando e nenhum brasileiro estava nas finais do dia. Destaque pro ouro do Sun Yang nos 200m livre cim 1:44.65, o 2º ouro da Katinka Hosszu, agora nos 100m costas com 58.45 e dois ouros pros americanos, nos 100m costas masculino com Ryan Murphy e nos 100m peito feminino com Lilly King. Em 12 finais disputadas, os americanos medalharam em 11.

A Aistralia surpreendeu a Nova Zelândia com 24-17 e ficou com o 1º ouro da história do rugby de 7, no feminino. Outros destaque do dia foram a final russa no sabre feminino, com ouro para Yana Egorian, e o 2º ouro nos saltos ornamentais para a China, agora na plataforma sincronizados masculina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s