Prévias Rio-2016: Levantamento de Peso

Após muitas polêmicas na qualificação, finalmente chegamos a lista de inscritos pros Jogos. Muitos casos de doping fizeram com que a federação internacional (IWF) retirasse vagas de países com casos múltiplos de doping e até baniu a Bulgária há alguns anos. O anúncio de dopings de Pequim-2008 e de Londres-2012 ocasionarão a ausência de alguns até então favoritos e grandes nomes do esporte, como o cazaque Ilia Ilyin, que jamais havia perdido uma prova na carreira e que agora entrou para  alista de maiores fraudes da história, já que perderá seus dois ouros olímpicos.

Outro fato que dificulta a prévia da modalidade é o formato da qualificação. Como não há vagas definidas para cada peso, cada país escolhe o atleta que quiser para enviar aos Jogos. Com isso, temos disparidades grandes no número de atletas em cada categoria. No masculino, por exemplo, temos uma categoria com 13 atletas inscritos, enquanto em outras duas temos 23. No feminino, esse número varia de 10 a 19. Por isso uma prévia melhor só pode aparecer após o anúncio dos inscritos.

Os pódios do mundial de 2015 já estão sem os atletas com resultados positivos nos exames anti-doping, que foram muitos.

56kg masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Om Yun-chol (PRK); Prata – Wu Jingbiao (CHN); Bronze -Valentin Hristov (AZE)

Último Mundial (2015): Ouro – Om Yun-chol (PRK); Prata – Wu Jingbiao (CHN); Bronze – Thach Kim Tuan (VIE)

ap961834491230

Om Yun-chol (PRK)

O norte-coreano Om Yun-chol (1O) vem de um tricampeonato mundial seguido. Campeão olímpico em Londres, Om é o atual recordista mundial do arremesso e principal favorito ao ouro na categoria mais leve do levantamento de peso. Sua principal ameaça é o vietnamita Thach Kim Tuan, que esteve no pódio dos últimos 3 mundiais. Campeão mundial juvenil em 2014, Tuan venceu os Jogos Olímpicos da Juventude em 2010 e foi prata na última edição dos Jogos Asiáticos.

Esta categoria é historicamente dominada por asiáticos, então também são favoritos a medalha o chinês Long Qingquan (1O), campeão dela em Pequim-2008 e 4 vezes medalhista em mundiais. Outros com boas chances de medalha são o filipino Nestor Colonia, campeão asiático em 2015, os tailandeses Sinphet Kruaithong e Witoon Mingmoon e o cazaque Arli Chontey. O colombiano Habib de la Rosa pode quebrar o domínio asiático.

E o Brasil? O Brasil não participa da prova.

Meu Pódio: Ouro – Om Yun-chol (PRK); Prata – Long Qingquan (CHN); Bronze – Thach Kim Tuan (VIE)

62kg masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Kim Un-guk (PRK); Prata – Óscar Figueroa (COL); Bronze -Eko Yuli Irawan (INA)

Último Mundial (2015): Ouro – Chen Lijun (CHN); Prata – Francisco Mosquera (COL); Bronze – Óscar Figueroa (COL)

Bicampeão mundial em 2013 e 2015, o chinês Chen Lijun tem a melhor marca em bom tempo com 333kg no total e é o favorito ao ouro. Atrás dele vem a dupla colombiana medalhista no último mundial: Francisco Mosquera e Óscar Figueroa (1P). Ambos fizeram 315kg no último mundial e devem brigar pela prata e bronze, mas Mosquera foi prata na ocasião por ser 370g mais leve que Figueroa, prata em Londres.

Um pouco atrás deles temos o indonésio Eko Yuli Irawan (2B), bronze em Londres nesta categoria, o bielorrusso Stanislau Chadovich, o japonês Yoichi Itokazu e o egípcio Ahmed Saad.

E o Brasil? O Brasil não participa da prova.

Meu Pódio: Ouro – Chen Lijun (CHN); Prata – Óscar Figueroa (COL); Bronze – Francisco Mosquera (COL)

69kg masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Lin Qingfeng (CHN); Prata – Triyatno (INA); Bronze – Razvan Martin (ROU)

Último Mundial (2015): Ouro – Shi Zhiyong (CHN); Prata – Oleg Chen (RUS); Bronze – Daniyar Ismayilov (TUR)

Campeão mundial no ano passado, o chinês Shi Zhiyong tem 348kg levantados no total nesta ocasião e chega ao Rio com um pouco de vantagem sobre os outros. Três vezes vice mundial, inclusive em 2015, o russo Oleg Chen vem com 4kg a menos que o chinês levantados no Mundial do ano passado.

Com dois bronzes em mundiais, o norte-coreano Kim Myong-hyok deve chegar bem ao Rio, assim como o turco Daniyar Ismayilov, atual bicampeão europeu. Também ficar de olho no colombiano Luis Javier Lozano e em Izzat Artykov, do Quirguistão.

E o Brasil? O Brasil não participa da prova.

Meu Pódio: Ouro – Shi Zhiyong (CHN); Prata – Daniyar Ismayilov (TUR); Bronze – Kim Myong-hyok (PRK)

77kg masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Lu Xiaojun (CHN); Prata – Lu Haojie (CHN); Bronze – Ivan Cambar (CUB)

Último Mundial (2015): Ouro – Nijat Rahimov (KAZ); Prata – Mohamed Ihab (EGY); Bronze – Andranik Karapetyan (ARM)

lu-xiaojun-chn-4-szj-1024x683

Lu Xiaojun (CHN)

O chinês Lu Xiaojun (1O) venceu em Londres e é dono do recorde mundial. Ele foi ouro no arranco no mundial do ano passado, mas errou nas 3 tentativas do arremesso e ficou sem medalha no total, mas ainda assim é favoritíssimo a 2º ouro olímpico. O cazaque Nijat Rahimov venceu o mundial graças ao erro do chinês e também briga por medalha. Ele defendia o Azerbaijão, por onde venceu o ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2010.

Prata no Mundial, o egípcio Mohamed Ihab Mahmoud também foi bronze no mundial de 2014 e tem boas chances de medalha. Campeão europeu este ano, o armênio Andranik Karapetyan já melhorou este ano a sua marca de 2015 e briga por uma prata ou bronze. Também tem chances o norte-coreano Choe Jon-wi e o tailandês Chatuphum Chinnawong, 4º em Londres na categoria com o menor número de concorrentes, apenas 13.

E o Brasil? O Brasil não disputa a prova.

Meu Pódio: Ouro – Lu Xiaojun (CHN); Prata – Andranik Karapetyan (ARM); Bronze – Nijat Rahimov (KAZ)

85kg masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Adrian Zielinski (POL); Prata – Apti Aukhadov (RUS)*(deve ser desclassificado); Bronze – Kianoush Rostami (IRI)

Último Mundial (2015): Ouro – Artem Okulov (RUS); Prata – Kianoush Rostami (IRI); Bronze – Apti Aukhadov (RUS)

O russo Artem Okulov foi campeão mundial em 2015 com 391kg no total e tem outras 2 medalhas em mundiais adultos, 2 ouros em mundiais juvenis e um ouro no mundial infanto-juvenil. Mas este ano o iraniano Kianoush Rostami já fez 395kg em prova no Irã e aparece como favorito ao ouro.

Ouro no arranco no último mundial mas sem marca no arremesso, o chinês Tian Tao pode atrapalhar o plano dos dois. Brigam por um bronze o ucraniano Oleksandr Pielieshenko, campeão europeu este ano, o romeno Gabriel Sincraian, o cazaque Denis Ulanov e o cubano Yoelmis Paumier. Esta será a maior categoria dos Jogos, com 25 atletas.

E o Brasil? Welisson da Silva disputa sua 2ª Olimpíada e tem como melhor marca apenas 328kg, que lhe rendera um fraco 7º lugar no pan-americano deste ano. Briga para ficar entre os top-20 e para apagar a imagem dele caindo com a barra sobre ele em Pequim.

Meu Pódio: Ouro – Kianoush Rostami (IRI); Prata – Artem Okulov (RUS); Bronze – Tian Tao (CHN)

94kg masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Ilya Ilyin (KAZ)* (deve ser desclassificado); Prata – Aleksandr Ivanov (RUS); Bronze – Anarolie Ciricu (MDA)

Último Mundial (2015): Ouro – Vadzim Straltsou (BLR); Prata – Adrian Zielinski (POL); Bronze – Dmytro Chumak (UKR)

Campeão mundial no ano passado, o bielorrusso Vadzim Straltsou tem a melhor marca de inscrição, com 405kg do último mundial e chega como favorito. Colado nele temos o lituano Aurimas Didzbalis, que venceu o arranco, mas queimou as 3 no arremesso em 2015, mas ainda assim fez 403kg no europeu de 2015.

O iraniano Sohrab Moradi fez 400kg este ano em prova em Teerã e deve pegar pódio. Brigam por medalha também o polonês campeão europeu este ano Tomasz Zielinski e seu irmão Adrian Zielinski (1O), campeão olímpico em Londres na categoria abaixo, e o russo Adam Maligov.

E o Brasil? O Brasil não participa da prova.

Meu Pódio: Ouro – Vadzim Straltsou (BLR); Prata – Sohrab Moradi (IRI); Bronze – Aurimas Didzbalis (LTU)

105kg masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Oleksiy Torokhtiy (UKR); Prata – Navab Nassirshalal (IRI); Bronze – Bartlomiej Bonk (POL)

Último Mundial (2015): Ouro – Alexandr Zaichikov (KAZ); Prata – David Bedzhanyan (RUS); Bronze – Arturs Plesnieks (LAT)

Sem o ex-favorito cazaque Ilya Ilyin punido por doping, o favoritismo recai sobre seu compatriota Alexandr Zaichikov, atual campeão mundial. Um pouco atrás aparece o russo David Bedzhanyan, pódio nos últimos 3 mundiais.

Bronze em Londres, o polonês Bartlomiej Bonk (1B) venceu o europeu no ano passado. Numa categoria bem aberta, também tem chances de pódio o iraniano Mohammadreza Barari, o letão Arturs Plesnieks, atual campeão europeu e bronze no mundial de 2015, o armênio Simon Martirosyan, ouro nos Jogos da Juventude de 2014, e o chinês Yang Zhe.

E o Brasil? Mateus Machado foi bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015, mas briga no máximo por um top-10 numa categoria com 17 atletas.

Meu Pódio: Ouro – Alexandr Zaichikov (KAZ); Prata – David Bedzhanyan (RUS); Bronze – Bartlomiej Bonk (POL)

Acima de 105kg masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Behdad Salimi (IRI); Prata – Sajjad Anoushiravani (IRI); Bronze – Ruslan Albegov (RUS)

Último Mundial (2015): Ouro – Lasha Talakhadze (GEO); Prata – Mart Seim (EST); Bronze – Gor Minasyan (ARM)

behdad-salimi

Behdad Salimi (IRI)

Na categoria mais pesada no masculino, 23 atletas brigarão por medalha. Sem o russo que venceu e depois perdeu por doping o último mundial, o favorito é o georgiano Lasha Talakhadze, que fez 454kg no ano passado no mundial e 463kg este ano no europeu. Mas os iranianos Bahador Moulaei e Behdad Salimi (1O) podem repetir a dobradinha iraniana que ocorreu em Londres. Os iranianos, aliás, tem dominado esta prova nos últimos 15 anos.

Outros bons concorrentes são o armênio Gor Minasyan, o estoniano Mart Seim, o russo Ruslan Albegov, o taiwanês Chen Shih-chieh, o alemão Almir Velagic e o egípcio Ahmed Mohamed.

E o Brasil? Fernando Reis foi top10 nos últimos 3 mundiais, bicampeão dos Jogos Pan-Americanos e tem dominado a prova nas Américas. Tem chegado perto dos 430kg em competições, mas no evento-teste sentiu uma lesão em sua única competição este ano. Para medalhar, precisaria de uns 445kg no total. Ele tem chances, mas está um pouco acima do que já conseguiu em competições recentes. Difícil, mas não impossível. Ele está na briga.

Meu Pódio: Ouro – Behdad Salimi (IRI); Prata – Lasha Talakhadze (GEO); Bronze – Bahador Moulaei (IRI)

48kg feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Wang Mingjuan (CHN); Prata – Hiromi Miyake (JPN); Bronze – Ryang Chun-hwa (PRK)

Último Mundial (2015): Ouro – Jiang Huihua (CHN); Prata – Vuong Thi Huyen (VIE); Bronze – Hiromi Miyake (JPN)

Esta categoria é historicamente dominada por chinesas. Elas venceram as últimas duas Olimpíadas e 22 das 25 edições de mundiais! A favorita da vez é a chinesa Hou Zhihui, vice-campeã mundial juvenil em 2015 com 204kg. Mas ela depois fez 211kg no Grand Prix, só que disputando a categoria até 53kg. Sua principal adversária será a tailandesa Sopita Tanasan, que também está descendo de categoria. Ela foi 4ª no Mundial nos 53kg com 210kg no total.

Brigam por um bronze a vietnamita Vuong Thi Huyen, a taiwanesa Chen Wei-ling (1B), a japonesa Hiromi Miyake (1P), prata em Londres, e a indonésia Sri Wahyuni Agustiani, campeã mundial juvenil em 2014.

E o Brasil? O Brasil não disputa a prova.

Meu Pódio: Ouro – Hou Zhihui (CHN); Prata – Sopita Tanasan (THA); Bronze – Vuong Thi Huyen (VIE)

53kg feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Zulfiya Chinshanlo (KAZ)* (deve ser desclassificada); Prata – Hsu Shu-ching (TPE); Bronze – Cristina Iovu (MDA)

Último Mundial (2015): Ouro – Hsu Shu-ching (TPE); Prata – Chen Xiaoting (CHN); Bronze – Hidilyn Diaz (PHI)

A briga ficará entre a chinesa Li Yajun, campeã mundial em 2013, e a taiwanesa Hsu Shu-ching, atual campeã mundial. Ambas levantaram 221kg no ano passado, a chinesa no Grand Prix e a taiwanesa no mundial. Na categoria com o menor número de concorrentes desses Jogos (apenas 10), a filipina Hidilyn Diaz, bronze no último mundial, tem belas chances de conquistar a 1ª medalha olímpica de seu país desde Atlanta-1996.

A sul-coreana Yoon Jin-hee (1P) foi prata em Pequim, mas no asiático deste ano fez 20kg a menos que sua melhor marca, então ficará um pouco aquém do pódio. Completam esse 2º escalão a indonésia Dewi Safitri e a japonesa Kanae Yagi.

E o Brasil? Rosane dos Reis Santos teve como melhor resultado um 10º lugar no esvaziado Mundial de 2013. No evento-teste que valia como sul-americano, fez sua melhor marca da carreira com 195kg e brigaria por um 5º lugar.

Meu Pódio: Ouro – Li Yajun (CHN); Prata – Hsu Shu-ching (TPR); Bronze – Hidilyn Diaz (PHI)

58kg feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Li Xueying (CHN); Prata – Pimsiri Sirikaew (THA); Bronze – sem medalha no momento por conta de doping

Último Mundial (2015): Ouro – Boyanka Kostova (KAZ); Prata – Deng Mengrong (CHN); Bronze – Kuo Hsing-chun (TPE)

Thailand's Pimsiri Sirikaew reacts after successful lift on the women's 58Kg Group A weightlifting competition at the London 2012 Olympic Games

Pimsiri Sirikaew (THA)

A favorita da categoria seria a azeri Boyanka Kostova, pega no doping nas reanálises dos Jogos de Londres e que fez com o Azerbaijão perdesse as vagas olímpicas. Sem chinesas na categoria, o favoritismo recai sobre a taiwanesa Kuo Hsing-chun, bronze no último Mundial e campeã mundial em 2013.

Duas tailandesas vem logo atrás: Sukanya Srisurat e Pimsiri Sirikaew (1P), prata em Londres nesta categoria, depois subiu pros 63kg e agora volta aos 58kg. De olho na colombiana Lina Marcela Rivas, 5ª no último mundial, e na equatoriana Alexandra Escobar, 6ª, que podem surpreender.

E o Brasil? O Brasil não disputa a prova.

Meu Pódio: Ouro – Pimsiri Sirikaew (THA); Prata – Kuo Hsing-chun (TPE); Bronze – Sukanya Srisurat (THA)

63kg feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Maiya Maneza (KAZ)* (deve ser desclassificada); Prata – Svetlana Tsarukayeva (RUS); Bronze – Christine Girard (CAN)

Último Mundial (2015): Ouro – Deng Wei (CHN); Prata – Tima Turieva (RUS); Bronze – Choe Hyo-sim (PRK)

Atual bicampeã mundial, a chinesa Deng Wei não deve encontrar dificuldades para vencer o ouro. Com 259kg obtidos no último mundial, tem boa vantagem sobre a segunda favorita, a russa Tima Turieva, que fez 248kg no ano passado.

Disputariam o bronze a norte-coreana Choe Hyo-sim e a cazaque Karina Goricheva, que fizeram a mesma marca no último mundial. A taiwanesa Lin Tzu-chi, a colombiana Mercedes Perez e a tailandesa Siripuch Gulnoi também podem surpreender.

E o Brasil? O Brasil não disputa a prova.

Meu Pódio: Ouro – Deng Wei (CHN); Prata – Tima Turieva (RUS); Bronze – KArina Goricheva (KAZ)

69kg feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Rim Jong-sim (PRK); Prata – Roxana cocos (ROU); Bronze – Maryna Shkermankova (BLR)* (deve ser desclassificada)

Último Mundial (2015): Ouro – Xiang Yanmei (CHN); Prata – Zhazira Zhapparkul (KAZ); Bronze – Anastasia Romanova (RUS)

Mais uma chinesa favorita, agora com Xiang Yanmei, bicampeã mundial. Ela levantou 263kg no último mundial. Prata nos dois últimos mundiais, a cazaque Zhazira Zhapparkul tem os mesmo 263kg como melhor marca pessoal. A colombiana Leidy Solis fez 256kg nos Jogos Pan-Americanos e briga por uma medalha também.

Também de olho na russa Anastasiia Romanova, na egípcia Sara Ahmed e na mongol Ankhtsetseg Munkhjantsan.

E o Brasil? O Brasil não disputa a prova.

Meu Pódio: Ouro – Zhazira Zhapparkul (KAZ); Prata – Xiang Yanmei (CHN); Bronze – Sara Ahmed (EGY)

75kg feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Svetlana Podobedova (KAZ)* (deve ser desclassificada); Prata – Natalya Zabolotnaya (RUS); Bronze – Iryna Kulesha (BLR)

Último Mundial (2015): Ouro – Kang Yue (CHN); Prata – Rim Jong-sim (PRK); Bronze – Svetlana Podobedova (KAZ)

Sem nenhuma campeã mundial na prova, o favoritismo recai sobre a vice mundial, a norte-coreana Rim Jong-sim, que tem 280kg obtidos no Mundial de 2015. Bem longe, vem a espanhola Lidia Perez, com 263kg e boas chances de pódio.

Muito perto da espanhola temos a bielorrussa Darya Naumava, a ucraniana Iryna Dekha e a francesa Gaelle Verlaine Ketchanke.

E o Brasil? Jaqueline Ferreira tem como melhor marca pessoal 235kg que lhe renderam o ótimo 10º lugar no mundial do ano passado. Com apenas 13 na sua categoria, deve brigar pelo 7º-8º lugar.

Meu Pódio: Ouro – Rim Jong-sim (PRK); Prata – Darya Naumava (BLR); Bronze – Lidia Perez (ESP)

Acima de 75kg feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Zhou Lulu (CHN); Prata – Tatiana Kashirina (RUS); Bronze – Hripsime Khurshudyan (ARM)

Último Mundial (2015): Ouro – Tatiana Kashirina (RUS); Prata – Meng Suping (CHN); Bronze – Kim Kuk-hyang (PRK)

tatianakashirinaolympicsday9weightliftingkqv-qicbjmll

Tatiana Kashirina (RUS)

Sem chinesas na prova, a russa Tatiana Kashirina (1P) é tetracampeã mundial e a única no Rio com mais de 300kg levantados. Ela fez no último mundial 333kg e vai sobrar na disputa do ouro.

A briga pelas outras medalhas vai ser mais dura, e quem tem a melhor chance de passar dos 300kg é a norte-coreana Kim Kuk-hyang, bronze no último mundial. A americana Sarah Robles, a sul-coreana Son Young-hee, a ucraniana Anastasiia Lysenko e a egípcia Shaimaa Haridy.

E o Brasil? O Brasil não disputa a prova.

Meu Pódio: Ouro – Tatiana Kashirina (RUS); Prata – Kim Kuk-hyang (PRK); Bronze – Sarah Robles (USA)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s