Troféu Brasil de Atletismo – Final

Um grande dia para encerrar o Troféu Brasil e definir a equipe olímpica brasileira.

8720

Fabiana Murer após a vitória e o recorde sul-americano. Foto: Wagner Carmo/CBAt

A melhor prova do dia foi sem dúvida o salto com vara feminino. Fabiana Murer é bicampeã mundial, mas vinha num ruim ano, com a melhor marca de 4,70m, apenas a 9ª do mundo em 2016. Mas deu show em São Bernardo. Passou de 1ª em 4,50m, 4,65m, 4,75m e foi para 4,87m, quando passou na 3ª chance, conseguindo o melhor salto do mundo em 2016, 1cm melhor que a marca da grega Ekaterini Stefanidi de um mês atrás. A prata foi para Joana Costa, com 4,50m. Aos 35 anos, Joana melhorou em 10cm sua melhor marca pessoal e ainda conquistou o índice olímpico!

No salto triplo feminino, vitória de Núbia Soares com 14,17m e índice olímpico! Keila Costa também saltou acima de 14m, com 14,02m. Geisa Coutinho venceu o arremesso de peso com 17,79m. Completaram as provas de campo as vitórias de Jean Rosa no salto triplo com 16,38m e Julio César de Oliveira no dardo com 75,99m.

8722

Jorge Vides vencendo os 200m. Foto: Wagner Carmo/CBAt

Na pista, a final dos 200m feminino foi vencida por Kauiza Venâncio com bons 22.93, melhor marca de uma brasileira no ano. Na prova masculina, Jorge Henrique Vides fez 20.40 e Vitor Hugo dos Santos 20.50. Com isso, eles ficaram com as vagas olímpicas na prova ao lado de Aldemir da Silva Jr, tirando Bruno Lins, finalista mundial em 2011. Nos 400m com barreiras, vitórias de Márcio Teles com 49.63 e Geisa dos Santos com 57.43.

Nos 5.000m masculino, Altobeli da Silva levou com 13:56.24, Tatiele da Silva venceu os 1.500m com 4:19.05, Cleiton Abrão faturou os 800m com 1:48.28 e Gabriel Constantino venceu os 110m com barreiras com 13.50. Após a conclusão do revezamento 4x400m feminino, onde a BM&FBovespa venceu com 3:34.28, o clube liderava a classificação geral. Mas no revezamento masculino, que encerrou o Troféu, o Clube Pinheiros venceu com 3:03.70, um bom tempo, e o suficiente para vencer o título geral do Troféu Brasil com 463 pontos contra 460,5 da BM&FBovespa.

Após a conclusão das provas, a CBAt anunciou a equipe brasileira com 66 nomes, 36 homens e 30 mulheres, a maior equipe de atletismo da história do Brasil. O Brasil participará em 36 das 47 provas do atletismo e tem chances de um bom resultado em 4 provas: salto com vara masculino e feminino e marcha 20km masculino e feminino. a Fabiana, que vinha decepcionando mostrou que está de volta ao topo e briga sim por medalha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s