Troféu Brasil de Atletismo – Dia 2

Dia de algumas decepções com 2 atletas ficando a meio dedo dos índices. Tivemos algumas marcas boas e mais um nome na equipe olímpica.

8712

Higor Alves. Foto: Marcello Zambrana/CBAt

O destaque do dia foi Higor Alves. Nenhum brasileiro tinha índice pro salto em distância e ele fez 8,19m logo em seu primeiro salto da final, 4cm melhor que o índice. A decepção veio com o bicampeão mundial indoor, Mauro Vinícius da Silva, que ficou em 2º com apenas 8,03m, bem longe do índice de 8,15m. Duda não vinha em boa fase e estava com dificuldades de chegar aos 8m. Uma pena, mas ficará de fora dos Jogos.

No salto em distância feminino, Eliane Martins fez 6,72m para vencer e confirmar sua classificação olímpica. Ela já tinha o índice, que é 6,70m. Mas a tristeza ficou por conta de Jéssica dos Reis. Em seu 2º salto, fez 6,69m, ficando a 1cm do índice! Ela não melhorou e assim não entrou na equipe olímpica.

Vanessa Spínola fez ótima prova do heptatlo, batendo sua melhor marca pessoal por 85 pontos, mas terminou com 6.188, novo recorde brasileiro, 12 pontos a menos que o necessário para ir aos Jogos. Uma pena que as duas não conseguiram, mas elas ainda tem chance. Se após o período de classificação não se chegar a quota que a IAAF espera por prova, podemos ter convites, o que poderiam vir para as duas. Agora é aguardar o dia 12 de julho.

Boa vitória de Geisa Coutinho nos 400m com 51.54. Melhor que isso foi ver outras 5 correndo na final para 52s, o que ajuda e muito o nosso revezamento. Nos 400m masculino, vitória de Pedro de Oliveira, com 45.87. Anderson Henriques, que foi finalista do Mundial de 2013, foi apenas 8º com 46.57.

Thiago Braz só precisou de um salto para ser ouro no salto com vara. Passou de 1ª em 5,50m, enquanto Augusto Dutra precisou de 2 saltos para passar. Augusto errou as 3 em 5,60m e o título já era de Thiago. Sozinho na prova, ainda passou de 1ª em 5,70m. Tentou os 6,00m, mas errou as 3. Thiago é um dos melhores do mundo e briga por medalha sim, mas ele tem fracassado em todas os mundiais que disputou. Vamos ver se o jogo muda nos Jogos, em casa.

Darlan Romani venceu tranquilo arremesso de peso com 20,21m, marca que ele precisa para passar pra final dos Jogos Olímpicos. Mas na quali são apenas 3 tentativas e ele fez a marca na 4ª. De qualquer maneira, seus 5 arremessos válidos foram melhores que o melhor arremesso do segundo colocado.

Nas outras finais do dia, Maila Machado venceu os 100m com barreiras com 13.00, Lidiane Cansian surpreendeu para vencer o disco com 55,35m, Carlos de Oliveira Santos venceu os 1.500m com altos 3:45.94, July da Silva foi ouro nos 800m com 2:03.94, Tatiane da Silva levou os 3.000m com obstáculos com 9:49.22, o Pinheiros faturou o revezamento 4x100m feminino com 44.34 e Brasil Foods/ILF levou o masculino com 39.67.

Após 2 dias, o Pinheiros lidera o Troféu Brasil com 225 pontos contra 202 do BM&FBovespa e 119 do Orcampi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s