Prévias Rio-2016: Tiro – Tiro ao Prato

Fossa masculina

Pódio em Londres-2012: Ouro – Giovanni Cernogoraz (CRO); Prata – Massimo Fabbrizi (ITA); Bronze – Fehaid Al-Deehani (KUW)

Último Mundial (2015): Ouro – Erik Varga (SVK); Prata – Giovanni Pellielo (ITA); Bronze – Maxime Mottet (BEL)

erik-varga

Erik Varga (SVK)

Líder do ranking, o espanhol Alberto Fernandez venceu em Nicósia e no Rio de Janeiro esse ano. Campeã mundial em 2010 e 4º em 2015, Fernandez foi 25º nos Jogos de Londres, mas chegará ao Rio como o favorito na fossa. O atual campeão é o croata Giovanni Cernogoraz (1O). Venceu a final da Copa do Mundo em 2015 e tem um bronze este ano em Nicósia.

Veterano de 46 anos, o italiano Giovanni Pellielo (2P-1B) é tetracampeão mundial e um dos mais experientes, disputando o circuito mundial desde 1991! O eslovaco Erik Varga venceu os últimos 2 mundiais, em 2014 em Granada e em 2015 no mundial exclusivo de tiro ao prato. Este ano, foi apenas 22º em uma Copa do Mundo, mas é um grande nome para a disputa. Também de olho no britânico Ed Ling e no russo Alexey Alipov.

E o Brasil? Roberto Schmits conquistou a vaga sobre o favorito Rodrigo Bastos, finalista no Mundial de 2014. Schmits tem pouquíssima chances e tem como melhor resultado da temporada um 31º lugar.

Meu Pódio: Ouro – Erik Varga (SVK); Prata – Alberto Fernandez (ESP); Bronze – Giovanni Pellielo (ITA)

Fossa feminina

Pódio em Londres-2012: Ouro – Jessica Rossi (ITA); Prata – Zuzana Stefecekova (SVK); Bronze – Delphine Réau (FRA)

Último Mundial (2015): Ouro – Fatima Galvez (ESP); Prata – Elena Tkach (RUS); Bronze – Pak Yong Hui (PRK)

Bronze no Mundial de 2007, a libanesa Ray Bassil surgiu este ano como o principal nome da prova! Líder do ranking mundial, Bassil venceu a etapa de Nicosia e foi prata no Rio de Janeiro e em Baku. Com um ano excelente, vem embalada e com tudo para conquistar o primeiro ouro libanês da história olímpica e a 1ª medalha de uma mulher libanesa nos Jogos. A espanhola Fatima Galvez venceu os Jogos Europeus e o Mundial em 2015 para desafiar a libanesa.

Prata nas 2 últimas Olimpíadas, a eslovaca Zuzana Stefecekova (2P) pegou 2 pódios no ano passado na Copa do Mundo. De olho também na atiradora de San Marino Alessandra Perilli, 4ª em Londres, na finlandesa campeã olímpica em Pequim Satu Makela-Nummela (1O), na americana Corey Cogdell (1B) e na australiana Catherine Skinner. A italiana Jessica Rossi (1O) defende o título. Não faz um pódio mundial há algum tempo, mas nunca deve ser descartada.

E o Brasil? Com mais de 50 anos, Janice Teixeira tem muita experiência, mas a única final de Copa do Mundo que disputou foi no Brasil em 2005. Se ficar entre as 15 melhores já está no lucro.

Meu Pódio: Ouro – Zuzana Stefecekova (SVK); Prata – Ray Bassil (LIB); Bronze – Satu Makela-Nummela (FIN)

Fossa doublê masculina

Pódio em Londres-2012: Ouro – Peter Wilson (GBR); Prata – Hakan Sahlby (SWE); Bronze – Vasily Mosin (RUS)

Último Mundial (2015): Ouro – Vasily Mosin (RUS); Prata – Tim Kneale (GBR); Bronze – Ahmad Alafasi (KUW)

O líder do ranking é o australiano de 21 anos James Willett, que surgiu no ano passado no circuito mundial. Acabou de chegar, mas já venceu a etapa do Rio e foi bronze em Nicósia este ano. Mas o experiente da prova é o russo Vasily Mosin (1B), bronze em Londres e atual campeão mundial. Mosin venceu a etapa de Al Ain em 2105 e foi prata no Rio este ano.

O americano Walton Eller (1O) foi campeão olímpico em Pequim e venceu a etapa de Gabala em 2015. Seu compatriota Joshua Richmond é tricampeão mundial e venceu a etapa de San Marino este ano. Muito fortes. Outros nomes bons são os britânicos Steven Scott e Tim Kneale, o italiano Antonio Barilla e Ahmad Alafasi, do Kuwait.

E o Brasil? Nenhum brasileiro disputará a prova.

Meu Pódio: Ouro – Vasily Mosin (RUS); Parata – Joshua Richmond (USA); Bronze – James Willett (AUS)

Skeet masculino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Vincent Hancock (USA); Prata – Anders Golding (DEN); Bronze – Nasser Al-Attiyah (QAT)

Último Mundial (2015): Ouro – Vincent Hancock (USA); Prata – Anthony Terras (FRA); Bronze – Gabriele Rossetti (ITA)

Com apenas 27 anos, o americano Vincent Hancock (2O) domina o skeet. Atual bicampeão olímpico, venceu o Mundial do ano passado e levou duas Copas do Mundo em 2015. Este ano, apenas um bronze em San Marino, mas Hancock é o maior nome da prova ainda e líder do ranking. Campeão mundial juvenil em 2014, o italiano Gabriele Rossetti é bicampeão europeu juvenil. Começou a competir de verdade na Copa do Mundo ano passado e já venceu uma etapa, no Chipre e foi bronze no Mundial.

O francês Anthony Terras (1B) venceu uma etapa ano passado e pode subir ao pódio. Outros nomes fortes são os suecos Marcus Svensson, que venceu o evento-teste este ano, e Stefan Nilsson, o dinamarquês Jesper Hansen e Saif Bin Futtais, dos Emirados Árabes Unidos.

E o Brasil? Renato Portella é o representante brasileiro, mas deve ficar entre os últimos. Esta é uma das piores provas do Brasil no masculino.

Meu Pódio: Ouro – Vincent Hancock (USA); Prata – Gabriele Rossetti (ITA); Bronze – Anthony Terras (FRA)

Skeet feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Kim Rhode (USA); Prata – Wei Ning (CHN); Bronze – Danka Bartekova (SVK)

Último Mundial (2015): Ouro – Morgan Craft (USA); Prata – Caitlin Connor (USA); Bronze – Wei Ning (CHN)

As americanas tem forte tradição na prova e chegam como favoritas. Aos 23 anos, Morgan Craft venceu o Mundial do ano passado e já levou uma etapa esse ano. A veterana Kim Rhode (3O-1P-1B) defende o título e tem um histórico excelente. Este ano conseguiu apenas uma prata no Rio de Janeiro, no evento-teste, mas com sua experiência, tem tudo para levar sua 6ª medalha olímpica.

Com duas vitórias esse ano, incluindo no Rio, a tailandesa Sutiya Jiewchaloemmit é vice-líder do ranking e pode medalhar pela 1ª vez em sua 3ª Olimpíada. A britânica Amber Hill venceu os Jogos Europeus e a final da Copa do Mundo em 2015. Também de olho nas fortíssimas italianas Diana Bacosi e Chiara Cainero, e na chinesa Wei Ning (2P), atual vice olímpica e bronze no Mundial, mas que há 4 anos não sobe no pódio em Copas do Mundo.

E o Brasil? Daniela Carraro defende o Brasil e um top-15 já seria um grande resultado.

Meu Pódio: Ouro – Diana Bacosi (ITA); Prata – Morgan Craft (USA); Bronze – Kim Rhode (USA)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s