Prévias Rio-2016: Esgrima – Feminino

Espada Individual feminina

Pódio em Londres-2012: Ouro – Yana Shemyakina (UKR); Prata – Britta Heidemann (GER); Bronze – Sun Yujie (CHN)

Último Mundial (2015): Ouro – Rossella Fiamingo (ITA); Prata – Emma Samuelsson (SWE); Bronzes – Sarra Besbes (TUN) e Xu Anqi (CHN)

championnatsdequalificationasieoceanie8r217jtcz-7l

Xu Anqi (CHN)

A líder do ranking é a chinesa Xu Anqi (1O), que em 6 competições neste ano chegou a 3 finais, vencendo o GP de Budapeste e perdendo na final do asiático e do evento-teste no Rio. Bronze no último mundial, Xu terá a companhia de sua compatriota Sun Yujie (1O-1B), bronze em Londres e campeã asiática.

A tunisiana Sarra Besbes vem de família vencedora e tem boas chances de se tornar a 1ª africana medalhista olímpica na esgrima. 2ª do ranking, foi bronze no último mundial. A italiana Rossella Fiamingo é a atual campeã mundial e pode se tornar a 1ª italiana a medalhar na espada individual em Jogos Olímpicos. Vale apostar também na russa Tatiana Logunova (2O), na húngara Emese Szasz, na romena Ana Maria Branza (1P) e na estoniana Erika Kirpu. Grande ausência da campeã em Pequim, a alemã Britta Heidemann que não se classificou.

E o Brasil? É a melhor arma brasileira no feminino e contaremos com 3 atletas: Nathalie Moellhausen, Rayssa Costa e Emese Takacs. Nathalie é a atual 13ª do mundo e pode surpreender. Tem feito grandes duelos com as melhores do mundo e seria a melhor aposta de medalha do Brasil na esgrima.

Meu Pódio: Ouro – Xu Anqi (CHN); Prata – Rossella Fiamingo (ITA); Bronze – Ana Maria Popescu (ROU)

Espada por Esquipe Feminina

Pódio em Londres-2012: Ouro – China; Prata – Coreia do Sul; Bronze – Estados Unidos

Último Mundial (2015): Ouro – China; Prata – Romênia; Bronze – Ucrânia

A China (1O-1B) é a grande força atual. Campeãs olímpica e mundiais, contam com Xu Anqi e Sun Yujie. Na final do último mundial, venceram a Romênia por 45-36 para levar o ouro. Mas quem lidera o ranking hoje é a Romênia, campeã europeia em 2015. Em 3 torneios por equipe este ano, a Romênia chegou em duas finais, vencendo uma. A equipe é liderada por Ana Maria Branza (1P), uma das maiores esgrimistas de espada do mundo, presença em pódios de mundiais desde 2002! Rússia (2O-1B) tem uma grande equipe que foi campeã mundial em 2013 e 2014 e deve brigar por pódio.

E o Brasil? A equipe de espada feminina é muito boa e também pode surpreender. No Pan de Toronto fez um duelo espetacular com as americanas, perdendo por 32-31 na prorrogação. O Brasil deve estrear na preliminar contra a Ucrânia, o que já seria um duelo duríssimo.

Meu Pódio: Ouro – Romênia; Prata – Rússia; Bronze – China

Florete Individual Feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Elisa Di Francisca (ITA); Prata – Arianna Errigo (ITA); Bronze – Valentina Vezzali (ITA)

Último Mundial (2015): Ouro – Inna Deriglazova (RUS); Prata – Aida Shanayeva (RUS); Bronzes – Arianna Errigo (ITA) e Nzingha Prescod (USA)

 

Embed from Getty Images

Basta olhar o pódio da última Olimpíada para saber o país favorito. Mas dessa vez, como não há disputa de florete por equipe, serão apenas 2 italianas e não haverá um pódio completo do país. Mas nas últimas 4 Olimpíadas quem venceu foi uma italiana. Em 18 medalhas possíveis nos últimos 6 Jogos, 12 foram para a Itália!

Arianna Errigo (1O-1P) lidera o ranking com boa folga e deve vencer para seguir a tradição do país, já que o mito Valentina Vezzali não se classificou. Nos 6 torneios que disputou este ano subiu ao pódio, vencendo 4, incluindo o Europeu este ano! Mordida pela derrota na semifinal do Mundial, vai querer a revanche contra a russa Inna Deriglazova (1P), número 2 do mundo. Mas a outra italiana na prova, a campeã de Londres Elisa Di Francisca (2O) quer o bicampeonato, mas não está em fase tão boa quanto Errigo.

As americanas Lee Kiefer e Nzingha Prescod podem surpreender assim como ocorreu no Mundial, onde Prescod foi bronze e Kiefer chegou nas 4as. De olho também na tunisiana Ines Boubakri. Esta é a prova com a menor chance de surpresa na esgrima.

E o Brasil? Serão duas brasileiras na disputa: Bia Bulcão e Taís Rochel. Se vencerem um confronto já estarão no lucro.

Meu Pódio: Ouro – Ariana Errigo (ITA); Prata – Inna Deriglazova (RUS); Bronze – Elisa Di Francisca (ITA)

Sabre Individual Feminino

Pódio em Londres-2012: Ouro – Kim Ji-yeon (KOR); Prata – Sofiya Velikaya (RUS); Bronze – Olha Kharlan (UKR)

Último Mundial (2015): Ouro – Sofiya Velikaya (RUS); Prata – Cécilia Berder (FRA); Bronzes – Shen Chen (CHN) e Anna Márton (HUN)

Embed from Getty Images

As americanas dominaram por um bom tempo o sabre, fechando pódio em Pequim, mas fracassaram em Londres e não vencem um Mundial desde 2010. Mas não se deve deixar de lado a força de Mariel Zagunis (2O-1B), que dominou por anos a prova. Perdeu nas 8as no Mundial, mas subiu ao pódio em 3 das 5 provas que disputou esse ano. Sua compatriota Ibtihaj Muhammad será a 1ª muçulmana a representar os EUA numa Olimpíada, mas não tem a mesma força de Zagunis.

A líder do ranking e principal favorita é a russa Sofiya Velikaya (1P), atual campeã mundial e vice olímpica. Atual bicampeã europeia, não deixou de chegar às 4as de final em nenhuma competição no último ano. A ucraniana Olha Kharlan (1O-1B) é uma ótima aposta também, assim como a tunisiana Azza Besbes, a chinesa Shen Chen, a francesa Cécilia Berder e a húngara Anna Márton.

E o Brasil? Marta Baeza será a única representante brasileira e não deve passar para a 2ª rodada.

Meu Pódio: Ouro – Sofiya Velikaya (RUS); Prata – Olha Kharlan (UKR); Bronze – Mariel Zagunis (USA)

Sabre por Equipe Feminino

Pódio em Londres-2012: Prova não disputada

Último Mundial (2015): Ouro – Rússia; Prata – Ucrânia; Bronze – Estados Unidos

A Rússia venceu 4 dos últimos 6 mundiais e lidera o ranking mundial com muita folga. Disputou 7 competições no último ano e chegou a final em todas elas, vencendo 4! Atropelaram as adversárias no último Mundial e são a principal aposta pro ouro. Mas a Ucrânia (1O) pode bater de frente. Lideradas por Olha Kharlan, fora prata no último mundial perdendo para as russas por apertados 45-41. A equipe dos EUA (1B) já foi melhor, mas nunca deve ser desconsiderada no sabre feminino. A França briga por fora.

E o Brasil? Não disputa a prova

Meu Pódio: Ouro – Rússia; Prata – Ucrânia; Bronze – Estados Unidos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s