Isaquias firme na busca de 3 medalhas

A CBCa definiu a equipe brasileira de canoagem velocidade e não tivemos nenhuma surpresa.

Foto e montagem: CBCa

No caiaque, Édson Silva competirá no K1 200m e no K2 200m ao lado de Gilvan Ribeiro. No feminino, Ana Paula Vergutz compete no K1 200m e K1 500m,prova que rendeu bronze no Pan.

Na canoa, sem surpresas com a convocação de Isaquias Queiroz e Erlon de Souza Silva. Campeões mundiais ano passado no C2 1.000m, a dupla decepcionou na etapa alemã da Copa do Mundo, última competição que disputaram, ficando em 7º lugar. Mas Isaquias não se sentiu bem na etapa, e abandonou a final do C1 1.000m faltando 100m para a chegada, sendo que ele liderava a prova.

Como era de se esperar, Isaquias vai competir nas 3 provas da canoa e com chances de 3 medalhas. Tem como isso rolar? Tem sim, mas seriam 9 baterias em alto nível para ele disputar em 6 dias.

Os Jogos começam para ele no dia 15, nas eliminatórias e semifinais do C1 1.000m. Ele deve tirar de letra as eliminatórias, já que praticamente todos avançam para a semifinal, onde ele teria que forçar. Mas essa é a prova dele e deve passar para a final sem grandes problemas. No dia 16, a final do C1 1.000m, sua prova e onde terá como grande adversário o alemão Sebastian Brendel, de quem já falei aqui.

No dia 17, é vez de explosão com as baterias eliminatórias e semifinais do C1 200m. Novamente deve passar para a semifinal bem e tem tudo para pegar final. Ele foi bronze nesta prova ano passado no Mundial. Dia 18 teremos a final do C1 200m e é a prova que terá mais dificuldades.

No dia 19, eliminatórias e semifinais do C2 1.000m. Na primeira rodada ele e Erlon competem tranquilos e se vencerem, já estarão na final, o que é fundamental para não se cansar. Chances de medalha eles tem, claro. É menor que no C1 1.000m, mas maior que no C1 200m.

Acredito em duas medalhas, um ouro e uma prata. Na prova de 200m, se tudo der certo, Isaquias pega um bronze, mas é onde deve ter maiores dificuldades. Se conseguir, será o primeiro brasileiro a vencer 3 medalhas em uma mesma edição olímpica.

Os 5 se juntam à equipe de slalom já definida: Ana Sátila (K1), Pedro Gonçalvs (K1), Felipe Borges (C1), Anderson Oliveira (C2) e Charles Correa (C2).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s