Perfil 2016 – Bryony Shaw (GBR)

24/75

Bryony Shaw

Vela

Classe RSX

Jogos Olímpicos: 1 bronze

Mundiais: 3 pratas

 

Vice nos dois últimos mundiais, a britânica Bryony Shaw é presença constante em pódio da RSX e chega como favorita ao ouro olímpico.

Nascida em 1983 em Wandsworth, na Grande Londres, Shaw começou a velejar aos 9 anos, nas férias de verão, no Sul da França. Em 1999, entrou para a equipe britânica juvenil e disputou o mundial da classe Aloha, uma das categorias de windsurfe, terminando em 9º lugar. Em 2000, começou na Mistral, que era a classe olímpica do windsurfe da época. Em 2001, foi 7ª no Mundial da Juventude, 17ª no Mundial adulto e 23ª no Europeu.

Não se classificou para os Jogos de Atenas-2004 na Mistral, após ficar em 15ª no mundial do ano. A vaga britânica foi para Natasha Sturges. Ainda em 2004, foi campeã mundial na classe Raceboard. Ela entrou na universidade de Cardiff, para o curso de arquitetura, mas o sonho olímpico foi maior, e Shaw optou pelo esporte. Em 2006, agora na Classe RSX, que seria a nova classe olímpica da modalidade, começou vencendo a forte regata de Miami e o tradicional Trofpeu Princesa Sofia, na Espanha. Sua primeira medalha importante veio em 2006, com a prata no Europeu.

Focada nos jogos de Pequim, venceu o Evento-teste em 2007, especializando-se em ventos fracos, como os existentes na raia de Qingdao. Na disputa olímpica, começou com um 3º e um 4º lugares, mas um 11º e uma desclassificação a fizeram despencar. Com o descarte da desclassificação e uma campanha bem regular, se mantendo sempre as 6 primeiras, chegou à regata da medalha em 3º lugar na briga por medalha. Na regata final, foi 2ª e, com 45 pontos, foi bronze olímpica.

Em 2009, foi vice na Semana de Hyères e bronze no Europeu. No ano seguinte, venceu em Hyères e foi bronze no Princesa Sofia, mas o 4º lugar no Mundial na Dinamarca a manteve fora do pódio mundial. De olho nos Jogos de Londres, foi 7ª no Mundial de 2011 e 4ª no de 2012. Selecionada para competir em casa, fez uma campanha média, terminando em 7º lugar com 59 pontos. Numa categoria muito disputada, ela ficou em 6 das 10 regatas fora do top-5, o que foi fatal.

Voltou em 2013 com tudo, subindo 7 vezes seguidas ao pódio! Venceu a Copa do Mundo de Hyeres e a regata de Weymouth, além de mais 5 vices, incluindo sua primeira medalha em Mundial, com a prata em Búzios. Começou 2014 com a vitória na Copa do Mundo de Miami e em Weymouth. Foi 4ª no Europeu, 4ª no evento-teste no Rio e 5ª no Mundial de Santander, mas fchou com o ouro na Final da Copa do Mundo em Abu Dhabi. Em 2015, venceu novamente em Miami e se tornou campeã europeia pela 1ª vez na Sicília. Fechou muito bem o ano, com mais um vice-mundial em Omã e novamente com o ouro na final da Copa do Mundo em Abu Dhabi.

Em 2016, venceu pelo 3º ano seguido em Miami e a 3ª prata em Mundiais veio em fevereiro em Israel. Atual líder do ranking mundial, Bryony Shaw tem grandes chances de se tornar a 1ª britânica campeã olímpica em uma classe de prancha a vela.

Anúncios

Um pensamento sobre “Perfil 2016 – Bryony Shaw (GBR)

  1. Pingback: Prévias Rio-2016 – Vela |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s