Tiro com Arco na Colômbia

A equipe de tiro com arco disputou na última semana a 2ª etapa da Copa do Mundo em Medellin, Colômbia.

Ane Marcelle dos Santos. Foto: WA

O destaque da seleção foi no feminino, com Ane Marcelle dos Santos. 24ª no ranqueamento com 634 pontos, ela chegou às 8as de final da disputa individual. Ela venceu na estreia 6-2 canadense, depois passou com 6-4 por italiana até perder nas 8as para a candense Georcy-Stephanie Picard por 7-3. Apenas o 3º no ranqueamento masculino com 655, Marcus Vinicius D’Almeida foi o único no masculino a vencer. Ele passou com 6-0 por porto-riquenho, depois por 7-3 pelo mexicano Juan Rene Serrano para enfrentar na 3ª rodada o favorito sul-coreano Ku Bonchan, onde perdeu por 7-3.

O outro destaque positivo veio nas duplas mistas. Ane Marcelle e Marcus Vinícius ficaram em 12º na qualificação das duplas, mas no mata-mata foram surpreendendo. Venceram por 5-3 a Colômbia na estreia, depois eliminou o México por 6-0. Na semifinal, não foi páreo para a excelente dupla sul-coreano formada por Choi Misun e Kim Woojin e foi disputar o bronze. Também não atirando o seu melhor (abriu com um 32), o Brasil perdeu por 6-0 para Taiwan e ficou em 4º lugar. Há dois ano na mesma Medellin, Marcus e Sarah Nikitin foram prata nas duplas mistas.

A Coreia do Sul, aliás, dominou a etapa, levando 4 dos 5 ouros no recurvo. Choi Misun faturou no feminino, a Coreia levou nas equipes masculinas e femininas e ainda nas duplas mistas. O americano Brady Ellison quebrou a hegemonia sul-coreana com o ouro no masculino. No arco composto, a colombiana Sara Lopez foi perfeita, vencendo no individual, nas equipes e nas duplas mistas.

Esse torneio deu mais embasamento para saber o que esperar dos arqueiros brasileiros nos Jogos. Marcus Vinícius e Ane Marcelle devem ser os destaques em agosto no Rio. Ela mostrou boa evolução esse ano, evidenciada pelos resultados das seletivas e desta etapa.

Medalha é sempre mais difícil, claro. Depende muito do dia do atleta. Nos Jogos, a 1ª e a 2ª rodada serão no mesmo dia, mas as rodadas subsequentes serão apenas alguns dias depois. Se chegarem à 3ª rodada, tudo pode acontecer no dia da final. Por equipes, o Brasil tem uma chance um pouco melhor no masculino, mas no feminino, difícil esperar algo.

A 3ª vaga de cada equipe ainda será definida pela CBTARCO entre 2 homens (Daniel Xavier e Marcelo Costa Filho) e 2 mulheres (Marina Gobbi e Michelle Acquesta). Estranho que Larissa Rodrigues, 3ª nas seletivas não tenha sido relacionada, enquanto Michelle foi apenas a 7ª no geral.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s