Última chance pra ginástica

Neste sábado começa na Arena Olímpica o qualificatório final de ginástica, que alocará as vagas restantes na ginástica artística, rítmica e de trampolim. Os Mundiais de 2015 serviram como a primeira oportunidade para as 3 modalidades.

cbg_evento_teste_-_ginastica_artistica_2

Arena Olímpica pronta. Foto: Ricardo Bufolin/CBG

O Brasil já garantiu a equipe masculina completa, graças à classificação à final do Mundial. As meninas ficaram na excelente 9ª posição no Mundial, fora da final por meio ponto e agora irão enfrentar as equipes que ficaram em 10º a 16º pelas 4 vagas por equipe restantes. A equipe feminina enfrentará França, Bélgica, Alemanha, Romênia, Austrália, Coreia do Sul e Suíça.

Em Glasgow no ano passado, o Brasil foi a grande surpresa no feminino mesmo sem o trunfo Rebeca Andrade, que estará no Rio e tem tudo para ajudar o Brasil a levar a vaga por equipes pela 4ª Olimpíada seguida. França, Alemanha, Romênia e Bélgica devem brigar pelas outras 3 vagas. Ms a ausência do maior nome romeno, Larisa Iordache, pode ser fatal. Entretanto, a veterana Catalina Ponor está de volta aos 28 anos.

No masculino, disputam as 4 vagas por equipe: Alemanha (sem o Fabian Hambuechen), França, Holanda (com Epke Zonderland), Ucrânia (com Oleg Verniaiev), Espanha, Romênia, Canadá e Bielorrússia. Sem buscar vaga olímpica neste torneio, Arthur Zanetti e Sérgio Sasaki disputam a competição masculina, que também dará mais de 30 vagas individuais por gênero, até completar a quota de 98 atletas por gênero.

Depois da disputa artística, entra a ginástica de trampolim para definir 14 vagas olímpicas. Já com vaga, as chinesas Li Dan e Liu Lingling e a bielorrussa Tatsiana Piatrenia formaram o pódio feminino do último Mundial e estão no evento-teste, assim como o pódio masculino, que foi formado pelo chinês Gao Lei, pelo bielorrusso Uladzislau Hancharou e pelo russo Andrey Yudin. A uzbeque Ekaterina Khilko busca vaga para sua 5ª Olimpíada!

Fechando o evento na quinta e sexta-feira, será a vez da ginástica rítmica, que dará 9 vagas na disputa individual e 3 na de grupos. De olho na super Margarita Mamun, russa que venceu 5 medalhas no Mundial de 2015, sendo 2 ouros. Nos grupos, Azerbaijão, Finlândia, Alemanha, Grécia, Coreia do Sul e Uzbequistão brigam pelas 3 vagas. O Brasil também participa da competição.

Muita ginástica de todos os tipos pra ninguém botar defeito. E a grande chance da equipe feminina mostrar que pode ser competitiva e brigar por finais e até por pódio em aparelhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s