Resumo do fim de semana

Judô

No GP de Samsun, na Turquia, um misto de triunfos e decepções enormes.

samsun2016_action_63

Mariana Silva (branco) na final contra Margaux Pinot (FRA). Foto: IJF

Foram 5 medalhas, 2 pratas e 3 bronzes. Surpresas nas pratas de Rafael Buzacarini nos 100kg e de Mariana Silva nos 63kg. Os bronzes foram para 3 já veteranos: Rafael Silva (+100kg), Tiago Camilo (90kg) e Sarah Menezes (48kg).

Mas o que surpreendeu foram as inúmeras derrotas em estreias para atletas sem expressão. Charles Chibana perdeu para kosovar, Eric Takabatake para búlgaro, Alex Pombo para monegasco (!!), Victor Penalber para mongol, Maria Portela para belga e Rochele Nunes para alemã. Todos na estreia.

Mountain Bike

No Pan-Americano da modalidade, na Argentina, a equipe brasileira voltou com 3 pratas, apenas nas provas de elite. Henrique Avancini foi prata com 1:31:10, atrás apenas do argentino Catriel Soto, prata no Pan de Toronto-2015.

3y8bx9db65

Raiza Goulão com a prata. Foto: Divulgação

Na elite feminina, Raiza Goulão foi vice com 1:33:01, atrás da mexicana Daniela Campuzano por quase 2min. No revezamento misto, a equipe brasileira foi prata, atrás da Colômbia.

O Brasil subiu para 8º no ranking por equipes no feminino e se, ficasse aí, mandaria 2 ciclistas. No masculino, Brasil está em 14º no momento e enviaria apenas 1 ciclista. Para mandar, precisa ficar pelo menos em 13º.

Outros Esportes

Yane Marques se recuperou na Copa do Mundo e ficou com o 5º lugar na etapa de Roma. Ela largou em 2º na combinada, mas sofreu novamente com a corrida e acabou na 5ª posição, a 66s da campeã, a quase imbatível lituana campeã olímpica Laura Asadauskaite. Larissa Lellys surpreendeu ficando em 2º na sua quali, mas teve problemas com o cavalo e foi eliminada. Terminou em 33º lugar na final.

Diego Hypolito foi ouro no solo na Challenge Cup de Cottbus, Alemanha. Com 15,466, Diego fatura seu 2º ouro em uma semana. Na final do salto, 5º lugar com 14,583. Henrique Flores foi prata nas argolas com 15,366 atrás do ucraniano Igor Radvilov com 15,500.

Danilo Pimentel foi o melhor brasileiro na Copa do Mundo de triatlo em New Plymouth, Nova Zelândia, com o 23º lugar, a 1min06s do sul-africano Richard Murray, campeão com 53:08. Diogo Sclebin foi 32º, Reinaldo Colucci 48º e Manoel Messias 51º.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s