Mundial Indoor de Atletismo – Dia 2

No segundo dia do Mundial em Portland, finais excepcionais e com muita emoção, mesmo sem muitos dos grandes nomes do esporte.

Pista

Chegada dos 60m. Foto: Mark Ralston/AFP

A principal prova do dia foi a mais rápida, os 60m masculino. O favorito era o jamaicano Asafa Powell, mas não há espaço para falhar nesta prova. Um pequeno erro na saída, o jamaicano precisou recuperar. O jovem americano Trayvon Bromell se aproveitou para vencer com 6.47 contra 6,50 de Powell. , de Barbados, completou o pódio com 6.51.

A primeira dobradinha veio nos 60m com barreiras feminino, onde as americanas confirmaram o favoritismo. Nia Ali venceu com 7.81 e se tornou bicampeã mundial da prova. Campeã dos 100m com barreiras no Mundial de 2013, Brianna Rollins foi prata com 7.82 e a britânica Tiffany Porter foi bronze com 7.90.

Campo

Na arremesso de peso masculino, o neozelandês Tomas Walsh fez uma prova perfeita. Favorito desde o início, fez 5 arremessos acima de 21m, com 21,78m na última tentativa como o melhor. Com 20,89m, o romeno Andrei Gag foi prata e o croata Filip Mihaljevic bronze com 20,87m. Darlan Romani fez uma péssima prova, com apenas um arremesso válido de fraquíssimos 18,50 e terminou em 18º.

No salto em distância feminino, a sérvia Ivana Spanovic, bronze em Pequim-2015, abriu a prova com 7,00m e parecia que iria levar. Na 5ª rodada, a americana campeã olímpica Brittney Reese mostrou que está de volta após várias lesões e a péssima apresentação do ano passado, quando ficou em 24ª no Mundial. Reese saltou 7,00m e liderava nos critérios de desempate. Mas logo depois, Spanovic melhorou para 7,07m. Só que no último salto, Reese voou para vencer com excepcionais 7,22m! A britânica Lorraine Ugen foi bronze com 6,93m. Foi o 3º mundial indoor de Reese.

No pentatlo feminino, 5 provas em um único dia. A favorita canadense Brianne Theisen-Eaton abriu com 1120 pontos nos 60m com barreiras e ainda liderava após o salto em altura com 2161, com a ucraniana Anastasiya Mokhnyuk colada com 2145. Com um belo arremesso de peso de 862 pontos, Mokhnyuk assumiu a liderança com 3007 e Theisen-Eaton caiu para 3ª com 2935. Após o salto em distância, nada mudou com Mokhnyuk com 4066, a outra ucraniana Alina Fyodorova com 3952 e Theisen-Eaton com 3916. Na última prova, os 800m, a canadense foi pro tudo ou nada e disparou! Fez o excelente tempo de 2:09.99 (965 pontos) e precisou aguardar a confirmação dos outros tempos. Ela disparou tanto que fechou com 4881 contra 4847 da Mokhnyuk e 4770 da Fyodorova.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s