Futuro da Vela

Rolou depois do Natal até o último domingo o Mundial da Juventude de Vela, na Malásia, com 9 classes.

Leonardo Lombardi e Rodrigo Luz. Foto: Christophe Launay/World Sailing

Com equipe completa, o Brasil faturou duas medalhas e mostra que tem coisa boa vindo por aí sim. Leonardo Lombardi e Rodrigo Luz ficaram com a prata na classe 420 masculina, que serve como uma preparação para a 470, olímpica. Com 37 pontos após 9 regatas, ficaram apenas atrás da duplas americana, com 22.

Já na RSX masculina, Brenno Francioli foi bronze com 76 pontos após 13 regatas, ficando atrás de francês com 45 e de argentino com 55. Os velejadores brasileiros ainda fora: 10º na 29er masculina, 10º na SL16, 13º na Laser Radial feminina, 14º na 420 feminina, 15º na RSX feminina, 22º na 29er feminina e 27º na Laser Radial masculina. No Troféu das Nações, o Brasil terminou em 8º entre 77 países.

Mas o grande destaque do Mundial foi a dupla francesa da SL16 de Louis Flament e Charles Dorange. Em 15 regatas, eles venceram simplesmente 14! Competição praticamente perfeita.

Em 45 Mundiais da Juventude, o Brasil venceu na história 6 ouros, 3 pratas e 7 bronzes, já contando as duas desta edição.

Com jovens muito talentosos já indo pros Jogos do Rio, como os irmãos Martine e Marco Grael e Kahena Kunze, o futuro do Brasil na vela está assegurado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s