Diário de um Voluntário no Evento-Teste – Dia 3

A sexta-feira começou cedo mais uma vez. Com o último dia de primeiras rodadas, com 3 brasileiros, o dia prometia um agito maior.

IMG_8585

Foto: Acervo pessoal

Minha manhã começou na experimentação, onde as pessoas podem pela primeira vez dar alguns tiros no alvo a uns 3-4 metros. É engraçado, pois você fica um tempão sem ver ninguém, mas tem horas que faz fila para usar o arco experimental. É bem legal explicar para gente que nunca havia visto um arco de perto como funciona o esporte, para que serve cada parte do arco e com as coisas funcionam. As visiatas foram principalmente de voluntários curiosos, de convidados ou funcionários do comitê organizador do Rio-2016, que foram observar a organização. Estrangeiros, observadores, deficientes físicos e até um visual foram experimentar o arco.

IMG_8590

Minha credencial com meus pins. O do meio, como símbolo do Rio-2016 e borda verde, recebemos nesta sexta da organização. Foto: acervo pessoal

A tarde, fiquei um pouco no controle de acesso para a tenda dos árbitros. Sempre muito simpáticos e acessíveis, os árbitros se divertem com os voluntários e já criaram certa intimidade conosco. Antes de sair, pude acompanhar os combates do Daniel Xavier e da Marina Canetta. Como saí as 4 da tarde, não fiquei para ver a ótima prova do Marcus Vinícius, que venceu os 2 combates do dia. Na terça estarei lá para acompanhá-lo.

Estou de folga neste sábado e domingo, dia das finais por equipes. Mas na segunda e terça, com as finais individuais femininas e masculinas estarei de volta!

A Competição

IMG_8599

Daniel Xavier contra o italiano Mauro Nespoli. Foto: Acervo Pessoal

Daniel Xavier foi o primeiro brasileiro a competir na sexta. Com um belo duelo contra o chinês Gu Xuesong, Daniel buscou o empate até o 5-5. Na flecha de desempate, ambos fizeram um 10, mas a flecha do Daniel foi mais próxima e ele avançou. Na 2ª rodada, grande duelo também contra o italiano Mauro Nespoli, campeão olímpico por equipes em Londres. O combate estava em 4-4, e, na última flecha, Daniel precisava de um 10 para vencer. Com um 8, acabou perdendo o combate por 6-4.

Marcus Vinícius D’Almeida começou vencendo o russo Galsan Bazarzhapov por 6-4 na 1º rodada já anoitecendo no Sambódromo. Na 2ª rodada, bela vitória por 6-2 sobre o chinês Xing Yu, 6ª no ranqueamento. Assim, Marcus será o único brasileiro nas 8as de final e volta a competir na terça-feira contra indiano.

No feminino, Marina Canetta atirou bem mal e perdeu por 6-0 para a chinesa Xu Jing. Já a grande favorita, a sul-coreana campeã olímpica e mundial Ki Bo Bae venceu na estreia, direto na 2ª rodada, a indiana Laxmirani Majhi.

Neste sábado, a Coreia do Sul confirmou o favoritismo na equipe feminina. Com uma prova perfeita, venceu todos os seus combates por 6-0, sobre Geórgia, China e Ucrânia e levou o ouro. A China venceu o bronze com 6-2 sobre as americanas. O Brasil fez bom duelo contra as chinesas na estreia empatando em 4-4, mas perdeu no desempate por 29-27.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s