Mundial de Judô – Dia 1

Começou nesta segunda-feira em Almaty, no Cazaquistão, o Mundial de Judô com 729 atletas de 120 países. O Brasil enviou uma equipe completa de 18 judocas, mas, prejudicados pelo planejamento sem nexo da CBJ, os brasileiros despencaram no ranking mundial e se complicaram nas chaves. Muitos potenciais medalhistas se deram mal e vão pegar favoritos em fases bem iniciais.

No primeiro dia, isso aconteceu e o Brasil saiu sem medalha, mas com resultados bem interessantes.

60kg masculino

Foto: IJF Media

Nada como competir em casa. Numa final cazaque, o campeão dos Jogos Asiáticos Yeldos Smetov venceu por shido seu compatriota Rustam Ibrayev e ficou com o título mundial. Felipe Kitadai venceu 3 lutas até perder nas quartas para o número 1 do mundo, o mongol Ganbatyn Boldbaatar, campeão mundial em 2014. Kitadai foi pra repescagem, vencendo sul-coreano por shido, mas perdendo na disputa do bronze pro japonês Toru Shishime. O outro bronze ficou com o sul-coreano Kim Won-jin.

Eric Takabatake venceu dois combates até perder nas 8as para o japonês Shishime. Prata no último mundial, o russo Beslan Mudranov perdeu logo na estreia.

48kg feminino

Foto: IJF Media

Bronze em Pequim e prata no último mundial, a argentina Paula Pareto ficou com o ouro. Pareto faz uma temporada sensacional, vencendo seu 5º título em 8 torneios internacionais, ale’m de outras 3 pratas. Pareto venceu por shido na final a japonesa Haruna Asami, campeã mundial em 2010 e 2011.

Duas brasileiras também disputaram a categoria, a campeã olímpica Sarah Menezes, que não faz boa temporada, e a Nathalia Brígida, que faz ótima temporada. Sarah despencou no ranking e não foi cabeça de chave. Com isso, pegou logo na estreia a belga Charline van Snick, que Sarah venceu na semi em Londres. Mas dessa vez, van Snick foi superior e venceu por shido, eliminando a brasileira, que cai pelo segundo mundial seguido na estreia.

Nathalia Brígida contra turca na 3ª rodada. Foto: CBJ

Já Nathalia venceu 4 lutas, duas por ippon, e chegou a semifinal! Na semi, foi dominada por completo pela japonesa Asami. Levou um waza-ari e logo depois foi imobilizada, perdendo por ippon. Na disputa do bronze, deu azar e pegou outra japonesa, Ami Kondo, que era a atual campeã mundial. Novamente foi imobilizada e ficou em 5º lugar. O outro bronze foi pra sul-coreana Jeong Bo-kyeong.

Brasil ficou sem medalha, mas os brasileiros não foram tão mal assim. Eles perderam para quem poderiam mesmo perder, japoneses e fortíssimos candidatos a medalha. Nenhuma derrota boba. E fica a pergunta: quem deve ir pro Rio-2016? Sarah ou Nathalia? Deixem elas decidir no tatame, não entre si, mas nos torneios do circuito mundial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s