Mundial de Canoagem – Prévia

O Mundial de canoagem valocidade este ano, em Milão, tem uma motivação a mais para os atletas, já que dará as primeiras vagas olímpicas da modalidade.

Brasil

Isaquias Queiroz

Isaquias Queiroz é o maior nome do país na atualidade, mas ele não buscará o tricampeonato mundial do C1 500m e nem medalha no C1 1.000m, que é a prova olímpica. Como o Brasil já tem vaga garantida no Rio-2016 nos 1.000m, Isaquias se focará na disputa do C1 200m. Ele já disse que não disputará a prova nos Jogos do Rio, mas, em melhor fase que o Nivalter Santos, tem mais chances de já garantir a vaga olímpica pro país, necessitando de um Top-7, e sem virar o barco dessa vez!

Isaquias também estará no C2 1.000m, ao lado do Erlon Silva, com que foi medalha de prata no Pan e bronze no Mundial de 2014, mas nos 200m. Para a vaga olímpica, será necessário um difícil top-6!

Bom ficar de olho no K4 1.000m masculino. Todas as vagas olímpicas (10) sairão do Mundial, mas com 4 continentes garantidos. Se o Brasil for o melhor da América, muito provavelmente ficaria com a vaga, mas não será fácil. No Pan, o Brasil foi prata atrás apenas de Cuba.

A equipe brasileira de caiaque cresceu bastante, mas ainda está um pouco longe das finais A. Maiores chances no K1 200m masculino e no K2 200m masculino. Nas provas de canoa feminina, que não são olímpicas, Valdenice do Nascimento tem tudo para subir novamente ao pódio como em 2014. Também de olho na excelente equipe brasileira de paracanoagem, que trará mais uma vez algumas medalhas. Lembrando que a paracanoagem fará sua estreia paralímpica no Rio de Janeiro!

Estrangeiros

Como é mundial, todos os grandes nomes do esportes estarão presentes em Milão.

Sebastian Brendel

Campeão olímpico e mundial e maior adversário do Isaquias no C1 1.000m, o alemão Sebastian Brendel vem do ouro nos Jogos Europeus e nas Copas do Mundo e é o favorito pros 1.000m e pros 5.000m. Quatro medalhas na canoa no último mundial (sendo 3 ouros), o russo Alexey Korovashkov disputa o C1 200m e o C2 200m com Ivan Shtyl. Os romenos Alexandru Dumitrescu e Victor Mihalachi defendem o ouro do C2 1.000m.

No caiaque, o canadense Mark de Jonge estará no K1 200m para buscar o bi mundial, mas tem grandes adversários como o espanhol Saul Craviotto, o britânico campeão olímpico Ed McKeever e o sueco Petter Menning. Os eslovacos Erik Vlcek e Juraj Tarr levaram o ouro no K2 500m e K2 1.000m em 2014, mas só competirão na maior distância. No K1 1.000m, o atual campeão é o checo Josef Dostal, que deve brigar com o alemão Max Hoff, ouro nos Jogos Europeus, e com o português Fernando Pimenta.

Lisa Carrington

Entre as mulheres, a canoísta mais rápida da atualidade, a neo-zelandesa Lisa Carrington é o nome a ser batido. Campeã olímpica em Londres, ela busca o tetra no K1 200m e o ouro inédito no K1 500m. Atual campeã olímpica e bi mundial dos 500m, a húngara Danuta Kozak se focará no K2 500m e K4 500m, ambas distâncias olímpicas dominadas pela Hungria.

O Mundial começa nesta quarta-feira com as eliminatórias e 6 finais da paracanoagem. Na quinta, 9 categorias com eliminatórias e o Brasil está presente em 7 delas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s