Mundial de Esportes Aquáticos – Dias 3 e 4

Mais dois dias de finais, e a China segue com 100% nos saltos e a Rússia dominando o nado sincronizado, mas os EUA venceram na estreia do dueto misto.

Plataforma Sincronizada masculina

Depois de ficar sem o ouro nesta prova em 2013, a Chia voltou ao topo do pódio com uma apresentação praticamente perfeita. Chen Aisen e Lin Yue somaram 495,72 pontos incluindo um raro salto de mais de 100 pontos no final. Foram dez notas 10 ao longo da prova. Foi o 3º ouro do Lin Yue nesta prova em Mundiais. Ivan Garcia e German Sanchez, prata em Londres, ficaram novamente em 2º com 448,89 e os russos Roman Izmailov e Victor Minibaev completaram o pódio com 441,33. Na preliminar, os brasileiros Jackson Oliveira e Isaac Souza Filho terminaram em 19º entre 20 países.

Dueto Técnico

Embed from Getty Images

Mais um ouro russo com Natalia Ishchenko e Svetlana Romashina. Elas somaram 95,4672 para levar o ouro e Romashina soma agora 17 títulos mundiais. A dupla da China ficou com a prata com 93,3279 e o Japão levou o bronze com 92,0079. O Canadá foi a melhor equipe americana em 6º e o México se consolida como segunda força do continente, em 10º. O dueto brasileiro de Luisa Borges e Maria Eduarda Miccuci ficou em 14º na preliminar com 81,7065 fora da final.

Dueto Misto Técnico

Dueto misto americano. Foto: AP

Na estreia da modalidade, a primeira derrota russa no nado sincronizado desde 2007! A vitória ficou com os americanos Christina Jones e Bill May com 88,5108. A dupla russa levou a prata com 88,2986 numa raríssima derrota. Bronze para a Itália numa prova com apenas 6 duplas inscritas.

Trampolim de 1m masculino

Embed from Getty Images

O chinês Xie Siyi e o mexicano Jahir Ocampo estavam brigando nota a nota nos 3 primeiros saltos da final, quando o mexicano fez dois saltos médios e despencou na classificação. Aí ficou fácil pro chinês levar o ouro com 485,50, seguido do ucraniano Illya Kvasha com 449,05 e do americano Mike Hixon com 428,30, 1ª medalha americana na prova desde 1998. O mexicano tentou se recuperar, mas terminou em 4º, a apenas 0,95 do americano! Decepção do outro chinês, He Chao, em 7º.

10km masculino

Embed from Getty Images

Com 10 vagas olímpicas em jogo, o nível foi altíssimo. É a única possibilidade de um país levar duas vagas olímpicas na prova. O húngaro Gergely Gyurta dominou a primeira metade da prova, mas não suportou o ritmo da segunda metade, quando os americanos começaram a forçar o ritmo. Num lago calmo, sem grandes correntezas, os americanos que vieram da piscina foram abrindo. Jordan Wilimovsky foi abrindo e venceu com tranquilidade, em 1:49:48.4. O holandês Ferry Weertman ficou com a prata a 12s1 e o grego Spyridon Gianniotis chegou 0s4 depois pra ficar com o bronze. Allan do Carmo ficou em 9º e se garantiu nos Jogos do Rio. As 10 vagas olímpicas foram para EUA (2), Itália (2), Holanda, Grécia, Grã-Bretanha, França, Canadá e Brasil.

Plataforma Sincronizada feminina

Embed from Getty Images

Em mais uma performance impecável, mais um ouro chinês. Chen Ruolin e Liu Huixia ficaram com o ouro com 359,52, o 4º seguido de Chen Ruolin nesta prova em mundiais. Numa excelente apresentação, a dupla canadense de Meaghan Benfeito e Roseline Filion bem que tentaram, mas ficaram novamente com a prata, bem perto com 339,99. Bronze surpresa para a dupla da Coreia do Norte, que conquista a primeira medalha da história do país em mundiais de esportes aquáticos. Ingrid Oliveira e Giovanna Pedroso começaram muito bem na preliminar, chegando a ficar em 8º, mas fizeram dois saltos ruins, terminando em 15º não indo pra final.

Equipe Técnica

Embed from Getty Images

Mais um ouro russo com mais uma bela nota. Com 95,7457 veio o quarto ouro russo em Kazan. A Rússia não perde o ouro na prova por equipes desde que venceu pela primeira vez em Perth-1998. A China está chegando perto, mas não o suficiente para vencer, tirando a nota de 94,4605. O Japão completou o pódio com 92,4133. O Brasil disputou a final, tirando 82,9372 e terminando em 11º, uma posição acima do 12º que ficou na preliminar. Mas assim como no Pan, ficou atrás de Canadá (6º), México (9º) e EUA (10º).

Pólo Aquático

Foto: Satiro Sodré/CBDA

O Brasil estreou no feminino no domingo com as favoritas americanas, perdendo de 13-2. No primeiro tempo, levou um 9-0, mas aí as americanas soltaram e o Brasil conseguiu marcar com Izabella Chiappini e Amanda Oliveira.

No masculino, o Brasil não conseguiu dominar a China e estreou com um amargo empate em 9-9, com 4 gold de Felipe Perrone.

Outros Resultados:

Feminino

Grupo A – Canadá 15-6 Nova Zelândia e Espanha 14-7 Cazaquistão
Grupo B – Austrália 8-7 Grécia e Holanda 22-1 África do Sul
Grupo C – EUA 13-2 Brasil e Itália 15-3 Japão
Grupo D – Rússia 16-5 França e China 9-8 Hungria

Masculino

Grupo A – Croácia 12-7 Canadá e Brasil 9-9 China
Grupo B – Grécia 11-10 Itália e EUA 7-6 Rússia
Grupo C – África do Sul 10-6 Argentina e Hungria 14-5 Cazaquistão
Grupo D – Sérvia 11-8 Montenegro e Austrália 10-4 Japão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s