Jogos Pan-Americanos Toronto-2015 – Dia 14

Resumo da sexta-feira, onde Cuba parecia que iria encostar no Brasil no quadro de medalhas, mas não levou tudo no boxe.

Atletismo

Julio Cesar de Oliveira. Foto: Gregory Bull/AP

2 grandes nomes do atletismo ficaram com o ouro nesta sexta-feira. Maior nome do salto triplo da atualidade, Pedro Pablo Pichardo venceu a prova com 17,54m, abaixo dos 18m que tem feito com certa regularidade e sem quebrar o recorde do Pan que é do João do Pulo. O campeão olímpico do lançamento do dardo, o trinitino Keshorn Walcott levou o ouro com 83,27m. Julio César de Oliveira com 80,94 ficou com a medalha de bronze.

David Oliver precisou correr e vencer duas vezes a final dos 110m com barreiras para levar o ouro. Na 1ª, um problema com o tiro de largada fez vários atletas pararem e ficarem na dúvida se realmente rolou. A final foi cancelada e teve que ser disputada novamente, 40 minutos depois. Na volta, ele venceu com 13.07, novo recorde do Pan. No disco feminino, a cubana Denia Caballero confirmou o favoritismo e levou o ouro com 65,39m.

Embed from Getty Images

Campeã mundial juvenil em 2014, a americana de 17 anos Kaylin Whitney venceu os 200m com 22.65. Na prova masculina, o canadense André de Grasse venceu com 19.88 e fez a dobradinha, levando os 100m e os 200m. A canadense Christabel Nettey foi ouro no salto em distância com 6,90m. Nos 1.500m masculino, ouro pro americano Andrew Wheating com 3:41.41. Thiago André fez estratégia bem errada e ficou longe do pódio em 8º. Fechando o dia, ouro pra americana Ashley Higginson nos 3.000m com obstáculos feminino com 9:48.12, recorde do Pan.

Embed from Getty Images

Handebol – Na final feminina, o Brasil sofreu no 1º tempo com a Argentina e o jogo foi pro intervalo empatado em 12-12. Aí no 2º foi um passeio das campeãs mundiais. Foram quase 10 gols seguidos e o Brasil venceu por 25-20, levando o 5º ouro seguido no hadebol feminino em Pans. Bronze pro Uruguai com 29-21 no México.

Esgrima – Poderia ser um dos grandes resultados do Pan pro Brasil. Não veio por muito, muito pouco. Na semifinal da espada por equipe feminina, a equipe brasileira perdia de 23-19, quando no último confronto, Nathalie Moellhausen buscou e venceu Katharine Holmes, ouro no individual, por 12-8, empatando o confronto em 31-31, quando acabou o tempo. Assim, o combate foi pro ponto decisivo, e deu EUA. Na disputa do bronze, a brasileiras venceram bem Cuba para ficar com o bronze com 38-29. Nas finais, EUA venceu Venezuela no feminino por 29-22 enquanto no masculino deu Venezuela com 45-40 sobre os americanos.

Basquete – com 68-62, o Brasil venceu o México e chegou na final masculina. Na outra semi, Canadá 111-108 EUA!

Tênis de Mesa – Lígia Silva foi a única a perder, caindo logo nas 8as para a colombiana Lady Ruano por 4-3. Caroline Kumahara, Lin Gui, Thiago Monteiro, Gustavo Tsuboi e Hugo Calderano venceram nas 8as, nas 4as e chegaram às semifinais.

Vôlei – Sem dificuldades, o Brasil venceu Porto Rico por 25-16 25-17 25-23 e está na final masculina, onde enfrentará a Argentina, que passou com 3-1 pelo Canadá.

Boxe – Cuba estava em 5 finais, mas levou “apenas” 3 ouros: Andy Cruz (56kg), Arlen Lopez (75kg) e Erislandy Savon (91kg). Vitórias de Joselito Velazquez (MEX) nos 49kg e Arthur Biyarslanov (CAN) nos 64kg. Favorita e campeã olímpica, a americana Claressa Shields venceu os 75kg feminino.

Embed from Getty Images

Hóquei na Grama – Pois é. Parece que a Argentina não é mais a grande força do continente! Perdeu novamente na final, assim como em 2011, para os EUA por 2-1 no feminino. Com isso, as americanas levam a vaga olímpica, que as argentinas já tinham conquistado na Liga Mundial. Bronze para Canadá com 1-0 no Chile.

Futebol – Na disputa do bronze feminino, o México venceu o Canadá por 2-1.

Baseball e softball – EUA venceu Canadá 2-1 e fechou invicto no baseball feminino, já na final, esperando vencedor de Canadá e Venezuela. Na semifinal do softball, o Brasil abriu 2-0 em Porto Rico, mas com um apagão na 3ª entrada, levou DEZ corridas e perdeu por 12-2.

Karatê – Sem brasileiros no dia, ouros para Julian Pinzas (ARG) nos 67kg masculino, Alexandra Grande (PER) nos 61kg feminino e de Thomas Scott (USA) nos 75kg masculino.

Raquetebol – No individual masculino, Rocky Carson (USA) venceu mexicano, no feminino ouro pra mexicana Paola Longoria. Nas duplas masculinas, EUA com 2-0 na Bolívia e nas femininas México 2-0 Argentina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s