Jogos Pan-Americanos Toronto-2015 – Dia 2

Depois de um péssimo primeiro dia com muitas surpresas negativas, o domingo foi bem melhor, com ouro no judô, o tetra do Marcel Sturmer na patinação e uma surpresa no tiro. Boa volta das meninas da ginástica ao pódio uma bela prata na canoagem, além de dois bronzes, um no rugby e um no adestramento com boas notas.

Judô

Captura de Tela 2015-07-12 às 21.59.55

Charles Chibana

Charles Chibana foi o nome do dia! Nas 4as dos 66kg precisou de 1min19s para vencer por ippon salvadorenho. Na semi, ippon em 1min sobre venezuelano. Na final, sofreu com o canadense Antoine Bouchard. Lutando de maneira bem diferente, ficando muito de lado e com uma perna perigosa. Ele abriu com um yuko, mas o brasileiro empatou. Depois, numa jogada bem perigosa, Chibana reverteu o ataque e fez o ippon em 4min13s para levar o segundo ouro do Brasil no judô!

Embed from Getty Images

Campeã mundial em 2013, Rafaela Silva parecia que estava com a cabeça longe. Ela venceu argentina nas 4as na categoria 57kg, mas bobeou e foi imobilizada por canadense na semi. Na disputa do bronze, era outra pessoa e venceu a venezuelana Anriquelis Barrios por waza-ari para ficar com o bronze. Ouro para a americana Marti Malloy.

Nos 73kg, Alex Pombo venceu na estreia salvadorenho em 59s por ippon. Na semi, numa luta muito estranha contra argentino, ele perdeu no desempate. A luta ficou zerada, mas o brasileiro teve 3 shidos contra 2 do argentino, que havia levado um 3º no final, mas o árbitro retirou. Na disputa do bronze, Pombo deu um waza-ari no canadense Arthur Margelidon, mas levou um waza-ari. Sentindo a perna, o brasileiro levou mais um waza-ari e terminou na 5ª colocação. Ouro para o cubano Magdiel Estrada.

Tiro

Captura de Tela 2015-07-13 às 00.05.17

Felipe Wu. Foto: COB

De forma até meio inesperado, Felipe Wu surpreendeu e levou o ouro na pistola de ar 10m! Ele fez a 2ª melhor marca na quali com 576, mesma pontuação de Julio Almeida. Na final, Julio foi o 2º eliminado e terminou em 7º, graças a um 7,6 na 4ª série. Felipe foi constante e liderou a prova da 3ª até a 9ª e última série! Terminou com 201,8 pontos, com o americano Jay Shi em 2º com 199,0. Com isso, Wu garantiu a vaga olímpica pro Brasil na prova, embora já tivéssemos por sermos sede.

Na pistola de ar 10m feminina, em uma final extremamente irregular, Lynda Kiejko deu o ouro pro Canadá com 195,7, contra 194,3 da mexicana Alejandra Zavala. Interessante o bronze para El Salvador. Americanas favoritas ficaram em 7º e 8º.

Ginástica Artística

Graças às belas apresentações de Flávia Saraiva e da veterana Daniele Hypolito, a equipe brasileira voltou ao pódio por equipe após o péssimo 5º lugar em 2011. O Brasil somou 165,400, ficando atrás de EUA com 173,800 e Canadá com 166,500. Foi-se o tempo que a trave dava medo ao Brasil, pois fizemos a 2ª melhor parcial por equipe e Flávia Saraiva foi a melhor de todas na quali com 14,550. O nosso problema hoje são as barras assimétricas. A medalha de prata foi perdida aí.

Flávia em 4ª com 56,350 e Daniele em 8ª com 54,800 estão na final do individual geral. Daniele também está na final do salto e do solo. Flavinha pegou final da trave e do solo e Julie Kim Sinmon, que só se apresentou na trave, também pegou final do aparelho.

Patinação ArtísticaMarcel Sturmer entra para a história como o único brasileiro tetra-campeão seguido em um Pan! Ele dominou a prova e fechou com 536,00 pontos, bem a frente do americano John Burchfield com 505,00. No feminino, Talitha Haas ficou com a prata com 498,30, atrás da argentina Giselle Soler com 519,70. Haas tinha sido bronze em 2011.

Captura de Tela 2015-07-13 às 00.05.54

Quarteto do K4 1.000m. Foto: COB

Canoagem – Na final do K4 1.000m masculino, a Argentina liderou quase toda a prova, mas Cuba e Brasil se recuperaram e passaram faltando metros. Cuba ouro com 3:01.744 e Brasil prata com 3:01.869! A Argentina ficou com um amargo bronze. Isaquias Queiroz venceu sua bateria do C1 200m e está na final, assim como Édson Isaias no K1 200m e Edileia Reis no K1 200m feminino.

Embed from Getty Images

Rugby 7s – Como esperado, as mulheres ficaram com o bronze. Elas ficaram em 3º na primeira fase (que teve um 57-0 no México) e disputaram o bronze com a Argentina, quando venceram por 29-0, pra medalha inédita. No masculino, perderam por 12-5 pro Uruguai nas 4as. Aí venceram 14-7 o México e perderam 12-7 pro Chile, terminando na 6ª posição. Com todo o investimento, só subiu uma posição em relação à 2011.

Hipismo Adestramento – O Brasil terminou com o bronze na prova por equipes, somando 414,895, atrás de EUA com 460,506 e Canadá com 454,938. No individual, Laura Graves/Verdades (USA) terminou com a melhor nota do dia com 77,177. João Paula dos Santos/Veleiro do Top melhor conjunto brasileiro com 70,158, único acima de 70. Final individual na terça-feira.

Badminton – Belo dia pro badminton brasileiro. No masculino, Ygor Oliveira venceu 21-14 21-17 Job Castillo (MEX) e Daniel Paiola passou com 21-11 21-17 por Rodolfo Ramirez (GUA) e estão nas 4as. No feminino, Lohaynny Vicente venceu Ting Ting Chou (CHI) 21-10 21-10 e Fabiana Silva passou 21-18 21-16 Mariana Ugalde (MEX) e também estão nas 4as. Já Luana Vicente perdeu 21-8 21-12 para Iris Wang (USA). Nas duplas, Hugo Arthuso/Daniel Paiola venceram peruanos e Alex Tjong/Lohaynny Vicente passaram por americanos nas mistas. Todos nas 4as.

Tênis – A única vitória do dia veio de João Menezes/Gabriela Cé nas duplas mistas, com 64 26 [10-6] sobre mexicanos e estão nas 4as. Sofrendo com uma lesão, Bia Haddad Maia perdeu feio 61 60 para a chilena Fernanda Brito e esperamos que se recupere para jogar nas duplas. No individual, João Menezes perdeu 76(5) 76(4) para Gonzalo Escobar (ECU) nas 8as. Nas duplas, Orlando Luz/Marcelo Zormann foram derrotados por 16 63 [14-12] para mexicanos.

Pólo Aquático – Já que as meninas não aproveitaram e ficaram em 2º no grupo, restaram apanhar das americanas na semifinal, perdendo de duros 16-3. As americanas pegam na final o Canadá, que passou com 14-7 por Cuba e Brasil luta pelo bronze.

Embed from Getty Images

Futebol – Brasil venceu na estreia no masculino com 4-1 sobre o Canadá. Pelo mesmo grupo, Panamá 2-1 Peru.

Remo – Tá difícil torcer pro remo. Só a Fabiana Beltrame salva. E numa prova que nem é olímpica! Ela venceu sua bateria do single skif peso leve com mais de 17s de vantagem e está na Final A. No Dois Sem masculino, Vincios Delazeri/Victor Pereira se classificaram para a Final A também. No Quatro Sem Peso Leve masculino, péssimos na repescagem e fora da final.

Embed from Getty Images

Saltos Ornamentais – Com prova sensacional, Ivan Garcia (MEX) venceu a plataforma masculina com 521,70, muito acima dos outros. No 4º salto dele, teve uma nota 10,0. Bem longe, prata para Victor Ortega (COL) com 455,15 e bronze para Jonathan Ruvalcaba (MEX) com 437,35. Hugo Parisi foi muito irregular e terminou em 8º. No trampolim feminino, ouro para Jennifer Abel (CAN) com 384,70, seguida de Pamela Ware (CAN) 326,00 e Dolores Hernandez (MEX) 323,10. Juliana Veloso terminou em 6º e Tammy Galera em 11º.

Levantamento de Peso – Colômbia segue espetacular na modalidade e levou os 3 ouros do dia! Rusmeris Barboza venceu na categoria 53kg com 201kg no total (recorde do Pan no arremesso com 115kg), Luis Mosquera venceu nos 69kg com 331kg no total (3 recordes: 150kg no arranco, 181kg no arremesso e 331kg no total) e Lina Marcela Rivas nos 58kg levantou 215kg no total. Em 6 finais, 5 ouros colombianos! Nos 53kg, Rosane Santos ficou em 4º com 182kg, a apenas 1kg do bronze!

Embed from Getty Images

Maratona Aquática – Chip Peterson (USA) levou o ouro após completar os 10km com 1:54:03.6, seguido do compatriota David Heron e do equatoriano Esteban Salgado. Salgado venceu na batida de mão o medalhista olímpico Richard Weinberger (CAN). Luiz Rogério Arapiraca terminou em 5º a 1min09s do campeão e Samuel de Bona não terminou a prova.

Embed from Getty Images

Triatlo – Em mais uma decepção brasileira, Diogo Sclebin foi o melhor do país em 15º, a 1min26s do campeão, o mexicano Crisanto Grajales com 1:48:58. Kevin McDowell (USA) e Irving Perez (MEX) completaram o pódio. É a 1ª vez na história que o Brasil sai sem medalha no triatlo do Pan. Foi um fracasso mesmo.

Vela – Só rolou a 1ª regata das 10 classes. Bimba venceu na RSX, assim como Patricia Freitas na RSX feminina. Robert Schedit foi apenas o 7º na Laser e Martine Grael/Kahena Kunze terminaram em 4º na 49erFX.

Ciclismo Mountain Bike – O Canadá dominou com dois ouros. No feminino, Emily Batty venceu seguida de Catharine Pendrel, numa dobradinha das donas da casa. Raiza Goulão foi 5ª a 8:04 da campeã e Isabella Lacerda 6ª a 8:33. No masculino, Raphaël Gagné (CAN) forçou na última volta e abriu 50s do argentino Catriel Soto, prata. Rubens Valeriano foi 7º a 5min23s e Luiz Cocuzzi 16º.

Squash – Thaisa Serafini perdeu na 2ª rodada 3-0 para a americana Amanda Sobhy, cabeça 1.

Patinação de Velocidade – Nas provas de 200m contra relógio, Hellen Andrea Ros (COL) venceu no feminino com 17.653 e no masculino, ouro para o chileno Emanuelle Santibañez com 16.138.

Softball e Baseball – No softball masculino, EUA 10-0 República Dominicana, Argentina 3-0 Venezuela e Canadá 10-5 México. No baseball masculino, República Dominicana 8-5 Nicarágua, Canadá 10-3 Colômbia e EUA 5-2 Cuba.

Quadro de Medalhas após 2 dias e 39 finais

Captura de Tela 2015-07-12 às 23.54.40

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s