Jogos Pan-Americanos Toronto-2015 – Prévia I

Sexta-feira teremos a abertura oficial dos Jogos Pan-Americanos Toronto-2015, a 17ª edição da competição. Importante preparação para os Jogos do Rio-2016 para os brasileiros, o Pan promete ser de alto nível, contando com vários campeões olímpicos e mundiais. O Canadá vem com o que tem de melhor e quer o segundo lugar geral do quadro, o que não será fácil. Os Estados Unidos vem fortes e vão ficar com o 1º lugar. O Brasil deve brigar pelo 2º lugar com os donos da casa e com Cuba, para mostrar que vamos chegar preparado pros Jogos do ano que vem.

Por conta da data, o Pan ficou espremido entre vários Mundiais e, com isso, a sua programação está meio estranha, com o pólo aquático, por exemplo, começando já na terça-feira! Saltos Ornamentais, Nado Sincronizado e tênis começarão antes da cerimônia de abertura. Outros conflitos dvem atrapalhar, principalmente no caso da esgrima.

Vagas olímpicas em jogo em vários esportes e o Brasil quer algumas, como no tiro, pentatlo moderno, tênis de mesa e o sonhado hóquei na grama.

Vamos a primeira parte da Prévia, na ordem que as modalidades começarão.

Pólo Aquático (2 provas em disputa)

Como já começa nesta terça, melhor começar por ele.

No masculino, o Brasil está no Grupo B, com Canadá, México e Venezuela. Depois do espetacular bronze na Liga Mundial, o Brasil chega fortíssimo e com tudo para fazer a final contra os americanos, que buscam a única vaga olímpica em jogo. Se o Canadá não aprontar para cima dos americanos na semifinal, a final será entre Brasil e EUA e os americanos buscarão o hexa seguido. E aí tudo pode acontecer. A disputa do bronze na Liga Mundial mostrou isso bem, não?

Marina Canetti

No feminino, Brasil no Grupo B com Canadá, Venezuela e Porto Rico. Sem vaga olímpica em jogo, apenas vaga para o Pré-Olímpico Mundial, EUA e Canadá devem novamente fazer a final. As meninas até evoluíram recentemente, mas devem ficar com o bronze. Como devem ficar em 2º no Grupo e enfrentar as americanas, vai sobrar lutar pelo bronze contra as cubanas.

Minha previsão: 2 medalhas (1O-1B)

Saltos Ornamentais (8)

Outro esporte que vale vaga olímpica, apenas para os campeões individuais.

Meaghan Benfeito

O Brasil tem uma equipe com veteranos como César Castro e Juliana Veloso e nomes da nova geração como Ingrid Oliveira (que já tem um Pan no currículo). Como nos outros Pans, o Brasil deve pegar uma ou duas mealhas. Tradicionalmente, o esporte é forte em Pans e o Canadá está mandando a sua nata. Meaghan Benfeito na plataforma e Jennifer Abel no trampolim são as favoritas. O México0 também vem sua equipe A, com Paola Espinosa, Rommel Pacheco e Ivan Garcia. Os EUA não contam com o campeão olímpico David Boudia., mas sempre beliscam medalhas.

Minha previsão: 3 medalhas (3B)

Nado Sincronizado (2)

Seguindo a tendência dos esportes aquáticos, também dá vaga olímpica, mas apenas no dueto, pois a vaga por equipe das Américas é do Brasil.

As americanas deram uma caída recentemente e os dois ouros em jogos devem ir para o Canadá. O Brasil vem evoluindo e tem tudo para brigar pela prata com as americanas.

Minha previsão: 2 medalhas (2B)

Tênis (5)

Federico Delbonis

Como não dá pontos para o ranking e nem premiação, o Pan é tradicionalmente vazio de nomes fortes, com muitos juvenis e atletas com ranking intermediários. O argentino Federico Delbonis, atual 73º do ranking, deve ser o cabeça de chave 1 e o principal favorito, assim como único Top-100 no torneio. O Brasil conta com Orlando Luz, Marcelo Zormann e João Menezes e deve pegar uma medalha nas duplas.

Entre as mulheres, a lista está um pouco melhor, com 3 Top-100: a americana Lauren Davis (75ª), a porto-riquenha Monica Puig (91ª) e a colombiana Mariana Duque-Mariño (99ª). São outras 6 Top-200. Brasil com um bom time com Bia Haddad Maia, Paula Cristina Gonçalves e Gabriela Cé. Boa chance principalmente nas duplas e nas duplas mistas.

Minha previsão: 3 medalhas (1O-1P-1B)

Badminton (5)

Os 8 pan-americanos que são top-100 no masculino estarão em Toronto. O cubano Osleni Guerrero, 50º do mundo, é o favorito, assim como o guatemalteca Kevin Cordon, além dos brasileiros e americanos. No feminino, a melhor das Américas, a americana Beiwen Zhang, 13ª, não está. Assim, a 15ª do mundo, a canadense Michelle Li, chega como favorita em casa em busca do bicampeonato.

Nas duplas, as melhores chances do Brasil com as irmãs Lohaynny e Luana Vicente e nas duplas mistas. Brasil deve repetir o único bronze de 2011 ou no máximo levar mais um.

Minha previsão: 2 medalhas (1P-1B)

Canoagem Velocidade (13)

Mark de Jonge

Com a segunda maior equipe, o Brasil chega bem na modalidade e tem tudo para ir melhor que em 2011, quando levou apenas 2 pratas e 2 bronzes. Isaquias Queiroz deve levar o C1 1.000m e também devemos medalhar nas outras 3 provas de canoa. No caiaque, a situação não é tão boa, mas uma medalha aparece. Dessa vez o Pan não vale vaga olímpica, mas mesmo assim o Canadá conta com o campeão mundial e medalhista olímpico no K1 200m, Mark de Jonge. Disputa no C1 200m feminino promete com a brasileira Valdenice Nascimento e a canadense Laurence Vincent-Lapointe. Outros nomes tops são os canadenses Adam van Koeverden e Mark Oldershaw, ambos medalhistas em Londres.

Minha previsão: 6 medalhas (1O-1P-4B)

Canoagem Slalom (5)

Fazendo sua estreia em Pans, o slalom chega com a novidade co C1 feminino. Um dos principais nomes do mundo, Ana Sátila disputa o K1 e o C1 e é a favorita para as duas provas. Brasil ainda com chances de medalha nas 3 provas masculinas. Os americanos Michal Smolen no K1 e Casey Eichfeld no C1 vão brigar com os brasileiros pelo ouro.

Minha previsão: 5 medalhas (3O-2P)

Ciclismo BMX (2)

Mariana Pajon

Competição promete. Campeã olímpica e mundial, a colombiana Mariana Pajón é o nome a ser batido no feminino. Ela terá como adversárias a americana Alise Post, vice mundial, Felicia Stencil (bicampeã mundial juvenil em 2012 e 2013). No masculino, de olho nos colombianos Carlos Oquendo (bronze em Londres), no americano finalista olímpico Connor Fields e no brasileiro Renato Rezende, que deve levar medalha.

Minha previsão: 1 medalha (1P)

Hipismo (6)

Eric Lamaze

Valendo vagas olímpicas por equipe e individuais, os países não classificados estão com suas equipes A nas 3 modalidades. O Brasil já está classificado, mas conta com ótimas equipes. Nos saltos, EUA também já tem vaga mas mesmo assim conta com o McLain Ward, bicampeão olímpico por equipe. Já o Canadá quer a vaga e conta com o campeão olímpico Eric Lamaze, ouro em Pequim, e com o veteraníssimo Ian Millar, que já esteve em 10 (!!!) Olimpíadas. São duas vagas por equipe em jogo.

No adestramento, apenas uma equipe se classifica, então EUA e Canadá farão a disputa do ouro. No CCE, uma vaga apenas, que deve ir pros EUA, já que o Canadá se classificou no Mundial.

Brasil tem o Doda, Marlon Zanotelli e Pedro Veniss nos saltos e deve brigar pelo ouro. No CCE, deve brigar pelo bronze por equipe, embora tenha evoluído bastante. No adestramento, nossa pior modalidade, a equipe está bem renovada e tem bons novos nomes.

Minha previsão: 4 medalhas (1O-1P-2B)

Futebol (2)

O esporte que sempre começa antes de todos, só vai se iniciar no sábado. O masculino está no Grupo A com Canadá, Peru e Panamá e é disputado por equipes Sub-22. Já no feminino, Brasil no Grupo B com Canadá, Costa Rica e Equador. Boa parte da equipe que fracassou na Copa do Mundo feminina estará no Pan e o mínimo a fazer é se redimir do fracasso há duas semanas.

Minha previsão: 2 medalhas (1O-1P)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s