Mundial de Pentatlo Moderno – Resumo

Se já não bastasse o excelente mundial de vôlei de praia, o Brasil também se deu bem no Mundial de Pentatlo Moderno.

Pódio feminino em Berlim. Foto: UIPM

Bronze em Londres, o que foi algo surpreendente para muita gente (pra mim não), Yane Marques se redimiu de uma temporada bem ruim e conquistou um bronze sensacional no Mundial realizado em Berlim. Quando é pra valer, a Yane não decepciona!

Depois de passar bem na qualificação, com o 5º lugar no seu grupo, Yane deu show na final! Começou com o 5º tempo na natação, completando os 200m livre em 2:12.16. Na esgrima, a brasileira foi muito bem, vencendo 25 dos 35 combates e ficando em 3ª no geral. Ainda ganhou mais 2 pontos de bonificação, na fase extra da esgrima. No hipismo, foi bem, derrubando apenas um obstáculo e perdendo mais 4s por estourar o tempo limite.

Lena Schoneborn. Foto: UIPM

Yane largou na combinada em 2º lugar, apenas 9s atrás da campeã olímpica em Pequim-2008, a alemã Lena Schoneborn, que fez um ótima prova e acabou com o título mundial em casa, já que ela é de Berlim, levando o seu primeiro título mundial individual.

Yane ainda perdeu a 2ª posição para a chinesa Chen Qian. Com uma prova espetacular no tiro, Yane só errou um dos 20, terminando em 3 das 4 sessões em 11s ou menos. Mas como sua corrida não é das melhores, ela ficou com o bronze, ainda com 7s de vantagem sobre russa. Com uma natação e uma esgrima ruins, a campeã olímpica em Londres, a lituana Laura Asadauskaite, ficou apenas na 11ª posição, apesar de fazer o melhor tempo na combinada. Com a medalha, Yane ainda garantiu a vaga olímpica, junto com a alemã e a chinesa.

No masculino, a vitória foi do ucraniano Pavlo Tymoshchenko. Apesar da natação ruim (31º tempo) e de uma esgrima razoável, ele se beneficiou de uma prova de hipismo sem faltas e ainda fez o melhor tempo na combinada, vencendo com 4s de vantagem sobre o russo Aleksander Lesun.

Nos revezamentos, vitória da Alemanha no masculino, China no feminino e República Checa no misto. Por equipes, onde somam-se as pontuações dos 3 melhores de cada país na quali, ouro da Coreia do Sul no masculino e da Polônia no feminino.

O próximo Mundial será em maior de 2016 em Moscou e também dará 3 vagas olímpicas por gênero.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s