Resumo do fim de semana

Ale’m das medalhas na canoagem slalom, no remo e na maratona aquática, tivemos outros resultados interessantes.

Vôlei de Praia

Já tá ficando repetitivo. Mas que continue assim!

No Grand Slam de Saint Petersburg, na Flórida, as duplas brasileiras novamente mostraram que estão em uma fase excepcional e fecharam o pódio feminino! Ágatha e Bárbara venceram na final Juliana e Maria Elisa pelo disputado placar de 23-21 21-19 e ficaram com o 2º título do ano e o 5º seguido de uma dupla brasileira no circuito mundial.

Taiana e Fernanda Berti ficaram com o bronze, vencendo por duríssimos 17-21 21-19 17-15 as alemãs Borger/Büthe. Larissa e Talita perderam nas 8as.

Já no masculino, tá difícil. Nenhum dupla sequer chegou às quartas-de-final! Parece que ninguém tá dando liga. Em 6 torneios no ano, 6 duplas diferentes de 6 países venceram uma etapa. Ninguém está se destacando.

Nesta sexta-feira, começa o Mundial de Vôlei de Praia, na Holanda.

Ginástica Artística

A seleção brasileira de ginástica artística dominou o campeonato sul-americano em Cali e conquistou 18 medalhas sendo 9 ouros em 14 provas.

Pódio do individual geral feminino

Sem os novos nomes da equipe feminina como Flavia Saraiva e Rebeca Andrade, foi a veteraníssima Daniele Hypolito que foi o destaque brasileiro no feminino. Daniele venceu o individual geral com 54,068 (soma bem baixa, aliás) seguida pela Letícia Costa com 53,399 com a prata. Por equipes, o Brasil ficou com o ouro. Daniele ainda ficou com o ouro no salto com 14,125 e com a trave (13,125). Letícia Costa venceu o solo com 14,000 seguida da Daniele com 13,850. Legal ver Jade Barbosa de volta, e vencendo as barras assimétricas com 13,700. Letícia ainda foi bronze na trave.

Já no masculino, foi a Colômbia que dominou levando a prova por equipe e o individual geral com Jorge Giraldo. Com a nova geração e sem o Zanetti, o Diego, Arthur Nory e Sérgio Sasaki, o Brasil foi prata por equipes e Petrix Barbosa levou a prata no individual geral. Nos aparelhos, o destaque foi Angelo Assumpção, que venceu o solo com 14,900 e o salto com 14,667. Péricles Silva venceu as argolas com 14,167 (milhas da nota do Zanetti, que beira os 16). Foram ainda mais 4 bronzes: Petrix Barbosa nas argolas, Renato Oliveira no solo e Leonardo Souza nas barras paralelas e no cavalo com alças.

Outros Esportes

– Depois dos bons resultados nas últimas semanas (confesso que ainda falo bem pouco de golfe aqui), Lucas Lee apareceu pela 1ª vez no ranking olímpico, com a 60ª posição. Se fosse considerado o ranking de hoje, o Brasil teria dois golfistas no torneio olímpico no masculino, Lucas e Adilson da Silva.

– A equipe brasileira de saltos formada por Yuri Gueiros, Felipe Amaral, Karina Johannpeter e Pedro Venissficou em 7º na Copa das Nações em Roterdã com 28 pontos perdidos após duas passagens. A vitória ficou com a Grã-Bretanha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s