Novas provas olímpicas de inverno!

O Comitê Executivo do COI se reuniu essa semana e aceitou a inclusão de 4 novas modalidades na próxima edição dos Jogos de Inverno em PyeongChang-2018.

São 4 novas modalidades, que significarão 6 novas provas.

Prova por Equipe do Esqui Alpino

1) Prova em Equipe do Esqui Alpino. Depois de recusarem para Sochi, a prova por equipes foi aceita. Cada equipe conta com 2 homens e 2 mulheres. Duas equipes se enfrentam em um percurso curto paralelo, que dura 20 e poucos segundos. Quem tiver mais vitórias avança de fase. Caso haja empate em 2-2, a som do melhor tempo masculino com o melhor feminino é que avança. E assim segue até a final.

Duplas mistas do Curling

2) Duplas mistas do curling. Essa prova tem crescido muito. O Mundial deste ano contou com 30 países, sendo alguns sem tradição no esporte, como Brasil, Turquia e Hungria. é mais fácil montar uma dupla do que uma equipe e é um bom adendo aos Jogos. A grande dificuldade será montar a programação, já que o programa de curling ocupa praticamente todos os dias, com 3 sessões por dia. Provável que aumentem a quantidade de pista no ginásio e que esta prova de duplas mistas seja apenas um mata-mata.

Saída em Massa da Patinação de Velocidade em pista longa

3) Saída em Massa da patinação de velocidade. Há vários formatos de corridas em saída em massa descritas nas regras do esporte, todas com 16 regras. No último Mundial em fevereiro, foi no formato parecido da Corrida por Pontos do ciclismo de pista, com sprints intermediários, dando 5 pontos para cada vencedor do sprint. Mas como a chegada dá 60, esses intermediários são praticamente inúteis. Mais uma daquelas regras bestas. Portanto, vale quem chegar primeiro.

Snowboard Big Air

4) Big Air do snowboard. Essa prova do snowboard tem crescido e, assim, como a prova por equipe do esqui alpino, pode ser realizada em cidades e não em montanhas. O Big Air consiste uma mega rampa (mas mega meeeesmo) onde o atleta desce e dá um salto. No ar, ele tem que fazer manobras e pousar, levando nota. No último mundial, houve a estreia da prova feminina.

Como entrou o Big Air, o slalom paralelo, que estreou em Sochi (antes só existia em Jogos Olímpicos o slalom gigante paralelo) vai sair, para não aumentar a quantidade de provas do snowboard. Sendo assim, o programa olímpico de inverno terá 102 provas! Pouco mais que um terço dos jogos de verão.

Essas mudanças vem de encontro com a tentativa do COI de aumentar a participação feminina e crescer o interesse dos jovens pelos Jogos, tudo alinhado com a Agenda 2020 do Thomas Bach.

Boa notícia pro Brasil, que pode até quem sabe mandar uma dupla mista. Mas precisam melhorar muito ainda…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s