E se Sochi fosse esse ano?

Anos ímpares são os anos com mundiais de todas as provas olímpicas de inverno. Em 2013, fiz essa análise antes dos Jogos de Sochi, como uma espécie de prévia.

Canadá com o ouro no Mundial de Hóquei no Gelo

 

Na semana passada terminou o Mundial de Hóquei no Gelo com um ouro canadense e, só assim, deu para montar o quadro de medalhas dos Mundiais de 2015.

Em 2013, a Noruega levou incríveis 17 ouros em mundiais de inverno. Em Sochi, foi a Rússia que liderou com 13 ouros. Agora, em 2015, é a Alemanha que aparece na frente do quadro, com 13 títulos mundiais.

Há dois anos, 26 países levaram pelo menos uma medalha, mesmo número que nos Jogos de Sochi. Agora, esse número subiu para 27.

Carina Vogt

 

A Alemanha liderou nos esportes que sempre domina. No Mundial de Luge, foram 3 ouros, com a quase imbatível Natalie Geisenberger, com os Tobias Artl e Tobias Wendl nas duplas e com a vitória no revezamento, repetindo as vitórias em Sochi. Felix Loch, campeão olímpico, ficou com a prata no Mundial. Nos saltos, mais dois ouros, com Carina Vogt no feminino (repetindo o ouro olímpico) e Severin Freund na pista longa. No combinado nórdico, Johannes Rydzek (pista curta+10km) e o revezamento masculino deram mais dois ouros aos alemães.

No mundial de Biatlo, a Alemanha foi a surpresa, com 3 ouros: Erik Lesser levou a perseguição e foram dois ouros nos revezamentos, no masculino e no feminino. O bobsled é outra arma forte dos germânicos, com 2 ouros, 3 pratas e 1 bronze no Mundial. Francesco Friedrich foi o piloto do ouro nas duplas e Maximilian Arndt liderou o trenó dos quartetos. Fechando a lista, Lisa Zimmermann no slopestyle com esqui feminino. Foram 29 medalhas ao total, bem acima das 19 em Sochi.

Brittany Bowe

 

Os Estados Unidos ficaram em segundo com 12 ouros e 28 medalhas. Foram 2 ouros no esqui alpino (Ted Ligety e Mikaela Shiffrin), 4 na patinação de velocidade em pista longa (com o veteranaço Shani Davis e as super velocistas Heather Richardson e Brittany Bowe). Completam a lista o hóquei feminino, a patinação artística por equipe, duplas femininas do bobsled, 1 no esqui freestyle e 2 no snowboard.

Therese Johaug vencendo o skiathlon no Mundial

 

A Noruega foi inacreditável no cross-country esse ano, com a equipe feminina especialmente inspirada. Foram excepcionais 9 ouros em 12 provas com Therese Johaug, Marit Bjoergen e Petter Northug liderando a fortíssima equipe. Johanes Boe no sprint do biatlo e mais dois ouros nos saltos completam os 12 títulos mundiais noruegueses na temporada.

A Rússia caiu de 13 para 8 ouros com medalhas em 7 esportes diferentes. Quem mais despencou foi o Canadá. Foram ótimos 10 ouros nos Jogos e o 3º lugar para apenas 3 títulos, mas 21 medalhas no total. O Canadá só levou no hóquei masculino, no moguls feminino com a campeã olímpica Justine Dufour-Lapointe e nos pares da patinação artística com Meaghan Duhamel/Eric Radford.

Justine Dufour-Lapointe

 

A Holanda que foi espetacular em Sochi na patinação de velocidade diminui de 8 ouros na Rússia para 3 no Mundial do esporte. foi de 24 medalhas para 16 este ano.

17 atletas/equipes repetiram neste ano o ouro dos Jogos de Sochi. No esqui alpino, o privilégio foi de Tina Maze no downhill, Anna Fenninger no Super-G e Mikaela Shiffrin no slalom. Martin Fourcade repetiu o ouro na prova individual 20km no biatlo. 3 holandeses na patinação conseguiram o feito, Sven Kramer (5.000m), Jorrit Bergsma (10.000m) e a equipe masculina da perseguição. Nos 5.000m feminino, a checa Martina Sablikova também fez a dobradinha. Completam a lista os 3 no luge da Alemanha, a Vogt nos saltos, a canadense no moguls, a britânica Lizzy Yarnold no skeleton, a equipe feminina da Coreia do Sul no revezamento da patinação de pista curta, o sprint por equipe feminino da Noruega no cross-country e o Canadá no hóquei masculino.

O quadro de medalhas de 2015 ficou assim:

1 Alemanha 13 – 10 – 6 – 29

2 Estados Unidos 12 – 8 – 8 – 28

3 Noruega 12 – 7 – 8 – 27

4 Rússia 8 – 10 – 4 – 22

5 Áustria 7 – 8 – 6 – 21

6 França 6 – 8 – 7 – 21

7 China 5 – 3 – 4 – 12

8 República Checa 4 – 3 – 3 – 10

9 Eslovênia 4 – 2 – 2 – 8

10 Suíça 4 – 1 – 5 – 10

11 Canadá 3 – 11 – 7 – 21

12 Holanda 3 – 8 – 5 – 16

13 Suécia 3 – 5 – 5 – 13

14 Itália 3 – 1 – 8 – 12

15 Coreia do Sul 3 – 1 – 2 – 6

16 Japão 2 – 3 – 3 – 8

17 Austrália 2 – 1 – 1 – 4

18 Grã-Bretanha 1 – 3 – 0 – 4

19 Letônia 1 – 1 – 2 – 4

20 Espanha 1 – 1 – 0 – 2

21 Ucrânia 1 – 0 – 1 – 2

22 Hungria 0 – 2 – 0 – 2

23 Polônia 0 – 1 – 3 – 4

23 Finlândia 0 – 1 – 3 – 4

25 Esováquia 0 – 0 – 2 – 2

26 Bielorrússia 0 – 0 – 1 – 1

26 Cazaquistão 0 – 0 – 1 – 1

Lá para setembro-outubro volto a falar de esportes de inverno na nova temporada!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s