Mundial de Taekwondo – Prévia

Nesta terça se inicia o 5º Mundial de esportes olímpicos do ano. Depois do handebol masculino, ciclismo de pista, tênis de mesa e revezamentos de atletismo (que podemos discutir se vale como mundial ou não), é a vez do Taekwondo. A cidade russa de Chelyabinsk, que recebeu o Mundial de judô no ano passado, agora recebe nada menos que 873 atletas de 139 países, bem mais que o mundial de judô ano passado.

Em Jogos Olímpicos, são apenas 4 provas no masculino e 4 no feminino, mas em Mundiais, são disputadas todas as 8 categorias de cada naipe, totalizando 16 provas. Maior vencedoira da história, a Coreia do Sul deve brigar por medalhas em todas as categorias, e tentará melhoras os 10 pódios e 6 ouros de 2013.

Apesar do Mundial não dar vaga olímpica direta, é a grande competição do ano e dá pontos importantes para o ranking olímpico, que definirá 6 classificados para o Rio-2016

Masculino

Farzan Ashourzadeh de vermelho

Nos 58kg, o iraniano Farzan Ashourzadeh chega como cabeça 1 e está disparado na liderança do ranking mundial, com mais de 300 pontos contra 175 do 2º colocado, o alemão tricampeão europeu Levent Tuncat. Campeão dos Jogos Asiáticos, do campeonato asiático ano passado e da final do Grand Prix no México, Ashourzadeh lidera a fortíssima equipe iraniana no Mundial. O sul-coreano Cha Tae-moon que venceu em 2013 não está no Mundial. Nenhum medalhista do último Mundial está neste, incluindo o brasileiro Guilherme Dias, que não passou pela pesagem na seletiva nacional.

Maior chance da casa no masculino, o russo Alexey Denisenko chega como cabeça 1 nos 68kg. Seus principais adversários são o mexicano Isaac Vazquez e o turco campeão olímpcio em Londres e mundial em 2011 Servet Tazegül.

Aaron Cook de vermelho

Os 80kg contarão com a estreia internacional do Aaron Cook defendendo a Moldávia. Tricampeão europeu (2 pela Grã-Bretanha e 1 vez pela minúscula Ilha de Man, após mudar de nacionalidade após não ter sido escolhido para os jogos de Londres, apesar de ser número 1 do mundn na época), Cook é o principal nome e grande favorito da categoria e busca sua primeira medalha em mundiais. Terceiro do ranking e bronze em 2011, o alemão Tahir Guelec também chega como favorito ao lado do iraniano Mahdi Khoabakhshi.

Campeão olímpico acima de 80kg, o italiano Carlo Molfetta nem é cabeça de chave na categoria 87kg, que tem o uzbeque Jasur Baykuziyev como favorito. Acima de 87kg, Anthony Obame é o cabeça 1. O atleta do Gabão vice campeão olímpico não terá o sul-coreano Dong-min Cha como adversário, fora do Mundial.

Feminino

Lucija Zaninovic de azul

Na categoria até 49kg, a croata Lucija Zaninovic chega como favorita. Bronze em Londres e no úlçtimo mundial, a tricampeã europeia tem cmo grandes adversárias a chinesa campeã olímpica Wu Jingyu, a espanhola vice-campeã olímpica e campeã mundial em 2009 Brigitte Yague e a tailandesa Chanatip Sonkham, também bronze em Londres e atual campeã mundial.

Campeã em Londres em casa, Jade Jones é a queridinha dos britânicos. Cabeça 1 e líder do ranking mundial, ela pode repetir a final olímpica e a do mundial de 2011 com a chinesa Hou Yuzhou, já bicampeã mundial. De olho também na espanho Eva Calvo, cabeça 2 e bronze em 2013.

Atual bicampeã olímpica, a sul-coreana Hwang Kyung-seo é a mulher a ser batida, apesar de não ser cabeça de chave por não competir em eventos internacionais há mais de um ano. A líder do ranking é a sueca Elin Johansson.

Ouro em Londres, a sérvia Milica Mandic é a favorita nos 73kg enquanto a mexicana Briseida Acosta lidera o ranking na categoria acima de 73kg. Nesta prova, a russa Olga Ivanova, que é de Chelyabinsk tenta defender o seu título mundial de 2013 em casa.

Brasileiros

Iris Tang Sing de vermelho

O Brasil mandou 16 atletas para a Rússia, mas chega quase sem chances boas. Bronze no último mundial, Guilherme Dias não competirá como já disse. A maior esperança de medalha é Íris Tang Sing, na categoria mais leve, os 46kg, que não é olímpica. Íris é a cabeça número 3 e vem do título do Aberto de Luxor, no Egito, e do bronze no forte Aberto dos EUA, ambos esse ano. A outra boa chance é no acima de 87kg masculino, com Guilherme Félix, também bronze no Aberto dos EUA. Outra ausência brasileira é o campeão dos Jogos da Juventude na categroia 63kg, Edival Pontes.

Eia a equipe brasileira completa:

Masculino – Venilton Teixeira (54kg), Leonardo Moraes (58kg), Davilani Cunha (63kg), Gustavo Almeida (68kg), Henrique Moura (74kg), André Bilia (80kg), John lee Silva (87kg) e Guilherme Félix (+87kg)

Feminino – Íris Tang Sing (46kg), Talisca Reis (49kg), Alessandra Trevisan (53kg), Josiane Lima (57kg), Júlia Vasconcelos (62kg), Paloma Lima (67kg), Raphaella Galacho (73kg) e Hellorayne Paiva (+73kg)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s